sexta-feira, 12 de outubro de 2007

Sarney e Jucá já negociaram com Lula novo apoio para salvar Renan, após aprovação da CPMF

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, a Rádio Alerta Total no seu computador.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Embora minta que não se meta nos assuntos do Senado, o Chefão Lula da Silva ordenou, novamente, à equipe de articulação política que salve Renan Calheiros da cassação nos quatro processos que ainda correm no Conselho de Ética do Senado. Lula espera que, desta vez, Renan cumpra o acordo que rompeu da vez passada, quando a abstenção petista o salvou na sessão de 12 de setembro. Em troca da salvação, Renan prometera sair de cena. Mas não cumpriu, e provocou o trancamento da pauta de votações do Senado.

A indecorosa licença de Renan da presidência do Congresso, por 45 dias, é apenas mais uma manobra de ilusionistas da política brasileira em decomposição fétida. O Poderoso Lula só pensa na CPMF até 2011 para sustentar seus bolsas famílias da vida. O resto que se dane. A saída de cena de Renan coloca o petista Tião Viana na presidência do Senado. A missão dele é apenas negociar o que for preciso com a oposição para que se aprove tudo que interessa ao governo. Os 139 dias da agonia de Renan também foram enervantes para o desgoverno Lula.

O destino de Renan fica para depois. O certo é que os senadores peemedebistas José Sarney e Romero Jucá só convenceram Renan a tirar umas férias forçadas, depois que obtiveram do governo o apoio para que Renan não seja degolado – como desejam parte da oposição e até alguns petistas que se sentem traídos e violentados pelo garanhão alagoano. Na corda bamba, além das espionagens (que nega ter feito), Renan fez ameaças para todos os lados. O nível foi tão baixo que Renan ameaçou até “jogar para fora do armário” (como se diz na gíria homossexual) um senador com fama de valentão.

A oposição não viu com bons olhos o afastamento apenas temporário de Renan. O senador tucano Tasso Jereissati (PSDB-CE) protestou que Renan deveria ter renunciado ao mandato – e não apenas ter se licenciado da presidência do Senado. O senador Jefferson Peres (PDT-AM) reclama que a decisão do presidente do Senado foi tardia. O pedetista é o relator da terceira representação contra Renan (sobre suposto uso de laranjas para compra de emissoras de rádio e jornais). Ele promete chumbo grosso contra Renan, que o ameaçou na sessão secreta do dia 12.

Renan tirou o time de maneira lacônica, em pronunciamento na TV Senado: “Com este meu gesto, que é unilateral, preservo a harmonia do Senado e deixo claro meu respeito pelos interesses do país, contribuindo decisivamente para evitar a repetição dos constrangimentos ocorridos na sessão de 9 de outubro”. Renan avisa que vai enfrentar os processos que ainda terá pela frente "com dignidade, sem subterfúgios". E contou mais uma conversa para aqueles bois (comprados com nota fiscal fria) dormirem: “Não lancei mão das prerrogativas de presidente do Senado em meu benefício ou contra quem quer que seja. O poder é transitório, enquanto a honra é permanente, que não sacrifico em nome de nada”.

Lula também jurou que não interferiu na decisão de Renan Calheiros de se licenciar do cargo por 45 dias. Em nota oficial, produziu mais uma fala digna do “acredite se quiser”: “Sempre disse que a crise do Senado era do Senado. A solução deveria vir do Senado e foi o que aconteceu”. Segundo informações do Palácio do Planalto, Lula não falou com Renan Calheiros. Pelo menos até as 20 horas de ontem.

Troca de gentilezas

Renan deixou o Congresso sem querer dar entrevistas.

Na saída de seu gabinete, o peemedebista só quebrou o silêncio após ouvir de uma repórter:

- Presidente, fala com a gente, o senhor sempre foi gentil com a gente!

- Mas vocês não foram comigo!

Foi a reclamação de Renan, avisando apenas que embarcaria para Alagoas.

Balança, mas não cai

Renan Calheiros conseguiu enguiçar o elevador do Congresso.

Havia tantos seguranças o protegendo que o elevador travou.

O elevador não caiu. Resta saber o que acontecerá com Renan.

Vazadouro

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) investigará o suposto vazamento para o mercado financeiro da baixa para 0,18% do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A investigação poderá ultrapassar a barreira dos contratos indexados ao IPCA na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BMF) e atingir todos os papéis que possam ter relação com o índice de inflação.

Quem adverte é o o superintendente de Relações com o Mercado e Intermediários, Waldir de Jesus Nobre.

Inadequada

O presidente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Eduardo Nunes, admitiu que não é adequada a divulgação para órgãos executivos do governo, com antecedência de 24 horas, de índices de acompanhamento da conjuntura econômica, como inflação e produção industrial.

"Não achamos adequado tanto intervalo de tempo entre a hora da divulgação e a precedência do envio ao Ministério".

Desejo divino

Que Nossa Senhora da Aparecida proteja as criancinhas do Brasil!

Porque aos adúlteros o Palácio do Planalto garante tripla proteção.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Renan é arquivo vivo;conhece todas as maracutaias de Don Inácio et familia,et caterva.Que o tratem muito bem,caso contrário o coco,que já caiu de podre,começará a liberar sua putresceina...

Anônimo disse...

A FARRA NA CASA DO LULA !!!

Está tudo no Diário Oficial da União, com número de licitação e tudo.

DESPESAS DO GABINETE PRESIDENCIAL
1995 - FHC - R$ 38,4 milhões.
2003 - Lula - R$ 318,6 milhões.
2004 - Lula - R$ 372,8 milhões (R$ 1,5 milhões por dia útil de trabalho).

Quer saber mais?

NÚMERO DE FUNCIONÁRIOS NO PALÁCIO DO PLANALTO
Itamar Franco - 1,8 mil
FHC - 1,1 mil
Lula - 3,3 mil
PS: No Palácio da Alvorada, existem 75 empregados. O ano passado Lula
assinou um decreto, de número 5.087, aumentando de 27 para 55 seus
assessores especiais diretos.


FOME ZERO
No Palácio do Planalto, o programa "Fome Zero" funciona. Fome e sede zero.
Todos querem, literalmente, se entupir de comida e bebida.
Vejam estes números:

O processo de licitação de número 00140.000226/2003-67, publicado no Diário Oficial da União, previu a compra de 149 itens para o Palácio.

Dentre eles constam:
- sete toneladas de açúcar;
- duas toneladas e meia de arroz;
- 400 latas de azeitona;
- 600 quilos de bombons;
- 800 latas de castanhas de caju;
- 900 latas de leite condensado....

Tudo altamente calórico... O pior é que pelo prazo da licitação, tudo isso deverá ser consumido em 120 dias. Mas tem mais. Constam ainda:

- dois mil vidros de pimenta;
- dois mil e quinhentos rolos de papel alumínio;
- quatrocentos vidros de vinagre;
- quatrocentos e sessenta pacotes de sal grosso e ainda
- seis mil barras de chocolate.

Se você, caro leitor, apanhar uma calculadora, vai concluir que a turminha
de Lula está consumindo por dia:
- 58 quilos de açúcar (ou dona Marisa faz muito bolo ou Lula toma muita
caipirinha...);
- 22 quilos de arroz;
- 50 barras de chocolate;
- 15 vidros de pimenta....pimenta ???

Como a repercussão dessa compra foi negativa, Lula mandou tirar do site oficial do governo o processo de licitação, que já havia sido publicado na edição número 463 do Diário Oficial.

Lula é assim: num dia esconde o que faz, no outro camufla o que compra.

E a coisa vai mais longe: em outra licitação ( 00140.000217/2003-36) dá para perceber que Lula gosta de festa. O Gabinete da Presidência comprou um pouco de tudo para beber.
Entre os itens:

- 129 mil litros de água mineral (consumo: mais de mil litros por dia);
- duas mil latas de cerveja;
- 35 mil latas de refrigerante;
- 1344 garrafas de sucos naturais;
- 610 garrafas de vinho (consumo de cinco por dia);
- 50 garrafas de licor.

A sede dos deslumbrados vai além, mesmo com muita gente morrendo por falta de água no sertão, que Lula diz que conhece bem. Em outra licitação, ( 00140.000228/2003-56), o nosso Presidente, que devia ser exemplo, mandou comprar para seu Palácio:

- 495 litros de suco de uva;
- 390 litros de suco de acerola;
- o mesmo tanto de suco de maracujá, laranja, tangerina e manga.

Outra compra diz a respeito a 2.250 quilos de pó de café. Numa conta
simples, este valor resulta em 2145 cafezinhos por dia. Desse jeito Lula vai
acabar perdendo o sono.

Mas a farra não termina por aqui. Numa outra compra ( 00140.000126/2003-31) Lula prova que é bom de estômago:

- três toneladas e meia de batata:
- duas mil dúzias de ovos;
- duas toneladas de cebola e
- uma tonelada de alho porró.
Na mesma compra tem mais:
- 2400 abacaxis;
- uma tonelada e meia de banana;
- outro tanto de ameixa e ainda
- uma tonelada de caqui.

Pelo que se entende de outra compra (00140..000227/2003-10), dona Marisa Letícia anda cozinhando pra fora, servindo marmita.

Foram comprados para serem consumidos em 120 dias:

- dez botijões de gás de dois quilos;
- 170 botijões de 13 quilos;
- 20 cilindros de 45 quilos e mais
- 45 toneladas de gás a granel.

Continha simples: 24 botijões por dia consumidos.

Quer mais farra? Então aqui vai:
O gabinete da presidência mandou comprar:
- dois mil CDs para gravação, com as respectivas caixinhas, e
- 20 mil disquetes .. Estaria Lula montando uma gravadora pirata?

E alguém tem idéia de quanto se paga de roupa lavada no Palácio, em 120
dias?
- 54 toneladas - ou 13 toneladas e meia por mês, ou ainda, 450 quilos de
roupa por dia.

Lula torna feliz qualquer tintureiro. Talvez a justificativa para a
lavanderia seja uma outra compra, a de número 00140.000143/2003-78:

- 300 colchas;
- 330 lençóis;
- 300 fronhas;
- 50 travesseiros;
- 66 cobertores (cobertor em Brasília é grave, hein?);
- 15 roupões;
- 20 jogos de toalha;
- 20 toalhas de banho e
- 120 colchões... 120 colchões!!!

Quando Lula pra lá se mudou, também tratou de providenciar todo conforto possível.
A presidência comprou: ( FOI SEU ENXOVAL ) O OCUPANTE ANTERIOR DEVE TER LEVADO TUDO PRA CASA.

- dois fogões;
- duas cafeteiras;
- quarto fornos de microondas;
- quatro geladeiras;
- oito ventiladores;
- seis aparelhos de ar condicionado;
- dois bebedouros;
- sete televisores;
- dois aparelhos de CDs;
- três liquidificadores;
- uma sanduicheira;
- um frigobar.

E AGORA:

se você quiser se omitir, esqueça e deixe tudo como está.

MAS, SE VOCÊ SE SENTE ENVERGONHADO, REVOLTADO, INDIGNADO, ENOJADO e AFETADO COM ESSA ESCULHAMBAÇÃO E POUCA-VERGONHA, REPASSE PARA O MAIOR NÚMERO POSSÍVEL DE PESSOAS, PARA QUE TODOS POSSAM SABER COMO O PRESIDENTE MANIPULA NOSSO DINHEIRO.

POR ISSO É PRECISO PRORROGAR A CPMF OU AUMENTAR A CARGA TRIBUTÁRIA ??????????

Cidadania se faz com informação!!!

Anônimo disse...

Carta Aberta ao Senador Jefferson Peres (PDT-AM)


Por Roberto Leite de Assis Fonseca

Excelentíssimo Senador Jefferson Peres,


Foi com um enorme pesar que recebi pela mídia responsável a notícia que vossa excelência vai votar para a prorrogação da CPMF.
A sua presença em minha memória como uma pessoa honesta e de princípios sólidos dos valores que a mim me foram ensinados por meu pai,
foi o dia em que assisti na TV Senado um discurso seu, durante uma votação do orçamento quando durante o discurso rasgou o impresso do orçamento
dizendo ser aquilo uma vergonha e que realmente era de fato.
Esta seria a atitude de meu pai que chegou a ser diretor da UFMG, e que por sua retidão e intransigência com a patifaria,
sofreu um enfarto que quase o liquidou. Foi obrigado por motivo de saúde a abandonar o cargo mas nunca teve que abandonar a sua honra.
Este imposto totalmente ilegal que Vossa Excelência pretende defender, não precisa de nenhum pretexto para se provar a sua ilegalidade. Ele incide sobre movimentação feita para pagar outros impostos,
o que é totalmente inconstitucional. Apenas 2% deste imposto é usado pela saúde, e as mentiras e ameaças do Mentiroso Mantega, não devem lhe assustar. Uma das tarifas que ele ameaçou de elevar foi
o IOF que está vigente e foi criado para que a CPMF deixasse de existir. Agora aí estão os dois de mãos dadas.

Excelentíssimo Senador, você por acaso tem idéia de que por cada 1% de crescimento do Brasil a CPMF sobe 5% em média? Se o Brasil crescer 4% como está caminhando a economia, a CPMF se for prorrogada vai crescer 20%.
Este ano de 2007 a CPMF vai fechar em 40 bilhões e se por acaso for aprovada, vai fechar 2008 em 50 bilhões, se o crescimento do Brasil mantiver como este ano.
E se Vossa Excelência, estiver considerando que este imposto vai ser abolido eventualmente, está muito enganado, pois com os valores a serem arrecadados por este imposto indecente, vai sobrar mais dinheiro para comprar mais parlamentares no futuro para perpetuar esta arrecadação indigna e que inibe a competitividade do Brasil, a economia do Brasil, e o crescimento sustentável do Brasil.
E para terminar, a DRU que está pegando carona no CPMF deve ser modificada para 5%, apenas para as emergências do governo.
Excelentíssimo Senador, tenho escrito vários artigos em meu blog sobre a política brasileira e em alguns destes artigos cito Vossa Excelência como um dos pilares da honra e honestidade remanescentes no Senado Federal.
Por favor considere sua decisão e não desaponte o Brasil
Se precisar de mais motivos para sustentar sua opinião contra este imposto indecente e ilegal acesse os links abaixo.
Agradeço a consideração e a participação como paladino da honra.


Sinceramente



http://www.pep-home.blogspot.com/

Anônimo disse...

SOBRE A FARRA NA CASA DO LULA, TEM SENTIDO O CONSUMO DE TANTO AÇÚCAR.

SÃO MOSCAS, MEUS AMIGOS, MOSCAS!
A SUJEIRA ACUMULADA NAQUELA CASA ESTÁ ATRAINDO MUITA MOSCA.COMO SE SABE, ESSAS CRIATURAS INDESEJÁVEIS ADORAM AÇÚCAR!!