segunda-feira, 14 de julho de 2008

FED tenta conter novo risco de crash nos EUA: bancos de investimentos falindo, bolsas caindo e juros subindo

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Desde sexta-feira passada, autoridades monetárias e financeiras norte-americanas operam em estado de Alerta de Crash (risco de quebradeira sistêmica). Os presidentes dos principais bancos centrais estão em pânico com o risco de fuga de dinheiro pelo mundo afora. A previsão é de fortes baixas nos mercados de ações a partir de hoje. Para piorar, uma série de bancos de investimentos já experimentam a beira do abismo. O Federal Reserve (banco central privado dos EUA) tenta intervir. Mas não se sabe se vai debelar a crise.

O pior caso, no momento, é do Lehman Brothers. Mas o UBS ou Merrill Lynch também não vão bem. A liquidação de títulos do tesouro dos EUA e o aumento maciço, ao mesmo tempo, dos preços do petróleo e do ouro mostram que o jogo acabou para os bancos centrais. Numa conjuntura dessas, imagina o que pode acontecer com um fundo como o Opportunity – cujos investidores viraram alvo de investigação da Polícia e do Ministério Público Federal.

A advertência sobre esse crash da economia dos EUA, desde sexta-feira passada e que pode se agravar a partir de hoje partiu do engenheiro Walter Eichelburg. Investidor em Viena, o especialista adverte: “Os juros precisarão subir agora e por toda parte”. Também prevê uma enorme elevação dos preços (dependendo do país, de 10 a 35%). Eichelburg ressalta que a escalada inflacionária foi provocada pelo aumento continuado do preço do petróleo (o atual padrão monetário) e vai refletir na nova subida dos juros.

O engenheiro alerta que o centro da nova crise é sem dúvida alguma os EUA, mas chegará novamente a vez da Europa. Eichelburg sustenta que o sistema financeiro norte-americano estaria tecnicamente falido. O engenheiro denuncia que o primeiro dos grandes bancos nos EUA a entrar em colapso em 11 de julho foi IndyMac. Motivo foi uma corrida de saques a este banco, depois que foram anunciadas “dificuldades”. O banco foi assumido pela seguradora de depósitos dos EUA – FDIC.

Agora, Eichelburg prevê a quebradeira dos dois maiores bancos imobiliários dos EUA. Fannie Mae e Freddie são instituições financeiras metade estatais (GSE = Government Sponsored Enterprise). Eichelburg observou que na sexta-feira, 11 de julho, as ações deste dois maiores bancos hipotecários do planeta caíram temporariamente até 50%, embora elas já tenham se desvalorizado maciçamente nos dias anteriores. O engenheiro lembra que os dois bancos são os maiores credores dos subprimes – cujo calote foi o estopim da recente crise norte-americana.

O engenheiro Walter Eichelburg desenha o caos: “Um crash total dos derivativos e dos bancos é possível a qualquer momento. Isto pode arrasar dentro de poucos dias a maioria dos bancos”. E vai mais além na análise: “A economia real dos EUA está desmoronando, tudo que tem a ver com consumo e crédito para consumo. As bolhas imobiliárias da Espanha e Grã-Bretanha implodiram, conseqüentemente estão em queda o sistema financeiro e a economia. As bolhas no leste europeu já explodem também, como no Báltico. A economia no resto da Europa e no Japão desmorona”.

O cenário pintado por Walter Eichelburg pode ser ainda pior: “Quando o pânico se alastrar, não se pode fazer mais muita coisa. O 11 de julho foi um aperitivo. Não será mais praticável forçar uma fase de “calmantes” como após a crise do Bear Stearns em Março de 2007. Fannie & Freddie são de um calibre bem maior. O capital foge por hora do dinheiro e de títulos. No momento principalmente para o petróleo, depois para o ouro. Mostra disso é a nova reação (títulos públicos) à queda das bolsas”.

O engenheiro desmascara o comentário econômico atual: “Juntamente com isso não se sustentam mais as atuais mentiras sobre a inflação. Qualquer um percebe o atual rápido aumento dos preços. É uma questão de tempo até o povo perceber que ele precisa fugir do dinheiro e dos títulos. Haverá provavelmente ainda no verão de 2008 (julho, agosto) tantos acontecimentos (falência de bancos, crash das bolsas), que então cada um percebe que a crise o atinge agora diretamente – com perdas reais de patrimônio”.

A fonte

O alerta do engenheiro, em forma de artigo, está no site http://www.inacreditavel.com.br/

Caso suas previsões catastróficas se confirmem no curto prazo, a coisa pode ficar ainda mais horrível para países mal desenvolvidos como o Brasil.

E vai sobrar, claro, para emergentes como Rússia, China e Índia.

Contendo a crise

O congresso norte-americano recebeu uma proposta para liberar 300 bilhões de verdinhas para as agências hipotecárias.

De imediato duas delas, já contam com US$ 2,8 bilhões.

Mas tudo indica que será necessário injetar mais dinheiro para conter a crise...

Exportando crise

Mary Anastásia O'Grady, que assina a coluna The Americas do The Wall Street Journal, reclama que o BC dos EUA está "exportando inflação para o resto do mundo" à medida que o preço das commodities, atrelado ao dólar, está subindo às alturas.

"Os países latino-americanos que atrelaram suas moedas ao dólar agora estão descobrindo que este padrão monetário está afundando".

Sorte nossa que temos aqui o sábio Lula e o genial presidente Henrique Meirelles para nos salvar...

Bastidores fervendo

A fabricação dessa crise econômica norte-americana esconde uma disputa pela hegemonia mundial entre os EUA e a velha rival Inglaterra, cuja família real lidera a nobreza européia que comanda a Oligarquia Financeira Transnacional.

Neste conflito de bastidores políticos e econômicos, o poder absoluto do mundo está em jogo.

A batalha é entre tiranossauros-rex da globalização.

É a luta entre o poder do Estado Nacional e o patriotismo contra o globalitarismo.

Quem vencerá? Eis a questão.

Faturando em cima do caos

Parceiro dos ingleses da Oligarquia Financeira Transnacional, com quem assinou um estranho “Tratado dos Povos das Américas com Londres”, o venezuelano Hugo Chávez mandou e a estatal do petróleo venezuelano cumpre:

"Quando o preço do barril de petróleo superar os US$ 100, 40% do combustível será recebido em um prazo de 90 dias. O restante será financiado com de 1% de juros, em um prazo de 25 anos".

Bondade e solidariedade com os clientes!

Ave, Lula...

Pelo menos 33 Plataformas da Bacia de Campos estão paradas, em greve.

O barril de petróleo já subiu para US$ 147.

Será que os alimentos vão subir de preço?

Estamos somente no início da safra de greves, segundo anunciam os sindicalistas.

Ainda bem que o chefão Lula dá jeito em tudo e suporta qualquer coisa, como um super teflon!

Big Brother Brasil

A OAB e a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) alertam para os riscos do grande número de telefones grampeados por ordem judicial no País:

O Brasil não pode virar um imenso Big Brother”.

Tarde demais, senhores magistrados. Já somos a Grampolândia há muito tempo, com ou sem ordem judicial.

Nada de amizade

A desembargadora federal Maria Cecília Pereira de Mello está furiosa com a turma do Opportunity.

A magistrada vai pedir ao Conselho Nacional de Justiça e ao Ministério Público Federal a apuração da origem de diálogo transcrito em relatório da Operação Satiagraha.

Nele, o advogado de Daniel Dantas, Nélio Machado, a chamaria de “amiga”.

Maria Cecília Pereira de Mello nega tal amizade

Proximidade confirmada

Relatório da Polícia Federal sustenta que o grupo de Daniel Dantas buscou apoio do Palácio do Planalto para seus negócios ilícitos.

A investigação confirma que o advogado e ex-deputado Luiz Eduardo Greenhalgh, apontado como lobista do grupo de Dantas, manteve contatos com o ex-ministro José Dirceu para auxiliá-lo na tarefa de facilitar negócios para o grupo.

Com a mesma finalidade, segundo a PF, Greenhalgh procurou a ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, e o chefe de gabinete da Presidência da República, Gilberto Carvalho.

No hangar

O encontro entre Dirceu e Greenhalgh, ocorrido num hangar do aeroporto de Brasília.

Foi facilitado por telefonemas de uma pessoa identificada como Evanise Maria da Costa Santos, da Secretaria de Administração da Presidência da República.

A funcionária ocupa sala no 2º andar do Palácio do Planalto, de onde partiram os telefonemas legalmente grampeados pela PF e que comprometem a cúpula do desgoverno Lula.

Que papo republicano é este?

O advogado Luiz Eduardo Greenhalgh divulgou nota no sábado passado em que se diz vítima de represália.

Alega que todas conversas que teve “com qualquer pessoa sobre esse caso foram, como está na moda dizer, absolutamente republicanas”.

Além das intermediações em favor do Opportunity, segundo a PF, Greenhalgh teria recebido R$ 650 mil do esquema Dantas – o que ele nega.

Briga interna

O ministro Tarso Genro já avisou que ninguém do PT será protegido pela PF.

Genro teve um diálogo ríspido, terça-feira passada, com Greenhalgh.

O advogado ligou para reclamar da Operação Satiagraha e teria levado a tal bronca...

Será que levou mesmo, ou a tal briga é mais uma conversa fiada estrategicamente fabricada para livrar a cara do desgoverno?

Marketagem

O esquema de Propaganda e contra-informação do Palácio do Planalto já deu um jeito de plantar hoje nos jornais uma versão para tentar livrar a cara do chefão Lula com o caso Opportunity.

Na versão oficial fabulosa, “para se livrar dos tentáculos do banqueiro Daniel Dantas, do grupo Opportunity, no seu governo, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva avalizou pessoalmente um entendimento para que Dantas pudesse vender suas ações da Brasil Telecom (BrT) e sair do ramo da telefonia, o que possibilitou o acordo da venda da empresa para a Oi (ex-Telemar)”.

E vai além: “A decisão tomada pelo presidente não foi por acaso. Petistas com acesso ao Palácio do Planalto revelaram que a rápida aproximação de Dantas com o governo petista em todos os escalões sempre foi motivo de preocupação de Lula”.

Tal versão palaciana foi publicada pelo jornal O Globo de hoje.

Gênio do Mal

O jornal da família Marinho destaca que “o que não se esperava no Planalto era o desdobramento dessa negociação”:

Antes mesmo de estourar o escândalo envolvendo Dantas, com as investigações da Operação Satiagraha, Lula não escondia o desconforto com o banqueiro, a quem teria chamado, em mais de uma ocasião, de ´gênio do mal´".

Segundo o Globo, alimentado por fontes palacianas: “Em conversas reservadas, Lula teria explicitado a sua desaprovação à forma como Dantas se infiltrou em vários setores petistas desde que foi eleito presidente em 2002”.

Reunião tensa

Lula fará hoje de manhã a primeira avaliação da nova crise que tomou conta do seu governo na reunião de coordenação política.

Desde que estourou a operação da PF, com a prisão de Dantas, estrategicamente, o chefão estava fora do Brasil, em viagem à Ásia.

No núcleo do governo, a maior preocupação são os desdobramentos da crise no Palácio do Planalto, e o risco de crise institucional a partir da briga entre o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Gilmar Mendes, e o juiz federal Fausto Martin De Sanctis.

Impeachment de quem?

Na Ilha da Fantasia, já se fala em impeachment do presidente do STF...

Tudo por causa da velocidade em que foi concedida a liminar para soltar, duas vezes, em tempo recorde, o banqueiro Daniel Dantas.

Procuradores da República, juízes federais e até a Polícia Federal estão na maior bronca com Gilmar Mendes.

Cabeça do delegado

A cúpula da Polícia Federal gostaria de detonar o delegado Protógenes Queiroz, responsável pelas investigações da Operação Satiagraha.

Tudo porque o delegado omitiu informações de seus superiores, como o diretor-geral da PF, Luiz Fernando Corrêa.

A operação investiga os crimes de lavagem de dinheiro, gestão fraudulenta, evasão de divisas, formação de quadrilha e tráfico de influência para a obtenção de informações privilegiadas em operações financeiras.

Nada de investigação

O juiz auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça, Murilo Kiling, considera que o desentendimento e a troca de farpas entre Gilmar Mendes e o juiz Fausto Martin De Sanctis é uma demonstração saudável de que as "vozes" da magistratura brasileira estão vivas, são livres e têm identidade própria, o que fortalece a democracia e a liberdade no país.

Kiling, responsável pela corregedoria no Conselho Nacional de Justiça na ausência de seu titular, o ministro César Asfor Rocha, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), reiterou que não foi solicitado - nem será aberto - qualquer processo de apuração sobre essa questão, mesmo com o protesto público e manifestos de juízes federais:

A corregedoria não se sente instada a apurar qualquer coisa. Falar em crise é um certo exagero. Não houve qualquer falta de cortesia entre juízes ou entre os Poderes. O que houve foi uma demonstração de autonomia, harmonia e liberdade. A magistratura demonstra que é livre e tem identidade pública, sua voz está viva. É evidência da força da instituição dentro da democracia”.

Marcado para depor

O banqueiro Daniel Dantas, do Opportunity, deverá prestar depoimento na Superintendência da Polícia Federal de São Paulo na próxima quarta-feira, dia 16.

A data foi acertada na sexta-feira entre a PF e a defesa do banqueiro.

Dantas estaria no Rio de Janeiro e, embora o ministro da Justiça Tarso Genro tema, ele se sente seguro e não pretende fugir do Brasil antes de depor...

Problemas para o Eike

As suspeitas de irregularidades que envolvem a MMX, empresa de mineração do midasEike Batista, podem trazer complicações aos direitos de exploração de minérios da empresa.

O risco para Eike foi difundido por Miguel Nery, diretor-geral do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM).

Nery pediu informações à Polícia Federal para levantar se haverá algum tipo de comprometimento nos direitos minerários da companhia.

O crime compensa

Uma das mais famosas condenações de criminosos do colarinho branco está prestes a prescrever.

Sentenciado a 28 anos e 10 meses de prisão por fraudes de 16 bilhões de dólares e prejuízo de 9 bilhões de dólares aos cofres públicos, o ex-dono do Banco Nacional, Marcos de Magalhães Pinto.

Dos quatro crimes a que foi condenado, dois — fraude de balanço e formação de quadrilha — já prescreveram, e as penas foram extintas.

Os outros dois — gestão fraudulenta e forjar informações ao Banco Central — têm pena maior: prescrevem daqui a um ano e meio.

Após a apelação, ele ainda tem na manga recursos que levarão mais de quatro anos para serem julgados, como embargos de declaração, recurso especial e recurso extraordinário em tribunais superiores.

Liberdade total

Magalhães Pinto só ficou três dias na carceragem da Polícia Federal no Rio, por ordem do juiz de primeira instância Marcos André Moliari.

Conseguiu um habeas corpus e desde então responde em liberdade, recluso por vontade própria em sua mansão na Gávea (RJ) ao processo que se arrasta há 12 anos.

A apelação está parada há seis anos em um gabinete do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, no Rio.

Outro premiado

No Natal do ano que vem, o ex-superintendente do banco Arnoldo Souza de Oliveira.

Apontado como o cérebro das falcatruas e que pegou 28 anos de cadeia em primeira instância, ganhará um presentão: a extinção das penas e a ficha criminal limpa.

Tudo porque Arnoldo Souza de Oliveira completa 70 anos em 21 de dezembro de 2009.

E os seus crimes já estarão prescritos desde janeiro deste ano.

Outro salvo

O ex-dono do Banco Econômico, Angelo Calmon de Sá, de 73 anos, coleciona pelo menos seis condenações por crimes contra o sistema financeiro, desde 2000, mas continua soltinho da silva.

Livre, Calmon de Sá passa os dias em sua mansão em Salvador.

De vez em quando, circula por Nova Iorque e Miami.

Prescrevendo...

Três das condenações já venceram e outras duas, ainda em grau de apelação e de recurso no STJ, prescrevem ano que vem.

A mais recente é de outubro de 2007, com pena de 13 anos de prisão. Prescreve daqui a nove anos.

O Econômico foi liquidado pelo Banco Central em 1995, com rombo de mais de R$ 7 bilhões.

De todos esses casos, uma conclusão óbvia ululante: Justiça lenta ou demorada se transforma em injustiça...

Seqüestrador profissional

Considerado um dos maiores seqüestradores das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), Guillermo Antonio Graciano, foi preso pela polícia colombiana.

Conhecido como Tio Pancho, o terrorista é acusado de ser o chefe de pelo menos 88 seqüestros naquele país.

E ainda tentam dizer que as Farc não são um grupo terrorista...

Vibra, Hugo Chávez...

A linda venezuelana Dayana Mendoza, de 22 anos, foi coroada ontemMiss Universo 2008 no concurso realizado na cidade de Nha Trang, no Vietnã.

A coroa de ouro e diamantes no valor de US$ 120 mil foi entregue a Dayana pela japonesa Riyo Mori, vencedora do concurso em 2007.

Foi a quinta vez que a Venezuela ficou com o título do tradicional concurso de beleza, enquanto o Brasil não conquista o título há 40 anos.

A brasileira Natália Anderle não conseguiu ficar entre as 15 finalistas.

Queda norte-americana

A Miss Estados Unidos, Crystle Stewart, caiu durante o desfile de trajes de gala no concurso.
Crystle estava entre as dez finalistas do Miss Universo quando acabou escorregando. Apesar do susto, ela se levantou rapidamente, aplaudiu e continuou o desfile sorrindo bastante.

Esta é a segunda vez consecutiva que uma Miss Estados Unidos cai durante o desfile de gala do Miss Universo.

No ano passado, a miss Rachel Smith também sofreu uma queda.

Muito pior que a queda da miss é a queda no desempenho da economia...

Pronto para executar

Texto de um anúncio na Internet, veiculado em sites do México, e também veiculado no jornal “Reforma”:

"Assassino, ex-militar, profissional e discreto, o garantido em 10 dias ou menos, anteriormente na Espanha, US$ 6 mil, propostas sérias".

E tem mais: "Quando a palavras não são suficientes e a lei não ajuda, conte comigo, limpeza social, recebimento de seguros, passagem de bens, vinganças".

Aqui no Brasil deve ter muita gente precisando dos serviços do professional…

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

4 comentários:

Anônimo disse...

Nosso subprime logo vai detonar por aqui também. Permitiu-se e estimulou-se o endividamento em nível altíssimo das pessoas com renda mais baixa: dinheiro, cartões de crédito, crédito consignado. Tudo sem uma "conexão", um cadastro único, ou seja, o fulano podia tirar dinheiro aqui, comprar com cartões ali, fazer prestações com desconto em folha lá adiante. Fora as prestações em lojas diferentes e até compras em supermercado, de gêneros alimentícios, PARCELADAS! Somando tudo, dá uma barbaridade! Trata-se de um "espetáculo do crescimento" inflado artificialente, sem dinheiro para fazê-lo.

Com a chegada da inflação, que se mostra voraz (e nem venham com o papo de que é "importada", pois houve MUITO desestímulo à produção por aqui...), começa a faltar dinheiro e o consumidor agora opta entre pagar as continhas e botar comida em casa.

E chegamos então ao pior: o estímulo absurdo à venda de automóveis, em "trocentas" prestações(muitas vezes, SEM garantias); Imóveis a pagar em 300 meses! Com o CUB subindo MUITO ao mês, as prestações dos imóveis acompanham e daí...? Não precisa ser nenhum gênio para antever o resultado.

Rezemos, pois a nossa crise tem tudo para ser mais devastadora que a de qualquer país.

Anônimo disse...

Tem razão Cris, subscrevo o que vc escreve.
A qualquer momento essa bolha vai estourar.
Mas, acrescento tb, ao que vc disse, o empréstimo consignado aos aposentados, sem o devido lastro pois os aumentos de pensão dados aposentados ficam sempre num nível mais baixo do que a velocidade da inflação.
E esse aumento é dado uma só vez ao ano, em abril/maio.
Os pobrezinhos que fizeram/fazem uso desses empréstimos, com risco zero para os bancos autorizados a fazê-lo, pois o desconto é feito direto dos seus proventos, esses pobrezinhos, infelizmente, serão os primeiros a surfar nessa tsunami que se aproxima do Brasil. Com esse desconto consignado eles tb devem fazer uso de prestações, cartões de crédito e compras de supermercado parceladas. Se a escalada da inflação realmente continuar, em índices mais expressivos dos que já estão acontecendo, ENDIVIDADOS, CORREI, SALVE-SE QUEM PUDER.

Anônimo disse...

Caro Serrão, como sempre, muito obrigada pelas suas análises. Nestes dias, está difícil de ler blogs, jornais e revistas, além de que temos de filtrar as declarações do Governo. Está uma brigalhada de imprensa marrom, vermelha, branca, PIG, mão peluda, sapatinho cor-de-rosa, como se a grande discussão do país fosse o uso de algemas ou não. Deu para perceber que certos "democratas" que gostam tanto do estado de direito tinham também acordos com o Governo. Só que "outros", acordos, que só dá para imaginar uma pontinha do que são. Já estou deletando tudo dos meus favoritos, gente em que eu confiava e que achava competente. É melhor o pouco com qualidade e considero você um desses. Como nós, do povo, somos trouxas, não?

Anônimo disse...

¿Es el momento del petróleo? ¿Es el momento del oro?