segunda-feira, 5 de maio de 2008

Marketagem econômica: Desgoverno Lula fez lobby em Nova York para Brasil ganhar o ilusório investment grade

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast a seus favoritos.

Por Jorge Serrão


O “investment grade” concedido ao Brasil foi uma grande armação pirotécnica do dsgoverno brasileiro com os especuladores internacionais. Antes de obter o “grau de investimento”, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, esteve em Nova York para fazer lobby junto aos dirigentes das três maiores agências de rating - a Standard & Poors, a Fitch e a Moody's. Mantega garantiu que a política econômica não mudaria. Prestidigitação e marketing ajudam a fabricar a falsa estabilidade econômica por aqui.

Lá fora, o bicho pega de verdade! A inflação internacional e o preço dos alimentos e das commodities serão o prato principal da reunião de hoje dos presidentes de bancos centrais na sede do Banco de Compensações Internacionais (BIS), na Basiléia, Suíça. O candidato ao governo de Goiás, Henrique Meirelles, participa do encontro como presidente doido para deixar o Banco Central do Brasil.

A principal preocupação dos dirigentes do BIS, que é um braço da Oligarquia Financeira Transnacional que controla a economia global, é com a demanda de consumo na China, na Índia e também no Brasil O medo de inflação de demanda é maior que o risco de recessão ou de desaceleração da economia. Os banqueiros querem medir qual será o impacto da crise nos mercados emergentes, onde eles ganham mais dinheiro com maior facilidade.

Desde setembro passado, quando explodiu a crise de crédito imobiliário nos EUA, quando o Federal Reserve deu início à redução do juro americano, hoje em 2% ao ano, o barril de petróleo subiu 39% e as matérias-primas, 24%. A crise das subprimes norte-americanas custou ao mercado mundial US$ 945 bilhões, segundo dados do Fundo Monetário Internacional (FMI).As autoridades monetárias de diversos governos foram obrigadas a injetar no mercado US$ 270 bilhões.

Os controladores do capitalismo mundial trabalham com o cenário de “quadro internacional ainda volátil”.Ainda mais porque a inflação não pára de subir em regiões como a zona euro. Agora, após As "revoltas da fome", ocorridas na África e na Índia, a elevação internacional dos preços de alimentos e commodities, são as dores de cabeça dos donos do mundo – que não querem prejuízos para seus negócios e muito menos perder sua fatia de poder já conquistada, em função de problemas conjunturais econômicos.

Risco Europeu

Números divulgados pelo escritório europeu de estatísticas (Eurostat) também indicam alta da inflação na zona euro, que chegou a 3,5% em março (na comparação de 12 meses).

Foi um novo recorde histórico da série iniciada em 1999.

A elevação seria causada, entre outros fatores, pelo aumento do preço do barril de petróleo, que superou os US$ 100 no mês passado (atualmente, a cotação já beira os US$ 120).

Subindo

Em dezembro, a inflação em 12 meses na Europa foi de 3,1%.

Em janeiro, foi a 3,2% e, em fevereiro, atingiu 3,3%.

Em todos os meses, ficou acima do limite tolerado pelo BCE. Em médio prazo, o objetivo da instituição é de manter a inflação anual abaixo de 2%.

Caso brasileiro

No Brasil, a Fundação Getúlio Vargas registra que o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) subiu bastante no primeiro quadrimestre deste ano, em comparação com igual período de 2007.

No intervalo, mês a mês, a inflação subiu 0,50%, 0,27%, 0,34% e 0,04% no ano passado.

Este ano foi de 1,09%, 0,53%, 0,74% e 0,69%.

Colônia é isso aí

As empresas brasileiras terão que se adequar ao novo modelo contábil imposto internacionalmente.

O Brasil será obrigado a adotar, dentro de dois anos, o International Financial Reporting Standards (IFRS).

A norma já é adotada em mais de 100 países.

E como nós somos colônia de exploração temos de copiar o modelo imposto de fora.

Verdade dura

O sistema educacional com baixa quantidade de matrículas afeta a produtividade do Brasil.

A reclamação é do estudioso economista Gustavo Yoschpe.

Sorte dele que é formado em ciência política e administração pela Wharton School e com mestrado pela Universidade de Yale.

A perigo

Segue hoje para o Supremo Tribunal Federal a cópia dos autos da Operação Santa Tereza, que aponta o deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP), como suposto beneficiário de partilha de dinheiro que teria sido desviado do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

A remessa do documento foi ordenada pelo juiz Marcio Ferro Catapani, da 2.ª Vara Criminal Federal de São Paulo, que abriu processo contra 13 acusados de integrar organização criminosa que fazia elo entre o BNDES e prefeituras para captação de empréstimos destinados a obras fantasmas.

Segundo a PF, os principais integrantes do grupo teriam ficado com um valor equivalente a até 4% do montante que o BNDES liberou mediante a apresentação de projetos para empreendimentos em municípios de São Paulo, Rio, Paraíba e Rio Grande do Norte.

O Bem Citado

O deputado-sindicalista Paulinho é citado pela PF como "possível" destinatário de parte dos recursos ilícitos.

Escutas telefônicas, realizadas com autorização judicial, pegaram pessoas próximas do deputado ajustando a divisão.

Essas pessoas citam freqüentemente seu santo nome.

A Bem Cobrada

A oposição vai cobrar esclarecimentos da super poderosa ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, em sua ida à Comissão de Serviços de Infra-Estrutura do Senado, na quarta-feira.

O motivo oficial da convocação é para que ela fale sobre o Programa de Aceleração do Crescimento (mais conhecido como PACo).

Mas os senadores vão aproveitar a presença da Dilma para perguntar sobre a produção e o vazamento do dossiê com dados sobre gastos sigilosos do governo Fernando Henrique.

Remédio contra a fraude

Todos os remédios vendidos no Brasil serão rastreados, desde a produção até as farmácias, para evitar a sonegação, coibir o roubo de cargas e a venda ilegal.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) deve implantar o sistema já no primeiro semestre do ano que vem. As embalagens terão código de barras, de pontos, números ou chips que identificarão o medicamento.

O problema é que o novo processo custará R$ 70 milhões por ano e, para variar, pelo menos parte da conta pode ser repassada pela trilionária indústria farmacêutica para o pobre consumidor.

Fritando o Geraldo

Tucanos pendurados na máquina municipal paulistana e defensores da aliança pela reeleição do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), e ligados ao governador José Serra (PSDB) tentam hoje impedir que o Diretório Municipal oficialize a pré-candidatura de Geraldo Alckmin à Prefeitura.

O presidente do PSDB municipal, José Henrique Lobo, convocou para hoje à noite os 71 membros do diretório para anunciar que o ex-governador é candidato pelo partido.

Mas o secretário municipal de Esportes, Walter Feldman, já avisou que protocolará na tarde de hoje um documento pedindo que não seja dada à reunião do diretório "caráter decisório" sobre o destino da candidatura Geraldo.

Kassab fora da lei de trânsito

O prefeito Gilberto Kassab e sua Companhia de Engarrafamento de Trânsito ignoram que radares escondidos sejam proibidos pelo Conselho Nacional de Trânsito.

Continuam operando pardais ilegais na Marginal do Tietê, na Avenida Salim Farah Maluf, na Rua Sena Madureira e na Avenida 23 de Maio.

A resolução 214 do Contran, de maio de 2007, fixa claramente que os equipamentos eletrônicos de fiscalização de velocidade no trânsito devem ter estudos técnicos que justifiquem sua instalação, estar plenamente visíveis aos motoristas e contar com sinalização que indique sua presença.

Se a moda pega...

Santa Cruz de La Sierra, a região mais rica da Bolívia, aprovou ontem sua autonomia em polêmico referendo, segundo pesquisas de boca-de-urna.

O resultado seria declaração de guerra da oposição aos planos do governo do presidente Evo Morales de instaurar o socialismo no país.

Pesquisas mostraram o “sim” à autonomia com 86% dos votos, contra 14% para “não”, o que deixou o índio Moralles nervoso.

Se essa moda do separatismo pegar pela América do Sul afora...

O inexplicável

O Ministério de Defesa soltou uma nota para tentar explicar como um 2º tenente e um aspirante passam a ganhar, após o reajuste dos militares, praticamente o mesmo vencimento de um subtenente:

O que ocorre é que o 2º tenente e o aspirante são militares que estão no início da carreira, contando com um período muito menor de tempo de serviço, além de não terem realizado os cursos de carreira, que também dão direito a outras gratificações. Já o subtenente é um militar que está no final da carreira, possuindo um período muito maior de tempo de serviço, além de já ter realizado cursos de carreira que dão direito a gratificações”.

O Ministério da Defesa garante que o fato de o subtenente ganhar mais que o aspirante-a-oficial ou que o 2º tenente não configura quebra de hierarquia”.

É mais fácil explicar que mulher não é travesti...

Sargenta quer voltar

O terceiro-sargento Fabiano de Barros Portela, de 28 anos, que gastou R$ 17 mil numa operação para mudar de sexo, promete entrar com um pedido de liminar para reverter sua expulsão do Exército.

Agora se chamando Fabiane, ela quer retomar suas funções e ser reconhecida como mulher pelas Forças Armadas.

A agora ex-sargenta trabalhava no departamento de enfermagem do 17º Batalhão Logístico de Juiz de Fora (MG).

Fabiane foi excluída da vida militar porque uma junta médica do Exército diagnosticou seu caso como transtorno dos hábitos, dos impulsos e da identidade sexual, classificado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como transexualismo e tratada como doença pela psiquiatria.

Despedindo-se

Uma feijoada na Escola de Samba Tradição, no próximo domingo, com a presença de pára-quedistas de todos os tempos, marcará a despedida do Capitão Luis Fernando da cidade do Rio de Janeiro.

A fenomenal mulher Melancia é presença confirmada na festança.

Um dos líderes do Movimento Capitanismo, que irrita os generais, o capitão Luiz Fernando vai baixar em Porto Alegre, a partir de semana que vem.

Aversão a traveco

Em entrevista arrumadinha ao "Fantástico", da TV Globo, em sua humilde mensão à beira-mar, em Angra dos Reis, o craque Ronaldo Fenômeno estar arrependido, negou ter feito sexo com os travestis e garantiu que não consumiu drogas.

Ronaldo afirmou que, até chegar ao Motel Papillon, não sabia que as três "garotas de programa" eram travestis.

O Fenômeno jurou que foi vítima de tentativa de extorsão por parte de um dos travestis, que teria cobrado "uma quantia absurda" para não revelar o caso à imprensa.

Eu fiz uma grande besteira na minha vida pessoal. Acho que todos nós estamos sujeitos a errar - disse Ronaldo. - Chegando ao local (motel) comprovei que se tratava de travestis e tentei concluir ali o programa para voltar para casa, mas não consegui. Daí começou a extorsão”.

Detalhe: o contrato dele com o Milan acaba em junho, e Ronaldo deve acertar com o Flamengo.

30 é demais!

Viva a Nação Rubro Negra!

Valeu, Nazareno! Valeu, Obina.

Mengão bi-campeão Carioca!

Trigésimo título Estadual do Flamengo.

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Se a moda pega...

Santa Cruz de La Sierra, a região mais rica da Bolívia, aprovou ontem sua autonomia em polêmico referendo, segundo pesquisas de boca-de-urna.

Pesquisas mostraram o “sim” à autonomia com 86% dos votos, contra 14% para “não”, o que deixou o índio Moralles nervoso.

Se essa moda do separatismo pegar pela América do Sul afora...

Acima está uma parte do texto... apenas para dizer que na Amazônia... um referendo como o de Santa Cruz, tem condições de ser aprovado, afinal, a região só tem servido de "almoxarifado do Brasil" (que só considera o Centro, o Sudeste e o Sul, "esquece" o Nordeste e ignora o Norte). Levam tudo da Amazônia, e, em troca, deixam os imensos buracos... para encher de água da chuva e procriar o mosquito da dengue!
VAMOS FAZER O REFERENDO!!!

Anônimo disse...

Avaliação da Conjuntura Nacional-Campo Polílico-Militar:
A palestra do Gen Ex Heleno, Cmt Militar da Amazônia, no clube militar no mês próximo passado, absolutamenente verdadeira, profissional e patriótica, iria, mais cedo ou mais tarde, causar reflexos na sua brilhante trajetória de Soldado, Chefe e grande líder desses últimos 20 anos de "redemocratização".
Nesse sentido, o primeiro "viés político-militar" que acontecesse na Área amazônica, da qual é responsável,o Gen Heleno seria responsabilizado, como está sendo. Ademais,foi um "prato cheio" à contra-ofensiva maquiavélica do Planalto, que, diga-se de passagem, sabíamos que mais cedo ou mais tarde essa situação iria se manifestar,só não esperávamos que fosse tão cedo...
Ainda em relação à postura do Gen Heleno, algumas considerações necessitam ser postas à luz da Ordem Jurídica vigente: há, no ordenamento legal, o que chamamos de "ponderação de interesse", isto é, quando dois princípios constitucionais se chocam, cabe ao magistrado decidir qual o princípio que prevalecerá na ordem social.
Nessa dimensão, a palestra no clube militar evidenciou o choque entre o princípio da liberdade de expressão e o " princípio da hierarquia e disciplina"(?).
Nesse sentido, há que se clarificar que "o princípio da liberdade de expressão" é clásula pétrea em qualquer Estado nacional democrático do mundo, ou seja, uma verdadeira democracia tem que conviver com o livre debate de idéias, de pensamento, de comosvisão a cerca dos problemas endógenos da sociedade, do Estado a que se serve, mesmo que a amplitude de opiniões seja representada por uma minoria ou qualquer grupo social,pois é aí que a democracia cresce, se fortalece.A liberdade de expressão, pois, se constrõe com novas verdades que perpassam o ambiente democrático nacional, uma vez que resulta do processo dialético da tese versus antítese, gerando-se uma nova síntese que se renova a cada contra argumentação...
Desse modo, a liberdade de expressão, expressa no artigo 5º da CF, sobressai, se coloca acima de qualquer outro princípio posto.
Ademais, é responsabilidade moral de qualquer agente público se manifestar na esfera de suas atribuições sobre situações, fatos que possam contribuir para lesar o Bem Público nacional. Isto posto,o processo -lento, gradual- de internacionalização da amazônia precisa ser alertado pelas autoridades constituídas, o que, nesse caso, coloca o Gen Heleno, no centro da discussão, do processo, pela condição de ser o maior responsável pela defesa da amazônia (art. 142 da CF). Caso não tivesse se manisfestado daquela maneira poderia incorrer no crime de responsabilidade ou de improbidade administrativa em face da omissão, da deslealdade com a nação na medida em que teria omitido situações de riscos que põem em choque a soberania brasileira.
O que a sociedade precisa saber (pobre sociedade que apresenta um dos piores indicadores educacionais do mundo, em que pese ser a 10ª economia do mundo)é a realidade crua e nua sobre os perigos que cercam a Amazônia, em face de possuir vastíssimas riquezas minerais e água (guerra do novo século, se chegarmos lá)que sempre atraíram a cobiça internacional.
O que a sociedade precisa também saber e guardar na pobre memória nacional é a decisão que será em breve prolatada pelo STF a respeito da demarcação das TIRS. Isto sim, conhecer os votos de cada ministro do STF para sabermos, se no futuro, seremos ainda Estado ou uma porção de terra balconizada...
Nessa realidade se espera, ipso fato, a união do Alto-Comando das três Forças para se contrapor-com coragem moral e cívica, pois para isso que chegaram ao último posto da carreira- aos demandos de "elite" podre que se instalou no submundo do crime do Planalto...
Acorda Brasil....