domingo, 9 de setembro de 2007

Carta Aberta ao Menino Alencar

Edição de Artigos de Domingo do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Arlindo Alexandre

Caro menino Kennedy Alencar, colunista da Folha de S. Paulo. Tenho 70 anos e estou agora apreciando a desinformação massiva que confunde este sofrido e trabalhador povo brasileiro. Desejo que lhe sobre tempo para refletir um pouco sobre a história como um todo, diferente de apreciar detalhes e concluir com a visão de um espaço limitado.

O que você identifica como mentalidade golpista tem um passado histórico rico, na defesa de princípios e valores contrários ao impedimento das liberdades humanas, conquistadas com trabalho e reflexão, com o conhecimento que nos conduziu através da relação científica às tecnologias que hoje permitem melhor qualidade de vida para a humanidade, incluindo a internet, televisão, satélites... muito recentes neste ambiente humano.

Você escreveu:

A nota do Alto Comando do Exército sobre o livro "Direito à Memória e à Verdade" é uma triste notícia para o país.

Aprendi que país é território. Se você queria referir a gente, o termo a utilizar seria NAÇÃO. E se queria referir a nação, deveria limitar a tristeza para a parte da nação que pensa à esquerda, a parte da nação que preserva a ideologia comunista não obstante a queda do muro de Berlim, não obstante as torturas e privações impingidas às populações encurraladas pelas ditaduras proletárias, auto denominadas “democracias” populares, surgidas com a partilha de territórios de influência negociados depois da II Guerra Mundial.

Contra o nazismo, os integrantes desta instituição a que você atribui “mentalidade golpista” derramaram o sangue na Itália... Os males atribuídos apropriadamente ao nazismo, ao fascismo, foram multiplicados e aperfeiçoados pelos comunistas, cujos crimes contra a humanidade apenas recentemente começaram a ser revelados. Os documentos ainda não parecem ter chegado ao Brasil e se chegaram devem ser mantidos a sete chaves, não interessa aos poderosos do dia a sua divulgação.

Divulgada na sexta-feira (31/08), a nota mostra que continuam firmes e fortes nas Forças Armadas a mentalidade golpista, certa resistência ao poder civil e uma dose de indisciplina incompatível com a vida militar.

Contra o nazismo, os integrantes desta instituição a que você atribui “mentalidade golpista” derramaram o sangue na Itália... Os males atribuídos apropriadamente ao nazismo, ao fascismo, repito, foram multiplicados e aperfeiçoados pelos comunistas, cujos crimes contra a humanidade apenas recentemente começaram a ser revelados.

O livro conta uma verdade histórica. Pela primeira vez, um documento do governo federal relata em detalhes atos cruéis da ditadura militar (1964-1985).

Menino, o que você chama verdade histórica, versão final, pronta e acabada, incontestável é um descalabro! Principalmente quando está eivada de preconceitos ideológicos e construída, resgatada por um único lado dos antagonistas. Uma verdade histórica exige cenários mais amplos, documentação farta, generosidade humana. Material que em parte está nos arquivos que ainda são desconhecidos e nas mentalidades que intentam há quase um século dominar o Brasil e os brasileiros constituindo uma ditadura totalitária, permanente, diferente daquela que em 20 anos reformou a infra estrutura deste país, avançou em todos os sentidos sem a necessidade de comprar votos, sem a necessidade de corromper e corromper-se entregando as finanças e grande parte do território ao controle internacional, sem amealhar fortunas pessoais num passe de mágica. Fundou 12 campus universitários, repatriou cientistas, modernizou as comunicações e restaurou a dignidade da nação em todos os sentidos.

A reação do Alto Comando deveria ter sido de vergonha. Uma autocrítica e um pedido de desculpas soariam muito bem.

Considere por um momento o contrário: se os autores da obra que você chama de verdade histórica declarassem reconhecer como legítimas e positivas as realizações dos militares na época em que – transitoriamente – administraram e reorganizaram o país, se estes personagens, por uns instantes abandonassem a cegueira ideológica e por um instante refletissem sobre valores tradicionais da nossa cultura, presentes no inconsciente coletivo, como a anistia, o perdão, para compartilhar o trabalho e a defesa dos interesses de todos e não apenas de uma parte...

Será que os militares que decretaram a anistia e voltaram aos quartéis sentir-se-iam feridos na sua dignidade pela fala de um Ministro que confessou ter alterado o texto constitucional indevidamente, por uma pessoa arrogante e autoritária? Num cenário em que o réu confessa o crime contra a nação e às costas dos seus representantes constitucionalistas e tudo bem... todos da imprensa inclusive, calam... fica por isto mesmo...

É pensar que os militares são diferentes de gente de carne e osso, com emoções, com informação privilegiada. Menino, tome um tempinho para ler história e aprender sobre verdades históricas. Os militares, devido à sua formação – a maioria - ainda conserva a dignidade inquebrantável e o juramento à bandeira (símbolo representativo da nação e do território) como credo inegociável.

Os administradores militares, após pacificar a nação, ofereceram a anistia aprovada por representantes eleitos livremente. Mas você ainda não votava naquele tempo, não é?

"Não há Exércitos distintos. Ao longo da história, temos sido o mesmo Exército de Caxias, referência em termos de ética e de moral, alinhado com os legítimos anseios da sociedade brasileira"

Há uma diferença que foge à sua consideração ao julgar o Exército. A instituição é a mesma, sim. E a maioria absoluta de seus integrantes, exceto os rebeldes, os filiados e admiradores do comunismo, como o Lamarca, a maioria é diferente, é comprometida e praticante de princípios éticos e morais alinhados aos anseios mais legítimos da nação, que defendeu: apoiando Vargas para modernizar o país contra a política feudal do “café com leite” na Revolução de 30, que defendeu contra várias tentativas dos ideólogos locais (e estrangeiros importados para comandar e financiar) para implantar o comunismo no Brasil, culminando com a queda de João Goulart e anos depois atuou contra a agressão armada dos que hoje se atribuem a defesa da democracia.

Mentira rapaz! Quem mobilizou população pela diretas já foi o Ulisses Guimarães, foi o Tancredo Neves, cuja credibilidade e respeito foi aproveitada por uma minoria barulhenta.
Lamentável constatar que os atuais generais consideram integrar o mesmo Exército daqueles que executaram presos que já não podiam reagir. Torturaram intensamente militantes de esquerda. Abusaram sexualmente de homens e mulheres. Estupraram. Decapitaram. Esquartejaram. Ocultaram cadáveres. Enganaram famílias, exigindo dinheiro em troca de informações que se comprovaram falsas. Deram versões falsas ao público.

Lamentável constatar meninos como você, que, atuando na imprensa, parecem não ter lido as atas do Foro São Paulo fundado pelo atual presidente... que não leram as atas do Cominform, que não lêem o que se publica muito atualmente na Europa e nos EUA sobre os arquivos abertos pela Rússia, Checoslováquia, Bulgária, Hungria, Polônia e todos os países que tiveram oportunidade de restaurar a liberdade depois da queda do muro de Berlim. Parecem nem mesmo ter lido os documentos da esquerda brasileira, atribuindo seus crimes históricos e verdadeiros ao Exército Brasileiro e seus integrantes.

É lamentável que as táticas da esquerda fascinem de tal maneira as mentes que são responsáveis pela informação, desenvolvimento intelectual e espiritual desta nação... que reage a meias verdades ou cai em estado de anomia, impotente para responder à enxurrada de acusações e declarações de intolerância radical... Afinal o que a nação viveu no tempo daquela ditadura a que vocês atribuem tantos e tão nefandos crimes, foi trabalho, progresso, modernização de Leis e do espaço de aprendizagem e convivência, com riso, esperança e auto estima.

São inegáveis os exageros de um estado beligerante que envolvia uma pequena parte dos nacionais e estrangeiros convidados... Pequena parte sim, fração. As Forças Armadas e policiais cumpriam suas tarefas constitucionais. Algumas unidades das Forças Armadas e policiais foram designadas para combater a agressão armada de iniciativa dos guerrilheiros treinados em Cuba, na China, na Argélia e que atuavam na quase totalidade dos países das Américas do Sul e Central...

Mas você estava engatinhando não é caro menino? E nos anos de formação superior conviveu apenas com a visão local, restrita, deformada, viciada pela ideologia mágica, ligeira e nefanda, pela ideologia menos humana e mais oportunista que a sede de poder construiu.

Desejo-lhe uma vida plena e feliz. O aprendizado da verdade é uma tarefa para a vida inteira. Vocês devem a esta nação uma informação ampla, clara, despida de ligeireza e cacoetes, livre de limitações. Por favor, lembre que a inteligência está enclausurada, mas não morreu ainda. Não obstante as práticas orwelianas correntes.

Arlindo Alexandre é Apicultor.

12 comentários:

Anônimo disse...

Quando a gente vê um simples apicultor se indignar e responder magnificamente a esse menino Alencar é porque nem tudo está perdido no Brasil.
Parabéns! Esse artigo deveria ser um direito de resposta a um jornal não muito preocupado com a Democracia do nosso país.
Parabéns a vc também Jorge, precisamos muito de brasileiros como você.

Anônimo disse...

Caro Sr. Arlindo,

Esse protótipo de jornalísta deve estar com um enxame de vespas, perturbando dentro do cérebro.

Anônimo disse...

OLAVO DE CARVALHO REVELA GOLPE PREPARADO ÀS FORÇAS ARMADAS E AS FRAUDES DE JOBIM
.

Ele também fala da proteção do PT às FARC contra o governo da Colômbia e internamente para que os membros das FARC não sejam presos no Brasil... tendo ajuda de ministros STJ empossados por Mulla.


Clique para escutar
http://alingua.blogspot.com/

Anônimo disse...

Eu não perderia tanto tempo respondendo ao "rapaz". Ele faz parte do petismo insano que povoa as redações da mídia. Não se espera outra coisa deste aparelhamento toglodita. Eles são incorrigíveis. É o DNA do PT.

a disse...

Respeitável Arlindo Alexandre,

Que ferroada linda você deu no rabo deste porco sujo da Folha.

São criaturas como estas que se dizem bem informadas e donos da verdade que empesteiam o Brasil e a mídia subjugada, de joelhos e com a raba levantada para seus patrões traidores da pátria.

Este cara é um merda! Um filho-da-puta que não passa de um cego fundamentalista a serviço da desconstrução da nação. Este patife não passa de um peão miserável que se sente feliz da vida por estar contribuindo pela causa que ele não sabe qual é, mas todos nós sabemos que tem raízes nos marginais bolcheviques do PT e do Foro de São Paulo.

Meus Parabéns!

Abração,

Anônimo disse...

O texto do Sr.Arlindo Alexande é primoroso,obra-prima de lucidez.Certamente seu convívio com as abelhas fê-lo entender melhor a sociedade humana.Parabéns!

Anônimo disse...

Antes de postar, fiz uma pequisa na internet para conhecer e entender esse Kennedy Alencar, e conheci quem é e entendi porque pensa assim.

Como já havia dito em um post anterior ele faz parte da turma que quer se dar bem.

"Porque o socialismo é só para quem está no poder, somente para estes traz benefícios, como podemos ver pelo enriquecimento ilícito de toda a corja do PT e afins, não tem um que não esteja envolvido."

Ele faz parte da corja do PT.

Mas para o bem dessa nação, aínda existem pessoas de bem e comprometidas com a verdade com o Sr. Arlindo que é testemunha viva da história.

Assim sendo, suas palavras devem ter mais credibilidade do que a de um jornalista mediocre que só quer se dar bem, não importando que para isso tenha que destruir a sua nação, os princípios morais e éticos que que ele deveria ter e defender, porém não os tem, nem o defende. Que DEUS tenha misericórdia de sua pequenês.

Anônimo disse...

Que vces podem esperar de una turma ensinada por Fidel Castro e cia?

Anônimo disse...

Sr. Arlindo,

Que pancada!!! Qta. sabedoria!!!
No entanto, acho que o "menino" não vai entender!
Isso é o mesmo que queimar vela com defundo ruim!!!
Mas...desejo que todos aqueles que convivem com ele possam ler essa carta e descobrir o imbecil metido a besta que ele é, ou... a besta metida a imbecil...! Sei lá. Vindo dele, tanto faz!!!

Anônimo disse...

Infelizmente e desgraçadamente a conclusão é que o Brasil PRECISA passar por mais essa. Nem que dure algumas gerações mas o povo tem que crescer e para isso terá que experimentar o flagelo do comunismo para que nunca mais se esqueça. Para que nunca mais dêem ouvidos a SOCIOPATAS como Lula, José Dirceu e tantos outros que se encontram no controle da sociedade, seja no governo, na política ou na mídia. Infelizmente, por falta de educação, de família e de religião, a SOCIOPATIA está crescendo e essas mentes doentias estão adquirindo poder. E quando chegam ao poder espalham sofrimento e dor às pessoas normais. Vamos rezar para que nossos filhos e netos não sofram o que tantos sofreram em países como a China, A URSS e Cuba.

Anônimo disse...

Luiz Inácio organiza polícia política para se garantir na Presidência - Parte IV
Do Observatório de Inteligência, por Orion Alencastro, em 10/09/07

Com a próxima investidura do delegado da polícia federal Paulo Lacerda nas funções de diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência, Luiz Inácio da Silva poderá atenuar os fantasmas que rondam as noites do Palácio da Alvorada, semeando expectativas para as manchetes do dia seguinte.

Questões de insônia do presidente
Qual será a turbulência da mídia do dia? A continuidade das matérias sobre a “quadrilha dos 40” sub judice, os efeitos retardados do mensalão fazendo o Chefe da Nação colocar as barbas de molho, as ligações perigosas com banqueiros, as negociatas da Gamecorp e outras mais por vir, a expansão patrimonial dos Da Silva, o preguiçoso colaborador Geddeu Vieira, Ministro da Integração Nacional, o vergonhoso caso Renan, as armas para a guerrilha rural, o atentado terrorista, alienígenas na Amazônia, o colaborador pego com a boca na botija ou a próxima vitima do caso Celso Daniel?

Implantando a blindagem do Presidente

O "estadista" experimentará o risco de alterar a nobre função da ABIN pela vaidade, não se importando de desconectar a inteligência brasileira do acompanhamento das ameaças internas: o Talebã tupiniquim.

Com a repercussão do descontrole aeroportuário e a monumental vaia inaugural do Pan, a ordem foi blindar o mandatário, às vésperas de um importante ano de eleições nas bases municipais.

A curto prazo, colocaram um jurista para tomar conta do Ministério Trambolho da Defesa para melhor articular as relações com as Forças Armadas como garantidoras constitucionais da Lei e da Ordem no país e distraí-las com a elaboração do PAC da Defesa, a ser elaborado até 7 de setembro de 2008.

Substituiu-se o diretor-geral da Polícia Federal por um delegado partidário e identificado com líderes do mensalão petista, ainda sob julgamento. Emplacou-se um ex-parlamentar petista para tomar conta da Secretaria Nacional de Segurança Pública e sua Força Nacional de Segurança.

Com a substituição de um valoroso e experiente profissional de inteligência por um policial na chefia da ABIN estará completo o trinômio para garantir, em “boa hora”, um razoável dispositivo de Policia Política, assegurando-lhe discreto aparelhamento.

A determinação é isolar o Chefe de quaisquer ameaças a sua inabalável idoneidade, com a concordância dos seus acomodados generais palacianos. Para todos os efeitos, ele continuará a não saber de nada como nunca jamais fora visto em um presidente do Brasil. A imprensa, por enquanto, continuará livre aguardando pela máquina de mídia, em montagem no DIP do Governo.

Abin e Polícia Federal, duvidosa harmonia

Ministro Beria (Tarso Genro) está feliz e sorri a toa com as conquistas para o dispositivo da Polícia Política.

Os novos dirigentes da Policia Federal e da ABIN já devem ter combinado que tudo estará bem entre as duas organizações do Estado e que a questão do grampo pela ABIN será uma circunstância simples a resolver em defesa do governante e do Estado.

O que importa é preservar o presidente para garantir-lhe o futuro almejado, detectando e neutralizando as forças adversas para mantê-lo no governo os três anos restantes ou projetar uma conjuntura com mecanismos jurídicos que o levem para o terceiro tempo com as recomendações do ditador e amigo Hugo Chávez. Existe o risco de que o Estado poderá não ser mais a prioridade da ABIN e nem da PF.

Regulamentação da mídia e policiamento da Internet

Deixando cair a máscara, Berzoini vai à China buscar modelo de comunicação para a escravidão brasileira.

Nos subterrâneos do Governo fermentam os anseios para que os grandes vetores, a mídia e a internet, obstáculos à implantação do “socialismo do Século XII” no Brasil sejam subjugados ao controle oficial.

Há que se implantar no país a disciplina do uso intelectual da liberdade de expressão da mídia, a grande muralha para o avanço programático das ambições radicais da esquerda tupiniquim, e do controle estatal da internet, poderosa rede de resistência às imposições e combate pela democracia. Por isso a preocupação do PT organizar a comitiva da Direção Nacional à China Comunista para conhecer o sistema de comunicação social da maior escravidão humana.

Necessidade vital para o obstinado gramscimo – o pensamento único - no compasso da batuta do Foro de São Paulo, o novo dispositivo de Polícia Política oferecerá orientação complementar ao ministro Beria. (OI/Brasil acima de tudo)

http://brasilacimadetudo.lpchat.com/

Roberto disse...

Parabéns Arlindo, pena é que os militares na contra-revolução de 64 não fizeram o serviço completo, pois certamente hoje esta corja de bandidos, terrorristas e sequestradores não estariam hoje no poder