quinta-feira, 20 de setembro de 2007

Extorsão aos contribuintes aprovada pelos deputados

Edição de Artigos de Quinta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Por Sônia van Dijck

Os Deputados não representam os cidadãos - em nome do toma-lá-dá-cá e do é-dando-que-se-recebe e da salvação dos telhados de vidro, os Deputados aprovaram a extorsão chamada CPMF - não apenas caíram na chantagem político-emocional de Lula, mas, principalmente, defenderam seus próprios interesses e provaram que não representam os cidadãos que os elegeram. Não somos idiotas. A CPMF é extorsão.

Nós vamos continuar pagando a farra do PT e seus aliados em demanda do socialismo fajuto construído pelo impostos altíssimos. Nós vamos pagar o Bolsa Família, para alimentar a preguiça, a improdutividade, a falta de uma política de mercado de trabalho e os votos para Lula, o defensor do pobrismo. E os de 338 Deputados interesseiros nas benesses do governo Lula votaram contra a opinião de seus eleitores explorados - com a ajuda de 2 covardes que escolheram a abstenção - seus nomes devem ser amplamente divulgados pela internet.

Conclusão: a Câmara, desmoralizada pelos escândalos do governo Lula, não representa, em sua maioria, os eleitores: a sociedade - ninguém votou em deputado para ser extorquido, traído e tratado como sem importância. Esses 390 deputados pensam que foram eleitos para defender seus interesses pessoais e estão dando pouca importância ao que que pensa o eleitor-contribuinte extorquido pelo socialismo imbecil do governo petista e pelo oportunismo subserviente e covarde dos parlamentares que têm telhado de vidro.

A Câmara se transformou em uma assembléia contra o povo - eis a serpente que nós alimentamos no seio de nossa sociedade. A Câmara representa APENAS os interesses de muita grana do governo petista - mas, esses caras são deputados pelo voto dos cidadãos contribuintes expropriados.

Com resultados como esse, fica-me a certeza: o governo petista ainda não fechou a Câmara porque precisa dessa instituição para sua farsa de democracia.

Os 338 deputados são dóceis cooptados e 2 são covardes. A ameaça do PT está voltada contra o Senado, que poderá ser extinto na reforma política do petismo - talvez o Senado conquiste uma sobrevida com a aprovação da CPMF - e os senadores, que não querem perder as benesses do gado fantasma e das notas frias e do etc., explicarão com a retórica do oportunismo seus votos favoráveis à CPMF, revelando considerar o contribuinte como um desinformado imbecil eleitor.

Estamos órfãos. Votamos em parlamentares que se voltam contra o cidadão. Se eles não existirem/ existissem, o governo petista faria as mesmas coisa e extorquiria o contribuinte para aliementar seus projetos clientelistas de permanência no poder. Portanto, eles são INÚTEIS e só servem para ganhar os altos salários e as mordomias - esses deputados são um desserviço à Democracia, porque não sabem respeitar a opinião do cidadão eleitor e contribuinte.

Quando a Europa viu a verdade dos planos de Hitler já era tarde. No Brasil, esses Deputados e Senadores lulistas-oportunistas não terão o direito de argumentar que viram tarde demais. O nazismo petista está aí; o partido de Hitler também tinha o nome de Socialista... No Brasil não se propõe limpeza de raça - a proposta é LIMPEZA DE CLASSE social (conforme os conceitos petistas).

Os banqueiros estão salvos; o alvo é a classe média. Na Alemanha, os ricos estavam com tudo e financiavam os planos de Hitler. Os alemães tinham o Papa; os petistas têm Frei Betto... - isso é prova a humildade tropical...

Sônia van Dijck é professora universitária aposentada.

Um comentário:

Pedro disse...

Ja estou arrumando as malas para ir embora do país.