quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Rapidinhas Políticas

Edição de Quarta-feira do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

Operação Flamengo até morrer!

Ninguém se surpreenda se alguma revista semanal divulgar uma “exclusiva” que comprometa seriamente uma candidatura presidencial em difícil evolução.

A historinha faria referência a uma série de conversas grampeadas bastante comprometedoras.

Nelas, assessores de uma figura presidenciável pediam a um famoso banqueiro uma generosa contribuição para a campanha em gestação.

O dossiê vazaria por vingança de um veterano personagem da comunidade de informações prestes a ter seu bacalhau azedado.

Virabosta

Um tucano careca e mestiço de vampiro, que detesta e não confia em milico, descobriu que é gostoso de comer melancia verde oliva pela beirada – certamente achando que é puro sangue.

No Forte Apache, onde tal lenda começa a ser vazada, comenta-se que o romance pré-eleitoral pode render muitos dissabores aos guerreiros militantes petistas.

Mas os divulgadores da estorinha advertem que do arriscado casamento do tucano com a melancia estrelada pode nascer um enjeitado virabosta.

A melancia deve avaliar muito bem se vale mesmo a pena o já prometido emprego de comandante do Forte Apache, caso o tal vampiro notívago tenha fôlego para chegar onde pretende...

Na estrada do financiamento

Os jornais informam que o governador José Serra vai reforçar o programa de recuperação das estradas estaduais de São Paulo.

Para os próximos dois anos, estão previstos investimentos de R$ 3 bilhões, o triplo do aplicado na primeira metade do mandato.

As empreiteiras, generosas financiadoras de campanhas eleitorais, agradecem.

Apedeutice?

"É chocante, inacreditável, triste, devastador, uma bofetada na cara!, saber que o presidente não lê e está seguro de que é mesmo possível saber das coisas por tabela e em segunda mão."

O espanto do antropólogo Roberto da Matta, em seu artigo publicado em O Globo de hoje, nem deveria merecer tanto alarde.

Afinal, a grande maioria da população brasileira, sem educação básica, pensa igualzinho ao líder Lula.

Vai soltar?

Advogados de Marcos Valério esperam que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes, mande soltá-lo, ainda hoje, da hospedagem forçada, há três meses, no presídio de Tremembé, uma das unidades de segurança máxima do interior de São Paulo.

Ontem, os desembargadores da 1ª Turma do Tribunal Regional Federal (TRF) negaram, por unanimidade, o pedido de habeas corpus para o operador do mensalão.

Agora, só depende de Gilmar se publicitário permanecerá preso sob acusação de montar um esquema fraudulento para desmoralizar fiscais que multaram em R$ 105 milhões a Cervejaria Petropolis.

Salvos

De volta das férias, o ministro Gilmar Mendes já mandou soltar um advogado e dois policiais federais presos preventivamente na mesma Operação Avalanche que pegou Valério e mais 14 pessoas.

Na decisão, Mendes afirmou que os argumentos para se pedir a prisão preventiva dos acusados eram meramente especulativos e insuficientes para sustentar a prisão preventiva.

Foram beneficiados os policiais federais Antônio Vieira Silva Hadano e Fábio Tadeu dos Santos Gatto e o servidor público Ildeu da Cunha Pereira Sobrinho.

Unanimidade

A desembargadora Vesna Kolmar e o juiz Márcio Mesquita acompanharam o voto do relator Luiz Stefanini e recusaram a argumentação em favor de Valério.

Os advogados dele defenderam a tese de incompetência da juíza substituta da 1ª Vara Criminal Federal de São Paulo, Paula Mantovani Avelino.

A defesa tentou alegar que só a Justiça Federal em Santos, local onde a quadrilha supostamente agia, poderia ter decretado a prisão.

Viva o Terrorismo

Contrariando decisão do Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), o ministro Tarso Genro (Justiça) concedeu o status de refugiado político ao italiano Cesare Battisti, cuja extradição é requerida pelo governo da Itália.

Ex-membro da organização de esquerda Proletários Armados para o Comunismo, ele foi condenado por quatro assassinatos ocorridos na década de 1970.

Battisti está preso na Penitenciária da Papuda, no Distrito Federal.

Só mesmo um desgoverno cheio de ex-guerrilheiros para conceder asilo político a Cesare Battisti, terrorista condenado à prisão perpétua na Itália por quatro assassinatos entre 1978 e 1979.

Tradicionalíssimo

É tradição do Brasil conceder refúgio político toda vez que consideramos que há um fundado temor de perseguição política contra um cidadão.

Quem observou foi Pedro Abromovay, secretário de Assuntos Legislativos do Ministério da Justiça.

O fundado temor de perseguição, de acordo com o relatório de dez páginas do ministro Tarso Genro, se justifica pelo fato de Battisti ter vivido por mais de dez anos na França, beneficiado pela doutrina Mitterand, pela qual era concedido refúgio político a todos os militantes que renunciassem à luta armada.

Essa posição política foi posteriormente revista pelo então presidente francês Jacques Chirac, quando a Itália pediu a extradição de Battisti.

Tábua de acusação

A única prova contra Battisti é o testemunho do militante Pietro Mutti, que fez um acordo de delação premiada com a promotoria italiana.

Para não ser extraditado, quando a França mudou de posição, Battisti, que é casado e tem dois filhos, fugiu para o Brasil.

Acabou preso em março de 2007, no Rio, por meio de cooperação entre as polícias brasileira, francesa e italiana.

Julgamento

A lei brasileira 9.474/97, em seu artigo primeiro, diz que será reconhecido como refugiado político todo indivíduo que "devido a fundados temores de perseguição por motivos de raça, religião, nacionalidade, grupo social ou opiniões políticas encontre-se fora de seu país e não possa ou não queira acolher-se a proteção de seu país".

Por três votos a dois, o Comitê Nacional para os Refugiados (Conare), que é subordinado ao Ministério da Justiça, decidiu em novembro de 2008 não conceder a condição de refugiado a Battisti.

Tarso revolveu passar por cima do Conare, a exemplo do que ocorre desde 1998, o ministro da Justiça contrariou o Comitê Nacional para os Refugiados nada menos que 25 vezes.

Terror beneficiado

O caso Battisti não é o único refúgio político polêmico concedido no governo Lula.

O mesmo status foi dado ao padre Olivário Medina, guerrilheiro das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Medina, cuja mulher trabalha na Presidência da República, era uma espécie de embaixador informal daquela guerrilha no Brasil.

Deu m, Lacerda...

Entidades sindicais (ligadas a agentes e delegados da Polícia Federal) decidiram ir à Justiça para tentar barrar a indicação do ex-diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin) Paulo Lacerda para o posto de adido policial na embaixada brasileira em Portugal.

A Federação Nacional dos Policiais Federais (Fenapef) e o Sindicato dos Delegados da Polícia Federal (Sindepol) tentarão anular a decisão do chefão Lula da Silva.

Usarão o argumento de que o cargo deve ser ocupado por um delegado da PF que esteja na ativa - e Lacerda é delegado aposentado.

Pode escolher...

O presidente da Fenapef, Marcos Vinício Wink, afirmou que o departamento jurídico da federação estuda se entra com um pedido de mandado de segurança para suspender a nomeação de Lacerda ou com uma representação no Ministério Público, para que a Procuradoria ajuize uma ação civil pública.

Para concorrer ao posto de adido, o delegado candidato deve cumprir vários requisitos.

Além de ser da ativa, segundo as normas da PF, precisa estar livre de processo criminal, apresentar prova de aptidão física e possuir conhecimentos práticos de microinformática.

Fora do Oscar

A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood divulgou a lista dos nove longas finalistas para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro - cuja cerimônia de entrega está marcada para o dia 22 de fevereiro.

Ficou de fora o concorrente brasileiro ao prêmio: "Última parada 174", de Bruno Barreto.

No ano passado, "O ano em que meus pais saíram de férias", de Cao Hamburger, entrou na lista dos nove finalistas ao Oscar, mas acabou de fora das cinco indicações finais.

Calma, gente... Em 2010, poderemos mandar o filme "Lula, o filho de dona Lindu" para concorrer ao Oscar de melhor efeito especial...

Leia, abaixo, as Rapidinhas Econômicas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Janeiro de 2009.

3 comentários:

Anônimo disse...

Quanto à nota "Viva o terrorismo" faço um enorme esforço para entender o que vai na cabeça de um comunista. O companheiro italiano assassinou quatro pessoas em seu país e o notável ministro considerou que, pela causa, acidentes ocorrem. No entanto, devolveu para Cuba duas pessoas que cometeram o criminoso ato de tentarem fugir de um regime que lhes roubava o que de mais sagrado um homem possui. A liberdade.
Não é interessante analisar como pensa um comunista?

Anônimo disse...

O filho de dona Lindu vai levar o melhor de ficção...

Paulo Pavesi disse...

Sobre asilo e terrorismo. O Brasil é signatário da convenção de Genebra de 1951 que VETA o asilo político a pessoas que cometeram crimes contra a humanidade, inclusive assassinatos.

Lula ignora pela segunda vez tratados internacionais para fazer valer a sua aptidão de formar quadrilhas.