sábado, 12 de maio de 2007

Sob o Velho Tacão

Edição de Artigos de Sábado do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Márcio Accioly

O continente sul-americano não deu certo, de acordo com alguns considerados estudiosos e pensadores de nossa cena política, porque espanhóis e portugueses aqui vieram com o intuito apenas de “conquistar tesouros legendários” e arrasar civilizações indígenas (astecas, incas e maias).

Essa mentalidade, introjetada na cachola dos descendentes, criou dicotomia paradoxal que inferniza, em tempo dito moderno, a vida dos que trabalham, pagam impostos e observam de forma passiva os dirigentes entregarem nossos recursos naturais, com a velha espinha curva de sempre. Recebendo quinquilharias por fora.

Veja-se o caso do Brasil: optou-se por transformar o país num bordel. Os meios de comunicação, capitaneados pela Rede Globo, têm desempenhado com perícia tal função. Destrói-se povo de talento incomum, numa terra de fartura incomparável.

Paralelamente, persiste a idéia de superioridade daqueles de países do chamado primeiro mundo, enquanto nossa educação é negligenciada e nos valemos de sistema de cotas para colocar negros, pardos, mulatos e índios na universidade. A purgação de pecados não remidos. Dia virá em que os diplomas serão concedidos no nascimento.

Em 1968, esquecida CPI, “sobre a venda de terras brasileiras a pessoas físicas ou jurídicas estrangeiras”, constatou casos de negociação de áreas de vinte milhões de hectares, “de maneira tão curiosa que formam um cordão para isolar a Amazônia do resto do Brasil”. Aqui, vê-se tudo, mas não se aplicam medidas que a situação exige.

Acontece, desde há muito, o roubo de nossas riquezas minerais, culminando, por último, na demarcação de terras indígenas como a imensa reserva Raposa/Serra do Sol, em Roraima, iniciada na gestão FHC (1995-2003). Ela nasceu através de portaria assinada por seu então ministro da Justiça, Renan Calheiros.

Portaria essa que se cumpriu na gestão Dom Luiz Inácio (PT-SP), depois de este confessar estar recebendo insuportável pressão internacional para que assim procedesse. Diria a Ottomar de Sousa Pinto, governador de Roraima, estar de “saco cheio”.

Somos carentes porque detemos vastas riquezas, eis outro paradoxo! “Não se pode fabricar aviões sem alumínio, e não se pode fabricar alumínio sem bauxita”. Os Estados Unidos estão no final de suas reservas de bauxita. Levam as nossas.

Depois de ter assumido o poder, no golpe militar de 64, o marechal Castello Branco cedeu as jazidas de ferro do vale do Paraopeba (PA) a Hanna Mining Co.

Antes dele, o presidente democraticamente eleito, Marechal Eurico Gaspar Dutra (1946-51), entregou a Bethlehem Steel “os quarenta milhões de toneladas de manganês do Estado do Amapá”. Dutra foi uma catástrofe para o Brasil.

No jornal O Globo do último domingo (06), o maior entreguista que este país já teve, FHC (1995-2003), escreveu artigo sob o título “Um Brasil Melhor”, onde disse, entre outras baboseiras, que “devemos ser contemporâneos do século XXI e não do passado, reconstruindo no imaginário coletivo a crença em um futuro melhor”.

Depois de ter doado a Vale do Rio Doce, passando oito anos na Presidência da República à custa da compra de votos parlamentares (numa administração que desnacionalizou a economia em 78%), FHC se acha no direito de emitir opinião, quando deveria estar preso por crime de lesa-pátria.

Os brasileiros se encontram metidos numa encruzilhada, pois submetidos à idéia de ancestrais saqueadores que se sentiam superiores numa terra que entendiam habitada por “bárbaros”. O problema é que o sentimento de inferioridade permaneceu nos que ficaram e o saque da colônia continua a todo vapor. Não há como encontrar saída.

Márcio Accioly é Jornalista.

14 comentários:

Anônimo disse...

DEMOCRATAS VÃO À JUSTIÇA CONTRA VENDA DE REFINARIAS


O vice-líder dos Democratas José Carlos Aleluia (BA) decidiu interpelar o governo Lula pela venda de duas refinarias da estatal ao governo da Bolívia por um preço pouco maior do que 50% do valor de mercado. “Essa negociata é uma afronta aos interesses nacionais. Decisão que deveria passar pelo crivo técnico é tomada de forma política e ideológica atingindo a Petrobras e os seus acionistas”, declarou, depois de uma conversa com o presidente dos Democratas, Rodrigo Maia (RJ). O governo boliviano considerou a aquisição das refinarias Guillermo Eder Bell e Gualberto Villaroel “um negócio da China”. E vai pagar à prestação ou em permuta, por gás, segundo o ministro de Minas e Energia do Brasil, Silas Rondeau. Para Aleluia, Lula dá mais uma demonstração de que não está à altura de presidir o Brasil.

Anônimo disse...

Alem do lixo televisivo que são as nossas tvs abertas, o nosso MULA-MÓR plantonista pretende criar com a assessoria oportunista dO franklin martins mais um expediente para desinformar ainda mais a grande parcela desinformada do povo deste país.

Esta mais do que evidenciado que estes dois oportunistas, estarão criando mais uma empresa pública para acomodar a grande cambada de parasitas do dinheiro público oriundos da seita pela qual este apedeuta-mor é o seu presidente de honra(se ainda o é), e principalmente para torná-la mais uma tv chapa branca, assim como se tornou a tv bandeirantes de sp, que tem em uma de suas "filiais" como "acionista" ou coisa do genero nada mais nada menos que um de seus filhos "prodígio". Todo o US$ gasto com mais esta inutilidade governamental terá vida util no máximo até Dez/2010, pois qualquer outra pessoa com o minimo de seriedade administrativa, jogará no lixo mais esta desprezível aventura lulática.

Anônimo disse...

Pois é. Hoje pagamos royaltes até para mandar lavar uma cueca.

VIVA A TRUCULÊNCIA! disse...

DIÁLOGO

Entra o ex-ministro José Dirceu no gabinete presidencial do Palácio do Planalto.
- Companheiro Lula, parabéns pelo apoio que dá ao Evo Morales. Os bolivianos não podem continuar escravos do Brasil
- Obrigado, Dirceu, que falta que você me faz, diz o presidente. Quais são os planos que trouxe para discutir comigo?
- Lula, está na hora de devolvermos o Acre à Bolívia. Aquela terra não nos pertence. Foi tomada na marra.
- Já pensava nisso, companheiro Dirceu. O mundo ficará abismado com o meu gesto generoso. E o que mais devo fazer?
- Itaipu, presidente, Itaipu. Estamos roubando o dinheiro dos pobres paraguaios. Deveríamos estimular a nacionalização da usina pelos paraguaios. Resgataríamos as misérias que o Duque de Caxias andou fazendo por lá.
- Brilhante, meu querido Dirceu. Mostraríamos ao mundo que o Brasil não é um país imperialista. Que somos capazes de reconhecer nossos erros.
- Isto mesmo, presidente. E ainda dávamos uma lição nesses milicos que teimam em imaginar uma guerra no cone sul. Imagine! Vivem pensando que o Brasil um dia pode entrar em guerra com a Argentina ou o Paraguai.
- Idéia aprovada, Dirceu. Nosso partido é internacionalista e amante da paz. Deveríamos erguer um busto em homenagem ao Solano Lopez, que foi o maior general das Américas. Deveríamos internacionalizar a Amazônia deixando de lado esse egoísmo de que aquele mato é só brasileiro.
- Presidente Lula, existem outras coisas que devem ser distribuídas. Por exemplo, vamos desapropriar as propriedades rurais sem indenização. Mas vamos desapropriar as terras produtivas. Por que vamos continuar dando ao campesinato terras improdutivas? Não servem para nada. Eles precisam de áreas já cultivadas para sobreviverem.
- Muito bem, Dirceu, vamos dividir tudo que tenha valor social.
- Isso mesmo presidente, vamos dividir as fábricas de quem tem mais de uma!
- Aprovado!
- Vamos dividir as lojas que tenham um único dono!
- Aprovado!
- Vamos dividir os apartamentos de quem tenha mais de um!
- Deixe isso para lá, meu caro Dirceu, porque eu tenho cinco e a Mariza pode ficar zangada

Anônimo disse...

Curioso. Não sabia que essas cascatas tiradas do livreto comunista "As Veias Abertas da América Latina" ainda rendiam artigos hoje em dia. O autor é tão petista, mas tão petista que só faltou gritar o famigerado FORA FHC!!! Êita jornalismo chapa-branca, sô!

Anônimo disse...

Prezado Marcio, seu artigo é primoroso; porém, somente nós sofremos. O povo-gado não está nem aí. O povo brasileiro não merece a terra que tem e por isso vai perdê-la. Chamo de povo, mas nem isso é. É um aglomerado de idiotas, idólatras, mesquinhos, ignorantes,enfim, uma sub-raça humana. Os pobre coitados honestos, só o são por falta de oportunidades de não sê-los. talvez não haja uma situação mais infernal do que ser um pensante no Brasil.

RESERVAER disse...

Há certas conclusões que parecem mesmo milagres.
O Brasil que antes não tinha telefone, não tinha estradas, não tinha agricultura, tinha um plantel de gado minúsculo, virou país de 8ª potência, por milagre.
Agora o milagre é o da roubalheira desenfreada, das obras de tapa buraco, apesar de vivermos na maior escravidão tributária do mundo e escorchados por banqueiros que ganham os mais absurdos lucros do planeta e um presidente que não sabe de nada e ainda analfabeto e consegue milagre maior. Consegue pagar dívida com de bancos internacionais e deixa o país entregue às traças.
BRASÍLIA É REALMENTE OUTRO MUNDO
Que Deus nos livre dessa praga!
Sinto muito, vivo noutro país.

marco disse...

Em resposta ao leitor que se assina "Viva a truculência" quero dizer que,em relação a devolução do Acre à Bolívia,poderias propor o seguinte:por plebiscito,Brasília seria transferida para Rio Branco,com Lula,Ministros,Legislativo,Banco Central,dívida,tudo. Aí sim doariamos o Acre para o índio Evo.Com pedido de desculpas pela demora.

GRUPO GUARARAPES disse...

O BRASIL É UM GRANDE NAVIO NEGREIRO


Esta mensagem é alusiva ao dia 13 de maio, data comemorativa do fim definitivo da escravidão negra em nosso Brasil. Desafortunadamente, vivemos ainda sob outras escravidões não menos degradantes. Somos escravos de uma “democracia” que serve a uns poucos em nome da maioria que não tem discernimento para bem escolher.

Somos escravos de um sistema corrupto até a medula, que nos torna campeões mundiais da roubalheira. Somos escravos de um arraigado esquecimento a coisas elementares: o Brasil precisa de ORDEM E PROGRESSO para crescer e acompanhar os ventos que sopram no mundo.

Somos escravos do MEDO, porquanto quem pode falar não fala, quem pode impedir o desastre não impede, quem pode banir a podridão apenas tapa o nariz para não sentir o mau cheiro. Somos escravos da MIDIA a serviço de uma ideologia que não se afina com as nossas tradições históricas.

Recentemente, o ilustre General Torres de Melo divulgou mensagem aos homens que dirigem o País citando ÉVOLA, para quem “QUANDO UMA NAÇÃO SE TORNA CORRUPTA E CÍNICA, PREFERINDO O GOVERNO DOS HOMENS E NÃO O GOVERNO DA LEI, É QUE COMEÇOU A SUA DESTRUIÇÃO”.

Lembro a inscrição esculpida pelos bravos trezentos espartanos nas pedras do Desfiladeiro das Termópilas, onde, com o sacrifício de suas vidas, impediram a tomada da Grécia pelos persas: “Á ESPARTA QUE AQUI MORREMOS, EM OBEDIÊNCIA ÁS SUAS SANTAS LEIS”.

OS MILITARES TÊM UM JURAMENTO DE FIDELIDADE Á LEI, JAMAIS A GOVERNOS.

NÃO SE PRETENDA PROMOVER DIVISÕES NAS FORÇAS ARMADAS EIS QUE, MESMO QUE POSSAM EXISTIR DIVERGÊNCIAS PROFUNDAS NO MODO DE ENCARAR O CAMINHO EM BUSCA DA LUZ DO FIM DO TÚNEL, ESTÃO ELAS LIGADAS, ACIMA DE TUDO, PELO AMOR Á PÁTRIA, PELO SENTIMENTO FORTE DE DISCIPLINA, PELA INSPIRAÇÃO DE QUE EXISTE UM DEVER A SER CUMPRIDO.

CONTRA AS FORÇAS ARMADAS SÃO ASSACADAS AS MAIORES INFÂMIAS. NÃO SE TRATA APENAS DO REVANCHISMO DOS DERROTADOS DE ONTEM QUE, HOJE, PELO ARDIL E PELA VILANIA, LOGRARAM OBTER O GOVERNO.

O QUE SE DESCORTINA É UM PROPÓSITO TEIMOSO, REPETITIVO, OBSTINADO, DE DESTRUIR O ÚNICO OBSTÁCULO Á COMUNIZAÇÃO DO BRASIL E SEU INGRESSO NO EIXO HAVANA-CARACAS.

OS MILITARES NÃO TÊM GROSELHA NAS VEIAS, MAS SANGUE POSTO Á DISPOSIÇÃO DE QUALQUER SACRIFÍCIO PELO BRASIL. NÃO PODEM PERMITIR SEREM ENXOVALHADAS PELOS DESPROVIDOS DE ÉTICA E MORAL. NÃO PODEM CONTINUAR ADMITINDO O GRACEJO OFENSIVO E A OBSCENA PROMISCUIDADE COM A MAIOR GERAÇÃO DE RATOS QUE ESTE PAÍS CONHECEU.

O POVO BRASILEIRO NÃO É ESSA MALTA DE VAGABUNDOS QUE ENXAMEIA OS PODERES DA REPÚBLICA.

POVO NÃO É MASSA. MASSA NÃO PENSA. POVO É EXPRESSÃO DE NACIONALIDADE, DE PATRIOTISMO, EM TODOS OS TEMPOS E EM TODAS AS NAÇÕES CONSTITUÍDAS.

O POVO PODE SER A MINORIA PENSANTE, MAS ELE É O ÚNICO E SOBERANO DEPOSITÁRIO DAS TRADIÇÕES, DA HONRA, DA HISTÓRIA.

SOMENTE O POVO TEM COMPROMISSO COM O FUTURO E COM O PROGRESSO. A MASSA É COMO UMA BOIADA SEM CONTROLE NO PASTO.

TODO O PODER EMANA DO POVO E EM SEU NOME DEVE SER EXERCIDO. NÃO EXISTE PODER DERIVADO DA VONTADA DA MASSA IMBECILIZADA.

AS FORÇAS ARMADAS ENCARNAM O ESPÍRITO DEMOCRÁTICO QUE LOGROU A INDEPENDÊNCIA, A REPÚBLICA E O DESENVOLVIMENTO DO BRASIL NOS ANOS SETENTA. NÃO LHES INCUMBE POSTAR-SE Á DISPOSIÇÃO DA LEI. CABE-LHES A DEFESA DO CUMPRIMENTO DA LEI E DA CONSTITUIÇÃO.

O POVO BRASILEIRO SABERÁ ARREBATAR A ESPADA ÁQUELES QUE NÃO A SOUBEREM USAR.

A INDIGNAÇÃO, O ASCO, O NOJO A TUDO QUE NOS RODEIA, IMPÕE RECORDAR IDÊNTICA REPULSA BRILHANTEMENTE RETRATADO PELO POETA CASTRO ALVES EM SUA PARTE FINAL DO POEMA

“NAVIO NEGREIRO”

Existe um povo que a bandeira empresta
P'ra cobrir tanta infâmia e cobardia!...
E deixa-a transformar-se nessa festa
Em manto impuro de bacante fria!...
Meu Deus! meu Deus! mas que bandeira é esta,
Que impudente na gávea tripudia?
Silêncio. Musa... chora, e chora tanto
Que o pavilhão se lave no teu pranto! ...
Auriverde pendão de minha terra,
Que a brisa do Brasil beija e balança,
Estandarte que a luz do sol encerra
E as promessas divinas da esperança...
Tu que, da liberdade após a guerra,
Foste hasteado dos heróis na lança
Antes te houvessem roto na batalha,
Que servires a um povo de mortalha!...
Fatalidade atroz que a mente esmaga!
Extingue nesta hora o brigue imundo
O trilho que Colombo abriu nas vagas,
Como um íris no pélago profundo!
Mas é infâmia demais! ... Da etérea plaga
Levantai-vos, heróis do Novo Mundo!
Andrada! arranca esse pendão dos ares!
Colombo! fecha a porta dos teus mares!


Prado é um membro do Grupo Guararapes.

DANIEL PEARL disse...

O blog DESABAFO PAÍS(BRASIL) vem incomodando muita gente. Estamos recebendo diariamente ameaças. Continuaremos fazendo um jornalismo "Independente, livre e corajoso", sempre combatendo a "Mídia Pobre e sem Ética". Veja o que publicamos: “Segundo o ex-governador Hélio Gueiros: ‘Veja quis me chantagear’ O ex-governador do Pará, Hélio Gueiros, em sua coluna no jornal “Diário do Pará”, edição de quarta-feira, relatou como “Veja” tentou lhe extorquir quando foi governador do Estado. Já Frei Betto questiona: Que diabo é a nossa Fé? O grande jornalista Altamiro Borges fala sobre as razões de fundo da visita do Papa ao Brasil. Fábio Reynol: “Sua Santidade e CEO da Igreja Católica Germânico-romana, Bento 16, acaba de desativar o Limbo, a enorme ante-sala do céu para onde eram destinadas todas as crianças que batiam as botinhas antes de ser batizadas”. Leia muito mais no DESABAFO, escolhido o 2º melhor blog da internet pelo TOPBLOG: http://desabafopais.blogspot.com

BRASIL ACIMA DE TUDO disse...

Daniel Pearl (Jussara Seixas)


vá pregar no galinheiro de sua lavra

ou nos toman por idiotas?


ô gente fpd sô!


estão querendo sentir o peso do couro?

MAS VÁ DEPRESSA!! disse...

Caro DANIEL PEARL

Tendo em vista o extremado patriotismo evidenciado pelo seu blog, os outros blogueiros resolveram dedicar-lhes uma
ode espiritual para cantar em silêncio ou a plenos pulmões.

visite o link e desfrute!!

Right Wing disse...

Endosso o convite formulado pelo "MAS VÁ DEPRESSA!! para o Daniel Pearl!

Vai com todas as honras e Bye Bye!

Khalid Sheikh Mohammed disse...

'Eu degolei Pearl', diz terrorista


O Estado de S. Paulo
16/3/2007

Pentágono divulga trecho de depoimento em que planejador dos ataques de 11/9 dá detalhes sobre morte de jornalista

O paquistanês Khalid Sheikh Mohammed, número três na hierarquia da Al-Qaeda e acusado de ser o mentor dos ataques de 11 de Setembro, surpreendeu o mundo ontem ao confessar que estava por trás de outros 30 atentados, alguns dos quais nem mesmo a CIA desconfiava. Entre as inesperadas revelações de Mohammed está o assassinato do jornalista Daniel Pearl, em 2002. 'Com a minha abençoada mão direita, eu decapitei o judeu americano Daniel Pearl', teria dito ele durante interrogatório realizado sábado, mas cuja transcrição foi divulgada apenas ontem.

Pearl era correspondente do Wall Street Journal na Índia e havia sido seqüestrado no Paquistão. Depois de uma semana de cativeiro, teve sua cabeça cortada com um punhal. As imagens chocantes da decapitação foram colocadas na internet.

No depoimento dado na prisão da Base Naval dos EUA de Guantánamo, em Cuba, o terrorista afirmou ser o comandante de operações militares da Al-Qaeda e membro do conselho da organização - submetido apenas ao líder Osama bin Laden e a seu braço direito Ayman al-Zawahiri. Como era esperado, confessou ter planejado os ataques ao World Trade Center. 'Eu fui responsável pela operação do 11 de Setembro, de A a Z', declarou.

Na transcrição do depoimento, liberada anteontem pelo Pentágono, alguns trechos haviam sido omitidos - inclusive o que falava da execução de Pearl. Os militares se justificaram, dizendo que era preciso ganhar tempo para que a família do jornalista fosse notificada. Contudo, a parte em que Mohammed comenta sobre os maus-tratos sofridos na prisão também foi apagada, o que fez as organizações de direitos humanos receberem com desconfiança a confissão.

Mohammed, que havia sido capturado em março de 2003, ficou três anos isolado em uma prisão secreta da CIA. Durante o interrogatório, ele tentou se apresentar como 'combatente inimigo' e comparou suas ações às de outros revolucionários. 'Se os ingleses tivessem capturado George Washington durante a Guerra da Independência, também o teriam considerado combatente inimigo', disse. No depoimento de 26 páginas, o terrorista paquistanês falou em um inglês truncado, pediu ajuda a um tradutor de árabe e lamentou a morte de 'crianças inocentes' nos ataques de 11 de Setembro. Entretanto, disse que as vítimas faziam parte da guerra.

No fim, surpreendeu a todos quando seu advogado começou a ler uma lista de operações das quais o acusado assumia responsabilidade direta. Entre elas estão a explosão de um caminhão-bomba no World Trade Center, em 1993, que matou seis pessoas; e a minivan que levou pelos ares uma discoteca em Bali, na Indonésia, em 2002, matando cerca de 190 pessoas. Mohammed revelou ainda que planejou destruir o Canal do Panamá e o Big Ben, e que tentou matar o papa João Paulo II e os ex-presidentes americanos Bill Clinton e Jimmy Carter. De acordo com ele, uma segunda onda de atentados deveria seguir o 11 de Setembro. Entre os alvos estavam a Sears Towers, de Chicago, e o Empire State, em Nova York.

http://clipping.planejamento.gov.br/Noticias.asp?NOTCod=342859