sexta-feira, 23 de maio de 2008

Lula corre risco de ser desestabilizado pelas forças ocultas globais, por causa da defesa dos biocombustíveis

Edição de Sexta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

No curtíssimo prazo, o chefão Lula da Silva tem tudo para cair em desgraça com os banqueiros internacionais que hoje lhe dão sustentação. Talvez Lula nem perceba, em sua ignorância do processo de globalitarismo, mas já deve se preparar para enfrentar “forças ocultas” por causa da sua insistente defesa internacional dos biocombustíveis. Se não mudar o discurso messiânico, Lula pode se transformar, rapidamente, em um político “descartável” para o Poder Real Mundial. Outros presidentes no Brasil já caíram por muito menos, de forma misteriosa.

A Oligarquia Financeira Transnacional, que tem no setor de petróleo e energia sua principal fonte de ganhos reais e especulativos, empreende uma campanha global para atrasar, ao máximo, a implantação de fontes de energia e combustíveis alternativos. A estratégia do Poder Real Mundial ficou cristalina a partir de ontem no discurso do novo relator das Nações Unidas para o Direito à Alimentação. Olivier De Schutter apelou para que norte-americanos e europeus abandonem suas metas de expansão do etanol como forma de ajudar a lidar com a crise na alta dos preços de alimentos.

A ONU, que é instrumento de poder da Oligarquia Financeira Transnacional, condena a produção de biocombustíveis na Europa e nos Estados Unidos. O representante das Nações Unidas no interesse do setor financeiro transnacional pede o fim da expansão, dos investimentos e dos subsídios nos programas de biocombustível nos países do Primeiro Mundo. O argumento cara de pau de Schutter é que, ao abandonar as metas, o mundo estará mandando uma "mensagem forte" contra a especulação no setor de commodities.

Na verdade, tal especulação (sobretudo com o petróleo, mas também com os alimentos) é promovida pelos banqueiros que controlam e manipulam as principais Bolsas de Mercadorias & Futuros do mundo. Ontem, o secretário-geral da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), o líbio Abdallah Salem el-Badri, advertiu que a cotação do barril de petróleo (que bate recordes diários) não tem qualquer relação com a demanda ou a oferta. Segundo a Opep, a especulação financeira pela escalada dos preços da commodity no mercado internacional.

No caso do etanol brasileiro, cujo processo de produção e comercialização a Oligarquia Financeira Transnacional já escalou “laranjas” para controlar, via compra de terras e usinas, o relator da ONU preferiu não condenar “ainda”. Olivier De Schutter quer informações da parte de especialistas para declará-lo como "inocente" ou não na atual crise de aumento do preço das commodities – sobretudo os alimentos. O chefão Lula que se cuide, pois vem chumbo grosso contra si, de onde menos ele espera, porque não sabe como toca a banda da economia globalitária.

Desistindo do Fundo

Lula decidiu suspender o lançamento do Fundo Soberano do Brasil, anunciado há 10 dias pelo ministro da Fazenda Guido Mantega.

Lula está preocupado com o cenário internacional adverso e a inflação em alta, e ainda tem dúvidas sobre o uso de recursos do superávit primário para formar o caixa do fundo.

Economistas de fora do governo, como Luiz Gonzaga Belluzzo, aconselharam o presidente a elevar o superávit primário, mas para controlar a inflação e não para destinar a economia excedente ao fundo, como quer Mantega.

Mas pode mudar de idéia depressa...

Lula ainda cogita utilizar parte das reservas internacionais para criar o fundo soberano, o que evitaria o uso de recursos fiscais.

Mas a medida já foi descartada anteriormente pelo Presidente Henrique Meirelles, do Banco Central.

Atualmente o Brasil possui cerca de US$ 200 bilhões em reservas, e US$ 15 bilhões desse bolo seriam usados para criar o fundo.

O problema para Lula é que o Fundo interessa à Oligarquia Financeira Transnacional, e não convém contrariar os amigos banqueiros mais ainda... Já basta o caso do etanol...

Quem é o cara

Olivier De Schutter é um dos expoentes do CPDR (Centro de Filosofia do Direito - Centre de Philosophie du Droit da Universidade Católica de Louvain (UCL), na Bélgica.

Antes de assumir o cargo na ONU, Olivier De Schutter dava aulas de Globalização e Direitos Humanos (quanta contradição entre uma e outra) na Universidade de Columbia, nos EUA.

Foi representante da League of Human Rights (na Bélgica) – uma das entidades internacionais que apóia a famigerada Declaração dos Direitos dos Povos Indígenas que o manipulado e ignorante Congresso Nacional Brasileiro corre o risco de homologar, incorporando-aos princípios constitucionais brasileiros.

Detalhe: A tradicional Monarquia parlementar constitucional da Bélgica, junto com a Inglesa, é uma das principais linhas de comando dos banqueiros que controlam a economia mundial, dominando todo o processo produtivo, desde a extração ou a fabricação de matéria-prima ao produto final, depois sua comercialização, no atacado e no varejo.

Especulação com alimento

O relatório divulgado ontem pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) alerta que os preços dos alimentos no mundo devem continuar altos.

Segundo o relatório da FAO, embora os preços tenham caído um pouco nas últimas semanas, o aumento na demanda e a necessidade de repor estoques devem fazer com que os preços se mantenham elevados.

A FAO reclama que o cultivo voltado para a produção de biocombustíveis deve impedir que a produção de alguns alimentos também aumente.

Custo elevadíssimo

O estudo mostra que uma das conseqüências é que, pela primeira vez, o custo total de importação de alimentos globalmente deve passar de US$ 1 trilhão.

Os países pobres que importam mais alimentos do que exportam serão os mais afetados, já que devem ter de pagar quase US$ 170 bilhões neste ano para importar esses produtos, um aumento de 40% em relação ao ano passado.

Não por coincidência, a principal “fonte” de propagação dessa notícia alarmante é a BBC – que é o braço informativo da City de Londres, em cuja Londres International Financial Futures and Exchange é uma das principais especuladoras das commodities, sejam alimentos, minerais ou petróleo.

Mais problemas

A FAO reclama que o cultivo voltado para a produção de biocombustíveis deve impedir que a produção de alguns alimentos também aumente.

A produção de carne deve aumentar, apesar do custo alto para alimentar animais nas fazendas.

Isso porque a demanda por carne vem aumentando rapidamente à medida que a renda da população em países em desenvolvimento aumenta.

Discurso na contramão

O secretário-geral da Opep, Abdallah Salem el-Badri, adverte que o preço do petróleo hoje "não tem nada a ver com assuntos fundamentais, mas com a especulação, embora também um dos principais fatores seja o enfraquecimento do dólar".

A demanda mundial de petróleo chega a 87 milhões de barris por dia, enquanto a oferta no mercado supera esse número em 1,5 milhão, o que não torna muito urgente uma revisão da produção.

O representante da Opep assinala que há uma enorme quantidade de petróleo no mercado.

Não há nenhum tipo de escassez, os estoque são altos, em um nível de comodidade.

Controle especulativo

Houve um movimento geral de vendas nos mercados de commodities depois que o dólar mostrou uma certa recuperação ante as demais moedas.

O fundamental é destacar que a quem manipula a cotação do dólar é a Oligarquia Financeira Transnacional – e não a Secretaria do Tesouro dos Estados Unidos.

A suposta autoridade monetária nos EUA, o Federal Reserve, é uma instituição privada, cujos acionistas são os maiores banqueiros internacionais, desde o ano da graça de 1913.

Logo, não existe “crise” em que os banqueiros internacionais (cuja a lógica é o poder, e não apenas o lucro) saiam ganhando.

Especulação imobiliária

Quem pretende comprar imóvel deve se preparar para pagar muito mais caro.

O mercado imobiliário brasileiro deve receber novo impulso com o “grau de investimento” dado generosamente pela Standard & Poor`s.

Os investimentos estrangeiros em imóveis no País podem saltar de R$ 8 bilhões para R$ 20 bilhões ao ano.

A previsão é de Fábio Nogueira, sócio do grupo de investimentos imobiliários Brazilian Finance e Real Estate.

Morte do senador Péres

Aos 76 anos, morreu às 6h de hoje, em Manaus, o senador Jefferson Péres (PDT-AM), 76, na casa onde morava, no bairro de Adrianópolis.

O senador passava o feriado de Corpus Christi com a família, e pode ter sido vítima de um infarto fulminante.

A informações preliminares foram passadas por Dermilson Chagas, superintendente do SRT (Superintendência Regional do Trabalho) no Amazonas e um dos líderes da sigla no Estado.

Problema do suplente

Peres será substituído pelo primeiro suplente Erasmo Lins.

Por ironia do destino, foi Jefferson Péres quem declarou que o suplente “é uma excrescência do processo democrático. Não é admissível um mandatário sem voto. O suplente é legal, mas ilegítimo. Não importa se é bom ou ruim como parlamentar. Normalmente é alguém que financia campanha, um parente ou parte de um acordo político”.

Peres defendia o fim da suplência não eleita diretamnte ao Senado.

Vídeo que compromete Lula

O poderoso Lula está fulo da vida com a divulgação de um vídeo da campanha do senador Romero Jucá sobre o caso Raposa do Sol.

Responsável pelo decreto que homologou a demarcação da reserva indígena, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, um ano depois, em 2006, manifestou restrições ao uso da área.

Na época, Lula se eximiu de qualquer responsabilidade pela reserva ocupar uma área de 1,7 milhão de hectares.

Lula acabou reclamando que a demarcação "foi maior do que se esperava". (Veja o vídeo)

Confira também o decreto de Fernando Henrique Cardoso que regulamentou as terras indígenas: A Demarcação indígena de FHC e Jobim

Visitinha surpresa

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, e os também ministros da Corte Carlos Ayres Britto e Carmen Lúcia fizeram uma visita surpresa ontem à reserva indígena Raposa Serra do Sol, em Roraima.

Os três ministros decidiram conhecer de perto a região e avaliar os riscos de conflito antes de julgar as ações sobre a demarcação contínua das terras.

Relator no STF das ações que questionam a demarcação contínua da reserva, o ministro Carlos Ayres Britto prevê que a Corte julgue a polêmica ainda neste mês.

Jogo de interesses

A visita da turma do STF, que durou seis horas, foi sigilosa por questões de segurança e para evitar que os ministros virassem alvo de protestos e reivindicações das duas partes envolvidas no confronto.

Os fazendeiros reclamam da disposição do governo federal de retirá-los das terras.

Já as tribos estão insatisfeitas com a decisão do STF que suspendeu, em abril, a operação da Polícia Federal para remover os não-índios da região.

PF insiste na ocupação

Pressionado, certamente, pelo ministro da Justiça e seu superior, Tarso Genro, o delegado Francisco Segovia, coordenador da Operação Upatakon 3, suspensa pelo STF, insiste que a Polícia Federal precisa e vai preparar um reforço para atuar na reserva indígena.

Para tentar evitar conflitos entre índios e produtores de arroz, a PF quer dobrar o efetivo que está na região quando for marcada a data do julgamento da demarcação das terras indígenas no STF.

De acordo com o delegado, além da atenção à reserva, o serviço de inteligência da PF está atento a focos de tensão em outras reservas, como em Mato Grosso, Santa Catarina e Bahia, que podem ser impactadas com o julgamento do STF.

Leia o artigo de Ernesto Caruso: Nação subestimada

O Itaú também quer

O presidente do Banco Itaú, Roberto Setubal, defende a realização de leilão para a venda da Nossa Caixa, porque seu banco também tem interesse em adquiri-la.

O presidente do segundo maior banco privado do País pede maior transparência no negócio.

O Banco do Brasil negocia a compra da estatal paulista a partir de “negócio fechado” entre o chefão Lula e o governador José Serra.

Procurando marketeiro

O ex-governador de São Paulo Geraldo Alckmin (PSDB) vai definir na próxima semana o nome que será encarregado de conduzir sua estratégia de marketing na campanha deste ano pela Prefeitura de São Paulo.

O tucano, que na última eleição presidencial foi orientado pelo jornalista Luiz Gonzalez, baterá o martelo entre três opções.

São elas: o jornalista Lucas Pacheco, que sempre fez campanhas do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE); o baiano Marcelo Simões, ex-integrante da equipe do publicitário Duda Mendonça; e Antônio Melo, responsável pela campanha vencedora de Jackson Lago (PDT) ao governo do Estado no Maranhão.

Renúncia prevista

O presidente do Paraguai, Nicanor Duarte, promete renunciar ao cargo em 23 de junho, quase dois meses antes do encerramento do seu mandato.

Duarte já havia anunciado que deixaria a Presidência de forma antecipada para evitar atritos com seus opositores políticos, que advertiram sobre uma sobreposição de funções proibida pela Constituição.

O presidente foi eleito senador pelo Partido Colorado nas eleições gerais de 20 de abril e deverá fazer o juramento em 1º de julho, data em que se instalará o Congresso.

Atenção: O Alerta já antecipou que o nosso chefão Lula também pode renunciar seis meses antes deste segundo mandato, para concorrer Senado, disputando uma das duas vagas por São Paulo, em 2010 – caso não seja inventada a possibilidade golpista do terceiro mandato, que Lula jura não desejar.

Quem fica...

O vice-presidente, Francisco Oviedo, um ex-senador do Partido Colorado e ex-ministro da Fazenda, ocupará o cargo durante o período de transição.

O novo governo liderado pelo ex-bispo católico Fernando Lugo assumirá suas funções dia 15 de agosto.

Até lá, o Paraguai vai pegar fogo politicamente.

Parada Gay

A organização da Parada Gay agora prevê 4 milhões de pessoas no próximo domingo.

Mas não será surpresa se o número final a ser divulgado chegar a 5 milhões, 25% da população da Grande São Paulo.

Desde o ano passado, a polícia evita divulgar esse tipo de dado devido às críticas de "chutômetro".

Afinal, a militância gay gosta de superfaturar os números...

Parada Hetero

A segunda Parada do Orgulho Hétero e Simpatizantes de São Paulo, na calçada do vão do Masp (Museu de Arte de São Paulo), na Avenida Paulista, já tem data marcada.

Será no dia 1º de junho, a partir das 15h - exatamente no primeiro domingo após a Parada Gay.

A Parada do Orgulho Hétero não é uma afronta aos gays. Não queremos ofender ninguém. Rejeitamos qualquer manifestação homofóbica em nossa comunidade no Orkut".

Assim garante o organizador Cristiano Vicente, 20, o guitarrista da banda Radio Ska, professor de inglês e estudante de design.

Problema de QI

A pequena proporção de estudantes de classe média baixa em universidades renomadas é o "resultado natural de uma diferença de QI entre classes sociais".

A tese genial foi apresentada pelo acadêmico inglês Bruce Charlton, na edição desta quinta-feira da revista especializada em educação Times Higher Education:

"O governo britânico gastou tempo e esforço em afirmar que as universidades, especialmente Oxford e Cambridge, estariam excluindo pessoas de classes sociais mais baixas e privilegiando as de classes mais altas", disse o professor. No entanto, neste debate um fato vital foi esquecido: classes sociais mais altas têm uma média de QI maior do que as classes baixas".

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Serrão, olha só a pérola que recebi via Internet... não sei qual é a origem da informação, mas concordo plenamente com a frase em questão:

"O pior atentado que se pode cometer contra Lula,
além de alvejá-lo com um mortífero dicionário, é atirar-
lhe uma Carteira de Trabalho."
- Esperidião Amin

Abraços.
Roque.

lis disse...

Antes disso Serrão, estaremos nós, a oposição ao desgoverno, desestabilizados.
Estão censurando, apagando, travando, todo tipo de comunicação oposionista através do orkut, Blogs e até mesmo e-mails.
Veja as denúncias nos comentários do Reinaldo Azevedo.

https://www.blogger.com/comment.g?blogID=30210460&postID=9126051112593793901&page=1&isPopup=true

Marilda Oliveira disse...

Serrão tão longe você já alertava... porém em que país vivemos desde que o judeu-sionista Kissinger pisou nas terras tupiniquins trazendo os consensos, a sociedade transformou-se em impensantes adorando o futebol e as novelinhas, sem se preocuparem que o Brasil estava sendo roubado do seu povo pela clã formada pela oligarquia ingleza comandada pela clã dos Rothschild.

Em seus sete anos de governo, Lula tem sido um joguete nas mãos dos mágicos britânicos – como a espoliação do carry trade atesta em frias cifras. Portanto, não é surpresa sua indicação por todos para “Homem do Ano”, desde o fórum internacional de mega empresários de Davos, passando pelo jornal francês “Le Monde”, até ao Royal Institute for International Affair, controlado pela Inglaterra.