sexta-feira, 19 de outubro de 2007

Lula e Alencar vão “aconselhar” PF a acabar logo com novo inquérito que investiga o Bispo Edir Macedo e a Record

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, a Rádio Alerta Total no seu computador.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

A Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários da Superintendência Federal de São Paulo será aconselhada, por ordens superiores, a não levar adiante o inquérito (aberto no último dia 4 de outubro) para investigar o Bispo e empresário Edir Macedo Bezerra, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da Rede Record. O poderoso Lula da Silva não tem o menor interesse que mexam com seu aliado, mas não quer se meter na briga dele com a Globo. Menos ainda o vice-presidente José Alencar, que preside o Partido Republicano. O PR foi fundado por estratégia dos bispos da Universal, liderados pelo licenciado Marcelo Crivella, senador pelo Rio de Janeiro.

O novo ataque contra o líder da Universal é o troco natural pelas pressões e ataques lançados por Edir Macedo contra a Globo desde o lançamento do canal de notícias 24 horas Record News e da reportagem biográfica “O Bispo”. O “laranja” da nova onda de ataques (que interessa à Globo e à Igreja Católica) é o ex-deputado federal Afanasio Jazadji (DEM). Católico, Afanasio provocou o Ministério Público Federal a solicitar à Polícia Federal que amplie antigas investigações contra Macedo pela suposta prática de crimes de falsidade ideológica, contra a fé pública, sonegação fiscal e lavagem de dinheiro.

A nova linha de investigação parte da suspeita de que o Bispo Macedo usou o dízimo cobrado de fiéis para construir seu patrimônio pessoal, o que inclui a TV, afiliadas, editora e outras empresas. Macedo e sua mulher Ester são os únicos proprietários da Record São Paulo. Ele com 90% e ela com 10% das ações. Desde janeiro de 2004, tramita na 39ª Vara Cível de São Paulo uma ação movida pelo "obreiro" Waldemar Alves Farias Júnior contra Macedo e a cúpula da Universal. Nela, Junior alega que Macedo teria conseguido arrecadar com os fiéis US$ 3,2 milhões para "fechar suas contas com a Receita Federal", em 1997. O dinheiro, segundo a representação, teria sido utilizado pelo "bispo" para ajudar a quitar débitos com a compra da TV.

Em tese, a PF foi acionada para apurar se o dinheiro recolhido nas igrejas foi utilizado na compra da Record. Se for mesmo adiante, o caso pode trazer problemas para Macedo por causa de uma informação anexada aos autos do processo pelo próprio advogado do Bispo, Rodrigo Pereira Adriano: “Edir Macedo não tem nenhum vínculo jurídico/estatutário com a Universal, não faz parte de sua diretoria, bem como não reside neste País”. Afanasio lembra que a legislação que disciplina a concessão para exploração de canais de rádio e televisão exige que os diretores executivos dessas empresas sejam brasileiros e residam no País.

Afanasio Jazadji juntou à representação que enviou ao Ministério Público Federal uma cópia de documento que o Bispo Macedo teria assinado, em 2003, quando teria se mudado para os Estados Unidos. Nesse documento, Macedo informou que no ano anterior teve rendimento tributável de R$ 8.289,60. Na época, ele já era controlador da Rede Record de Rádio e Televisão. O ex-deputado reforçou a denúncia com dados que obteve na 39.ª Vara Cível da Capital, onde tramitava uma ação ordinária de revogação de doação por ingratidão que um ex-obreiro da Universal moveu contra o bispo.

Record contra o bis

A Direção da Rede Record já emitiu nota para esclarecer que “a compra da Record foi investigada várias vezes e não há mais o que ser investigado”:

Se o assunto é esse não passa de especulação e configura no linguajar jurídico “bis in idem”, isto é, investigar o que já foi investigado, de forma que o inquérito não prosperará na forma da lei brasileira, porque já foi tudo investigado em outro inquérito”.

O Palácio do Planalto também não quer saber desse repeteco, e virão de lá “conselhos” do ministro da Justiça, Tarso Genro, para que a PF termine logo com tal inquérito contra o aliado Macedo.

Nova guerra do Ibope

A briga entre a Globo e a Record vai esquentar em outra praia.

O Ibope começou a fazer medições em tempo real da audiência das emissoras no Estado do Rio de Janeiro.

Essa mesma análise só era feita na Grande São Paulo, levando em conta a opinião de paulistas e paulistanos.

Agora, cariocas e fluminenses terão influência direta no “estado de espírito” das emissoras cujos dirigentes resolveram pautar a programação a partir das questionáveis oscilações na audiência.

Vitória Global

Terceira Turma do Superior Tribunal de Justiça inocentou a TV Globo de acusação de uso, sem a devida autorização, de um estilo de arte desenvolvido por Ana Maria Athayde Caldas Pinto.

A técnica foi utilizada na abertura da segunda versão da novela Selva de Pedra e em outros programas.

Em primeira e segunda instâncias, a Globo tinha sido condenada a pagar indenização à Ana Maria.

Desculpa global

No recurso especial ajuizado no STJ, a defesa da emissora pediu a reforma da decisão de segundo grau.

A Globo alegou que não há proteção legal para estilo de arte e sim para as obras de arte individualizadas.

Ana Maria desenvolveu o estilo de arte denominado "fragmentismo", em que qualquer visual pode ser mostrado com desenho ou composição abstrata utilizando fragmentos coloridos.

Viva os bandidos

O Supremo Tribunal Federal dá mais uma contribuição ao banditismo no Brasil.

O STF anulou a condenação de Rafael Gomes pela morte de Gabriela Maia Prado Ribeiro, de 14 anos, que em 2003 foi atingida por uma bala durante um assalto no metrô do Rio de Janeiro.

Rafael foi condenado a sete anos e meio de prisão na primeira instância do Rio por roubo seguido de lesão corporal grave e a 23 anos por latrocínio (roubo seguido de morte).

A defesa de Rafael recorreu da pena e o Tribunal de Justiça do estado manteve a sentença.

Ontem, por motivos técnicos, o STF decidiu que as condenações deveriam ser canceladas.

Ataque aos agiotas oficiais

A partir de hoje está proibida, por pelo menos 90 dias, a concessão de novos empréstimos com desconto em folha de pagamento para servidores públicos federais.

O governo promete fazer um pente-fino no sistema após diversas irregularidades apontadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU), em auditoria encerrada em agosto.

Até ontem, 1.123 entidades estavam autorizadas a dar o crédito consignado, entre elas, Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e centrais sindicais.

Venda casada nos empréstimos

Cerca de R$ 5 bilhões da folha anual dos servidores federais civis estão comprometidos para pagamentos com desconto em folha.

Há casos de débito em valores superiores ao limite legal de 30% sobre o salário.

Servidores também denunciam débitos indevidos gerados pelos agiotas oficiais, como compra de planos de previdência privada.

Coisa do Demo

Dirigentes do DEM preferem conversar com Diabo a ter um teretetê com o chefão Lula.

Tudo depois que o presidente, no passeio por Angola, chamou o DEM de “demo”.

A verborragia de Lula criou mais um problema para a prorrogação da CPMF até 2011.

Do jeito dele

O presidente Lula reforçou ontem: a emenda que prorroga a CPMF tem que ser aprovada como está.

Quatro governadores - entre eles a tucana Yeda Crusius, do Rio Grande do Sul - assinaram nota de apoio à aprovação rápida da prorrogação da CPMF.

Mas a nota dos incautos governadores frisa que os recursos arrecadados com a contribuição deveriam ser aplicados na saúde pública, sua finalidade original.

Já existe?

A Receita Federal rebateu as propostas do governo de desonerar a CPMF para a população com salários inferiores a R$ 1,2 mil ou a R$ 1,7 mil.

O secretário-adjunto da Receita, Carlos Alberto Barreto, garantiu que esse benefício já existe.

O problema é que ninguém sabia disso – nem a turma do governo.

No cravo e na ferradura

O PSOL protocolou a sexta representação contra o presidente licenciado do Senado, Renan Calheiros.

Mas também pediu ao Conselho de Ética que investigue o senador Eduardo Azeredo pelo mensalão mineiro.

Leia o artigo de Márcio Accioly: Renan não tem saída

Média com as mães

O projeto que aumenta de quatro para seis meses o prazo de licença-maternidade foi aprovado ontem, por unanimidade, pelo Senado.

Se não houver recurso de nenhum senador, o texto irá para a Câmara, onde passará por comissões temáticas e pela votação em plenário.

Aprovado na Casa, seguirá para a sanção presidencial.

O chão é o limite?

O dólar ignorou o clima pesado no mercado externo e fechou ontem no menor nível em mais de sete anos.

Com a possibilidade de novos cortes do juro norte-americano, a enorme diferença entre o juro doméstico e o internacional alimentará o apetite do investidor estrangeiro para adquirir os ativos brasileiros.

O Real pretensamente valorizado só serve para enfraquecer os exportadores brasileiros e facilitar a venda aos estrangeiros das empresas daqui.

Lula angolano

O Chefão Lula da Silva anunciou um empréstimo de US$ 1 bilhão de dólares para o governo angolano, durante a reunião de ontem com seu colega socialista, José Eduardo dos Santos, em Luanda.

O novo empréstimo servirá para financiar a produção de biocombustíveis e a construção de uma central hidrelétrica sobre o rio Cunene, na fronteira entre Angola e Namíbia.

As obras serão realizadas por um consórcio de empresas brasileiras reunindo Odebrecht, Eletrobras, Furnas e Engevix, e pela petroleira estatal angolana Sonangol.

Pedalada na balada

Jogadores da Seleção brasileira bateram um bolão com belas meninas, horas após a goleada contra o Equador.

Foram à boate The Cat Walk, depois ainda houve prorrogação no Hotel Windsor.

Os destaques foram Robinho, Ronaldinho Gaúcho e Vágner Love.

Libertadores do Nazareno

Embalado pelo “Tema da Vitória” cantado pela torcida no Maracanã, o Flamengo bateu o Vasco por 2 a 1.

O Mengão pula para a sétima colocação no Brasileirão, com 46 pontos.

E se aproxima da vaga que parecia impossível para a Copa Libertadores das Américas.

Se conseguir tal milagre, o técnico Joel Santana, o Nazareno, vai acabar canonizado por Bento 16 para substituir São Judas Tadeu.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Estes pseudos manifestantes, mas autênticos marginais, não raro danificam patrimônios públicos, invadem propriedades privadas, saqueiam estabelecimentos, agridem pessoas que se negam a participar dos seus atos de vandalismo e querem impor os suas vontades pela força (...) Portanto, não se pode alçar à categoria de Movimentos Populares as invasões à propriedade privada, os saques aos supermercados ou a destruição de monumentos e símbolos nacionais, atitudes que, claro, são atos tipificados no Código Penal e cujos responsáveis deveriam receber o tratamento dispensado às quadrilhas de bandidos, porquanto militam contra a solidez da democracia, em franca apologia à anarquia, além de estimular e patrocinar uma forma de crime organizado”.


( http://www.consumidorbrasil.com.br/consumidorbrasil/textos/cidadao/movimentospopulares.htm)

Anônimo disse...

LULA, O SARABAÍTA, EM DOIS TEMPOS!

1. Lula anda pelo mundo pedindo que todos produzam etanol. Bush ironizou e o chamou de evangelizador do etanol. O estudante de economia -doutorado da Columbia U. -George L.- diz: -Não entendo esse Lula. Se o Brasil é auto-suficiente em petróleo e produtor/exportador de etanol, ele deveria se comportar em defesa da economia brasileira. Faz o contrário. Estimular a produção de etanol fora do Brasil significa fazer o jogo dos paises importadores de petróleo como os EUA, E se a produção crescer muito, como ele diz, o preço do petróleo baixa e o preço do etanol também. Talvez por isso, Bush paralisa tudo o que está fazendo e o atende pelo telefone. No ultimo telefonema na África do Sul, Bush o chamou de school-boy (conforme disse seu intérprete), ou seja, um bom menino estudioso. Claro, faz o jogo dele.

2. Lula discursa todo dia, entusiasmado com a economia brasileira. Diz que a crise não chega aqui porque a economia vai muito bem. Diz o professor de economia -Guilherme T.- que a economia brasileira é palco de um suave e sistemático ataque especulativo, que joga tudo na valorização do Real. A fórmula deles é juros altos+câmbio baixo. Quem entra com um cambio, aplica nos juros internos e retorna com um cambio ainda mais baixo, faz a festa. Arremata o professor: Que país em desenvolvimento é esse, que com este cambio estimula a exportação de capitais, de um lado, e a importação de bens, por outro. Leva o capital, que é o que a economia brasileira mais precisa, e impulsiona as importações brasileiras, atentando contra o parque produtivo nacional e derrubando os ganhos das empresas daqui. Na prática funciona como uma transferência de recursos, ou subsídios, desde o capital que investe no Brasil, ao capital que investe no exterior. Lógica que as nossas absorveram, como Vale do Rio Doce e Gerdau e...

Cesar Maia

Anônimo disse...

STF - CONTRA NÓS?

Acho que sim!

Um colega processou o Banco do Brasil pois um acerto de divida de 30.000 de cheque-ouro foi parcelado por 20 anos, só que:o valor das prestações iriam diminuir com o passar do tempo, entretanto, já no terceiro ano, de 1200 por mes, passou para mais e mais, quando chegou a 2.800 ele acionou a justiça para rever o contrato. Eis a questão, a Justiça!
Ele ganhou em primeira e segunda instancia, depois de vários anos de luta, pericias contábeis etc.
O BB apelou, claro, para o TSJ, meu colega ganhou também! Mas...
Sempre o mas...
O BB foi para o supremo contra o meu colega, e lá... meu colega se fudeu!
Oras, estava em questão uma paragráfo da carta magna que dizia ser no máximo de 12% o valor do juro cobrado, só que a ação iniciou em 1998 e chegou ao Supremo em 2003, e o STF diz que na sentença em 2007 (!), que, como este parágrafo da carta-magna foi revogado em 2003, deu provimento ao BB!
Isto é! No meio do jogo mudou a regra! E no meio do jogo, quem ganhava por 3x1, perdeu de ZERO!
Esse é o Brasil!
Puta que o pariu SUPREMO, VAI A MERDA VOCES TAMBÉM!
qualquer servicinho prá ''acabar'' com esses caras é só chamar: wcamy@hotmail.com