sexta-feira, 18 de maio de 2007

Senado pode cobrar explicações sobre como o Hospital do Exército é vítima do chamado “Cartel do Oxigênio”

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o novo podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal
No ar às 11h 15min

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Não bastasse ter de agüentar o corte orçamentário de até 38% imposto pelo governo de seu Comandante em Chefe Lula da Silva, o General Enzo Martins Peri ainda corre o risco de ser convocado pelo Senado a explicar como o Exército, por ele comandado, continua sendo vítima do chamado “cartel do oxigênio”. Pelo menos dois senadores pensam em amplificar as denúncias do professor de matemática João Batista Pereira Vinhosa, da pequena cidade de Itaperuna, no Noroeste do Estado do Rio de Janeiro, que provou ao Tribunal de Contas da União como o Hospital Central do Exército fora vítima da compra de gases a preços superfaturados.

O TCU, em sessão realizada em 05 de julho de 2006, considerou procedente a denúncia do cidadão João Batista e calculou em R$ 6.618.085,28 o valor a ser devolvido aos cofres públicos pela White Martins. Vinhosa também já denunciou que a empresa transnacional, alvo de processos por formação de cartel no CADE (Conselho de Defesa Econômica), foi aceita como sócia da Petrobrás. Vinhosa enviou ontem uma carta ao Diretor-Geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), reclamando que “de maneira clara e com termos precisos, demonstrou que o procedimento omisso do Exército Brasileiro diante do caso era absolutamente inaceitável”.

Vinhosa não aceita os argumentos do Exército, “levando a sociedade a concluir que toda a culpa do audacioso ataque aos cofres do HCE era dos oficiais que administravam o hospital e não da empresa transnacional”. O professor detona: “Na realidade, o HCE havia sido vítima do implacável “Cartel do Oxigênio”. Os administradores do HCE poderiam até ter culpas menores no caso, porém, é certo que, diante de uma ação combinada dos fornecedores, eles pouco poderiam fazer para diminuir a roubalheira. Expliquei o óbvio: numa licitação pública na qual os fornecedores fazem acordo para fraudar o caráter competitivo da disputa, a colaboração do administrador corrupto nem mesmo é aceita. Nesses casos, os escroques repelem os corruptos achacadores Acontece que, até hoje, a beneficiária do ato de rapinagem não foi sequer incomodada”.

Por todas as suas denúncias, João Batista Vinhosa ainda é processado pela White Martins.

Onde está a Inteligência?

O autor das denúncias que produziram a condenação da White Martins pelo Tribunal de Contas da União, o professor de matemática João Batista Vinhosa, enviou ontem uma carta ao diretor Geral da Agência Brasileira de Inteligência, Márcio Paulo Buzanelli, lembrando que a ABIN também foi vítima do cartel do oxigênio:

“Senhor Diretor, não poderia deixar de lembrar que nosso Órgão Máximo de Inteligência também foi lesado de maneira desmoralizante pela audaciosa White Martins: ela usou de documentos enganosos para tornar inexigível uma licitação e, na condição fornecedora exclusiva, superfaturou gananciosamente contra o Órgão que tem poderes especiais para fiscalizar outros órgãos.Denunciei o incrível ato delituoso praticado pela notória espoliadora dos cofres públicos ao Ministério Público Federal, originando o Processo nº. 2001.34.00.033944-5, em andamento na 13ª. Vara Federal da Seção Judiciária do Distrito Federal”.

Vinhosa denuncia que “o mais impressionante nesta extraordinária história de safadeza é que “extraviaram” o processo licitatório fraudulento nas dependências de nosso Órgão de Inteligência. Mais impressionante ainda: em sua defesa, a destemida White Martins alegou que, diante do sumiço do processo, ela não poderia ser condenada. Porém, os pilantras deram azar: o Ministério Público aceitou as cópias que eu havia xerocado antes do sintomático extravio do processo”.

Fica, Chefão!

Os chefes do narcovarejo, presos no presídio de segurança máxima em Catanduvas, não voltarão ao Rio de Janeiro.

O Tribunal de Justiça concedeu liminar determinando a permanência dos bandidos no Paraná.

Navalhando corruptos

O ex-governador do Maranhão José Reinaldo Tavares, prefeitos, deputado e ex-deputado, secretários, parentes de políticos, funcionários públicos e até o assessor do ministro das Minas e Energia, Silas Rondeau, estão entre os ilustres homens públicos presos pela Operação Navalha, da Polícia Federal.

Entre os detidos estão o presidente do BRB, Roberto Guimarães, por tráfico de influência quando era consultor financeiro do Maranhão, e o deputado Distrito Pedro Passos (PMDB). Também foi preso o ex-governador do Maranhão, José Reinaldo Tavares (PSB).

A lista também inclui Ivo Almeida Costa, assessor especial do ministro das Minas e Energia; Flávio José Pin, superintendente da Caixa Econômica Federal, em Brasília; os prefeitos de Camaçari (BA), Luiz Carlos Caetano (PT), e de Sinop (MT); o secretário de Infra-estrutura da Bahia, Iran Ferreira, o diretor do Detran de Alagoas, Márcio Fidelson Menezes Gomes, e o empresário Zuleido Soares Veras, dono da Construtora Gautama.

A ação da PF mobilizou 400 homens, em nove estados e no Distrito Federal, para desmontar um esquema de fraude em licitações e desvio de recursos federais.

A quadrilha desviou mais de R$ 100 milhões em apenas um ano e já estava pronta para manipular obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Fraudes por empreitada

A Construtora Gautama, com sede em São Paulo e Salvador, comandava o esquema de suborno e propinas para destinar as verbas para obras de interesse da quadrilha.

Presidida por Zuleido Soares Veras, também preso, a empreiteira funcionava como QG da organização criminosa, que tinha ramificações em nove Estados e era capaz de interferir em todas as etapas de uma obra, da aprovação do projeto à liberação dos pagamentos.

Cerca de 20 pessoas ligadas a Gautama figuram entre os 47 presos.

A empresa consta da lista de doadores de campanhas de vários políticos.

Ironia da prisão

O centro operacional da quadrilha desmontada pela Polícia Federal, a empreiteira Gautama já tinha prestado serviços à própria PF.

A Guatama construiu a sede da instituição em São Paulo.

Pela obra na PF recebeu R$ 41 milhões e 600 mil reais.

Prestando contas aos financiadores?

A prestação de contas anual do PT, entregue no início do mês ao Tribunal Superior Eleitoral, revela que as empreiteiras repassaram R$ 12 milhões 470 mil reais para os cofres do partido em 2006.

Apenas a Andrade Gutierrez colaborou com metade das doações de construtoras, com R$ 6 milhões 400 mil reais.

Campeã de doações ao PT, a Andrade Gutierrez tem contratos com o governo federal para obras nas áreas de energia, rodovias, transporte urbano, portos e aeroportos.

Os sempre generosos empreiteiros colaboraram mais que os lucrativos bancos, que só doaram a merreca de R$ 8 milhões 800 mil reais.

Meras coincidências

O vice-campeão de bondades é o Banco Santander, com R$ 3 milhões 230 mil reais doados ao PT.

Só pode ser coincidência que, no início do segundo mandato, dois dos executivos do Santander tenham sido recrutados para formar o time do Poderoso Lula.

O ex-diretor de Assuntos Corporativos, Miguel Jorge, virou ministro do Desenvolvimento – por indicação pessoal de ninguém menos que o senador Antônio Carlos Magalhães (DEM-BA).

E o ex-vice-presidente do Santander, Mário Torós, foi para uma diretoria do Banco Central.

Marta rejeitada

O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo rejeitou as contas de campanha apresentadas pela atual ministra do Turismo, Marta Suplicy (PT), em 2004, quando ela disputou a reeleição para a Prefeitura de São Paulo.

Os juízes do TRE-SP concluíram, por unanimidade, que Marta omitiu doações e recibos eleitorais em sua prestação de contas.

A ex-prefeita deixou de declarar recursos que foram arrecadados por meio de um comitê financeiro central, comandado pelo PT, e agora terá de recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral para não ficar inelegível.

Mistério dos números

O TRE concluiu que a maior parte dos recursos da campanha de Marta saiu da conta do comitê petista, que se encarregava também da arrecadação de fundos para candidatos a vereador que disputaram a eleição de 2004.

No total, segundo o TRE, o comitê petista levantou R$ 16 milhões, sendo R$ 3 milhões arrecadados em dois jantares organizados em nome da campanha de Marta.

O problema é que Marta Suplicy só declarou R$ 220 mil na prestação de contas individual encaminhada à Justiça Eleitoral.

Doadores ocultos

A campanha presidencial do PT, em 2006, também registra um grande número de "doadores ocultos", segundo revelou o Tribunal Superior Eleitoral.

Empresas usam uma brecha na lei para repassar dinheiro ao partido em vez de darem diretamente ao candidato.

Depois que recebe a grana em seu caixa único, o PT transfere o recurso à campanha.

Crime que compensa

São duas as vantagens para as empresas que usam esse artifício de doação eleitoral oculta.

Primeiro, evitam ter a doação "carimbada" para um candidato específico do partido.

Segundo, dão um drible do boi na legislação, que estipula um teto para doações eleitorais de 2% do faturamento bruto do ano anterior ao pleito.

Tal teto não existe para doações ao partido.

Salvo pelo gongo

O Conselho de Ética da Câmara arquivou ontem, por decisão unânime, a representação do PT do B contra o deputado Raul Jungmann (PPS-PE).

O partido pedia a cassação do mandato do parlamentar devido à acusação que pesa contra ele de participação num suposto desvio de R$ 33 milhões do Ministério do Desenvolvimento Agrário de 1998 a 2002 - período em que Jungmann era ministro de FHC.

O relator do caso no conselho, deputado José Eduardo Martins Cardozo (PT-SP), alegou que Jungmann não poderia ser punido pela Câmara, já que as acusações são referentes a um período em que não era deputado - e assim não estaria caracterizada a quebra de decoro parlamentar.

As acusações contra Jungmann foram feitas pelo Ministério Público do Distrito Federal, mas o processo judicial está parado, pois a defesa do deputado pediu que ele seja analisado no Supremo Tribunal Federal (STF), por se tratar de ação contra um parlamentar.

“Nacionalismo” Lulista

O Poderoso Lula da Silva pregou ontem que o Brasil não pode ter medo de dizer que é "nacionalista" quando concede auxílio a empresas afetadas pela valorização do real.

Em discurso na reunião de ontem do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), Lula comentou que o País vive hoje uma situação de um "excesso de dólares", e o governo tem que se preocupar com as empresas brasileiras que, por causa da desvalorização do dólar, têm dificuldades para competir no Exterior.

Lula observou que o governo tem aplicado políticas para ajudar essas empresas, mas argumentou que é preciso também convencer os empresários a investirem em inovação tecnológica.

Jogo de cena

Há quem jure, no Planalto, que a tal reforma trabalhista, que o poderoso Lula da Silva ameaça deflagrar, não seja apenas mais uma jogada de pirotecnia política, lançando um factóide para, na verdade, investir em outro projeto muito mais danoso à sociedade.

Lula começou a defender alterações em leis trabalhistas, datadas de 1943, quando Getúlio Vargas comandava o Estado Novo.

Agora, no Novíssimo Estado de Lula, as mudanças em gestação só não podem ferir direitos dos trabalhadores sob pena de o Planalto ver desaparecer o apoio das centrais sindicais e dos partidos aliados como o PTB e o PDT.

Papo dele

O Poderoso Lula avisou ontem a "peãozada" e os "caras" dos sindicatos que vai iniciar os debates sobre uma reforma trabalhista.

Lula jura que não pretende cortar direitos dos trabalhadores.

Quer apenas mudar a CLT para garantir trabalho a um "exército" de jovens de 15 a 24 anos.

Perdas Internacionais

Os juros altos no Brasil fizeram explodir o ingresso de capital estrangeiro para aplicação em títulos de renda fixa.

Mas a notícia não merece comemoração dos brasileiros.

De janeiro de 2006 a março de 2007, essa lucrativa aplicação registrou uma diferença de US$ 14 bilhões e 500 mil entre o montante que veio do exterior e o que saiu, depois, do País.

Os estrangeiros se beneficiam da diferença entre os juros brasileiros e as taxas internacionais.

Agendinha dos banqueiros

No próximo dia 25, executivos dos bancos centrais de países do Mercosul se reunirão no Paraguai.

Vão discutir temas delicados como a criação de uma moeda única entre Brasil e Argentina.

E será apresentado estudo para formar um fundo de reservas que libere recursos dos países para socorrer os vizinhos no caso de ataque especulativo e crise de liquidez.

Maldito recorde

No País que tem uma das maiores cargas tributárias do mundo, a Super Receita Federal do Brasil comemorou ontem mais um recorde.

A arrecadação de abril somou R$ 37,071 bilhões em impostos e contribuições.

Descontada a inflação, o valor é 12,64% maior que o registrado em igual período do ano passado.

No ano, a Receita já arrecadou R$ 136 bilhões e 219 milhões de reais.

TV BLOGO

Em Portugal, não é piada, é muito sério, surge uma grande novidade na Internet.

Criada por Diogo Sousa, surge a TV Blobo, definido como “um canal televisivo que pretende constituir uma lufada de ar fresco no panorama audiovisual nacional”.

O ponto alto é o charme da apresentadora lusitana - fruto da mais avançada tecnologia de inteligência artificial.

Seu objetivo: “Enquanto os jornalistas criticam os políticos e os bloggers criticam os jornalistas e políticos, a TV Blogo vai criticá-los a todos por igual – políticos, jornalistas e bloggers. De um lado, políticos competentes, jornalistas honestos e bloggers inteligentes. E, do outro, políticos corruptos, jornalistas venais e bloggers idiotas (yes Lidador, I'm also talking to you)”.

Para ver a nova tevê basta acessar o excelente http://citadino.blogspot.com/

Culpa da Namorada

Pouco mais de um mês após o início da polêmica sobre a promoção de sua namorada no Banco Mundial (Bird), o presidente Paul Wolfowitz, se viu obrigado a confirmar que deixará o cargo no dia 30 de junho.

Wolfowitz assumiu o cargo em junho de 2005 e será o presidente que ficará menos tempo na liderança da instituição, nos últimos 60 anos.

O BIRD é um dos braços da Oligarquia Financeira Transnacional que provoca os endividamentos e apóia projetos inúteis, mal executados ou cheios de esquemas de corrupção nos países do Terceiro Mundo, como o Brasil.

Promessa de campanha é dívida...

A jovem e linda Tanja Derveaux, candidata ao Senado da Bélgica, estremece o mundo virtual com sua ousada e inusitada promessa de campanha.

Estudante de marketing e integrante do partido NEE (“Não” em holandês, que prega o voto de protesto), a mocinha prometeu fazer sexo oral nos 40 mil inscritos em sua campanha eleitoral na Internet.

Depois de eleita, a candidata pretende visitar cada um dos cadastrados, dentro ou fora da Bélgica, gastando, mais ou menos, 500 dias para completar sua “promessa de campanha” e agradecer o apoio.

Sucesso na Web

Por causa da promessa da política Tanja, o website do NEE é atualmente o portal político mais visitado do mundo, acima da página da Casa Branca e do Partido Trabalhista britânico.

Tudo por que a candidata ao senado aparece seminua ou nua na campanha do NEE com asas de anjo e prometendo 400 mil "jobs" (empregos), parodiando a oferta do partido do primeiro-ministro, Guy Verhofstadt, de criar 200 mil empregos.

Como Tanja passou a receber centenas de e-mails de homens achando que ela oferecia "blowjobs" (felação, em inglês) ao invés dos "jobs" (empregos), a candidata encarou a idéia com bons olhos e lançou a ousada proposta ao eleitorado.

Para ver a campanha de Tanjia é só acessar: www.nee-antwerpen.be/

Grande Paradoxo Lulista

De Mara Montezuma Assaf recebemos, via Internet, o grande paradoxo do governo do Poderoso Luiz Inácio:

"O IBAMA proíbe a confecção de bolsas com couro de jacaré, mas nenhum órgão reprime a confecção da Bolsa Família com o couro da classe média".

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

6 comentários:

PF DESCONTENTE!!!! disse...

PF está descontente. Muito descontente. Um pedaço dela, lá na Bahia, esta em greve por tempo indeterminado. Por quê? Em fevereiro do ano passado, Bastos negociou um reajuste de 70% para os policiais federais, dividido em duas parcelas de 35%. A primeira saiu; a segunda, ninguém viu. Greve justa? Não existe greve justa de servidor público — nem que seja contra o governo Lula. Pois bem, a polícia está mesmo chateada. Outro que não parecia feliz era o ministro das Relações Institucionais, Mares Guia. Muita gente da base governista envolvida nas prisões.

Vejam só: há muita gente graúda que caiu vítima da navalha — ou amigo de graúdos: Renan Calheiros e José Sarney são os mais evidentes (além de um ex-governador de Estado), mas isso ainda está longe de ser a nata do poder. Ainda que, desta feita, esta ação resulte em processos juridicamente perfeitos para manter eventuais ladrões na cadeia, é necessário dizer: são peixes relativamente pequenos. E me parece que estão servindo como um misto de exemplo e ameaça. Este blog apurou que há muita gente um tanto assustada dentro do próprio governo. E há quem defenda que se conceda logo a outra metade do reajuste que fora prometida.



REINALDO AZEVEDO

Anônimo disse...

EMPREGOS FORMAIS CRESCEM 31,4% E É RECORD EM ABRIL
A geração de empregos formais atingiu nível recorde mensal em abril, somando 301.991, o que representa um aumento de 31,3% sobre os 279.8º3 gerados em igual mês de 2006.É o maior resultado da série histórica do Cadastro Geral de empregados e desempregados(Caged) do Ministério do Trabalho, iniciada em 1992.Na comparação com março deste ano, a alta foi de 1,08%.”Esse resultado está associado à cadeia produtiva de agronegócios, ao ambiente favorável para os negócios pela continuidade da queda dos juros e ás boas perspectivas decorrentes do anúncio das obras nos setores de infra estrura e é um sinal claro da recuperação da expansão econômica, com os primeiros reflexos do Programa de Aceleração do Crescimento(PAC)
(O Globo- 18/03/2007)

A policia federal do governo Lula está cada vez melhor.
O Brasil está também melhor a inflação baixíssima, o dolar despencando, o menor risco brasil dos últimos 30 anos, a taxa de juros caindo mês a mês, auto-suficiência em petróleo, as maiores exportações de produtos brasileiros, o salário mínimo satisfatório, os preços no supermercado estabilizados, o presidente Lula com a maior taxa de popularidade, com maioria no congresso, sendo o seu o 2 maior partido do Brasil, não precisamos de criticas da oposição, que ao inves de construir quer derruba- lo . Para finalizar desenvolvemos o biodiesel(etanol) que será a maior fonte energética...não é para ficarmos satisfeitos?

p.s. COMO EU POSSO SER CONTRA O GOVERNO LULA?

Anônimo disse...

Realmente os empresários brasileiros são muito tolerantes com os governantes. Aceitam qualquer coisa que lhes digam. Vejam só, nosso presidente diz que “os empresários devem investir em inovação tecnológica”. O que os empresários devem dizer,sim, ao presidente, que diminua o tamanho do Estado brasileiro, quando então, a carga tributária poderá ser reduzida substancialmente, aí sim nossos empresários podem competir com o dólar baixo.

GRUPO GUARARAPES disse...

PAÍS DE JOELHOS, SEM HOMENS E SEM LEIS...

PAÍS DO BANG BANG

VIVA IDI AMINLULÁ!!!


http://www.youtube.com/watch?v=pbTe4SSVvzI

Gabriela Bruno Borges disse...

”FALSA DEMOCRACIA”

O que assistimos em nossos dias atuais, pouco difere dos anos de 1964. Naqueles dias tenebrosos, o Brasil era comandado por Generais, Almirantes e Brigadeiros, os quais ditavam tudo e a todos, fossem militares ou civis, claro, isso tudo sem o voto do povo e à revelia, pois era uma Ditadura Militar e fim de conversa! Passados cerca de quatro décadas, hoje o Brasil é comandado por um Governo Civil, eleito pelo povo jactando-se como democrático. Porém, além de corrupto corruptor, mesmo assim consegue atrair e cativar parceria com os atuais Comandantes Militares, para novamente numa atroz perseguição muito semelhante ou até pior do que a dos anos do “Regime de Exceção”, para restabelecer a 2ª fase da Ditadura, porém desta vez civil, numa infeliz macabra e diabólica coincidência.




Nos anos de chumbo durante a Ditadura Militar em comparação com a atual Ditadura Branca, muitas coisas são semelhantes. Em 12 de Outubro de 1964 pela famigerada “Portaria 1.104 /Gm3, embasada pelos ditames do “Ofício Reservado nº. 4”, de 04 de Setembro de 1964, e ainda pelo “Boletim Reservado nº. 21” de 11 de Maio de 1965, editados pelo o Ministro da Aeronáutica, os jovens Praças e Cabos da ativa, e os que ainda sequer haviam incorporados, foram sentenciados inescrupulosamente pela primeira vez como suspeitos de subversivos, e reforçado pelo o pior Ato Institucional da história deste País, O “AI-5”, foram presos, espancados e torturados desumanamente até a morte, e aqueles que continuavam vivos ficavam submetidos a pesados treinamentos nos exercícios militares, como se estivesse no “REGIME DE ESCRAVIDÃO”, e após completarem oito anos de serviço prestados a Pátria, eram covardemente expulsos do quadro da Força Aérea Brasileira, como “SUBERSSIVOS DE FUNDO COMUNISTA” e banidos da Corporação sem direito a nada. Onde estar as nossas autoridades políticas do Brasil para cumprir com justiça a Lei 10.559/2002, e anistiar os Idosos Ex Cabos da FAB, punidos injustamente em todo o período da Ditadura Militar?

Anônimo disse...

Gostei muito do seu Blogger e vou ajudá-lo com divulgação, é um ato patriota este seu de denunciar as irregularidades para as quais a tv não pode publicar (medo e interesse)Parabéns continue assim !!! Danillo Pires