sábado, 23 de fevereiro de 2008

Cuba não será mais Colônia

Edição de Artigos de Sábado do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com/


Por Hélio Fernandes


Desde que desceu a Sierra Maestra, expulsou o sargento-ladrão-Batista (que já era então "marechalíssimo"), Fidel Castro não parou mais de ser notícia, de surpreender o mundo. E anteontem, mais uma vez Fidel Castro surpreendeu o mundo (que não sabia de nada), foi a notícia principal de todos os jornais ou órgãos de Comunicação.


O petróleo a 100 dólares o barril, a disputa entre um negro e uma mulher pela Casa Branca, a vitória previsível do partido da assassinada Benazir Bhutto no Paquistão, a CPI dos cartões, esses fatos ficaram de lado, todos se concentravam na palavra Fidel Castro, na sua foto e na sua renúncia.


Entre tanta surpresa, nada surpreendente que alguns apontem erros, equívocos e desacertos de Fidel. Quase completando 50 anos de Poder, seria absurdo pensar que ele fez tudo certo, sem qualquer desvio. Mas seus acertos são milhares de vezes maiores do que esses pretensos e até verdadeiros equívocos.


Fidel Castro não foi ditador e sim um libertador. É o maior líder do seu tmpo, se manteve isolado e independente. Mesmo os que o combatem reconhecem que Cuba não é mais a mesma. Exclusivamente pela força, a convicção e a certeza do que pretendia, Cuba deixou de ser a praia de fim de semana de americanos ricos, a jogatina diária desses mesmos estrangeiros que só queriam se divertir hoje é respeitada, aclamada, invejada.


Mas é preciso cuidado na análise. Ainda não se sabe bem o que aconteceu e o que acontecerá. Por que a renúncia anunciada agora? Fidel já está fora do Poder há mais de 1 ano, continuou o "comandante" que diz que não será mais. E Raul seu irmão permanente e comandante interino? A lealdade de Raul a Fidel é impressionante. Não criou o menor problema para Fidel, ficou deliberadamente em segundo plano, foi sempre o comandante do Exército. Quem teria comportamento igual, num mundo dominado pela ambição?


Fidel não foi unicamente revolucionário, foi também um grande administrador e inovador. Resistiu aos massacres dos EUA, à falência da União Soviética, aos embargos discriminações dos americanos. A cada crise reaparecia mais forte. No seu enterro (que terá que haver algum dia), estarão presentes 11 milhões de cubanos, toda a sua população. Apesar de algumas ou até muitas restrições, Fidel é o grande e reconhecido herói de Cuba e de sua libertação.


Não haverá modificação a curto prazo. E a transformação será inicialmente econômica e só depois política. E qualquer que seja a ordem da mudança, não atingirá de modo algum a imagem de Fidel. Dizem que Fidel foi e é ditador. E Batista que governou a primeira vez como sargento, a segunda como "marechalíssimo"? E roubou bilhões do povo de Cuba. Com ele o povo tinha liberdade?


E é preciso levar em consideração a geração que nasceu depois de Fidel, e que de uma certa forma está no Poder. São jovens na casa dos 40 anos, que estudaram em universidades, foram formados para dirigir e comandar um país próspero, importante e livre. Cuba tem mais de 30 estatais, esses jovens são presidentes ou diretores, mais ou menos 200 pessoas Serão ouvidos em qualquer eventualidade.


Portanto, quem fizer análises (geralmente fazem "previsões" ou "adivinhações") baseadas em fatores unicamente externos, não levando em consideração os internos, errará sem nenhuma dúvida. Cuba volta ao centro do mundo, não sei quanto tempo levará, mas agora será uma ilha potência e não, como antigamente, uma ilha subjugada e submissa.


Gostaria que a primeira providência fosse a destruição de Guantanamo. Construída em 1898 pelos americanos que ajudavam Cuba contra a invasão da Espanha, ficou para sempre como símbolo do Poder dos EUA. E a partir do 11/9 serviu para os EUA massacrarem, matarem e torturarem pessoas, tudo que condenavam em Fidel.


PS - Por enquanto apenas a surpresa e a certeza de que Cuba viverá seu próprio destino. As conseqüências da decisão de Fidel irão se desdobrando com maior ou menor velocidade.


Hélio Fernandes é Editor-redator-chefe da Tribuna da Imprensa.

7 comentários:

Anônimo disse...

Caros Leitores:

Dizer que Fidel nao foi ditador acho pessoalmente um insulto. Para os anti-americanops de carteirinha que ontem & hoje usufruem da Internet (TCP) protocolo yankee, que usam processador Intel ou AMD, windows95, 98, XP & Vista, Explorer, voam de boeing ou mesmo usam o blue jeans e escrevem neste BLOG yankee jamais devem esquecer que Fidel foi alem de libertador, um assassino frio e calculista que matou no paredao varios oposicionistas e ate hoje mantem dissidentes cubanos na cadeia por discordarem de seus metodos ou mesmo de sua politica comunista e retorica.

O "moribundo" Fidel, que hoje se faz um "morto vivo" em breve seguira para o paredao da morte com toda pompa e circustancia que Deus lhe reserva.

Seguindo uma forte mudanca pelo mundo o Brasil de hoje "sob a batuta regida pelas maos de um nordestino" faz historia com um sistema que Fidel sempre discordou, a DEMOCRACIA!

Obrigado Fidel por servir de referencia que nem tudo dura para sempre, assim como o regime "autoritario" das juntas militares pela America do Sul nao triumfaram para sempre, a ditadura de Fidel tambem nao sera eterna, apenas um legado de resistencia e perseveranca de quem " nada é eterno "

Viva Cuba, Viva o Brasil, Viva a DEMOCRACIA!

RIP Fidel...

Anônimo disse...

A apologia de um assassino???

Anônimo disse...

P.Q.P.!!!!!! P.Q.P.!!!!!! P.Q.P.!!!!!!

Nem o "noço" guia, para quem o Coma Andante é mais do que Deus saberia falar tão bem sobre o MAIS SANGUINÁRIO ASSASSINO DAS AMÉRICAS EM TODA A HISTÓRIA

Anônimo disse...

Esse post é um lixo. Que m... é essa de comparar Guantanamo americana com as prisões de Fidel da P....
É por isso que estamos caminhando para o buraco. otários insistem em odiar os EUA sem nem saber por que, enquanto vão engolindo todo tipo de lixo comunista. O assassino ficou 49 anos no poder sem dar chance a ninguém, só por isso já deveria ser condenado por qualquer pessoa de bem. Ah, mas aí está o problema, quem disse que alguém que escreve um post desses é de bem. Vou perguntar para os malditos que lutaram para instalar o comunismo no Brasil e que agora estão metendo a mão no dinheiro do povo, é, os ladrões, canalhas, safados admiradores de Fidel e Chávez.

Anônimo disse...

Em nome do povo cubano, oprimido por meio-século por um ladrão, mau caráter, assassino, megalomaníaco, enfim, um monstro, devo dizer que o autor desse post é uma vergonha. milhões de pessoas nasceram e morreram, outros gostariam de ter morrido, debaixo da bota desse demônio sem poder abrir a boca sem ser perseguido, maltratado e até morto. e vem agora esse aí dizer, cuspindo na cara do povo cubano, que Fidel é um libertador? pois que vá morar lá, safado, mentiroso. os cubanos não podem nem sonhar em sair da ilha de tão boa que é a vida por lá, e aqui o cara com toda a liberdade (por enquanto) fica dizendo que o povo cubano está feliz. tem de ser muito filho da p....

Unknown disse...

Um gasto de dinheiro público que eu não me incomodaria em ver seria o pagamento de passagens só de ida para Cuba para comunistas imundos como o idiota que escreveu essa nojeira de "artigo".

Fazia tempo que eu não lia tanta cretinisse junta.

Anônimo disse...

Fidel nem o diabo quer. Já vai tarde mesmo.
E estes petistas putos querem fazer do brasil ignorante uma segunda Cuba.
Democracia significa segurança, educação, trabalho, honra, moral, ...
Não é bem isto que vemos por aqui.