quarta-feira, 20 de agosto de 2008

Lula quer criar fundo soberano lá fora, com grana do petróleo na camada pré-sal, alegando risco de inflação

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

O desgoverno entreguista do Brasil debate um modelo que preveja a manutenção no exterior de boa parte da verba arrecadada com a exploração de petróleo na riquíssima camada pré-sal. A desculpa é que o dinheiro precisa ser investido sem gerar inflação. A intenção oculta é criar um “fundo soberano”. Mas, na verdade, quem terá soberania sobre a grana brasileira será a Oligarquia Financeira Transnacional que nos controla e governa de verdade.

Lula repetiu ontem a mentirosa desculpa de que planeja utilizar as verbas da extração futura do petróleo do pré-sal para combater a miséria e aplicar na educação. Tal intenção é leviana, já que o dinheiro do fundo (nada) soberano será gerido no exterior. O chefão Lula da Silva reafirmou ontem na reunião com presidentes e líderes de partidos aliados que criará uma nova estatal para cuidar apenas das reservas de petróleo da camada pré-sal ainda não leiloadas.

O desgoverno também estuda uma jogada financeira que vai beneficiar os controladores estrangeiros da Petrobrás. A empresa sugeriu e a área econômica adorou a idéia de que seja feito um aumento de capital da petrolífera de cerca de US$ 100 bilhões. A grana injetada garantiria parte do financiamento dos investimentos para a exploração das áreas, estimados em US$ 600 bilhões. Também aumentaria a remuneração da União, que teria sua participação na Petrobras elevada de 40% para cerca de 60% das ações.

Tal proposta beneficia, diretamente, investidores, como George Soros, que tem 22 por cento das ações da Petrobrás e vai lucrar muito com a “injeçãozinha” oficial. Afinal, o desgoverno entreguista nunca deixa seus reais controladores desamparados financeiramente. No final das contas, os banqueiros transnacionais sempre vencem e arrancam vantagens do Brasil que exploram historicamente.

O caso pré-sal promete render, nos bastidores, uma boa batalha de Itararé (aquela famosa guerra que nunca ocorreu). As transnacionais que hoje são sócias da Petrobrás na descoberta dos mega-campos ameaçam não exportar o petróleo, caso o governo mude o modelo do negócio. No fundo, a impressão que fica é que o desgoverno cria dificuldades para, como sempre, negociar futuras facilidades com as petrolíferas que são comandadas, de verdade, por grandes banqueiros internacionais.

Condição imposta

A Petrobras se posicionou a favor da proposta do governo de criar uma nova empresa para explorar as reservas de combustíveis da camada pré-sal, desde que a União lhe garanta o direito de exploração dos nove megacampos já descobertos, previstos em contrato, e das áreas a eles contíguas.

Só estas reservas são estimadas entre 50 bilhões e 70 bilhões de barris, segundo avaliações do mercado - cinco vezes o volume já provado no país.

Para isso, a empresa vai sugerir ao governo que sejam unificadas as áreas do complexo da Bacia de Santos - onde se localizam os campos de Tupi, Júpiter, Caramba, Carioca e outros.

Intenção do desgoverno

Os gênios do Palácio do Planalto gostariam de deixar a Petrobras fora da gestão dos megacampos de petróleo, criando uma estatal para administrar as reservas do pré-sal.

Seria adotado o modelo da Noruega na exploração das grandes reservas recém-descobertas.

Os noruegueses usam uma empresa enxuta, com apenas 60 funcionários para tocar o estratégico negócio.

Por trás da empresa norueguesa, opera o tal “fundo soberano”...

Intenção das petrolíferas

As empresas petroleiras propõem ao governo federal que o produto retirado dessa nova fronteira tecnológica não seja exportado.

Murilo Marroquim, presidente do Comitê Diretivo do Instituto Brasileiro de Petróleo (IBP), informa que a proposta é a de manter o modelo atual de exploração das reservas, ou seja, por contratos de concessão.

O IBP (que representa o interessa das transnacionais do petróleo) sugere que é possível flexibilizar tais regras, com a inclusão de cláusulas de veto aos embarques do óleo bruto para concessões nessas áreas.

Novos bancos?

Agências de turismo e hotéis ganharam um novo instrumento para aumentar a receita e reduzir perdas com a redução das comissões dadas pelas companhias aéreas: a compra e venda de moeda estrangeira.

Com a Resolução 3.685 do Banco Central (BC), em vigor desde julho, as empresas do setor estão liberadas para fazer operações de câmbio com moeda em espécie, Travellers Cheques, cheques em moeda estrangeira e Visa Travel Money.

A Associação Brasileira das Agências de Viagens (Abav) estima em 26 mil os estabelecimentos que poderão efetuar as transações.

Grande filão

As empresas que quiserem trabalhar com esse instrumento têm até maio de 2009 para se filiarem a uma instituição financeira.

O banco formal será responsável pela fiscalização das operações nos novos bancos informais, a fim de coibir lavagem de dinheiro.

As transações serão limitadas a US$ 3 mil por operação, por cliente, ao dia.

Crueldade econômica

O chefão Lula da Silva aproveitou ontem a reunião do Conselho Político para reclamar da aprovação de projetos polêmicos pelo Congresso que deixam o governo em situação delicada.

O principal alvo de críticas foi a licença maternidade de seis meses.

Lula ponderou que o projeto é importante para as mulheres, mas a área econômica argumenta que a União terá um prejuízo de R$ 800 milhões com o benefício, uma vez que as empresas que aderirem à extensão do período terão deduções no Fisco.

Recorde macabro

Por coincidência macabra, a área econômica recomendou veto ao texto, alegando o suposto prejuízo, no mesmo dia em que foi anunciado mais um recorde de arrecadação federal.

De janeiro a julho, entraram para os cofres públicos R$ 389,63 bilhões.

Em comparação com o primeiro semestre do ano passado, houve um aumento de R$ 56,8 bilhões nas receitas federais, superando o total que deixou de ser arrecadado com o fim da CPMF.

Brasil sem corrupção?

A página FSP/Uol intitulada: "Veja os principais casos de corrupção após a redemocratização", abre em branco.

A gente não "vê" nenhum caso de corrupção!

O mecanismo de "atualizar" não funciona.

O mecanismo de "comunicar erro", também não funciona.

Tudo leva a crer que não há corrupção no Brasil!

Ajudando os devedores

O ministro da Fazenda Guido Mantega, apresentou ao chefão Lula novo modelo de cobrança da dívida tributária federal para limpar o estoque de créditos da União com o setor privado.

A proposta prevê eliminar dívidas até R$ 10 mil, desconto no pagamento antecipado e alterações no parlamento ordinário de tributos.

Mantega informou que chefão que o total dos créditos da União é de R$ 1,3 trilhão.

E o salário... Oh...

O Correio Braziliense informa que uma disputa política de bastidores entre o chefão Lula da Silva e o presidente da Câmara, Arlindo Chinaglia (PT-SP), pôs na geladeira o reajuste salarial prometido a 300 mil funcionários públicos federais.

O Palácio do Planalto quer conceder o aumento por intermédio de uma medida provisória.

Mas Chinaglia já alertou que os deputados andam inflamados pelo excesso de MPs emanadas do Poder Executivo.

Polícia mal paga

São Paulo paga o menor piso salarial do País a delegados da polícia Civil em início de carreira.

Quem assume o cargo no interior recebe R$ 3. 708,18.

O governo estadual e entidades sindicais se reúnem hoje para negociação salarial da categoria.

Insegurança reprovada

Em 12 meses, os índices de violência na Região Metropolitana do Rio de Janeiro superam os de países europeus em cinco anos.

A violência no Grande Rio afeta 35% da população.

Esse foi o resultado de uma pesquisa do Instituto de Segurança Pública (ISP) ouviu 4.553 pessoas em 75 mil domicílios.

O estudo destaca a insegurança (65%), a falta de confiança na PM (56%) e na Polícia Civil (42,9%), o temor das balas perdidas (57%) e dos tiroteios (43%).

Desconfiando da Polícia

O estudo feito pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), do governo do estado, revela que só 7% dos habitantes da Região Metropolitana do Rio confiam totalmente na Polícia Militar.

Nada menos que 70,3% consideram ruim ou péssima a distribuição do policiamento ostensivo nos bairros.

No caso da Polícia Civil, o índice dos que confiam totalmente é de apenas para 9,2%.

Bem Acompanhado

O ex-deputado e ex-chefe de Polícia Civil Álvaro Lins entrou com mandado de segurança para anular a cassação de seu mandato e recuperar o direito ao foro privilegiado.

Lins se entregou ontem à noite na sede da Polinter, na Zona Portuária do RJ.

Imediatamente, foi levado para o presídio Bangu 8, em Gericinó, na Zona Oeste.

Lá, também estão presos o deputado Natalino Guimarães (sem partido), o vereador Jerônimo Guimarães Filho (PMDB), o ex-banqueiro Salvatore Cacciola, o ex-secretário de Saúde Gilson Cantarino e o ex-chefe de Polícia Civil Ricardo Hallak.

Desafio de Ustra

O Coronel reformado Carlos Alberto Brilhante Ustra duvida que os dois generais do Alto-Comando tenham afirmado que não têm o que testemunhar no processo que lhe é movido por revanchistas:

Não creio que os generais de hoje, depois de passarem por tantas escolas, tantos comandos, não possam ser testemunhas do que se passou naquele período porque não sabem de nada e não vivenciaram o que se passou”.

“É inacreditável que não saibam como e por que o major José Toja Martinez foi assassinado; que o tenente Alberto Mendes Júnior tenha sido morto a coronhadas, quando cumpria uma missão dada pelo Exército; que uma bomba destruiu parte do QG do II Exército e estraçalhou o soldado Mário Kozel Filho; que um bomba explodiu no Aeroporto de Guararapes, matou duas pessoas e feriu outras treze, inclusive seu colega, Gen Sylvio, que perdeu todos os dedos de uma das mãos”.

É incrível que os senhores generais não saibam que quatro diplomatas foram seqüestrados; que 120 brasileiros foram mortos por atos terroristas; que 8 aviões de carreira foram seqüestrados; que centenas de bancos foram assaltados; que bombas explodiam diariamente; que o inimigo não era composto por estudantes desarmados, mas, sim, por elementos treinados em técnicas de guerrilha no exterior”.

É inacreditável que os senhores generais não saibam que, atendendo ao clamor da sociedade, as Forças Armadas, particularmente o Exército, cumprindo uma Diretriz do Presidente da República, assumiram a responsabilidade pelo combate ao terrorismo”.

Leia o artigo de Ustra: Resposta de um "sujeito" à Revista Época

Futuro do Exército

Desde ontem, o Exército promove o simpósio "Reações internacionais ao protagonismo brasileiro: conseqüências para o EB/2022".

Ontem à tarde, os militares assistiram a uma palestra/debate com Embaixador Samuel Pinheiro (Secretário Geral do Ministério das Relações Exteriores).

Hoje de manhã, de 10h 30min até meio-dia, o palestrante é o Tenente Brigadeiro Bournier (Secretário de Política, Estratégia e Assuntos Internacionais do Ministério da Defesa).

À tarde, de 13h 30min às 16h 30min, os palestrantes são o professor Amado Cervo, da UnB, e o Embaixador Rubens Ricupero.

Quem se arrisca?

A cirurgia para mudança de sexo fará parte da lista de procedimentos do Sistema Único de Saúde (SUS).

A Portaria n.º 1.707 do Ministério da Saúde, publicada na edição de ontem do Diário Oficial da União, prevê a realização do processo nos hospitais públicos.

O Ministério da Saúde promete que o processo cirúrgico transexualizador vai além da cirurgia e envolve uma equipe multidisciplinar composta por psicólogos, assistente social e médicos endocrinologista, psiquiatras, urologistas e ginecologistas.

No cadafalso

O técnico Dunga tem tudo para das adeus ao comando da seleção brasileira de futebol, sendo substituído por Vanderlei Luxemburgo.

A derrota de ontem na Olim-piada de Pequim para a Argentina foi ridícula do ponto de vista tático e técnico.

A seleção perdeu feio, tomando três gols bobos e distribuindo pancada nos hermanos...

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente, inovador, fortemente analítico e propositivo, utilizando as mais modernas tecnologias para transmissão instantânea e eletrônica de informação privilegiada e análise estratégica, junto com a difusão de novos conhecimentos voltados para a construção e consolidação de novos valores humanos.

7 comentários:

Anônimo disse...

A religião, uma revolução silenciosa na China.

Excelente artigo em:

http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=5095&Itemid=141

Anônimo disse...

http://www.ucho.info/
Marta Suplicy, que sonha com triunfal retorno ao comando de São Paulo e que adotou os mais necessitados como alvo, encerra sua propaganda eleitoral com o slogan “uma prefeita de atitude”. Essa galhofa de que Marta se preocupa com os pobres e é uma política de atitude não passa de um coquetel de inverdades. Quando visitou uma região paulistana castigada pelas chuvas, Marta Suplicy não demorou a atacar os prejudicados. “Pobre é falso, diz que não tem nada, mas qualquer chuvinha diz que perdeu tudo”, declarou a então prefeita de São Paulo. Só mesmo o escritor Fernando Morais para, no programa da petista, dizer que Marta é doce e suave.É bom lembrar.
Mas a verve descontrolada de Marta Suplicy não parou por aí. Durante a cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos, no Rio de Janeiro, Marta Suplicy confundiu a atleta Eliete Cardoso dos Reis (patinação) com a ginasta Daiane dos Santos. Ao tentar explicar o equívoco, disse à patinadora Eliete que ambas eram moreninhas. De chofre a atleta rebateu: “Moreninhas não, ministra. Nós somos negras”. Ou seja, esse discurso em prol dos necessitados não passa de engodo eleitoral.

Esperança disse...

SE MARTA GANHAR A ELEIÇÃO .....


Contra informação e propaganda
por José Nivaldo Cordeiro, 19/08/08
http://midiasemmascara.org/artigo.php?sid=6818&language=pt

Resumo: Mentiras para enganar a opinião pública e pesquisas contestáveis sobre tendências do eleitorado talvez nem precisem ser utilizadas em breve, tamanho o grau de autoritarismo que já existe no país.

© 2008 MidiaSemMascara.org

Foi cirúrgico: ao tempo em que vieram a público as notícias sobre os e-mails encontrados no computador do terrorista Raúl Reys, comprometendo autoridades brasileiras ligadas ao PT, o ministro da Justiça, Tarso Genro, inventou o factóide de revisão da Lei de Anistia, atiçando a ira do meio militar. A notícia importante, a ligação de nossas autoridades com o terrorismo das FARC, sumiu como por encanto de todos os meios de comunicação, entrando em seu lugar o factóide inventado por Genro. Dias depois o bondoso Lula mandou seu ministro se calar, ficando o dito pelo não dito, mas o escândalo dos e-mails foi devidamente esquecido.

Fiquei muito impressionado com o poder da contra-informarão e o soberbo poder demonstrado sobre a mídia que têm os estrategistas do Planalto. Nem nos tempos do Regime Militar vi tamanha eficiência e grau de controle do poder constituído sobre a mídia. A notícia mais sensacional e importante de nossa grande política foi picada no triturador de papel, no caso as manchetes de jornais que deixaram de ser impressas.

Vou votar em Geraldo Alckmin para prefeito de São Paulo. É o melhor nome, o único em condições de vencer Marta Suplicy. Ontem (15/08) o IBOPE divulgou estranhíssima pesquisa, pela qual a candidata do PT abriu quinze pontos de vantagem sobre o candidato do PSDB. Como nenhum fato novo relevante aconteceu desde a última pesquisa divulgada (dava vantagem a Alckmin), só posso concluir que esses novos números ou têm forte viés de amostra (erro técnico) ou a mão deliberada do inimigo. A mesma técnica usada para apagar os rastros de Raúl Reys da mídia pode estar sendo utilizada para induzir o eleitorado a achar que Marta “já ganhou”.

Reiteradas vezes tenho apontado que o fato de São Paulo (prefeitura e Estado) não estar nas mãos do PT é o grande freio para as ambições totalitárias do partido governante. Não que José Serra seja alguém diferente do PT, ao contrário. Serra, assim como muitos dos que se filiam ao PSDB, comunga das idéias igualitaristas do PT e pratica objetivamente a mesma política. Ocorre que esses políticos não empunham mais a bandeira revolucionária e aceitam o jogo democrático da alternância de poder. No caso particular de Serra há um terceiro fator: seu grupo não se dá pessoalmente com o PT, até onde se sabe. O efeito “caciquismo” é importante para que o governador de São Paulo se mantenha longe da influência petista.

Mas Serra, por seu voluntarismo individualista, pode indiretamente estar ajudando o PT. Ao forçar a candidatura do prefeito Kassab contra suas próprias bases e contra as evidências de que Alckmin reúne as melhores condições para derrotar Marta Suplicy, põe água a mover o moinho do PT. De fato Serra, ao não se ligar publicamente ao candidato de seu partido e ao não somar esforços eleitorais consistentes – vale dizer, pôr recursos e energia na campanha – está fazendo o jogo do inimigo.

Uma eventual derrota de Geraldo Alckmin poderá comprometer mais do que a futura candidatura de Serra à Presidência da República, poderá significar a perda sucessiva da prefeitura de São Paulo e do governo do Estado. Marta, eventualmente vitoriosa, marchará resoluta para ganhar o governo do Estado. Aí o país inteiro ficará á mercê dos revolucionários que comandam hoje o Palácio do Planalto. O que está em jogo é o futuro da democracia no Brasil.

A miopia do grupo de José Serra reflete a miopia de nossa classe pensante, desde sempre, a de que o PT é um partido como outro qualquer. Não é. É um partido revolucionário que está à espera de acumular forças suficientes para colocar seu projeto totalitário em ação. Se seus dirigentes ganharem a prefeitura de São Paulo darão um passo gigante na direção de sua hegemonia. Aí até o projeto de re-reeleição de Lula sairá do papel com rapidez.

Mentiras como essas de Tarso Genro sobre a Lei da Anistia, para enganar a opinião pública, assim como essas pesquisas tecnicamente contestáveis sobre a tendência do eleitorado nem mais precisarão ser utilizadas como expediente. Podemos estar agora na véspera do poder totalitário.

Anônimo disse...

DITADURA MILITAR ????
(Jornalista PAULO MARTINS - GAZETA DO PARANÁ)
Está aí uma ditadura pior do que aquela que hoje insistem em apelidar de 'ditadura militar'. Como nos dias de hoje, naquele período fui também um crítico. Não lembro de ter sido perseguido, como insistem em afirmar que era o hábito da época aqueles que, por falta de argumento para uma retórica razoável, apelam sem disfarces para o desvirtuado e corrosivo 'ouvi dizer'.
Que ditadura era aquela que me permitia votar ? Que nunca me proibiu de tomar uma cervejinha num desses bares da vida após as vinte e três horas ? Ou num restaurante de beira de estrada ?
Que ditadura era aquela que (eu não fumo) nunca proibiu quem quer que seja de fumar ? Que ditadura era aquela que nunca usou cartão corporativo para as primeiras damas colocarem até botox no rosto ou para outros roubarem milhões de reais do povo brasileiro ?
Vi, sim, perseguições, porém contra elementos de alta periculosidade à época, como o eram os Zés Dirceus, Zé Genoino, Dilma Roussef - a Estela - Marco Aurélio Garcia, Diógenes, o assassino do Capitão Schandler, como os que colocaram bombas em lugares públicos, como aquela no aeroporto de Guararapes, cujo resultado foi a morte de gente inocente, ações de subversivos que desejavam implantar no Brasil um regime comunista, e para tal seguiam planos de formar nas selvas o que hoje, na Colômbia, chamam de FARCs.
Que ditadura era aquela que permitia que a oposição combatesse o governo, como ocorria com deputados como Ulisses Guimarães, apenas para se citar um nome?
Que ditadura era aquela que jamais sequer pensou em proibir a população de usar armas para se defender, como hoje criminosamente pretendem ?
Que ditadura era aquela que em nome da democracia, jamais admitiu invasão de propriedades e jamais sustentou bandidos com cestas básicas em acampamentos e jamais impediu a policia de agir, como a ditadura de hoje ?
Que ditadura engraçada aquela que chegou a criar até partido de oposição! Curiosa essa democracia de agora, em comparação ao que chamam de 'ditadura militar', 'democracia que permite que ladrões do dinheiro público continuem ocupando cadeiras no parlamento e cargos no governo e tolera até mesmo um presidente alegar que 'não sabia', para fugir de sua responsabilidade para com a causa pública.
Que ditadura militar era aquela que jamais deu dinheiro de mão beijada para governantes comunistas, amigos de presidente, como ocorre com a ditadura de hoje e, contra a qual não nos permitem sequer contestação ?
Que ditadura era aquela que jamais proibiu a revelação das fuças de bandidos em foto e TV como ocorre na 'democracia' de hoje, numa gritante e vergonhosa proteção do meliante, agressor da sociedade ? Escuta telefônica, eis mais uma ação da 'democracia' de hoje e proibida à época 'daquela ditadura militar'.
Ah...é verdade...Aquela ditadura proibia casamento de homem com homem, sexo explícito na TV alcançando crianças, proibia a pouca vergonha e não dava folga para corruptos que eram cassados quando prevaricavam, sem permitir que a sociedade fosse punida com a permanência no palco da corrupção dos delinqüentes, que hoje fazem CPIs para tapearam a sociedade e se escalam às mesmas como raposas cuidando do galinheiro.
Caetano Veloso está quieto em relação a essa ditadura que hoje aí está. Apostasia de 'seu ideal'? À época lançou a música 'É proibido proibir'. Hoje se cala. O que ajudou a promover, junto com Chico Buarque, Gilberto Gil e outros, está no poder. Que pelo menos altere o nome da música para os dias de hoje para: 'É permitido proibir'. E que vá se catar.

Mário Fontes disse...

Serrão, que a megalomania continue a lhes embaçar o espirito... Que sonhem com a "sua" própria "Petrobrás", com nome distinto, para "locupletar os pobres e os estudantes deste país" . Vamos nos deter à análise suscinta do discurso presidencial:




Discurso do Presidente





Ao se manifestar perante os estudantes da UNE no Rio de Janeiro, deixa o Presidente da República, de forma clara sua posição face aos acontecimentos que hoje dividem a nação brasileira!

Movido pelo incontido orgulho de não se deixar levar pelo bom senso dos militares que lhe pediam um simples aceno de que o Poder Executivo, deste governo, não se envolveria na discussão a respeito da Lei de Anistia, denota de forma flagrante ao que veio. Com as hodes e elegias efetivadas à Fidel Castro e Sandino, conclamando a juventude a idolatrar os terroristas do passado enquanto heróis, incitando-os a colocarem as fotos destes nas sedes das escolas, universidades, sindicatos, iniciou o princípio da derrocada deste governo que aí está.

Se algum brasileiro, das ditas camadas esclarecidas da nação ainda tinham qualquer dúvida no pertinente a quem é e ao que se propõe o sr. Luis Inácio Lula da Silva, agora não as têm mais.


Esqueceu-se o presidente, que o menos esclarecido dos cidadãos brasileiros, o mais simples econômica e intelectualmente falando, não tolera e não admite prepotência e muito menos desprezo a Deus! Ao fazer suas “preces” a indivíduos nitidamente ateus, materialistas, devotos do comunismo e do socialismo científico, insuflando nossa mocidade a trilhar por este caminho, iniciou o processo que vai de encontro ao soerguimento de nossas instituições democráticas.


A imprensa, “domesticada”, por vários fatores que sequer é necessário comentar, pois evidente, procura levar a sociedade desnorteada a contra informação que o presidente assim agiu para por fim a polêmica iniciada através de Tarso Genro.

Pois em um ato de atenção aos militares, em assunto de tamanha gravidade, o presidente teria pedido aos estudantes que não ficassem apontando os “algozes” das “vitimas” dos anos de chumbo, mas sim que elegessem seu mortos em heróis, a exemplo do que ocorreu em Cuba e na Nicarágua. Inequívoca demonstração de que a polemica estaria encerrada!


É tudo tão cínico e despido de sentido, que não nos parece também necessário tecermos comentários a respeito da vinda nesta segunda feira, dia 18, do Juiz mais parcial da História Universal, sob os auspícios da Presidência da República deste nosso País.


Realmente despertou a nação brasileira o sr. Luis Inácio lula da Silva, levando, com a graça de Deus, ao começo do fim deste desgoverno, que tantos males tem infringido a Pátria.


Nos basta a razão! Em que se pese não sermos adeptos do racionalismo materialista, muito longe disto, em se tratando da soberania nacional, indiscutivelmente a razão e a verdade nos bastam! Qual patriota, que ao ver sua Pátria sucateada, desmembrada, pode sucumbir frente as falácias marxistas empregadas por este desgoverno venal e corrupto. Corrupto a ponto de vender a Pátria por questões ideológicas! E o quanto sobrar, meter no bolso!


O que ocorre em Roraima, mais especificamente na Reseva Raposa do Sol , nos parece uma questão de direito natural. Não nos importa o grau de informação dos brasileiros, o que nos importa é que somos sabedores da imensa e odiosa traição que está em marcha. Os protagonistas nós conhecemos, sendo que até aqui andam soltos por aí.


O recente discurso do Presidente da República insuflando a juventude a revolução marxista leninista, embasada com todas as cores em Fidel e Sandino, iniciaram o começo do fim deste governo que aí está! As raivosas colocações do sr. Luis Inácio Lula da Silva, denotaram de forma indubitável seu ódio a Pátria em armas, os militares brasileiros, representados por seus comandantes, que nada mais lhe pediram de que apenas e tão somente se manifestasse ao povo brasileiro, afirmando que não teria partido de seu governo, do executivo portanto, a discussão fratricida da lei de Anistia.



Como já tinham em sua estratégia desesperada; - acelerar o processo revolucionário de tomada do poder de forma absoluta e perpétua colocando em pauta o confronto, porque é exatamente esta a proposta deste governo, o confronto, não se deram por menos, ao querer colocar a Pátria em armas de joelhos! Não bastasse o desacato, tratado pela mídia amestrada de ato político, de sagacidade do presidente metalúrgico, inteligência afinada com os fatos de ordem política e por aí afora. Sempre no sentido, esta mídia domesticada, de que teria, o comandante em chefe das forças armadas acatado o pedido formal de nossos comandantes militares, continuam de forma indecente e imoral a induzir a sociedade brasileira a continuar adormecida, enquanto eles movimentam a UNE, trazem um juiz maluco, cínico, esquerdista espanhol a serviço do crime organizado, lambe botas de Fidel Castro e outras tristes figuras latino americanas . E para fechar a resposta dada aos militares, que representavam o anseio da sociedade brasileira, como ficou manifesto nas pesquisas efetivadas, qual seja, não há cidadão brasileiro disposto por bem a se ver tragado por um confronto fratricida por algo ocorrido a quarenta anos, demonstra de forma não sóbria ao que realmente veio!



Mas a razão nos basta sim, melhor para um homem de bem, morrer em combate, enfrentando qualquer situação que se lhe apresente, do que entregar a Pátria ao governo do crime. Não serão estrategistas com proximidade com narco guerrilheiros, que deixarão a Pátria de joelhos, aguardando ser desmembrada! JAMAIS!


Pensam e tem a ilusão, de que tem a situação sob controle pelo imenso e incomensurável volume de verba a disposição. Acham que os empresários, por estarem a mercê da banca, do controlador, não apóiam o movimento patriótico em torno de um Brasil soberano. E que na História do Brasil as coisas não acontecem sem este segmento social, do capital, por eles tão odiados. No entanto os anéis já se foram, mas não o sentido aguçado do momento de salvar-se os dedos.


O tempo deles a frente dos destinos de nossa nação estão contados. O presidente se desmascarou perante todos os brasileiros, do Iapoque ao Chuí. Não importa a pequena atenção dada pela mídia amestrada, ao descalabro e verdadeira traição de suas palavras!

Os patriotas estão atentos e operantes. A pseuda argúcia presidencial foi a desgraça sua e de seus próximos. Que contem os dias; o gigante está a despertar.



BRASIL ACIMA DE TUDO!

Mário Fontes disse...

Nos basta a razão!!



Ao se manifestar perante os estudantes da UNE no Rio de
Janeiro, deixa o Presidente da República, de forma clara sua posição
face aos acontecimentos que hoje dividem a nação brasileira!

Movido pelo incontido orgulho de não se deixar levar pelo bom
senso dos militares que lhe pediam um simples aceno de que o Poder
Executivo, deste governo, não se envolveria na discussão a respeito da
Lei de Anistia, denota de forma flagrante ao que veio. Com as hodes e
elegias efetivadas à Fidel Castro e Sandino, conclamando a juventude a
idolatrar os terroristas do passado enquanto heróis, incitando-os a
colocarem as fotos destes nas sedes das escolas, universidades,
sindicatos, iniciou o princípio da derrocada deste governo que aí
está.

Se algum brasileiro, das ditas camadas esclarecidas da nação
ainda tinham qualquer dúvida no pertinente a quem é e ao que se propõe
o sr. Luis Inácio Lula da Silva, agora não as têm mais.


Esqueceu-se o presidente, que o menos esclarecido dos cidadãos
brasileiros, o mais simples econômica e intelectualmente falando, não
tolera e não admite prepotência e muito menos desprezo a Deus! Ao
fazer suas "preces" a indivíduos nitidamente ateus, materialistas,
devotos do comunismo e do socialismo científico, insuflando nossa
mocidade a trilhar por este caminho, iniciou o processo que vai de
encontro ao soerguimento de nossas instituições democráticas.


A imprensa, "domesticada", por vários fatores que sequer é
necessário comentar, pois evidente, procura levar a sociedade
desnorteada a contra informação que o presidente assim agiu para por
fim a polêmica iniciada através de Tarso Genro.

Pois em um ato de atenção aos militares, em assunto de tamanha
gravidade, o presidente teria pedido aos estudantes que não ficassem
apontando os "algozes" das "vitimas" dos anos de chumbo, mas sim que
elegessem seu mortos em heróis, a exemplo do que ocorreu em Cuba e na
Nicarágua. Inequívoca demonstração de que a polemica estaria
encerrada!


É tudo tão cínico e despido de sentido, que não nos parece também
necessário tecermos comentários a respeito da vinda nesta segunda
feira, dia 18, do Juiz mais parcial da História Universal, sob os
auspícios da Presidência da República deste nosso País.


Realmente despertou a nação brasileira o sr. Luis Inácio lula da
Silva, levando, com a graça de Deus, ao começo do fim deste
desgoverno, que tantos males tem infringido a Pátria.


Nos basta a razão! Em que se pese não sermos adeptos do
racionalismo materialista, muito longe disto, em se tratando da
soberania nacional, indiscutivelmente a razão e a verdade nos bastam!
Qual patriota, que ao ver sua Pátria sucateada, desmembrada, pode
sucumbir frente as falácias marxistas empregadas por este desgoverno
venal e corrupto. Corrupto a ponto de vender a Pátria por questões
ideológicas! E o quanto sobrar, meter no bolso!


O que ocorre em Roraima, mais especificamente na Reseva Raposa do
Sol , nos parece uma questão de direito natural. Não nos importa o
grau de informação dos brasileiros, o que nos importa é que somos
sabedores da imensa e odiosa traição que está em marcha! Os
protagonistas nós conhecemos, sendo que até aqui andam soltos por aí.


O recente discurso do Presidente da República insuflando a
juventude a revolução marxista leninista, embasada com todas as cores
em Fidel e Sandino, iniciaram o começo do fim deste governo que aí
está! As raivosas colocações do sr. Luis Inácio Lula da Silva,
denotaram de forma indubitável seu ódio a Pátria em armas, os
militares brasileiros, representados por seus comandantes, que nada
mais lhe pediram de que apenas e tão somente se manifestasse ao povo
brasileiro, afirmando que não teria partido de seu governo, do
executivo portanto, a discussão fratricida da lei de Anistia.


Como já tinham em sua estratégia desesperada; - acelerar o
processo revolucionário de tomada do poder de forma absoluta e
perpétua colocando em pauta o confronto, porque é exatamente esta a
proposta deste governo, o confronto, não se deram por menos, ao querer
colocar a Pátria em armas de joelhos! Não bastasse o desacato, tratado
pela mídia amestrada de ato político, de sagacidade do presidente
metalúrgico, inteligência afinada com os fatos de ordem política e por
aí afora. Sempre no sentido, esta mídia domesticada, de que teria, o
comandante em chefe das forças armadas acatado o pedido formal de
nossos comandantes militares, continuam de forma indecente e imoral a
induzir a sociedade brasileira a continuar adormecida, enquanto eles
movimentam a UNE, trazem um juiz maluco, cínico, esquerdista espanhol
a serviço do crime organizado, lambe botas de Fidel Castro e outras
tristes figuras latino americanas . E para fechar a resposta dada aos
militares, que representavam o anseio da sociedade brasileira, como
ficou manifesto nas pesquisas efetivadas, qual seja, não há cidadão
brasileiro disposto por bem a se ver tragado por um confronto
fratricida por algo ocorrido a quarenta anos, demonstra de forma não
sóbria ao que realmente veio!



Mas a razão nos basta sim, melhor para um homem de bem,
morrer em combate, enfrentando qualquer situação que se lhe apresente,
do que entregar a Pátria ao governo do crime. Não serão estrategistas
com proximidade com narco guerrilheiros, que deixarão a Pátria de
joelhos, aguardando ser desmembrada! JAMAIS!


Pensam e tem a ilusão, de que tem a situação sob controle
pelo imenso e incomensurável volume de verba a disposição. Acham que
os empresários, por estarem a mercê da banca, do controlador, não
apóiam o movimento patriótico em torno de um Brasil soberano. E que na
História do Brasil as coisas não acontecem sem este segmento social,
do capital, por eles tão odiados. No entanto os anéis já se foram, mas
não o sentido aguçado do momento de salvar-se os dedos.

O tempo deles a frente dos destinos de nossa nação estão
contados. O presidente se desmascarou perante todos os brasileiros, do
Iapoque ao Chuí. Não importa a pequena atenção dada pela mídia
amestrada, ao descalabro e verdadeira traição de suas palavras!

Os patriotas estão atentos e operantes. A pseuda argúcia
presidencial foi a desgraça sua e de seus próximos. Que contem os
dias; o gigante está à despertar!



BRASIL ACIMA DE TUDO!



Mário Fontes

Anônimo disse...

Gosto dos pronunciamentos do Deputado Jair Bolsonaro, um homem íntegro, coerente e muito inteligente em suas palavras.
Os comunas estavam lutando,muitos deles, financiados em cursos de guerrilhas em Cuba, para instalar a ditadura do proletariado aqui no Brasil, e a marcha da família com Deus que manifestava vontade de paz no País? um abraço a todos e até a próxima.