domingo, 27 de maio de 2007

O Boi, a Vaca e a Corrupção Sagrada

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Jorge Serrão

Coincidências são meras anomalias científicas. Não existem!. A Navalha só poderia cortar o pescoço da Gautama durante a Era do Boi, em Brasília. A história explica. Invocando o Sagrado Mestre Google do Universo Virtual, retornamos 2500 anos no passado. Gautama era o nome da família do famoso Buda indiano Siddhārtha (565 A.C.- 486A.C.). O iluminado Buda viveu na cidade de Kapilavastu, na região onde é agora o Nepal. Gautama significa "a melhor vaca".

Coitada! Aqui no Brasil, a vaca (em que os políticos corruptos mamavam) está indo para o brejo. E o Boi assiste a tudo, suando gelado como a cerveja vagabunda que adora tomar. Pode sobrar para ele o cruel destino da generosa vaca da corrupção brasileira. Afinal, “aonde a vaca vai, o boi vai atrás” – conforme ensina a velha canção caipira. Ironia do destino é um empresário baiano, que tem a cara do Charles Bronson, batizar a sua benfeitora empreiteira com um nome sagrado. O generoso Zuleido Veras, que agora insiste no silêncio budista perante a Justiça, tem tudo para seguir junto com muita gente boa para o abate. O Buda explica. Os Bundões de Brasília que se cuidem!

Relata a sempre sábia história que, assim que saiu do ventre de sua mãe Mahamaya, depois de nove meses e 10 dias de gestação no ambiente de uma grande floresta, o Buda deu sete passos, em cada uma das quatro direções. Apontando para o céu, Siddhārtha Gautama soltou uma frase profética para o pessoal corrupto do Governo do Crime Organizado. "Neste Universo, Eu vim para purificar as mentes confusas de todos os seres".

Traduzindo a mensagem nos dias atuais, pode-se concluir que Buda, atualmente, trabalha na Polícia Federal. Siddhārtha é uma junção do sânscrito Siddhi (realização, completude, sucesso, liquidação de um débito) e Artha (alvo, propósito, meta). Pode ser traduzido como "Aquele cujos objetivos são alcançados" ou ainda "Aquele que cumpriu a meta a que se propôs (na sua vida)". Se algum cético duvida da sabedoria atual do Buda, preste atenção na outra frase enigmática do Gautama que não era corrupto: “Tudo que foi criado está sujeito a deteriorar e morrer. Tudo é transitório. Trabalhe sua própria salvação com diligência".

O Buda está absolutamente certo. Seu recado é direto para a turma corrupta lá da Ilha da Fantasia e adjacências. Mas os caras não aprendem. A classe política, que a cada dia se desabilita para o trato da coisa pública no Brasil, pretende criar um mecanismo para dificultar a divulgação de descobertas semelhantes às da Operação Navalha. Os bundões do Congresso pensam em lançar uma proposta de emenda constitucional que impeça o vazamento de investigações em andamento. Sob o falso pretexto de garantir a completa autonomia da Polícia Federal, seriam eliminados os vínculos financeiros e administrativos entre o governo e a PF. O presidente da República continuaria a indicar o superintendente. Mas a nomeação estaria condicionada a uma sabatina no Senado. Só seria aprovado quem fosse amigo dos amigos da Vaca Sagrada da Corrupção Nacional. Muuuuuuuuuuuuu!

Mas o senso de Justiça contra-ataca. Diante dos escândalos de corrupção envolvendo ministros, parlamentares e outras autoridades do governo federal e de estados e municípios, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) vai propor que o Judiciário dê prioridade ao julgamento de processos que envolvam desvios de recursos públicos, fraudes em licitações e réus com direito a foro privilegiado. A proposta, que será encaminhada ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), prevê também a criação de varas especializadas em casos de crime do colarinho branco. De janeiro de 2003 até 17 de maio, foram realizadas 333 ações de impacto e 5.618 prisões pela Polícia Federal. Mas quantos foram ou serão efetivamente punidos?. Eis a questão no País da Vaca Sagrada da Corrupção.

Esta semana complica-se o destino do presidente do Senado, Renan Calheiros. Atropelado por escutas telefônicas e denúncias publicadas pela revista "Veja", o parlamentar alagoano, na opinião dos próprios amigos, vive um momento especialmente delicado. Renan consulta amigos e familiares para definir sua defesa política e jurídica. Na sexta, reportagem mostrou que lobista da empreiteira Mendes Júnior pagou, por dois anos, despesas pessoais do senador. Renan tem a complicada missão de apresentar uma explicação para os recursos, que superam seu salário mensal. A Comissão de Ética discute a vida dele na quarta-feira.

Outro enrolado é o generoso empresário Zuleido Veras. Ontem, o dono da construtora Gautama foi levado algemado ao Superior Tribunal de Justiça. O popular Charles Bronson iria depor no processo que apura uma rede de corrupção envolvendo políticos e empresários. Mas, ao chegar à sala da ministra Eliana Calmon, ficou mudo. Será que o Boi apedeuta comeu a língua dele? Muuuuuuuuuuuuuuu! Deixa para lá! Como diria Machado de Assis, “há coisas que melhor se dizem calando”.

A ministra Calmon gostou tanto do silêncio do inocente que mandou Zuleido de volta à Câmara de Reflexões da carceragem da Polícia Federal. Maria de Fátima Palmeira, apontada como a gerente do esquema, passou mal ao depor e foi atendida por médicos do STJ. Como havia condicionado a liberdade de Fátima ao conteúdo do depoimento de Zuleido, a magistrada também a deixou na cadeia. Os demais funcionários da empreiteira só serão ouvidos amanhã. Apesar de tudo, o clima de leniência e impunidade reina no brejo de Brasília. Dos 49 investigados na Operação Navalha, 40 estão soltos.

O caso envolve o governo Lula até o pescoço que a navalha não corta, só Buda sabe por quê. A leitura das mais de mil páginas, anexos e transcrições telefônicas da Operação Navalha demonstra que os lobistas da empreiteira Gautama atuaram em pelo menos seis ministérios. As pastas são: Minas e Energia, Transportes, Planejamento, Integração Nacional, Cidades e Fazenda. Para a Controladoria Geral da União, havia também acesso privilegiado à Integração Nacional.

Vida que segue, quem deve pedir proteção ao Buda é outro enrolado com empreiteiras de negócios nada sagrados. A Corte Real de Jersey concluiu que "há evidência de que um ou mais membros da família Maluf são culpados de fraude contra a Prefeitura de São Paulo e há suspeitas suficientes de que o dinheiro dessa fraude passou por contas na Suíça e, de lá, para contas em Jersey". Os advogados de Paulo Salim Maluf avaliam que as conclusões da Corte de Jersey são "meras suspeitas". A assessoria de Maluf reafirmou, mais uma vez, que ele "não tem e nunca teve conta no exterior".

Azar dele que os ingleses são uns céticos. O Tribunal de Londres autorizou a liberação dos extratos bancários do deputado Paulo Maluf (PP-SP) para a Justiça brasileira. A prefeitura de São Paulo deve abrir processo por lavagem de dinheiro em Jersey, para repatriar os recursos. A acusação é que o dinheiro teria sido desviado, nos anos 90, nas obras do Túnel Ayrton Senna e da Avenida Água Espraiada (atual Avenida Roberto Marinho). Parêntesis: Doutor Roberto não merecia uma “homenagem” dessas...

Voltando à vaca fria, jornalistas de um programa policial da emissora do Dr Roberto tentam desvendar a identidade secreta do Boi. Têm até uma entrevista gravada, em áudio, para soltar sobre o assunto. A promessa é para o mês de junho. Será cumprida a missão jornalística? Ou, mais uma vez, vai reinar a omissão anti-jornalística.

O Boi já sabe. Pediu socorro ao seu protetor do passado. O velho delegado, amigo dele, prometeu silêncio obsequioso sobre a vergonhoso e verdadeira história do pretenso militante de esquerda que dedurava os companheiros ao DOPS (o Departamento da Ordem Política e Social) da dita-dura (na verdade, “mole” para o Boi). A frase do Gautama (“a melhor vaca”) atormenta o Boi: “Tudo que foi criado está sujeito a deteriorar e morrer. Tudo é transitório. Trabalhe sua própria salvação com diligência". Muuuuuuuuuuu!

Jorge Serrão é jornalista, radialista e publicitário, especialista em Administração Pública e Assuntos Estratégicos. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total (http://alertatotal.blogspot.com)

18 comentários:

Anônimo disse...

Essa historia de corrupção é longa. Nosso Estado, Brasil, até este minuto ainda não conseguiu viver nem um segundo sem esta presença insana, desde 1500. Parece que 507 anos após, ainda temos gente que jurava por Deus nunca se corromper assiste e nada fala. Por que será?

Anônimo disse...

O POVO É UMA ENORME ANACONDA QUE ENGOLIU UM BOI, E AGORA DESCANSA ENTORPECIDA EM DIGESTÃO.

Paulo disse...

Parabens por mais um texto no mínimo esclarecedor. Gostei de "Camara de Reflexões"... Um tríplice e fraternal abraço.

O BRASIL NÃO PERTENCE AO BOI!!! disse...

matadouro

a baba do boi é do boi
o berro do boi é do boi
a dor do boi é do boi
a morte do boi é do boi

mas o boi não é do boi
o carro de boi não é do boi
a bosta de boi não é do boi
a língua de boi não é do boi
a costela de boi não é do boi
o chifre de boi não é do boi
o couro de boi não é do boi
a carne de boi não é do boi

não é do boi o bumba-meu-boi

quase nada do boi é do boi
quase tudo do boi é do homem
e o que é do homem o bicho não come


Celso Borges

Anônimo disse...

Caro Serrão,

infelizmente não vejo outra saída para o nosso Brasil, que não seja uma "nova revolução" contra essa corja política. Os homens de bem, os patriotas, os militares machos desse país... Onde estão ? Não agüento mais tanto escândalo, tanta dissimulação e tanta cara-de-pau. O Agente Público envolvido em
atos de improbidade administrativa, deveria ter sua "punição" exemplar. Acontece justamente o contrário ! Devido a todas as brechas de nossa legislação penal e processual penal, os processos arrastam-se e os ímprobos continuam em seus assaltos aos cofres públicos. Só os fuzis poderão dar jeito nisso a curto prazo. Brasil acima de tudo
!
Centurião ADIPT.

Anônimo disse...

Serrão.. Já deixou de ser corrupção. O que existe é um assalto aberto, descarado ao moribundo aparelho do estado. São os abutres fazendo a festa sobre a carniça. Resta saber o que vai acontecer quando as pessoas ficarem conscientes de que não há futuro mais.

DEUS EX MACHINA

BASTILHA disse...

Carlos Vendramini

quando o povão, já exausto, se cansar disso,
pararemos de ver triunfar as nulidades,
veremos então trinfar um regime de FORCA!!

NÃO É LINDO???????????? disse...

Renan mostrará suas provas amanhã às 16h
O presidente do Senado, Renan Calheiros, ocupará a tribuna nesta segunda-feira, às 16h, para responder à reportagem da revista Veja, que acusa a construtora Mendes Júnior de pagar, em seu nome, uma pensão mensal de R$ 16,5 mil à jornalista Monica Velozo, com quem se relacionou e gerou uma menina, hoje com três anos de idade. Os pagamentos eram feitos por Cláudio Gontijo, representante da construtora em Brasília e amigo de Calheiros há décadas. Tanto a construtora quanto Gontijo já negaram serem a origem do dinheiro. O senador lamentará, em seu discurso, a exposição de um drama pessoal, que já causou muito sofrimento a sua própria família, e exibirá muitos documentos, a começar pela própria declaração de imposto de renda, onde constam os "rendimentos agropecuários" (superiores a R$ 450 mil, em 2006) que ele mencionou à revista para demonstrar que recebe bem mais que os R$ 12,7 mil do salário de senador. Outros comprovantes importantes de suas alegações são os recibos dos saques de dinheiro, de sua conta, para complementar a ajuda financeira que fazia chegar à jornalista, mãe de sua filha. Ele demonstrará também que paga pensão mensal de R$ 3 mil à garota, por meio de sua mãe, desde 2005, descontados dos seus vencimentos. Entre os documentos a serem apresentados há até recibos assinados pela jornalista e por seu advogado, da contribuição financeira do pai para um fundo destinado a custear a educação da filha, além de comprovante de pagamento adiantado de um ano do aluguel do apartamento da jornalista. Diante de uma ação movida pela mãe da menina, Calheiros se antecipou a qualquer determinação judicial e não apenas a reconheceu como filha, por meio de escritura pública registrada em cartório, como passou a descontar R$ 3 mil dos seus vencimentos a título de pensão.

Anônimo disse...

Mesmo que Calheiros apresente os papéis a respeito do caso específico de usa filha com a senhora jornalista. Isso se trata apenas de um dos pontos a serem esclarecidos, certo? Como o embrulho todo contempla outros itens, então creio que não adianta ficar a apresentar justificativas a respeito de casos específicos, teria que se justificar perante a totalidade daquilo que pesa contra o senador.

Anônimo disse...

Bastilha

Pensando cá com os meus botões. Sabendo que o interesse do Boi-Apedeuta é a implantação de um regime totalitário de inspiração nazicomunofascista, então temos que estão os colaboradores do Boi-Apedeuta a pilhar o estado quase morto. "Essagente" que está a pilhar o moribundo ex-estado brasileiro, são aqueles que irão compor a "novaclasse" no "admirávelmundonovo" arquitetado pelos nazicomunofascistas que puxam as cordinhas que fazem o boneco conhecido como Boi-Apedeuta andar como gente, se mexer como gente, e coisas assim. Só ainda não sei quem é o ventríloquo que usa o boneco do Boi-Apedeuta pra fazer uso da verborragia tosca já conhecida que sai das entranhas do Chuck - boneco assassino - de Brasília.

Resumindo, a ordem é essa: pilhem o moribundo até não sobrar mais nada. VocÊs serão a "classedominante" na sociedade sem classes nazicomunofascista. Poxa!!! Mas a sociedade não era sem classes??? HAHAAHHAHAHAH.. Sem classe pra raia miúda apenas. Para os apaniguados, certamente com muita classe: muito uísque do bom, vinho, charuto, etc.

Os cidadão normais e os trouxas que sustentam esse governo vão é dançar direitinho. Me incluo entre os que vão dançar.

BASTILHA disse...

Transformaram a terra de nossos honrados antepassados, num pântano moral.

TÁ NA HORA

POVO ÀS RUAS

Pátria Limpa disse...

Mais uma das inteligentes e esclarecedoras crônicas de Jorge Serrão. Pena que apesar dos fatos serem estarrecedores, o nosso judiciário assim como todo o gado, está cagando e andando, para eles a preocupação também é grande pois a podridão também bate nas togas. Nas monções de Brasília, a lama tudo invade, as tortas de vaca à todos impregna, e o mal cheiro sob rampas, invade gabinetes, nauseabunda os plenários. Salve Jorge, com suas dignas palavras o nosso pensamento nacional, Obrigado. Pátria Limpa.

MUUUUUUU disse...

Caro Serrão

como já deves ter notado, aumenta a visitação ao blog, quando abordas temas mal explicados, como esse do BOI.

Permita-me sugerir, insistir no assunto até a exaustão, não obstante, ainda há muito a ser esclarecido sobre outros rumores como algumas relações extra-instituicionais do malfadado BOI.
captou?

JOSÉ disse...

Boa noite Serrão.
Com tantos comentários excelentes, pouco tenho a acrescentar.
Por falar em Buda, vai aí uma frase dele.
"Tudo o que nasceu vai morrer, tudo o que foi reunido será espalhado, tudo o que foi acumulado terá fim, tudo o que foi construído será derrubado, e o que esteve nas alturas será rebaixado".
Ao anônimo que pergunta onde estão os homens de bem, etc. estão se preparando! Há 43 anos atrás não havia tanta tecnologia e, “aconteceu”!
Vendramini,gostei do “nazicomunofascista”.
O APEDEUTA DESLUMBRADO MOR se achando o “rei da cocada preta”.
Um grande abraço Serrão.

SARGENTO DA MARINHA disse...

Os Militares Macho desse País, hoje estão com 70, 80 anos. O que temos hoje são militares como este descrevo abaixo.

"As vezes acho que as pessoas acham ou nos tratam como idiotas, imbecis.

1º) Gostaria que alguém me provasse e me explicasse, que deixar de investir nos equipamentos de controle aéreo não oferecem risco a segurança da navegação aérea. Me digam como?

2º) Oque é incrementar? se não desenvolver! Se não há problemas com o sistema para quê incrementar? Deve ser por isso que as verbas vinham sendo cortadas, pois não havia necessidade de melhorar a segurança, só incrementar o sistema!

Eu noto infelizmente na fala do brigadeiro Ramon Borges Cardoso, um único obejetivo no seu depoimento, que é o de incriminar os controladores, oque é praxe nas FFAA, pois se seja, no Exército na Marinha ou na Aéronautica, procura-se apenas um culpado, punir alguém, e não resolver o problema.

Ninguém está procurando resolver os problemas e com isso, nada impede que outra tragédia venha a acontecer novamente e certamente acontecerá se nada de concreto for feito.

Vemos a aviação comercial crescendo rápidamente, porém, não vemos na mesma proporção, melhorarem os equipamentos dos controledores, seu adestramento e a quantidade de formandos, fato esse que faz com que tenha aumentado a sua carga de trabalho e o fator de stresse.

Conheço muito bem esses Oficiais Generais, só estão preocupados com cargos e promoções e as praças que se explodam.

Tem coragem de vir a público destruir os seus próprios militares, imagine o que seria de vós Brasileiros, com homens como esses no poder.

Oquê pode esperar o BRASIL de Generais como essse?

BRASIL acorde!! Não espere mais nada deles pois nada podem fazer.

Eles só cumprem ordens,não importa de quem, se é corrupto, ladrão, para eles não importa.

São muito fáceis de serem manobrados como vem sendo ao longo dos anos.

O que o Exército fez com o Coronel Brilhante Ustra, vai ficar na história da covardia e omissão dessa Força.

Força Homens de Bem, militares, cidadãos precisamos reagir contra essas injustiça, estamos sendo usados como boi de piranha, enquantos as coisa estão acontecendo embaixo do nossos nariz."

Polícia Federal - Parabéns!!!

Alberto Mendes Jr disse...

Serrão,
o que haveria na decoração desta Câmara das Reflexões?

parabéns pela abordagem,
abraço,
Alberto Mendes Jr

Anônimo disse...

Esta é uma pratica antiga de superfaturar obras publicas onde muitos já se beneficiaram a novidade vai ser quando deixarem de praticar estas praticas de indecência com o dinheiro publico dadas para as novas obras que pertence a nação !

ricardo antonio filgueiras

Antonio Donizete disse...

Parabens.
É aprimeira vez que leio um artigo seu, adorei, continuarei lendo.