segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Governos e estatais jogaram fora R$ 126,38 bilhões com juros da dívida pública, até outubro


Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Breve, a Rádio Alerta Total no seu computador.

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

Enquanto o chefão Lula (isento de pagar CPMF como anistiado político) vive em sua obsessão para que o imposto seja prorrogado até 2011, o setor público brasileiro joga fora, no “lixo” dos banqueiros, o equivalente a quase quatro vezes o valor arrecadado, anualmente, com a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira. Apenas nos primeiros dez meses deste ano, os governos e empresas estatais gastaram com juros da dívida pública R$ 126 bilhões 380 milhões de reais.

O gasto foi R$ 9,14 bilhões menos que em igual período de 2005. Mas nem dá para comemorar a queda de 6,75% nos gastos da dívida. Apesar da redução, as despesas com a conta de juros do setor público cresceram em valores nominais. quando comparados, por exemplo, os gastos de janeiro a outubro de 2007 com igual período de 2005 e 2006. As políticas monetária e de endividamento da gestão Lula provocaram maior desequilíbrio fiscal, – repetindo, maior desequilíbrio – via pagamento de juros. Os banqueiros nacionais e internacionais agradecem.

De pouco adiantou o Comitê de Política Monetária do BC ter reduzido a taxa básica de juros em 8,5 pontos percentuais, desde setembro de 2005. O impacto da queda da taxa Selic foi mascarado pelo efeito da variação do dólar sobre as operações de swap cambial do Banco Central. Este é o arakiri econômico praticado pela equipe econômica petista, dando continuidade ao que se fez nos oito anos de FHC.

No governo Lula, a conjuntura internacional extraordinariamente favorável beneficiou o Brasil, principalmente, via aumento da demanda pelas exportações brasileiras e da oferta de liquidez internacional. Mas a condução da política cambial e a elevação da dívida externa do setor público indicam a fragilidade da macroeconomia de Lula. Na primeira vulnerabilidade externa, a frágil economia do sapo barbudo sofrerá uma metamorfose ambulante.

De boas intenções...

O maior órgão de financiamento do meio ambiente do mundo, Global Environmental Facility (GEF), anunciou em Bali, na Indonésia, um programa de financiamento de US$ 30 a 40 milhões para conservar a Amazônia, as florestas da bacia do Congo e as ilhas de Nova Guiné e Bornéu.

O brasileiro Gustavo Fonseca, chefe da seção de Recursos Naturais do GEF. defende que a linha de financiamento Iniciativa de Conta para as Florestas Tropicais vai custear o salvamento dos ecossistemas florestais nas principais zonas verdes do planeta.

Para garantir a tal preservação, o fundo deve facilitar a aquisição de terras na região...

Quem é?

O GEF é a maior organização internacional dedicada a financiar projetos ambientais em países em vias de desenvolvimento.

Ele investe seus fundos em promover um desenvolvimento sustentável, conservar a biodiversidade, mitigar a mudança climática e prevenir a degradação da terra e a destruição da camada de ozônio, entre outros.

Desde a sua criação, em 1991, o fundo dedicou US$ 7,4 bilhões a subvenções e US$ 28 bilhões a programas de co-financiamento, com 1.800 projetos em 150 países.

Olho no leilão

O governo tem 71 advogados a postos para garantir a realização do leilão das usinas do Rio Madeira.

O pregão que escolherá os responsáveis pela obra será hoje via Internet.

O Unibanco prevê que, em um cenário mais realista, de investimentos perto de R$ 11 bilhões para construção da hidrelétrica e um pequeno deságio no preço da energia sobre o valor-teto de R$ 122 por MWh, o retorno do negócio ficaria em torno de 8,5%, bem inferior aos 15% projetados inicialmente pelo mercado

Mudança na mineração

O governo prepara um decreto presidencial para mudar a cobrança de royalties da mineração.

A intenção é adotar cálculos diferenciados na cobrança, considerando o retorno financeiro de cada mineral.

A idéia é defendida pelo ministro de Minas e Energia, Nelson Hubner.

Terror indígena

O oficial do alto comissariado da Organização das Nações Unidas em Genebra, David Martins Castro, e o procurador da República Reginaldo Pereira da Trindade, além de mais duas pessoas estavam sendo mantidas reféns por índios cintas-largas, desde anteontem, em uma aldeia da reserva Roosevelt, em Rondônia.

As lideranças cintas-largas avisaram ontem que só liberariam as autoridades se o governo federal retirasse a Polícia Federal das barreiras de acesso às aldeias.

E também se revogasse a portaria do Ministério da Saúde, que repassa aos municípios a responsabilidade da prestação dos serviços de saúde indígena, entre outras seis reivindicações.

Lula sem CPMF

O blog http://www.porissonaoprovoque.blogspot.com/, de Kika Albuquerque, denuncia:

Sua excelência Luiz Inácio Lula da Silva não paga CPMF.

Na sua pensão de anistiado (cujo escandaloso valor é de R$ 7.013,72), Lula ainda tem direito a um crédito de CPMF de R$ 26,64.

O sujeito recebe salário de presidente, pensão de anistiado, aposentadoria por invalidez, USA CARTÕES CORPORATIVOS À VONTADE e com sigilo garantido por lei, tem todas as despesas da primeira inutilidade pagas e, como se não bastasse, NÃO PAGA CPMF???”.

Privilégio

Para comprovar, basta acessar: http://www3.dataprev.gov.br/cws/contexto/hiscre/index.html

Número do benefício: 1025358780, data de nascimento: 06/10/1945

Depois dos descontos, dá R$ 7.013,72 - a aí tem o CRÉDITO de CPMF, de R$ 26,64 (0,38% de 7013,72).

Mais privilégios

A Câmara está paralisada há duas semanas pela obstrução da base governista.

Os parlamentares não comparecem para que nada seja votado e se facilite a aprovação da CPMF no Senado

O problema é que os deputados não estão sendo descontados pelos dias de ausência.

Sujeirada eleitoral

A possibilidade de reeleição de, pelo menos, nove prefeitos do Estado do Rio está descartada.

Basta que seja cumprida determinação do presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Roberto Widez, rejeitando candidatos com ficha criminal suja ou processados por improbidade administrativa.

Correm risco de ficar na pista os atuais prefeitos de Nova Iguaçu, Duque de Caxias e Magé.

Judeus na bronca

Desde 1999, quando Hugo Chávez assumiu a Presidência da Venezuela, o número de judeus no país diminuiu de cerca de 20 mil para os 12 mil atuais.

A maioria se mudou para Miami; outros foram para Israel e Panamá.

Os laços de Chávez com o Irã incomodam os judeus.

Vale tudo

Sob protestos e sem a presença da oposição, o presidente da Bolívia, Evo Morales, aprovou os 411 artigos da proposta de nova Constituição

Em sessão convocada de surpresa, a turma do Movimento ao Socialismo votou tudo com menos de 2/3 do Congresso, como manda a lei.

Além de ampliar os direitos dos povos originários - 62% da população boliviana se diz pertencente a uma etnia indígena-, a Carta permitirá a reeleição para presidente e vice para mais um único mandato de cinco anos.

Agora, a Constituição será submetida a referendo.

Vale mesmo

Pela primeira vez uma mulher eleita nas urnas, Cristina Kirchner, será empossada hoje na Argentina.

Outro fato inédito é um chefe de Estado eleito, no caso Nestor Kirchner, passar o cargo à própria esposa.

Lula estará lá na inédita cerimônia.

Bank of South

Na cerimônia de fundação do Banco do Sul, ontem à noite, em Buenos Aires, o chefão Lula defendeu a aliança com Hugo Chávez e demais companheiros do Foro de São Paulo:

"Nosso relacionamento com a Venezuela é sólido, muito forte e favorável ao Brasil".

Entusiasmado com o projeto do banco, que foi uma idéia da City de Londres para Chávez, Lula elogiou a parceria entre os países da região, sobretudo com a Argentina e a Venezuela.

Perguntar ofende

Provocação político-científica que circula pela Internet:

Em que se transforma um sapo barbudo após a metamorfose?

Em tempo: nunca foi girino porque a mãe nasceu analfabeta.

Respostas para o zoológico de Brasília.

Vida que segue...

Fiquem com Deus!


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Por isso que não voto mais nesses grandes FDP.

Anônimo disse...

O problema do contracheque do Lula não é o abatimento da CPMF. Todos os aposentados são reembolsados desse desconto. O escândalo é o valor da aposentadoria. Como anistiado, ganha bem mais do que um trabalhador que se aposentou por tempo de serviço. Meu contracheque este mês, com 13°, foi de menos de 2 mil reais.