segunda-feira, 13 de agosto de 2007

Pânico no Planalto: chantagens políticas de Renan Calheiros e Eduardo Cunha descontrolam Lula

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Ouça agora o podcast Alerta Total no seu computador.
http://podcast.br.inter.net/podcast/alertatotal

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O presidente Lula da Silva demonstrou um nervosismo além do normal, na semana passada, durante a viagem internacional em que “vendeu” os benefícios do álcool como biocombustível e promoveu a cachaça nossa de cada dia como a melhor bebida do mundo. Existem pelo menos dois motivos para tanta tensão. O primeiro é pressão intensa que recebe do senador Renan Calheiros (PMDB-AL) para que o Planalto lhe dê sustentação. O segundo é porque não conseguirá desfazer a indicação do ex-prefeito carioca Luiz Paulo Conde para a presidência de Furnas Centrais Elétricas, porque o deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) também lhe faz ameaças e chantagens políticas nos bastidores.

Renan usou, indiretamente, os futuros negócios do empresário Fábio Luiz da Silva, para “sensibilizar” o pai de Lulinha a salvá-lo neste momento de quase certa degola. O ataque de Renan à editora Abril, na semana passada, não pretendia só atingir a Veja. Na verdade, queria mandar um recado a Lula por vias transversas. Ao denunciar supostos problemas na venda da TVA, empresa do Grupo Abril, para a empresa espanhola Telefônica, Renan advertiu a Lula que atrapalharia futuros negócios de Lulinha. As antenas parabólicas captaram nervosas conversas pelo celular via satélite.

Renan jogou pesado com a informação privilegiada de que Gamecorp, de Lulinha, pretendia explorar novos canais abertos pela futura empresa de televisão. Por isso, o senador “denunciou” que a Abril planejava passar ilegalmente à Telefônica da Espanha, 100% das ações da TVA, 86,7% da Comercial Cabo e 91,5% da TVA Sul. Com a força do povo do Planalto, o negócio já foi totalmente aprovado pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Muito mais por interesse da Telefônica que da Abril, cujas publicações criticam o governo petista dentro do limite tolerável dentro das relações de promiscuidade entre a imprensa e o poder no Brasil.

O caso Furnas é tão delicado ou mais que o Renan, porque envolve vários fatores políticos e econômicos delicadíssimos. A cúpula do Planalto, comandada por Dilma Rousseff, teme o que o PMDB possa fazer se o deputado Eduardo Cunha indicar o presidente da Fundação Real Grandeza, o fundo de pensão de Furnas, que administra R$ 4 bilhões em ativos. Além disso, a nomeação de Luiz Paulo Conde ocorre no momento exato em que Furnas prepara a licitação da polêmica Usina de Santo Antônio, no Rio Madeira, em Rondônia. A mega-obra orçada em R$ 28 bilhões, é a menina dos olhos da cúpula palaciana. Dilma odiou descobrir que Eduardo Cunha já vinha fazendo lobby com empreiteiras interessadas na obra.

O problema grave na relação entre Eduardo Cunha e a cúpula petista é a má gestão do fundo de pensão dos funcionários da Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro. O fundo complementar Prece, dos empregados da Cedae, sofreu um rombo de R$ 5.350.520, entre os anos 2002 a 2006. Nesta época, ele foi gerido por pessoas indicadas pessoalmente por Eduardo Cunha e por Marcelo Sereno (ex-assessor da Casa civil no governo Lula e ex-secretário de Comunicação do PT), que, no governo Benedita da Silva, foi secretário e integrou o Conselho de Administração do Cedae.

Quem avisa nem sempre amigo é...

O usineiro João Lyra vai mesmo abrir o verbo contra Renan no senado.

Lula anda muito nervoso, e ninguém sabe o motivo real. Só ele, Deus e Renan sabem...

O presidente estaria tenso além da conta porque existe um grande problema pessoal para estourar brevemente.

Segredinhos

Acredita-se que Renan Calheiros tenha feito ameaças sérias ao presidente, caso seja degolado do Senado.

Renan até admite deixar a presidência do senado, mas quer manter o mandato.

Ontem, domingo, Renan se encontrou secretamente, em São Paulo, com o advogado José Dirceu de Oliveira e Silva.

Perguntinhas idiotas

Por que o filho e a filha de uma importante figura da República estão com 10% das ações do Banco Rural?

O rapaz e a moça não têm qualquer tradição de investimentos no mercado financeiro.

Onde arranjaram dinheiro para fazer parte da operação de um dos bancos que foi envolvido diretamente no impune escândalo do mensalão?

Xuxa contra a manguaça

O pessoal de comunicação do governo tem mais um motivo para tomar um porre de infelicidade.

Xuxa Meneguel seria uma das estrelas de um comercial da campanha nacional do Ministério da Saúde contra o alcoolismo.

Mas depois da manifestação de Lula favorável à cachaça, a apresentadora mandou sua assessoria tirá-la daquela campanha publicitária.

Desconvite à vista?

No Planalto, teme-se que um novo apadrinhado por Cunha para o fundo Real Grandeza repita o caso Prece, e traga problemas ao Palácio do Planalto.

O nome de Luiz Paulo Conde seria referendado na próxima quarta-feira, na reunião do Conselho de Administração de Furnas.

Dilma Rousseff é uma das que mais torce para a negociação com o PMDB melar...

Ignorância impossível

O fato de Eduardo Cunha ter feito chantagem com o Planalto pode melar a indicação.

Ou, então, o presidente Lula, novamente, ficará refém de interesses em seu governo.

A diferença é que, desta vez, quando estourar alguma bomba, não poderá dizer que não sabia de nada antes, durante e depois.

Piada nobre

Em Furnas, já se faz uma piada com o eventual desconvite a Conde.

O nobre arquiteto seria a nova "Inês de Castro" – famosa na história por ter sido aquela que foi sem nunca ter sido.

Inês de Castro foi a nobre galega, amante e quase esposa de Pedro I e quase futura Rainha de Portugal, se não tivesse sido executada, no dia 7 de janeiro de 1355, por ordens do Rei Afonso IV – pai de Pedrinho.

Alta tensão (literalmente) em Furnas

Nos bastidores de Furnas, o grande medo é que se repita com a Real Grandeza o que ocorreu com a Prece.

Durante o governo Rosinha Garotinho (2002-2006), o secretário estadual de Meio Ambiente, a quem a Cedae é vinculada, era Luiz Paulo Conde.

Por isso, em Furnas, é grande a prece para que Lula desista de nomear Conde – conforme o mercado já chegou a especular na semana passada.

Provável apadrinhado

O nome preferido por Eduardo Cunha para presidir a Fundação Real Grandeza é de Aluizio Meyer.

Ele foi presidente da Cedae, no primeiro semestre de 2006, quando Conde comandava a área de meio ambiente do RJ.

Funcionário de carreira de Furnas, Aluizio Meyer já foi diretor financeiro da Real Grandeza.

Por isso é o nome mais cotado para comandar o fundo de previdência, na gestão de Conde.

Novo Rombo da Prece

Uma recente auditoria constatou novas aplicações "temerárias" cometidas pela Prece em 2006.

Em uma delas, foram aplicados R$ 74 milhões em uma corretora com um ativo de R$ 80 milhões e um passivo de R$ 326 milhões.

A auditoria foi contratada pelo conselho deliberativo do fundo Prece.

O rombo antigo

Um relatório de inspeção realizado pelo Tribunal de Contas do Estado do Rio revelou que a Prece, Fundo de Previdência Complementar da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae), sofreu um rombo de R$ 5.350.520, de 2002 a 2006.

O rombo viria de transações irregulares de títulos do fundo no mercado financeiro.

Três ex-presidentes do fundo foram responsabilizados pelo TCE e convocados a apresentar defesa ou pagar, juntos, R$ 6.828.572,68, valor corrigido do prejuízo.

Os ex-presidentes Renato Guerra Marques, em 2002, Evandro Ferreira, 2003, e Ubiratan de Gusmão Campelo Lima, 2005, respondem pelas falhas em operações de compra, venda e resgate de títulos públicos.

Risco de dano ainda maior

Em apenas um dia, 24 de novembro de 2003, o prejuízo causado pelas movimentações foi de R$ 3.194.895,70.

De acordo com o TCE, o dano pode ser muito maior, pois a equipe de inspeção teve acesso a um número limitado de transações efetuadas pela Prece.

Foram analisadas 22 operações de compra e venda da gestão própria e oito do âmbito da gestão terceirizada pelo HSBC.

Coisa de esgoto

O caso Prece é dor de cabeça para Antony Garotinho, Benedita da Silva, Marcelo Sereno, Eduardo Cunha e Carlos William (os dois últimos, deputados federais pelo RJ e MG, respectivamente)

Em 2001, durante o governo de Anthony Garotinho, o fundo esteve sob intervenção da Secretaria de Previdência Complementar (SPC).Há também acusações contra Marcelo Sereno (ex-assessor da Casa civil no governo Lula e ex-secretário de Comunicação do PT), que, no governo Benedita da Silva, foi secretário e integrou o Conselho de Administração do Cedae.

Sereno é apontado como responsável pela indicação, para área de investimento da Prece, de Carlos Eduardo Carneiro Lemos.

Os investimentos que resultaram em prejuízos para a Prece, inscritos no balanço do ano retrasado, foram feitos nos governos de Benedita da Silva e Rosinha.

Sigilo Global

A Rede Globo decretou o fim da privacidade de todos os que trabalham lá.

A Globo pode fiscalizar a qualquer momento, sem aviso prévio, a correta utilização dos computadores.

O aviso está no manual de conduta que acaba de ser distribuído sigilosamente pela Rede Globo a seus artistas, jornalistas, apresentadores e empregados.

O objetivo é proteger as informações internas da empresa.

Pega Renan

Esta semana promete mais dores de cabeça para o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL).

Depois de resistir a pressões de senadores para renunciar ao cargo de presidente, Renan pode ter o terceiro processo contra ele no Conselho de Ética.

Amanhã, a Mesa Diretora decide se envia ao Conselho representação do PSDB e do DEM, na qual Renan é acusado de usar ‘laranjas’ para comprar emissoras de rádio em Alagoas. Renan, que preside a Mesa, ficará fora da reunião, que será comandada pelo vice-presidente do Senado, Tião Viana (PT-AC).

No primeiro processo, em que Renan é acusado de receber ajuda de um lobista para pagar pensão à jornalista Mônica Veloso, deve ser concluída a perícia realizada pela Polícia Federal em documentos que ele apresentou para tentar comprovar rendimentos agropecuários suficientes para a pensão.

Leia os artigos: É Preciso Desconfiar Acreditando e A Revolução Petista

Usineiro será ouvido

O corregedor do Senado, Romeu Tuma (DEM-SP), vai chamar o usineiro João Lyra para falar sobre as afirmações feitas à revista “Veja” que foi publicada neste final de semana.

Na entrevista, Lyra afirmou ser sócio do presidente do Senado, Renan Calheiros, na compra de uma emissora de rádio e de um jornal em Alagoas.

O negócio teria sido feito por intermédio de laranjas e não declarado à Receita Federal nem à Justiça Eleitoral.

Baronesa indiciada

Suspeita de ser uma das maiores cafetinas do Brasil – recebendo a alcunha de “baronesa do sexo” -, Mirlei de Oliveira, de 48 anos, terá direito a responder em liberdade ao processo por prática de lenocínio (induzir alguém à prostituição, artigo 227 do Código Penal) e rufianismo (tirar proveito da prostituição alheia, artigo 230).

A Polícia de São Paulo também indiciou Luis André Apolinário da Silva, de 22 anos, secretário dela.

Nos dois apartamentos da acusada, situados na Rua Avanhandava, no Bixiga, região central de São Paulo, a polícia apreendeu dez celulares, registros de movimentação financeira e bancária, fotografias de mulheres seminuas e uma lista com nomes de homens e mulheres, possíveis garotas de programa e clientes.

Agora, o grande temor é o vazamento da listinha de políticos e ilibados servidores do Judiciário com quem a Baronesa negociava.

Aviões mandadas de avião...

A Baronesa estava em São Paulo há um ano e possuía um escritório na cidade, onde negociava com pessoas de todos os estados.

Segundo a polícia, após o depósito feito pelo cliente, a acusada mandava as meninas de avião para o local combinado.

A “baronesa do sexo” chegou a cumprir pena de um ano (entre 2004 e 2005) em um presídio do Paraná por tráfico internacional de mulheres.

Laranjas em profusão

O Movimento Mãos Limpas Pelo Brasil realizou no sábado, em Londrina, Paraná, um ato de repúdio aos escândalos que afetam, de modo negativo, a imagem do Congresso Nacional.

O Movimento distribuiu 50 caixas de laranja (cerca de 10.000 frutas) para o povo, para lembrar os “laranjas’ do presidente do Senado, Renan Calheiros, os testas-de-ferro que estariam à frente de negócios do senador em Alagoas, conforme denúncia da revista “Veja”.

Foi a quarta manifestação do Movimento, que ocupa todos os sábados o Calçadão da cidade em sua campanha pela ética na política.

O movimento tem um blog na internet, o Brasil Limpeza http://brasillimpeza.blogspot.com

Sujeirinha

O Município do Rio vai pagar R$ 200 mil a mais por mês pelo transporte de lixo do Caju, Jacarepaguá e Irajá.

Apesar de a empresa Rodoviário União ter vencido a licitação para o serviço oferecendo menor preço, a Companhia Municipal de Limpeza Urbana (Comlurb) contratou, em caráter emergencial, a Ouro Verde Transporte e Locação por mais de R$ 9 milhões.

O indício de sujeira no negócio terá de ser bem explicado.

Planalto Comunicando

A reportagem da revista Época, “A nova cara da Rocinha - Um projeto inovador de urbanização mostra que é possível resolver o problema das favelas no Brasil”, assinada pela jornalista Ruth de Aquino, tem a cara de mais um dos textos encomendados pela área de Comunicação do Palácio do Planalto.

Em um dos trechos, a propaganda oficial do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento) fica evidente:

O projeto da Rocinha não saiu da cabeça de um político. Um escritório de arquitetura, MT, ganhou o concurso público em janeiro de 2006 com um projeto feito com o apoio da comunidade. Existe hoje uma verba real, resultado de parceria entre os governos de Sérgio Cabral e do presidente Lula. As obras na Rocinha devem consumir, na primeira fase, R$ 180 milhões em dois anos. A previsão é que criem, de imediato, 5 mil empregos. Ao todo, deverão ser construídos 1.500 domicílios, para 4.500 moradores”.

Promessas e mais promessas

A primeira urbanização na Rocinha prevê a construção de prédios em garagens de ônibus desapropriadas: hospital, creche, nove prédios com 212 apartamentos e centro de cultura, comunicação e convivência.

Também alargamento de ruas e melhoria nas fachadas, além de centro esportivo. Espera-se a criação de 5 mil empregos para as obras em novembro.

O anel de contenção terá 3.400 metros de extensão e 4 metros de largura.

Dinheiro envolvido

A Rocinha é uma cidade na zona sul carioca, com uma vida comunitária forte, 130 mil moradores, 35 mil casas e prédios, 25 sub-bairros, 2.700 estabelecimentos comerciais, três bancos, três rádios comunitárias, TV a cabo, cem lan houses, mas tráfico de drogas intenso.

Estão previstos investimentos de R$ 180 milhões (R$ 140 milhões do governo federal, R$ 40 milhões do estadual) para a primeira fase das obras na Rocinha, que começarão em novembro.

O governo estima que investirá R$ 400 milhões a mais para a urbanização total da Rocinha em dez a 15 anos.

Promessa dos prédios

Os primeiros prédios terão 362 apartamentos, na Estrada da Gávea e na Rua 4.

De quarto-e-sala a sala e três quartos.

Serão destinados aos moradores que tiverem suas casas demolidas.

Promessa da creche

A promessa é construir de oito a dez creches-referência para crianças de 0 a 2 anos, com brinquedoteca, pediatra e área para tomar sol.

A primeira creche ficará na Estrada da Gávea e abrigará 120 crianças, de 3 meses a 4 anos.

Servirão de apoio a 40 creches já existentes, que não dispõem de todos esses recursos.

Promessa do Centro Esportivo

A nova passarela leva a assinatura do arquiteto Oscar Niemeyer.

O centro esportivo terá piscina semi-olímpica, piscina infantil, campo de futebol, quadra coberta polivalente para capoeira e dança, cursos de ginástica para idosos e jovens.

Terá restaurante e área para churrasco.

Promessa de alargamento da rua 4

A Rua 4 passará a ter 3 metros, mais duas calçadas de 1 metro para permitir a entrada de bombeiros, trator para retirar o lixo, ambulâncias.

O objetivo também é dar ventilação e reduzir doenças respiratórias.

Hoje, na Rua 4, o pedestre passa por túneis de 1 metro de largura com lâmpadas artificiais e mau cheiro.

Resta esperar que tudo saia mesmo do papel, e que os recursos das tais obras n~~ao acabem desviados.

Para pensar na caserna

Frase tirada das reflexões do grande general Sun Tzu, que serve direitinho ao pessoal do Ministério da Defesa e adjacências:

Se as instruções não são claras e se não se acredita nas ordens, a falta é do General. Quando foram instruídas novamente, e as ordens explicadas, e se ainda assim as tropas desobedecem, a falta é dos Oficiais”.

Sun Tzu foi um general chinês que viveu no século IV AC, acumulou inúmeras vitórias, sob o comando do exército real de Wu.

Mas a impressão que dá é que o fantasma do chinês anda assombrando nossa Ilha da Fantasia.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

8 comentários:

Anônimo disse...

O Mega escandalo Renan vai acabar com a Republica.Renan é alagoano,se acha um "cabra macho" e não aceita uma "afronta dessas" é um tipico "coronel" do interior...um tiranete de chiqueiro, Renan esta agindo tal qual um delinquente pego em flagrante pela policia e com o produto do rouba nas mãos mas que nega a se entregar, se render e nega que é culpado ou que seja o ladrão... dentro desta convicção Renan esta furioso pq esta sendo "injustiçado'.. Diz ele: " E os outros????"
Os outros são TODOS os politicos atuais e do passado, são os membros do Executivo do Judiciaro enfim a grande gang de bandoleiros que transformaram o Estado brasileiro em uma DITADURA DO CRIME ORGANIZADO liderado por Lula e o PT que cooptaram tudo e todos inclusive grande parte das Forças Desarmadas a conferir o melancia Juniti Saito e todos os demais que permitiram a promoção de lamarca a GENARAL!
Esta ditadura criminosa esta apavorada pois um dos lideres da gang , o Renan, esta ameaçando a expor as entranhas podres do "regime" lulolarapío, na verdade a queda de Renan é apenas uma guerra de GANGS a, gang do Lula contra a gang do PMDB de Renan e Lula quer o senado presidido por um petista. nesta guerra Renan tem armas poderosas realmente e FARÁ uso delas com certeza pois é tudo ounada nesta parada.Renan tem inumeros dossiês de N "autoridades" e politicos e que se vier a publico o que ou quem restará? se de lula abaixo , mais da metade do congresso senadores e deputados,ministros e juizes foram denunciados por Renan?? a GANG como um todo teoricamente estaria ACABADA isto significa dizer que o GOVERNO todo estaria desmascarado e literalmente enquadrado CRIMINALMENTE em inumeros TIPOS PENAIS da lesgislação penal brasileira em vigor.O FIM DO ESTADO FARSANTE DE DIREITO .
Quem iriam investigar,denunciar,julgar prender e punir TODA esta CORJA????
NÃO HÁ AUTORIDADES NO BRASIL e todas, absolutamente TODAS estão cooptadas e no esquema lulolarapio
o fim de Renan será tragico SE realmente tentar levar a cabo suas constante e cada vez mais ameaçadoras chantagens a gang. Será literalmente eliminado tal qual PC Farias , Celso daniel, Toninho de Campinas. Por outro lada sabesse que Rena é precavido e sabendo desta possibilidade tem inumeras CÓPIAS de todo estes ARQUIVOS BOIMBASTICOS em mãos de familiares e asseclas seus que DETONARIAM na mesma hora se Renan sofrer algum atentado, ou seja a Gang LUlolarapia esta encurralada se correr o bicho pega... se ficar o bicho come... portanto Renan vai continuar SIM até o FIM como presidente e senador rindo debochadamente de Lula e de nós todos....

BASTILHA disse...

Jornalistas e suas curiosidades...


Faz parte do trabalho jornalístico
inferir quais poderiam ser as curiosidades das pessoas que desejam
informações sobre determinado acontecimento, sobre esta ou aquela
personalidade, etc.
Faz parte de seu trabalho, também, coordenar
informações, buscar conexões entre os fatos e, é claro, correr atrás
das informações. Foi fazendo exercícios deste tipo que alguns
profissionais notaram pelo menos uma coincidência durante a recuperação dos destroços
deixados pelos dois últimos maiores acidentes aéreos da história da
aviação brasileira. *

*Como todo mundo sabe, as caixas-prestas dos aviões são dispositivos, de
cor laranja e/ou azul, formados por dois tipos de gravador: um deles
grava dados técnicos e de procedimentos, como velocidades, horas de vôo,
pousos, decolagens, etc; e o outro gravador armazena os diálogos que
ocorrem dentro da cabine dos pilotos - entre eles e os co-pilotos, entre
eles e as torres de controle de tráfego, entre eles e pilotos de outras
aeronaves e ainda sobre o que é captado pelo rádio das cabines de
comando, etc.

Quando houve a queda do Boeing 737-800 da Gol, em setembro do ano
passado, todos se lembram do contra-tempo com o gravador de voz da
caixa-preta daquela aeronave. Primeiro, a Aeronáutica divulgou que o
componente estava intacto e que o material (no caso, os dois gravadores)
seria enviado para análise no exterior. Um ou dois dias depois,
divulgaram outra informação: a de que o cilindro de voz não teria sido
encontrado. Recomeçaram as buscas e a peça foi encontrada enterrada em
local não especificado (em termos relativos à posição da cabine, da
cauda, e do próprio outro gravador de dados técnicos da caixa preta)
em meio aos destroços. Depois de encontrado, o cilindro foi enviado
para análise e os resultados obtidos até hoje parecem não ter ajudado
muito nas investigações sobre o acidente. Não há nada de revelador.
Parece até que os pilotos não notaram que aaeronave tivesse diminuído
gradativamente de velocidade (450 - 290 - 220 e queda). Muito estranho
mesmo. Gritos e algum desespero, só nos últimos segundos.

Nesta última grande tragédia da aviação brasileira, quando o Airbus
A-320 da TAM, vôo 3054 saiu da pista de Congonhas e chocou-se com um
prédio da própria companhia, por uma enorme coincidência, também
houve contratempos em relação ao cilindro de de voz da caixa preta . Primeiro,
foi divulgada a informação de que tanto o gravador de dados técnicos
quanto o gravador de voz teriam sido achados em boas condições e que
ambos haviam sido enviados para o Nacional Transportation Safety Board
(NTSB), em Washington (EUA). No dia seguinte, nova informação: material
diferente teria sido enviado para os EUA, no lugar do gravador de voz.
Justificativa: (ACREDITE QUEM PUDER) experientes profissionais haviam
confundido o cilindro de voz da caixa preta com um outro dispositivo e
enviado para a NTSB por engano. Volta-se aos escombrosdo acidente e
encontra-se o que seria o gravador de voz - dessa vez o correto. O
material seguiu para os EUA.

Não é uma coincidência incrível?! Os dois cilindros de voz das
caixas-pretas das duas aeronaves acidentadas nos dois maiores e mais
recentes grandes acidentes aéreos do país foram encontrados,
desencontrados e, depois, encontrados novamente.

Então, eu corri atrás de informações para saber se seria possível
alterar o conteúdo dos gravadores de voz das caixas-pretas de aviões
antes que pudessem passar por análise dos laboratórios especializados.
Vejam a resposta que obtive (com a devida omissão da fonte):

"Como em qualquer gravador, podem ser apagados trechos comprometedores.
Além deste inconveniente, é de uso, ainda que irresponsável, por alguns
tripulantes, especialmente quando querem conversar algo contra a
empresa, desligar o CB (Circuit Breaker = fusível) do Cockpit Voice
Recorder (CVC) que está localizado no painel de CBs, atrás dos assentos
dos pilotos". A fonte observa ainda: "Creio que este CB foi puxado no
caso do Boeing GOL 1907, pelo menos em parte do vôo" (OU FIZERAM COM QUE
TENHA PARECIDO QUE TIVESSE SIDO PUXADO). E continua: "Aqui mesmo no
Brasil existe software que pode fazer esse tipo de leitura. Acredito que
os americanos da NTSB, jamais aceitassem fazer o trabalho em gravadores
violados. Contudo as equipes que levam os gravadores podem alegar já ter
encontrado os gravadores no estado que eles se encontravam". *
**
**
**
*Assim vem sendo e assim será...*
**
AGORA, SIM, VAMOS AO BRILHANTE FURO DO CORAJOSO JORNALISTA JORGE SERRÃO:
Exclusivo - *Os dados da caixa-preta e do Gravador de Dados de Vôo (FDR,
na sigla em inglês) do trágico Airbus A-320 da TAM passaram pelo Palácio
do Planalto, antes de serem remetidos para exame nos Estados Unidos. *A
informação foi passada ao Alerta Total por um brigadeiro da FAB, que não
pode ser identificado por questões óbvias. *A ordem foi do próprio
presidente.* Lula da Silva queria ter a certeza absoluta de que no
acidente, onde morreram 199 pessoas, não houve responsabilidades diretas
do seu governo.

*A passagem da caixa preta pelo Planalto, antes de ser mandada para
perícia na Nacional Transportation Safety Board, revela que não foi "uma
trapalhada da FAB" o envio equivocado, à NTSB norte-americana, de um
gravador comum, achado pelas equipes de resgate nos destroços do avião,
no prédio destruído da TAM Express. *Na verdade, *o "erro" serviu para
que o Planalto tivesse mais um dia para analisar a caixa-preta, antes de
enviar o material correto ao órgão de segurança de tráfego aéreo, em
Washington.
*
*O Alto Comando da Aeronáutica quase entrou em rebelião interna por
causa dessa manobra do presidente Lula, com a qual o comandante da FAB,
brigadeiro Juniti Saito, foi conivente. *Por isso, o presidente Lula
chegou a cogitar de nomeá-lo Ministro da Defesa, pela "confiança e
segurança" que ele passou no episódio. O "erro" induzido também gerou
uma crise interna no Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes
Aeronáuticos (Cenipa), órgão que investiga a tragédia, e que acabou
chamado de "trapalhão". *O brigadeiro que vazou a informação ao
Alerta Total se diz "enojado" com a atitude do governo.(*)
*
*No episódio de decifração e divulgação do teor da caixa-preta e do
gravador de dados de vôo, o Ministro de Comunicação Institucional,
Franklin Martins, teve um papel estratégico. Foi dele o plano
maquiavélico para que os dados da caixa-preta vazassem na imprensa, como
se fosse um "furo de reportagem". O Palácio do Planalto escolheu dois
jornalistas para que os dados viessem a público, isentando o governo. Os
vazamentos ocorreram para a revista Veja e para a Folha de S. Paulo.
A tática foi tão bem planejada, que a direção de ambas as publicações não
deveriam saber do fato – que deveria ser encarado como um mero e grande
furo jornalístico. No final de semana, as emissoras de tevê foram na
mesma balada, graças aos editores-chefes simpatizantes do governo petista.
*
De todo este episódio, ficam duas constatações. Primeiro, que a grande
imprensa no Brasil precisa tomar muito cuidado com os interesses por
trás das reportagens exclusivas que divulga. Segundo, o presidente Lula,
pelo menos nesta denúncia do brigadeiro da FAB (que o governo fará tudo
para negar), o presidente Lula sabia de alguma coisa antes dos outros.
O Apedeuta começa a saber das coisas que o cercam... A sociedade
brasileira também precisa saber.
(*) Quem tiver bons olhos e "feeling" apurado...

*COMENTÁRIO*
**
*ATÉ QUANDO AS AUTORIDADES PATRIOTAS NÃO COMPROMETIDAS COM O PT VÃO
CONTINUAR ACHANDO QUE O QUE TEMOS NESTE PAÍS É UM GOVERNO E NÃO UM
DECLARADO E EVIDENTE ASSALTO AO PODER *?

http://www.reservaer.com.br/

Bagli&Blog disse...

Prezado Jorge Serrão,

Boa tarde.

Novamente, cara! Por que o tribuno Calheiros não pode ter umas vacas e alguns bois, além de rádios e afeição por bebidas fermentadas?

Olha, eu ainda não via a revista, mas a bandeirinha [auxiiar] é bem gata.

O virtuoso alagoano é, além de um ilibado político, um multiempresário que sabe diversificar suas ações, até no setor de frigoríficos ora.

Tem uma "estória" que relata como nenhuma outra, tudo isso que está ocorrendo em nossa pátria: lugar onde o crime compensa, desde que você tenha associações com a organização criminosa do presidente do Brasil, o tal do PT; ou, pelo menos, algumas das outras quadrilhas partidárias que sustentam a República do crime e do banditismo em escala jamais vita nos últimos 118 anos.

Depois, eu conto a "estória" no meu blog.

O Alerta hoje tá foda, hein, Serrão? Dá gosto de ler, e nos dá um pouco mais de esperança.

Abração,

Anônimo disse...

Serrão,
linha firme e correta,
o Brasil vem sempre em primeiro lugar,
estamos lidando com algo acima de ideocracias partidárias,
o momento é grave,

domaneschi,

Bastilha disse...

Renan é o criminoso mais cínico que o Brasil já conheceu

Mendonça Neto-JORNAL EXTRALAGOAS



A liberdade de imprensa e a co-ragem de quem escreve em dizer a verdade, são as armas de que dispõem o povo e a sociedade para não serem esmagados. Sem o direito de reagir, publicamente, pela imprensa, restaria aos brasileiros a humilhação de um silêncio depressivo e mortal. Se o presidente Lula será, sempre, aprovado nas duvidosas enquetes de opinião,a verdade nua e crua é que traiu seus compromissos de vida e é indigno de respeito. Propaganda nenhuma mudará isto O ditador Médici punha um radinho de pilha , no Maracanã, para torcer pelo tri da seleção,mas passou a história como o mais cruel, perverso e sanguinário general ditador. Nem os belos discursos do alagoano Otávio Costa mudaram seu perfil de homicida.

Distribuindo esmolas a um povo faminto para ter-lhes a cumplicidade, Lula não diminui seu crime, antes o aumenta, porque induz o povo, pela conformação, a ser criminoso também. Lula é o filho mais bastardo das classes sindicais brasileiras. Ele envergonha a luta de classes e a aspiração de se criar um país menos injusto, menos cruel com os famintos e miseráveis.Lula é bonzinho, engraçado, mas -sem sombra de dúvida- ele é um incapaz. Gerente de uma empresa, ela iria falir, com certeza. Lula ,como o marido traído, vê a traição e diz que é mentira dos fatos. Reina em um grande circo de faz de conta e de um embuste generalizado.

Não é por outra razão que Renan Calheiros ainda ocupa a presidência do Senado e a cadeira de senador, contra a avassaladora maioria dos brasileiros que dele tem agora, mais do que indignação, este terrível sentimento de asco que nos provocam os elementos escatológicos.A vida de Renan, hoje, só pode ser estudada nos tratados de coprologia.
Quando soube que os pertences dos mortos no desastre da Gol foram roubados, nesta obscena violação de cadáveres, compreendi porque o presidente Lula disse que o Brasil vive hoje o seu melhor momento. Lancei os olhos numa classe média absolutamente sem defesa neste momento, professores, médicos, funcionários públicos empobrecendo,e de outra parte, os lucros inebriantes dos bancos, mais que na ditadura de 1964,a corrupção campeando e entendi porque Renan Calheiros é o mais cínico dos criminosos do Brasil.. Ele sabe o chão de pisa. Ele conhece cada um dos que detém poder no Brasil e sabe que mentir com um riso cínico estampado na face, é exibir a certeza de que quem manda neste país não é justiça e muito menos o direito. Quem mais mente e quem mais ri da miséria coletiva, como Renan, são justamente os poderosos de um Brasil com vergonha de si mesmo. Os descarados estão no poder.

Os brasileiros que trabalham para sobreviver e pagar seus impostos, vorazes taxas arrancadas dos estômagos e das entranhas do povo, por Lula, Renan e seus sequazes, os brasileiros sabem que ser honesto e ser verdadeiro, inspira , apenas, a comiseração das elites, a chacota, como a dizer: " pobrezinhos, querem direitos sociais, pobres caipiras e retardados dos campos e das cidades, dos que lutam para pagar suas contas e educar seus filhos, pobrezinhos, querem um governo decente e que combata o crime organizado e a corrupção e um Estado irresponsável e incompetente. Pobrezinhos, querem a prevalência da lei e da ordem justa.Pobres brasileiros parvos", eles dizem e riem. Riem como Renan. Riem como o crime ri das vidas que destrói.O escárnio de quem não se respeita nem aos outros respeita.

O povo, coitadinho, quer seus direitos constitucionais. Vai ás ruas pedir justiça salarial. Reivindicar segurança pública . A aplicação de todos os direitos do artigo quinto da Constituição Federal. Mas, minha se-nhora, caro amigo que assiste o jornal da tv pensando que alguém, que algum poder constituído, esteja interessado nos seus direitos.Não se iluda Só se o distinto amigo for cego. Veja bem, o presidente da República nomeou como Ministro da Defesa um sujeito que DECLAROU TER VIOLADO ARTIGOS DA CONSTITUIÇÂO. Leram bem? Um violador de um texto constitucional, ou seja, um homem sem nenhum escrúpulo diante do corpo indefeso da Carta Magna e que a estuprou, minha doce amiga, foi nomeado para dirigir a defesa do país. É como se nomeassem Hitler para dirigir o Estado de Israel.

Por isso, Renan Calheiros desfila, cinicamente, no carro chapa dourada da Presidência do Senado,e diante de uma centena de crimes que os fatos lhe atiram na cara, ri, com escárnio e desprezo pela verdade, e diz:" sou inocente." Tem o desplante de tentar anular com uma frase as provas torrenciais de seus delitos. Peitou o líder da DEM e o acusou de ter negócios escusos. Os outros senadoress, que iam falar, resolveram desistir. Pode haver esperança em um país em que um senador corrupto acua um Senado inteiro, com chantagens e ameaças explícitas, ditas da Presdência da Casa?

No começo era só uma amante paga em dólares, por minuto.Cada carícia paga, o salário de um médico de Pronto Socorro..Pedia-lhe, em sussurros, que apanhasse seu di-nheirinho com o Gontijo, na Mendes Junior, sabe como é, por cautela, por discrição, para ninguém ficar sabendo. Mais cínico do isso? Sim muito mais." O Gontijo vai trazer goiabada cascão pra você de Minas Gerais" E tudo se transforma depois em posar nua na Play boy, a pizza erótica dos escândalos de Brasília!

Em 2002, declarando seus bens a Justiça Eleitoral , Renan jurou que não tinha um boi ou um palmo de terra. Vivia, coitadinho, do subsidio de Senador. Mas o dinheiro começou a pular nas mãos de dona Mônica, a rica amante marani, e o senador, cínico e mentiroso, disse ser "dinheiro das vacas". E as vacas surgiram do nada, primeiro sem terras onde pastar. Eram vacas aéreas, que pariam nas nuvens.

Depois, surgiram as fazendas, em nome de laranjas, tudo arranjado no "inatacável" cartório de Murici. E eram bois e vacas que o tornavam o maior criador pecuário da história de Alagoas, humilhando recordes nacionais e internacionais de produção. Suas vacas mereceriam o premio Nobel de guerreiras por sustentar a hipocrisia degenerada de Renan. Vacas com saúde mais que as holandesas e suíças. As vacas da vileza de um mentiroso contumaz e cínico.

Só isto? Não, Mais. Das mansões e dos apartamentos de luxo, das terras que ele deve ter comprado fiado, para pagar em prestações seculares, surgiram os negócios de radio. O próprio Senado autorizou, sob a presidência de Renan, a concessão de uma emissora em nome de dois "laranjas", que nem esquentaram o ganho e já passaram o domínio deste novo patrimônio milionário para o Renan Junior, o " Riquinho", que ,mesmo sem trabalhar, já é um dos homens mais ricos de Alagoas.

Isso é pouco? Não,minha senhora. Tem grilagem de terra, incitação à violência, constrangimento de pobres desempregados da Usina Bititinga falida para lhes passar, a ele e a seu irmão Olavo, direitos sobre milhares de hectares de terra por preço vil, e , pior que tudo, todos estes crimes com RENAN SENTADO NA PRESIDENCIA DO CONGRESSO NACIONAL sob o olhar basbaque de dezenas de senadores acovardados e fracos Que pedem a ele a sua renúncia "por favor". É assim que se deve tratar a um criminoso que esbulha o patrimônio público? "Por favor, Renan, não seja corrupto. Faça a delicadeza, a nímia gentileza de roubar menos e mais discretamente!". Ora senadores, se dêem ao respeito!

Acha pouco? Que tal uma fábrica de cerveja falida ser vendida pelos Calheiros por preço milionário, desde que o Senador fosse menino lobista da Schin para arranjar o perdão de multas e dívidas astronômicas? Minha senhora, os Calheiros " venderam" urina de cerveja como se fosse ouro derretido nas terras milagrosas de Murici, a cidade que é campeã em miséria, onde seu povo é o mais pobre de um Estado que é o mais pobre do Brasil. Cidade que tem sido para os Calheiros a Canaã da safadeza, e para seu povo humilde e sofredor, motivo de inominável humilhação. O muriciense está de cabeça baixa, envergonhado e desmoralizado por Renan Calheiros. Cidade pobre e mal falada. No Brasil inteiro, por causa de Renan, Murici é apenas uma terra de ladrões. Dói muito em seu povo humilde e abandonado.

Cínico, Renan ri. Ri com descaramento. Com arrogância. Com o olhar de quem não só despreza a lei, mas quem tem a pretensão de estar acima dela. De ter o poder de viola-la quanto quiser, como se se tivesse outorgado a ele um império. Com poderes discricionários para roubar, caluniar. Falsificar, mentir e matar.

A nação indefesa não sabe a quem recorrer.

A justiça é lenta e burocrática.Os ladrões, não.

A justiça caminha por desvios processuais. Os ladrões não conhecem desvios que os impeçam de roubar e fraudar as leis.

A nação espera, aturdida. A indignação é vencida pelo torpor da incapacidade de reagir. E a nação dobra-se de vergonha e medo.

Até quando ela será mansa diante de tanta violência de quem detém o poder e o esbulha em seu favor?

Até quando?

Não esqueçam, nesta dramática inversão de valores e de exploração do homem comum, que se sabe como a violência começa, mas ninguém é capaz de avaliar até onde ela poderá chegar.

Renan Calheiros é, hoje, símbolo de uma nação ultrajada.

Uma nação com vergonha de si mesma.

Kika disse...

Pior que aquele infeliz, que detém o cargo máximo da república, acreditando que o poder lhe daria imunidade (como de fato tem dado) se envolveu com todas as facções criminosas de forma indiscriminada e, claro, chegaria o dia em que seria obrigado a fazer uma escolha!
Para tanto terá que fazer algo que nunca fez na vida: PENSAR!
Eis a causa de tamanho descontrole: O cérebro 0Km terá que ser amaciado, e isso deve dar uma dor de cabeça...!

Mas... enfim: passarinho que come pedra...

Até algum tempo atrás, quando alguém se dava mal na vida, o motivo era a falta de estudos. Hoje é a ausência da cara-de-pau e ousadia de meliante, características tão presentes na grande maioria dos nossos políticos, administradores públicos e cia.!

Bem feito! quem mandou não ser político??? É assim que pensam nossos renans e lullas!

Anônimo disse...

Saudações.

O Exmo. Sr. Presidente comemorou hoje, entusiasticamente, a queda do desmatamento florestal...

Sim, porque irá salvar 188.298.099 "primatas" !!!

Maravilha !!!
Isso é que é governo !!!

ENTRETANTO ...

ALGUMAS INFORMAÇÕES OFICIAIS NOS DEIXAM APREENSIVOS:

EXEMPLO:

Nome oficial: República Federativa do Brasil ...

População atual: 188.298.099 de habitantes (fev./2007)

UPS !!! Tem alguma coisa errada !!!

Atenciosmente.

Manoel Vigas

Anônimo disse...


Coação. Fraude. Dolo. Simulação. Práticas desta natureza são marcas na vida do advogado MARCELO VIEIRA, candidato à vaga do quinto constitucional do TRT de Alagoas. E o pior é que aconteceram em processos de trabalhadores canavieiros que buscaram direitos do período de contrato com a Usina Bititinga. Muitos deles até hoje nada receberam e já perderam a esperança em receber, porque os processos se arrastam há muito mais de quinze anos e todas as fazendas que seriam suficientes para pagar os processos já foram parar nas mãos dos “chefes” de MARCELO (Renan Calheiros e Olavo Calheiros), e de seu “sócio”, o advogado Paulo Jacinto.

Este advogado, o MARCELO VIEIRA, participou do esquema que fazia com que uma fazenda avaliada pela justiça em mais de quatro vezes o valor da execução fosse “adjudicada” pelo trabalhador, no valor de seu crédito, mas nada era depositado para complementar a diferença. Em seguida, este trabalhador era “convencido” a vender a fazenda por um pequeno valor que recebia em parcelas e transferia o imóvel aos “chefes” de MARCELO. Ele, o tal “Dr. MARCELO”, além de acompanhar toda a transação, não defendia o interesse do seu cliente, a Usina Bititinga, porque concordava com a “adjudicação”, não exigia o depósito da diferença que poderia ser usada para pagamento de outros processos e ainda participava de todo o esquema de venda e transferência das fazendas. Desta maneira, todos os bens da Usina, que teve o azar de contratar um advogado sem qualidade, foram sendo transferidos para os “chefes” de MARCELO, deixando os trabalhadores com a cara pra cima, sem receber os seus direitos.

Como se não bastasse a safadeza, quem não concordasse com o esquema era ameaçado, coagido e mesmo que tentasse, não tinha como se defender, porque a trama era engrossada com a força política dos “chefes” de MARCELO VIEIRA, que fizeram até a imprensa se calar. No mesmo pacote dos trabalhadores lesados, estão a União, a Receita Federal e os bancos, porque quando as fazendas eram “adjudicadas”, caíam as penhoras que existiam para garantir débitos com impostos e empréstimos, e assim os novos proprietários recebiam as fazendas sem nenhuma dívida, aumentando mais ainda o império iniciado na área da cidade de Murici.

É este o candidato ao quinto do TRT. Um advogado que deixou a ética lá no livro da faculdade para agradar seus “chefes”. De caso pensado não defendeu seu cliente, a Usina Bititinga, que acabou perdendo todo o patrimônio. Coagiu trabalhadores. Simulou a venda das fazendas. Participou do esquema que fraudou credores trabalhistas, além da União, da Receita Federal e dos bancos. É este o tal MARCELO VIEIRA, que vive dizendo que em Brasília o seu “chefe” manda e que o quinto do TRT já está no papo. É este o candidato que na sabatina da OAB veio falar de honestidade e que aprendeu com seus pais a não tirar nada de ninguém, mas na baixa participou do esquema que tirou da boca de várias famílias a chance de uma vida mais digna.

Fora MARCELO VIEIRA! Seu lugar não é representando os advogados, nem no TRT nem na China! Se tiver vergonha, pare com seu discurso de ética e honestidade que ninguém é idiota. Desta vez seus “chefes” não podem calar a verdade nem fazer ameaças, porque toda esta história está registrada nos processos da vara do trabalho de União dos Palmares e pode ter certeza que esta sujeirada não vai ficar assim..