terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

R$ 32 bilhões de reais levados no bico

Edição de Artigos de Terça-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Por Márcio Accioly

Depois de ter sido criada há quase seis meses, a CPI das Ongs parece que irá, finalmente, sair do papel e se materializar. Mas sem nada que “coloque o governo na parede”, conforme acordo entre oposicionistas e governistas.

É impressionante o fato de qualquer investigação de roubalheira ter de passar por acordo dito de “cavalheiros”, entre governo e oposição, impedindo-se que se coloquem os pontos nos is.

Deve-se isso ao fato de se encontrarem rombos monumentais, tanto na gestão Dom Luiz Inácio (PT-SP), quando na do PSDB de FHC (1995-2003). O país, impotente e escandalizado, apenas testemunha a sanha predatória dos saqueadores.

Na Antártida, onde dispõe da incomparável vantagem de poder consumir uísque sem necessidade de gelo, o presidente da República afirmou ser “o cartão corporativo a coisa mais decente que foi criada no governo passado”.

Ora, se o cartão corporativo é a mais decente herança da gestão tucana, imagine-se o resto! Explica-se o porquê de se fazer acordo todas as vezes que a necessidade de apuração de bandalheira na “administração” petista se impõe.

Essa CPI das ONGS desmonta de vez o Estado brasileiro. Expõe a putrefação do sistema. No que existe de mais cruel em sua capacidade de arrecadar tributos mais e mais extorsivos, sem corresponder a serviços que deveria prestar. Veja-se o caso da Saúde, Segurança, Educação e o que se pretenda.

Para se ter idéia do tipo de sangria efetuado pelas Ongs nos cofres nacionais, basta lembrar que, nos últimos oito anos, elas levaram R$ 32 bilhões (trinta e dois bilhões de reais).

Depois da porta arrombada, fica mais fácil cuidar da fechadura. O Incra, por exemplo, tem um convênio de R$ 7 milhões com uma ONG de Goiás, o Ifas (Instituto Nacional de Formação e Assessoria Sindical).

Na lista de fundadores do Ifas, encontra-se o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares. Ele declarou, certa vez, que o caso do mensalão vai terminar em piada de rodas de bate-papo no futuro.

Pois bem: na segunda feira (18), por meio de sua assessoria, o Incra revelou que colocou uma tranca na porta, ao “suspender o pagamento dos repasses ao Ifas”. Não sem antes deixar passar R$ 4,6 milhões (quatro milhões e seiscentos mil reais) por escancarada avenida.

O desvio de recursos financeiros públicos pelas Ongs alcança proporções de causar arrepios. Espalha-se pelos Estados e ninguém sabe ao certo seus limites (se é que existem).

Em São Paulo, cujo governador, José Serra (PSDB), pretende ser candidato presidencial em 2010, descobriu-se agora que “as emendas dos deputados estaduais ao Orçamento são a grande fonte de receitas das organizações não-governamentais e demais entidades”. Os valores somados alcançam o número de R$ 80 milhões!

Quando se denunciou a questão dos cartões corporativos, no plano federal, descobriu-se que, em São Paulo, foram torrados mais de R$ 108 milhões, com cartões semelhantes, no ano passado. Daí, a necessidade de se fazerem conchavos a cada anunciada apuração de malfeitos.

Dom Luiz Inácio determinou a retirada dos gastos do portal da transparência e alegou questões de segurança nacional. E enquanto se conversa e se processam arranjos, a população continua a pagar imposto e a se espantar com o desregramento moral.

Márcio Accioly é Jornalista.

6 comentários:

Anônimo disse...

E, claro, não temos sociedade civil que reclame seus direitos, nem Justiça, nem imprensa. A ABI tem sido uma farsa ao fechar os olhos a esta situação, pois, se não temos governo, deveríamos ao menos ter informação. De FHC, já sabíamos que era corrupto, assim como os governos do PSDB. Por isso, o povo deu voto ao PT. Agora, se querem lavar toda a roupa suja, que lavem... Vamos ver até onde vão os bundões dos brasileiros e até onde vai nossa vocação para a corrupção.

Anônimo disse...

É MONSTRUOSA A DILAPIDAÇÃO DO ERARIO PUBLICO PELAS CELERADAS GANGS DE LULA E TBM DO FAMIGERADO FHC. SÃO VERDADEIRAS FABULAS, EXTRAPOLAM O IMAGINARIO O ROUBO COMETIDO POR ESTES DOIS DELINQUENTES TRAVESTIDOS DE "PRESIDENTE" QUE USARAM E USAM DO MANDATO PRESIDENCIAL PARA ROUBAR LITERALMENTE O DINHEIRO PUBLICO.A IMPUNIDADEE A COOPTAÇÃO DE AUTORIDADES PARA FAZEREM PARTE DA QUADRILHA FAZEM COM QUE O BRASIL SEJA UM PARAISO DE LADRÕES.
NÃO HÁ MAIS INSTITUIÇÕES ISENTAS E REPUBLICANAS , ESTAMOS SOB O DOMINIO DE UM ESTADO CRIMINOSO QUE TRANSFORMOU O PAÍS EM UMA TERRA SEM LEI, O CRIME E A DESORDEM IMPERAM IMPUNIMENTES, JÁ NÃO HÁ MAIS ESPERANÇA VIRAMOS SERES SUBJUGADOS E FADADOS AS PIORES CONSEQUENCIAS DESTA APATIA E OMISSÃO. AS FFA CAPITULARAM ,SE BANDEARAM PARA A GANG DE SALTEADORES , A EXEMPLO O GEN FELIX E OS COMANDANTES BAJULADORES E ADULADORES DE LULACORLEONE.
A TROPA ESTA MORRENDO DE FOME E SEM ANIMO VAI PEDINDO BAIXA E SAINDO TODOS, O QUE RESTAR SERÁ PARTE DA CORJA CRIMINOSA E COMUNISTA. SÓ NOS RESTA SAIR DO BRASIL E ASSISTIR AO LONGE ESTE PAÍS VIRAR UMA SOMALIA,UM CHAD,OU COISA AINDA PIOR!

Anônimo disse...

O perigo ronda o Planalto
Desde o episódio da quadrilha dos 40, denunciada à Justiça pelo Procurador-Geral da República que culminou com a queda do ministro da Casa Civil José Dirceu, cassação do mandato de deputado federal e perda dos seus direitos políticos, o Luiz Inácio da Silva, vulgo Lulacorleone se amarga e não consegue esconder a sensação de perigosa ameaça que se avizinha, a maioria de chantagens e ameaças oriundas de seus ex-militantes e importantes companheiros de partidos frustados com a traição de Lulacorleone ao ideario socialista sacrificados para atender os "aliados" do PMDB e demais corjas dai o grande rancor contra o chefe... isto é rastilho de puríssima e explosiva nitroglicerina. Nem mesmo as geleiras da Antártida conseguiram esfriar a cabeça a prêmio do Chefe da gang

Em mãos da imprensa investigativa, verdadeiros mísseis jornalísticos e dossies bombasticos estão guardados a mil chaves, carregados de matérias desenvolvidas com fatos, destinos de valores do erário público e responsáveis, todos vinculados à descoberta da farra dos cartões corporativos, agora objeto de uma comissão parlamentar de inquérito, uma CPI chapa branca para dissuadir os autênticos crimes de peculato - compra de veículos, reforma de imóveis, construção de piscinas, etc.

A publicação do material bélico jornalístico dependerá da conveniência e oportunidade, conforme o andar da carruagem do monarca de Brasília, da articulação dos movimentos sociais e estudantis, do comportamento da Igreja, do aquecimento do Congresso e da evolução do ambiente da mídia.

Arlindo Montenegro disse...

Será que alguem já somou os bilhões desviados citados pela imprensa? doados a ongs, secretamente utilizados,para pagamentos do mensalão, empréstimos bancários privilegiados que não são pagos, os caixa 2, as propinas, a corrupção, os presentinhos, os saques no exterior, as contas nos paraísos fiscais, desviados de obras públicas de norte a sul, de leste a oeste...
Haja trabalho prá gerar tanta grana que deveria ser a poupança no bolso de quem a produz...
Êta povinho mané!

Anônimo disse...

Caro Jorge Serrão, caro anônimo, li esse comentário no coturnonoturno e fiquei encafifada com a certeza de que fatos serão usados. Espermos que logo chegue a hora certa. Se puder, olhe meu post a respeito do Promotor Pinho e veja a falta de vergonha dessa trupe de todos os oderes. Abraços.

PANACEIA POLÍTICA disse...

Amanhã (21/2) teremos a oportunidade de ouvir algumas mentiras oficiais ao vivo e a cores, pois a CIC de Caxias do Sul irá nos proporcionar o desprazer de ter como palestrante na sua tradicional Reunião Almoço ninguém menos do que o militante ministro (ou seria Ministro militante) Tarso Genro. Algum nobre empresário se atreverá a realizar as perguntas necessárias?