quarta-feira, 27 de fevereiro de 2008

BC prevê que juros bancários podem aumentar ainda mais em fevereiro, na onda do perigoso crédito fácil

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos do Internet Explorer.

Por Jorge Serrão

O seu suado dinheiro contribui para que o lucro líquido dos bancos bate recordes e supere a marca de 43% em média. Os bancos aumentaram em até 11% a taxa de juro de crédito pessoal. As instituições financeiras faturam cada vez mais com o aumento do spread bancário - diferença entre juros de captação e as taxas cobradas nos empréstimos. A alta foi mais forte nos financiamentos para pessoas físicas, subindo de 43,9% ao ano para 48,8%.

Foi a maior alta dos juros em quase sete anos – segundo o Banco Central. Desde julho de 2001 o custo do crédito não subia nessa velocidade de um mês para outro. No crédito pessoal, uma das modalidades de empréstimo mais populares, os juros subiram de 59,1% ao ano para 67,3%. Cinicamente, a alta dos juros é atribuída ao aumento do Imposto sobre Operações Financeiras (IOF) e à maior procura pelos financiamentos.

O valor total dos empréstimos cresceu 2,5%. O volume total emprestado passou de R$ 523,9 bilhões para R$ 529,3 bilhões. O mais absurdo foi que o juro médio nas operações para pessoa física disparou 11%, de 43,9% para 48,8% ao ano, uma elevação muito maior do que a inflação prevista para 2008, que deve ficar em torno de 4,5%.

Altamir Lopes adverte que certamente teremos uma elevação dos juros em fevereiro, motivada pelos mesmos fatores que elevaram as taxas em janeiro, como aumento da IOF, volatilidade externa, crescimento de demanda e busca por modalidades com juros mais caros. Só teremos uma posição mais clara de como as taxas vão se comportar neste ano em março ou abril

Seis motivos

Altamir Lopes, chefe do Departamento Econômico do Banco Central, apontou seis fatores contribuíram para as elevações nos juros, que foram sentidas em todas as modalidades, tanto nos empréstimos para as pessoas físicas como para as pessoas jurídicas:

- O aumento da demanda por empréstimo, sobretudo por parte das pessoas físicas; aumento do IOF e da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL) para os bancos, como forma de compensar o fim da CPMF

- A restrição que o INSS fez no começo do ano, quando os aposentados e pensionistas ficaram proibidos de obter este tipo de empréstimo - mais barato - por sete dias

- A correção das taxas de juros dos empréstimos consignados aplicados pela CEF aos servidores do Judiciário.

- Maior utilização do cheque especial, com taxas maiores, o que eleva a taxa média dos empréstimos.

- Correção forte dos juros do cheque especial, devido à elevação dos custos de captação, spread e aumento da demanda

- Volatilidade externa, que fez com que os bancos ficassem mais cautelosos na concessão do crédito.

Viva os bancos

O lucro líquido de 31 instituições financeiras que já divulgaram os resultados atingiu a marca de R$ 34,4 bilhões.

O volume cresceu 43,3% em 2007, segundo levantamento da Austin Rating para o jornal Gazeta Mercantil.

Os ativos dos bancos somaram R$ 1,7 trilhão, acima do PIB do Brasil.

Os ganhos foram impulsionados pelo crédito e, no caso dos gigantes do varejo, Bradesco, Itaú e Unibanco, por ganhos extraordinários com venda de fatias de empresas.

E o BB?

Na contramão dos outros bancos, o Banco do Brasil divulgou uma queda de mais de 16% do lucro, para R$ 5 bilhões.

O lucro em 2006 fora de R$ 6,044 bilhões.

Já o ganho do Bradesco subiu 58,5% e o do Itaú, 96,7%.

O presidente do BB, Antonio Lima Neto, avisou que o resultado se deve ao fato de a carteira de crédito não abranger todas as operações do mercado, como crédito imobiliário.

Passa a bolsa

A LSE (London Stock Exchange) promoveu ontem, em São Paulo, seminário para mostrar aos executivos brasileiros as vantagens de negociar ações em seu pregão.

Atualmente, três empresas do País negociam na poderosa bolsa de Londres.

A Nyse Euronext, que detém uma participação de 1% no capital da Bovespa, também quer ampliar a clientela por aqui, que hoje é de 32 companhias brasileiras com ADR nos EUA.

O interessante é que as duas bolsas são controladas pelos mesmos grupos que comandam a economia mundial, a partir da City de Londres e das casas reais da Europa.

Companheiro preso

A Polícia Federal engaiolou ontem o assaltante Antônio Jossivan Alves dos Santos, de 41 anos, o Alemão.

Ele foi o chefe da quadrilha que levou, em agosto de 2005, R$ 164,7 milhões do cofre-forte do Banco Central em Fortaleza.

Federais acreditam que o bandido tenha ligações com o PCC.

"Alemão" já havia sido detido três vezes em São Paulo, mas pagou propina e fugiu.

Estrategista

Alemão fingia ser fazendeiro, usava o nome de Antônio Joaquim Oliveira Paes e estava morando havia oito meses no Riacho Fundo II.

Na casa, agentes federais encontraram R$ 890 mil num cofre escondido embaixo de um fogão.

Antes de se refugiar no Distrito Federal, o bandido teria passado pela Paraíba, São Paulo e Mato Grosso.

A PF também prendeu a mulher do assaltante, Rosângela Oliveira Pontes, e Antônio Rivaldo de Oliveira da Silva, um dos laranjas de Alemão.

Tese sobre bandidos

O poderoso Lula pregou ontem que o Estado tem que oferecer mais oportunidades de emprego para impedir que o crime ganhe espaço na sociedade.

Se o Estado não oferece, se as empresas não oferecem, se as prefeituras não oferecem, o crime organizado oferece, a bandidagem oferece. Então tem que ser um disputa constante do Estado brasileiro fazendo aquilo que tem que fazer. E é por isso que na semana que vem estarei outra vez com Sérgio Cabral aqui no Rio, porque não vamos fazer uma intervenção com a polícia, não. Nós vamos visitar o Complexo do Alemão, de Manguinhos, da Rocinha, para levar investimento de milhões e milhões de reais, para fazer casa ,escola, rua, hospital, água e esgoto. Se porrada educasse as pessoas, bandido saía da cadeia santo. O que educa as pessoas são oportunidades e gestos de solidariedade”.

Foi o discurso chulo de Lula na durante visita às obras da ThyssenKrupp CSA, no complexo siderúrgico em Santa Cruz, no Rio de Janeiro.

Acontece que, no ano passado, em apoio à operação que matou 19 no Alemão, Lula havia dito que não se combate o crime com "pétalas de rosas".

Para avaliar a sinceridade das palavras de Lula, releia o artigo de Olavo de Carvalho: A Força do Segredo

Bem acompanhado no palanque

O deputado estadual Natalino Guimarães (DEM) foi o centro das atenções na inauguração da Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) 24 horas de Campo Grande, com o chefão Lula e o poderoso Sérgio Cabral.

Denunciado pelo Ministério Público Estadual por formação de quadrilha e por suspeita de liderar a milícia ‘Liga da Justiça’ na Zona Oeste, o parlamentar subiu no palanque presidencial.

Natalino é irmão do vereador Jerominho (PMDB), preso preventivamente por causa das mesmas acusações.

Ataque ao FHC

Falando para uma platéia de operários, o presidente exaltou a figura do trabalhador brasileiro, lembrando seus tempos de torneiro mecânico e das assembléias do ABC.

Lula garantiu que em 2010, quando sair do governo, não vai passar oito meses na Europa dando aula.

Mas voltará para São Bernardo, onde ficará próximo aos sindicatos:

Eu não posso errar, tenho consciência disso. Meus amigos são os trabalhadores brasileiros. Não vou a Paris ou Londres, vou para São Bernardo”.

Definindo o bode expiatório

Ficou clara para quem vai sobrar o peso das acusações da quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo Costa.

O bode expiatório será Marcelo Netto, ex-assessor de imprensa do Ministério da Fazenda na gestão de Antônio Palocci Filho.

Ontem, o ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Mattoso voltou a repetir que não tem "nada a ver com o rompimento do sigilo" bancário e deu a dica:

"Quem passou isso [dados do sigilo] à imprensa é que tem que dar a explicação".

Convencido da culpa

O procurador-geral da República, Antonio Fernando de Souza, afirmou que há provas suficientes para confirmar a participação do ex-ministro da Fazenda e deputado federal Antonio Palocci (PT-SP) na quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo:

Não se oferece uma denúncia sem estar convencido de que há elementos que indicam a autoria e a materialidade. O convencimento surge das provas que estão nos autos. Evidentemente que a culpabilidade se resolve no julgamento pelo tribunal competente. Não há um juízo de condenação (na denúncia). É um juízo da presença de elementos que indicam a existência de atos ilícitos”.

A operação foi feita de forma ilegal em 2006, após o caseiro acusar Palocci publicamente de freqüentar uma mansão em Brasília, onde eram promovidas festinhas sexuais, destinada à atividade de lobistas.

Grito dos tolos

O chefão Lula da Silva proclamou ontem que o Brasil deu "seu segundo grito da independência" ao se tornar credor internacional.

Na semana passada, o Banco Central anunciou o factóide de que o País se tornara pela primeira vez na história credor externo, e na segunda-feira divulgou que os ativos do país no exterior superaram os passivos em 7 bilhões de dólares.

Em discurso na inauguração de uma fábrica de pneus da Michelin, na zona oeste do Rio, Lula destacou a conquista e o trabalho do governo para chegar ao fato inédito:

"Preparamos a casa para o segundo grito da independência. O primeiro passo foi dado com o aperto fiscal e monetário de 2003 e o segundo passo foi o pagamento da dívida de 15,9 bilhões de dólares com o FMI".

Roto falando dos esfarrapados

O chefão Lula reclamou que o País tem muitos palpiteiros e que "os analistas econômicos quebraram a cara nos últimos anos".

Lula voltou a condenar a crise norte-americana como ambição de especuladores:

"A crise americana foi de especulação e do sistema financeiro que tentou ganhar dinheiro fácil. Os bancos achavam que poderiam especular com títulos e quebraram a cara. Quantas vezes o Citibank dizia que sabia o que era bom ou ruim para o Brasil e tomou na cara 10 bilhões de dólares. Fizemos como a formiguinha, enquanto alguns cantarolavam nós comprávamos dólar para enfrentar esta e outras crises”.

Releia o artigo: Jornalismo ignorante ou FDP?

Mais endividamento

O presidente do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Luis Alberto Moreno, reúne-se hoje com o chefão Lula da Silva.

"Queremos ver como é possível fazer uma parceria PAC-BID".

O BID promete mais que dobrar, para US$ 4 bilhões, a aprovação de projetos para o Brasil em 2008.

Reação zero

“Quando, da noite para o dia, dezenas de deputados largaram suas legendas e se bandearam para as hostes do governo, era preciso explicar tão misteriosa adesão. O que se viu? Uma descarada e desafiadora alegria no alto comando do País! E qual foi a reação do povo? Nenhuma”.

“Quando um parlamentar, que integrava a tal maioria, veio denunciar o uso de recursos públicos, desviados de forma indecente, com a conivência dos altos ocupantes do governo, provando que a direção do PT e do governo sabiam de tudo e de tudo se haviam aproveitado, qual foi a reação do povo? Nenhuma”.

Leia o artigo em que a professora Sandra Cavalcanti retrata tais verdades: Já não podemos dizer nada!

Lei de Imprensa em xeque

A liminar concedida pelo ministro Carlos Ayres Britto, do Supremo Tribunal Federal (STF), suspendendo boa parte da Lei de Imprensa, será submetida hoje ao crivo dos outros dez integrantes da Corte.

Na sessão plenária, os ministros deverão opinar sobre a decisão de Britto de revogar uma lei que vigora desde 1967 por decisão liminar (provisória), em vez de compartilhar a decisão com o colegiado.

A legislação contém dispositivos considerados prejudiciais à liberdade de expressão, como a pena de prisão para jornalistas condenados por calúnia, injúria e difamação. Hoje, esses artigos estão suspensos.

Ruim em qualquer lugar

Os deputados decidiram, em votação simbólica, transferir a sede e foro da TV Brasil do Rio de Janeiro para Brasília.

O Rio segue como principal centro de produção da EBC.

A presidente da EBC, Tereza Cruvinel, já tinha avisado que a mudança de sede não muda nada o modelo de produção da emissora.

O chão é o limite?

Pela primeira vez desde 1999 o dólar rompeu o piso de R$ 1,70.

Com depreciação de 5,23% acumulada neste ano, o dólar encerrou as operações de ontem a R$ 1,684.

A queda de 1,29% registrada ontem - a sétima seguida - levou a moeda a seu menor valor desde 19 de maio de 1999.

Enxurrada de verdinhas virtuais

Operadores de câmbio revelam que ontem houve uma entrada pesada de dólares no mercado, que teriam sido trazidos por uma mineradora.

Com isso, o BC teria feito uma intervenção mais pesada, retirando aproximadamente US$ 400 milhões do mercado.

Mesmo que o BC tenha atuado de forma mais intensa -normalmente tem comprado algo em torno de US$ 100 milhões por dia-, a moeda americana não alterou sua rota de queda.

Sossega, Leão!

A Receita Federal recebeu recomendação do Ministério Público para suspender a exigência de recibo de entrega da última declaração do Imposto de Renda na apresentação da documentação deste ano.

O MP lembra que a fiscalização já tem a informação solicitada.

Logo, a máquina de terror fiscal devia dar uma sossegada em seu leão.

Sem credibilidade

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, garantiu ontem a representantes da oposição que a nova proposta de reforma tributária terá dispositivo para impedir o aumento da carga tributária federal.

O texto será enviado amanhã ao Congresso, mas o ministro não explicou como será aplicada a tal trava.

Especula-se que haverá um gatilho, cujos contornos ainda não estão definidos, que impedirá esse aumento.

O fato é: quem acredita na palavra empenhada pelo desgoverno Lula?

Fúria arrecadadora

No primeiro mês sem a cobrança da extinta CPMF, a arrecadação do desgoverno federal aumentou em níveis muito superiores aos da inflação e do crescimento da economia.

Recorde para um mês de janeiro, a receita foi de R$ 62,6 bilhões, uma expansão de 20% acima da inflação em relação ao mesmo período do ano passado -ou de 18,3%, se descontada a arrecadação residual da extinta contribuição sobre movimentação financeira.

Em valores absolutos, o caixa do governo foi reforçado, num único mês, em R$ 9,6 bilhões, excluindo da conta os R$ 875 milhões em recolhimentos remanescentes da CPMF.

Maior torcida do Mundo

A torcida do Flamengo é a maior do mundo no futebol.

È o que garante uma pesquisa do Datafolha divulgada pelo site da revista Mundo Estranho, da editora Abril, dedicada a curiosidades em geral.

O levantamento foi feito a partir de dados de países da América do Sul, América Central, Europa e Ásia. Em cada país, um importante centro de pesquisa serviu de fonte.

Poder da Nação Rubro Negra

Apenas as três primeiras torcidas de cada país entraram no levantamento.

O Flamengo faturou o primeiro lugar, com 32,6 milhões de torcedores, o equivalente a 17% da população brasileira.

O Coritinhians ficou em quarto lugar no geral, com 23 milhões de simpatizantes (algo em torno de 13% do Brasil).

O outro brasileiro é o São Paulo, que aparece na sétima posição, com 15,3 milhões de torcedores (8%).

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

5 comentários:

Anônimo disse...

Mais uma safadeza inominável do Desgoverno Lula Petista,
Pseudo-socialista, e Corrupto.


Exoneraram o Procurador-Geral da União: LUIS HENRIQUE MARTINS DOS SANTOS.

Querem saber por quê?
Porque ele estava dando duro nos administradores públicos corruptos!
A Imprensa amordaçada pelas polpudas verbas publicitárias não
noticiou mais esta vergonha de um Desgorverno que promove a impunidade.
Eles querem um Procurador Geral que não incomode ninguém.
A única solução é mesmo todo mundo roubar.

O advogado-geral da União, ministro Jose Antonio Dias Toffoli,
publicou nesta quarta-feira (20/02), no Diário Oficial da União, a

nomeação do novo Procurador-Geral da União, Jefferson Carús Guedes.

Deixa o cargo o advogado de carreira Luis Henrique Martins dos Anjos,
que exercia a função desde março de 2007.

Anônimo disse...

As crises e o "atraso" do País têm um só nome:


POVO INSENSATO!

Acho que algo muito ruim está cozinhando em banho-maria nosso avanço político.
Há alguma coisa "não acontecendo" no Brasil que me dá arrepios.

Arnaldo Jabor



http://www.bootlead.blogspot.com/

Anônimo disse...

"Se o Estado não oferece, se as empresas não oferecem, se as prefeituras não oferecem, o crime organizado oferece, a bandidagem oferece."

Disso ele entende... e muito!!!! Deu oportunidade para toda a petralhada tomar o Tesouro de assalto.

BRAGA disse...

Boa noite Serrão.
Fico p... da vida com esse “trelelê” mofado do sr. Lula.
Trabalhador é quem trabalha. Pode ser limpador de privadas como um grande executivo. O que qualifica um trabalhador é o seu caráter, dignidade e honra e, o amor que dedica ao mesmo (trabalho).
O lula e a “ptralhada” representaram muito bem o papel de vestais da ética e moralidade e, uma opção de mudanças (para melhor) a tantos que como eu votaram neles, por ideais (não por interesses pessoais) durante 13 anos. Chegados ao poder, deixaram cair a máscara!
Nazifascistóides da pior espécie.
Hitlers, nojentos!
São piores que os por eles criticados (pelo menos assumiam o que eram e são).
O APEDEUTA-MOR e seus asseclas querem instalar um ESTADO TOTALITÁRIO nos moldes “yankes” (isso mesmo!).
Acorda minha gente. Somos o marisco! Estamos indo pro beleléu.
Braga.

BRAGA disse...

Boa noite Serrão.
Fico p... da vida com esse “trelelê” mofado do sr. Lula.
Trabalhador é quem trabalha. Pode ser limpador de privadas como um grande executivo. O que qualifica um trabalhador é o seu caráter, dignidade e honra e, o amor que dedica ao mesmo (trabalho).
O lula e a “ptralhada” representaram muito bem o papel de vestais da ética e moralidade e, uma opção de mudanças (para melhor) a tantos que como eu votaram neles, por ideais (não por interesses pessoais) durante 13 anos. Chegados ao poder, deixaram cair a máscara!
Nazifascistóides da pior espécie.
Hitlers, nojentos!
São piores que os por eles criticados (pelo menos assumiam o que eram e são).
O APEDEUTA-MOR e seus asseclas querem instalar um ESTADO TOTALITÁRIO nos moldes “yankes” (isso mesmo!).
Acorda minha gente. Somos o marisco! Estamos indo pro beleléu.
Braga.