terça-feira, 18 de setembro de 2007

República da Maracutaia

Edição de Artigos de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Márcio Accioly

Existe alguma coisa muito importante escapando ao entendimento, ou exigindo explicação mais detalhada dentro da organização social brasileira. Afinal de contas, não somos uma sociedade de idiotas a sustentar gênios raros que supostamente nos dirigem, sem a obrigação de qualquer esclarecimento. Ou somos?

Veja-se o caso do ex-dono do Banco Marka, Salvatore Cacciola, foco de nova pirotecnia política que começa a ser ensaiada nesta nação de corruptos e palhaços. Preso no Principado de Mônaco, no último sábado (15), Cacciola é foragido do Brasil.

Em janeiro de 1999, no desgoverno FHC, o ex-banqueiro deu prejuízo de 1 bilhão e 600 milhões de reais aos cofres públicos. Para isso, contou com a ajuda do então presidente do Banco Central, Francisco Lopes.

Ele foi condenado a 13 anos de prisão, mas a sentença de condenação ainda não é definitiva e, dificilmente, um corrupto juramentado e sacramentado corre o risco de ser encarcerado no nosso glorioso Brasil. Se tivesse roubado uma galinha, ou um pote de manteiga, certamente estaria esquecido em alguma masmorra.

Em julho de 2000, Cacciola estava preso quando o ministro do Supremo Tribunal Federal, Marco Aurélio de Mello concedeu liminar e o colocou na rua. Ele, então, aproveitou para pinicar a burra para a Itália, pois tem dupla cidadania.

Na Europa, com o dinheiro arrancado dos trouxas daqui, indiscutivelmente viveria e viverá sempre muito melhor. O que se precisa entender é a razão pela qual se pretende trazer Cacciola de volta, já que não irá ficar preso. Ladrão por ladrão, nós os temos aqui às pencas e aos magotes.

O próprio ministro Marco Aurélio de Mello, que libertou o ex-banqueiro em 2000, declarou ao jornal Folha de S. Paulo da terça-feira (18), que, “se apreciasse hoje um novo pedido de relaxamento de prisão de Salvatore Alberto Cacciola, tomaria a mesma decisão de julho de 2000”.

Resumindo: vão trazer o sujeito para nada. Somente para dar um passeio por conta dos contribuintes brasileiros que pagam todas as contas. Talvez, para animar o circo, criando outros focos de diversão. Sem contar que o ministro da Justiça, Tarso Genro, está todo animado a ir até o Principado de Mônaco para voltar com Cacciola.

Por conta do envolvimento no caso do Banco Marka, o ex-presidente do BC Chico Lopes foi condenado a dez anos de prisão em regime fechado (crime de peculato) e ao pagamento de uma multa de 156 mil reais. Nem uma coisa nem outra.

Como ainda cabe recurso, Chico Lopes continua solto, feliz, alegre e satisfeito. A ex-chefa de fiscalização do BC Tereza Grossi, e um amigo de Chico Lopes, Luiz Augusto Bragança (acusado de intermediação entre o presidente do BC e o banqueiro italiano), receberam penas prisionais de seis e cinco anos, respectivamente.

Os dois estão soltos. Tereza Grossi prestou serviços ao governo Dom Luiz Inácio (PT-SP), depois de ter sido atacada por todos os lados, estando agora a serviço de instituição financeira internacional.

Enquanto isso, o presidente do Congresso Nacional, Renan Calheiros (PMDB-AL), que cometeu crimes tão graves quanto Cacciola, encontra-se à frente do Poder Legislativo e poderá assumir a Presidência da República (como já a assumiu), sob imposição e garantia constitucional.

Nesta nossa República não se sabe se é melhor rir ou chorar. Que insuperável bandalhice! E os 40 integrantes da atual “administração” federal, denunciados por formação de quadrilha e desvios financeiros? Definitivamente, não somos um país sério.

Márcio Accioly é Jornalista.

5 comentários:

Anônimo disse...

AONDE ESTÃO OS HOMENS QUE TEM O DEVER DE MUDAR ESSA REALIDADE?


http://www.youtube.com/watch?v=tszc_NoXxbc

Anônimo disse...

Livro adotado para 8ª série realça as maravilhas do comunismo e o horror do capitalismo em quase todos os capítulos. O ministro da educação não se pronunciou como sempre.
Comunistas, vocês só convencem os ignorantes e inocentes como as crianças;
"
1 - Se o comunismo fosse BOM vocês não precisariam MENTIR nem ENGANAR...
2 - Se o comunismo fosse bom as pessoas não fugiriam de CUBA e sim dos EUA...
3 - Se o comunismo fosse bom as milhões de vítimas na China, URSS, Cuba, Vietnã, etc não teriam morrido...(lembre-se do número 1)
4- Se o comunismo fosse bom o muro de Berlim estaria em pé...
5- Se nós vivessemos sob o Comunismo eu NÃO estaria acessando a Internet com essa LIBERDADE...
6- Se os comunistas fossem NORMAIS não adorariam MONSTROS como Mao Tse Tung, Stalin e Fidel...

Não se iludam: O Comunismo pode vir mas não vai durar..."

Anônimo disse...

Caro Accioly e Caro Serrão.
Como podem ver, as quadrilhas estão aí, Ali Renam e seus quarenta Malheiros, Ali Lula e seus quarenta companheiros, e perde-se a conta se for tentar mencionar todas, ontem Ali Caxias e seus quarenta pms, ai! Vou parar. Tempos atrás morei no nordeste, mais precisamente no Sultanato das Alagoas, e pude conhecer o maior São João do Brasil,descobri porque a briga de quem fazia o melhor e maior São João. O motivo chega a ser óbvio demais: é por causa da quantidade de quadrilhas. Perde-se a noção ao conta-las; quadrilha de Senadores, de deputados, de vereadores, de prefeitos, de juízes, quadrilhas de todos os matizes, forjadas na impunidade, na lentidão e no rabo preso do judiciário,forjadas no coronelismo impune que silencia suas testemunhas nas trilhas dos canaviais. É meus amigos jornalistas, minha única tranquilidade para daqui um pouco ir dormir, é saber que na minha família não consta parentes da corja política de nenhum dos ditos tres poderes, senão não teria sonhos e sim pesadelos. Boa noite! Pátria Limpa!

Anônimo disse...

Caro Accioly e Caro Serrão.
É muita maracutaia pelo nosso Brasil afora, perde-se a conta de quantas quadrilhas imperam por aí: Ali Renam e seus quarenta Calheiros, Ali Lula e seus quarenta companheiros, Ali Lalau e seus quarenta juízes, ontem pintou mais uma Ali Caxias e seus quarenta Pms. É triste, muito triste.
Anos atrás morei no nordeste, mais precisamente no Sultanato de Alagoas e pude descobrir o óbvio. Porque naquelas bandas se proclama ser o maior São João do Brasil! Por causa da infinidade de quadrilhas; quadrilha de Senadores, quadrilha de deputados, quadrilha de vereadores, quadrilha de prefeitos, quadrilha de policiais, quadrilha de usineiros, é quadrilha que não acaba nunca. E ainda o coronelismo que silencia testemunhas pelas trilhas dos canaviais. É meus amigos jornalistas, só dá para ir dormir porque felizmente não possuo na minha família, nem um, unzinho sequer, membro de nenhum dos ditos três poderes. Caso existisse não teria sonhos e sim pesadelos. Boa noite!

Anônimo disse...

P.Q.P!!! Cadê os milicos??? Tô com saudades dos milicos!!! Por quê será que os atuais milicos, diferentemente dos milicos de outras eras, se contentam em ser enxovalhados e, ridicularizados por um "genérico" qualquer de "plantão"?? Vão seguindo pateticamente limpando as botas da gang, e recebendo o "soldinho", que fica cada vez menor??????? Será que tão com medo??? Em outros tempos, quando um milico mais graduado, com algumas estrelas a lhe ornar os ombros, principalmente se fosse uma, ou duas, "gemada", chegasse a um aeroporto atrazado e mandasse que o avião esperasse até ele embarcar, ele ASSUMIA que tinha mandado o avião esperar. Hoje, com estes "milicos" que estão aí, mesmo um milico gemado não assume a ordem que deu. Nega tudo, e fica o dito pelo não dito!!! Sinal dos tempos, ou, sinal dos 20, ou 30, anos do Lula??? Quem viver verá!!!
DIGA "NÃO" PARA A DIVISÃO DA AMAZÔNIA!!! ACOOORDAAA BRAAASIIILLL!!!