sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

“Oposição” teme que candidatura de Dilma seja pra valer, e aciona TCU e TSE para barrar palanque oficial de Lula

Edição de Sexta-feira 13 do Alerta Total http://www.alertatotal.blogspot.com

Adicione nosso blog e podcast aos seus favoritos.

Por Jorge Serrão

A pretensa oposição, que vive fazendo acordos com o desgoverno por debaixo dos panos, partiu para o desespero depois que descobriu que a candidatura presidencial de Dilma Rousseff pode não ser apenas um blefe e merece ser levada um pouco mais sério. O DEM resolveu apelar ao Tribunal de Contas da União (TCU) e ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE). As representações pedem que se apure a qualidade do gasto de o gasto de R$ 253 mil com o Encontro Nacional de Prefeitos, e o uso do evento como palanque para promover a campanha fora de época da ministra da Casa Civil.

O líder do DEM na Câmara, Ronaldo Caiado (GO), solicita uma auditoria e inspeções para aferir a legalidade, legitimidade e econimicidade das despesas realizadas pela União no Encontro Nacional de Prefeitos. Caiado pede também a identificação dos responsáveis por eventuais irregularidades e devidas sanções previstas pela Constituição. O DEM relaciona todos os atos, discursos, a foto de Lula e Dilma com prefeitos, que pode ser usada como santinho de campanha, para caracterizar a campanha antecipada, com verbas da união.

O DEM lembra que ainda está em vigor o artigo 37 da Constituição. Seu parágrafo primeiro veda o uso de publicidade de programas (PAC), obras, serviços e campanhas. A não ser em caráter educativo, informativo ou de orientação social. Na propaganda governamental, a regra constitucional é clara: não podem constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal ou de autoridades ou servidores públicos.

Quem pode nos salvar?

Já que hoje é sexta-feira 13 (número, aliás, do PT), a sorte dos dribladores da Constituição é que não existe qualquer punição para quem não cumpre a própria Constituição, que é a Lei Maior do Brasil.

E os ministros do STF, bem pagos para tomarem conta da Constituição, estão sempre muito ocupados.

Agora, até cuidando de outros assuntos de “extrema importância”, como garantir a liberdade de autores de crimes graves.

É por esta conjuntura de caos que precisamos de um urgente Aprimoramento Institucional.

Releia e comente o artigo: Tudo dominado? É hora de Aprimoramento Institucional

Leia, abaixo, as Rapidinhas Políticas

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 13 de Fevereiro de 2009.

7 comentários:

DO disse...

Faz tempo que esta "oposição" anda dormindo,viu Serrão.

Abraços!!

Anônimo disse...

As maquininhas viciadas podem eleger quem eles quiserem. A frágil oposição legislativa está no canto! E se quiserem, podem até eleger o aliado PSDB ou um aliado do PMDB para dar prosseguimento à marcha para o comunismo latino.
Ignorar os acontecimentos e o desprezo às leis, ignorar as mortes e a violência, ignorar o roubo continuado, ignorar o desprezo à educação, segurança, saúde... a descaracterização da cultura, a impunidade, a corrupção, é grave. É um sintoma de que o sentimento e concepção de Patria já foi devidamente enterrado na memória brasileira.

Anônimo disse...

O DEM e o PSDB estão entrando na justiça tímida e tardiamente.

O que isto pode resultar? Numa multa para Lula e Dilmão daqui a dez anos?

Será que eles não aprendem que o que o presidente cometeu foi crime de responsabilidade e o que deveria ocorrer é um processo de impechment?

Só vamos nos safar da quadrilha quando tivermos uma oposição de verdade, ativa e combativa

joao disse...

CAMPNHA ANTECIPADA NA INTERNET

DILMA ROUSSEFF TEM BLOG

http://dilma13.blogspot.com/

E TEM COMUNIDADE NO ORKUT

VISITE A MAIOR COMUNIDADE
DA DILMA 13 NO ORKUT MAIS DE 2.679
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=5332443

Anônimo disse...

"125 Motivos Para Não Votar Em Lula".

Arrecadação Ilegal de Fundos de Campanha
e
CORRUPÇÃO 1. O ESCÂNDALO DO CAIXA 2 DO PT NO CASO LUBECA
Em 1989, o Vice-Prefeito de São Paulo, Luiz Eduardo Greenhalgh, é acusado de ter cobrado propina da empresa Lubeca para financiar a campanha presidencial petista. Cinco dias depois, Paulo Albaneze, funcionário da Lubeca, declarou que Greenhalgh recebera U$ 200 mil da empreiteira que foram desviados para a campanha, em troca a prefeitura autorizaria um mega-empreendimento. A Prefeita Erundina demitiu o Vice-Prefeito por "quebra de confiança". Pesa sobre Greenhalgh o fato de ser amigo íntimo do lobista da Lubeca.
(Jornal do Brasil, 02/11/89)
GREENHALGH CONDENADO PELA PRÓPRIA PREFEITA
2. O ESCÂNDALO DO CAIXA 2 DO PT NO CASO NUTRÍCIA
Na campanha de 1994 novamente o PT é acusado de fazer caixa 2. Viagens de Lula em jatinhos pagas pela Nutrícia alimentam as suspeitas de ilegalidade, uma vez que a empresa foi fornecedora da prefeitura de São Paulo durante a gestão Erundina.
(Folha de S. Paulo, 21/06/02)
3. O ESCÂNDALO DO CAIXA 2 DO PT NO CASO CPEM
Em 1998 a justiça condenou os negócios da CPEM com o PT em Santos, Santo André e São José dos Campos. Contratos fraudulentos intermediados pelo compadre de Lula, Roberto Teixeira, fizeram a justiça obrigar a empresa e o PT a ressarcirem as prefeituras lesadas. A CPEM, empresa de alavancagem de imposto de renda, que mantinha negócios com diversas prefeituras do PT, financiou a Caravana da Cidadania e a campanha do partido em 1998. Lula conhecia as denúncias de corrupção muito antes das condenações, não tomou nenhuma providência e ainda defendeu Roberto Teixeira.
(Folha de S. Paulo, 21/06/02)
PT CONDENADO PELA JUSTIÇA
4. O PT USA CARROS OFICIAIS EM EVENTOS POLÍTICOS
O Ministério Público do Estado de São Paulo investiga o uso indevido de carros públicos no evento de lançamento do programa de governo de José Genoíno, candidato pelo PT à sucessão estadual. Pelo menos 16 carros do poder público foram utilizados na ocasião.
(Folha de S. Paulo, 15/08/02)
5. O ESCÂNDALO DE CORRUPÇÃO DO PT NA CMTC
Três presidentes da CMTC são indiciados por formação de quadrilha, compra de peças sem licitação e superfaturamento em São Paulo quando Erundina era prefeita (89/92). Além disto, a Companhia Municipal de Transporte Coletivo foi cabide de empregos. Terminada a administração do PT, 4 mil funcionários a mais constavam na folha de pagamento. Tudo foi devidamente noticiado pela imprensa da época.
6. O ESCÂNDALO DAS MAÇÃS SUPERFATURADAS DO PT
É aberto inquérito policial para apurar a compra de 32.000 caixas de maçãs pelo dobro do preço da tabela do Ceagesp pela prefeitura de São Paulo quando Erundina era prefeita (89/92). Segundo os jornais da época, a Cooperativa de Cotia analisou algumas maçãs e concluiu que estava sendo paga mercadoria de qualidade inferior, por preço mais caro.
7. A PRIMEIRA ADMINISTRAÇÃO DO PT EM SÃO PAULO TEVE 60 PROCESSOS
A imprensa da época noticiou que quando deixou o cargo em 93, Luiza Erundina, além de ter baixos índices de aceitação popular, respondia a nada mais nada menos que 60 processos por irregularidades.
8. O ESCÂNDALO DO LIXO DE MARTA DO PT
A polícia ainda investiga as denúncias geradas pelo maior escândalo da administração de Marta Suplicy. Entre outras irregularidades, uma empresa com somente um mês de existência e que tem como sede um sobrado abandonado em São Vicente ganhou um dos contratos de coleta, que foram realizados sem licitação. O Secretário de Obras e Infra Estrutura contratou, também sem licitação, empresa na qual trabalhava até antes de assumir o cargo. Mesmo com tantas evidências de corrupção, a CPI da Câmara comandada por petistas absolveu a prefeitura.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
9. O ESCÂNDALO DOS CONTRATOS DE EMERGÊNCIA DE MARTA DO PT
O Ministério Público investiga os 108 contratos sem licitação realizados somente nos oito primeiros meses do governo Marta Suplicy em São Paulo.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
10. OS MALUFISTAS DO PT
Para aprovar seus projetos Marta Suplicy tem obtido apoio constante de conhecidos integrantes da tropa de choque de Paulo Maluf, como Whadi Mutran e Brasil Vitta.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
11. O PT QUE AJUDA MALUF
Os vereadores da bancada do PT evitaram votar contra o parecer do Tribunal de Contas do Município que acabou aprovando, com ressalvas, as contas do ex-prefeito relativas ao exercício de 1995. Caso as contas fossem rejeitadas Maluf se tornaria inelegível. O PT de Marta rejeitou também o pedido feito pelo Ministério Público de colaboração nas investigações de contas bancárias mantidas pelo ex-prefeito no exterior. Tudo para manter o apoio malufista na Câmara e aprovar os seus projetos.
(Folha de S. Paulo - 17/04/02)
12. O PT QUE INOCENTA MALUF
Marta Suplicy enviou um ofício ao Ministério Público onde afirmou que não nomearia um advogado para investigar Maluf no exterior porque faltavam "provas conclusivas do desvio de dinheiro ao exterior" e "da origem municipal do dinheiro". O ofício, que Marta entregou ao Procurador-Geral de Justiça de São Paulo, Luiz Antônio Guimarães Marrey, foi comemorado pelos malufistas como uma "prova contundente" de que não houve irregularidades na gestão do ex-prefeito. Em outros tempos Marta Suplicy já chamou Maluf de "nazista", "rato" e "pinóquio".
(Folha de S. Paulo - 17/04/02)
13. O PT DE QUÉRCIA
O secretário do Governo Municipal, Rui Falcão, encontrou-se com o ex-governador Orestes Quércia para discutirem o apoio do PMDB à prefeita Marta Suplicy. Segundo a assessoria de Quércia, os dois selaram a adesão dos vereadores do PMDB à bancada governista na Câmara Municipal em troca de secretarias na administração municipal. Quércia já disse que "O PT é incompetente no governo. As administrações petistas são carregadas de corrupção e incompetência", e que o PT de Lula não tinha administrado nem um carrinho de pipoca. Lula rebateu: "É verdade que nunca dirigi um carrinho de pipoca, mas também nunca roubei pipoca".
(O Estado de S. Paulo - 10/04/02)
14. O ESCÂNDALO DOS RADARES DE MARTA DO PT
A licitação dos radares fixos e móveis da CET de São Paulo, na administração Marta Suplicy, adotou critérios considerados irregulares por especialistas. As empresas que tinham melhores equipamentos, e prestavam os serviços mais completos, oferecendo os menores preços foram relegadas no processo de seleção.
(Folha de S. Paulo - 12/12/01)
15. O ESCÂNDALO DO FEIJÃO SUPERFATURADO DE MARTA DO PT
Denúncia apresentada ao Ministério Público acusa a prefeita Marta Suplicy de comprar de feijão a preços acima do mercado e de dirigir a licitação para apenas uma empresa do setor. A Prefeitura paga R$3,30 pelo quilo do feijão carioca da Vapza Alimentos, que é cozido e embalado a vácuo e tem prazo de validade de seis meses. O quilo do feijão em lata comprado pelo Departamento de Suprimento Escolar, da Secretaria de Estado da Educação, a R$1,46 o quilo, da Urso Branco, tem validade de 24 meses.
(O Estado de S. Paulo - 05/12/01)
16. O ESCÂNDALO DO LIXO: EMPRESA ELEVA CAPITAL 76 VEZES EM GESTÕES DO PT
A empresa Construban aumentou em 76 vezes seu capital social em apenas três anos recolhendo lixo em cidades geridas pelo PT. Ela atua hoje para a Prefeitura de São Paulo. A principal característica dos contratos é o caráter emergencial alegado pelos prefeitos para não fazer licitação. A mesma Construban é investigada em Belém do Pará, onde venceu um contrato milionário sem ter tradição no mercado para realizar o serviço requisitado.
17. INCRÍVEL. O PT PAGA MAIS CARO O LEITE DAS CRIANÇAS
A Promotoria de Cidadania do Ministério Público investigou as denúncias de que o leite comprado pela prefeitura de São Paulo para o Programa Leve-Leite estaria superfaturado. Surpreendida pelas investigações, a prefeitura admitiu que pagava mais caro e reduziu o pagamento. A economia anual para os cofres públicos é de R$11 milhões.
(Jornal da Tarde, 11/08/01)
18. AS ERVILHAS DE PALOCCI: O INCRIVEL ESCÂNDALO DO PT DE RIBEIRÃO PRETO
O Tribunal de Contas rejeita a exigência de ervilhas no molho de tomate das cestas básicas de Ribeirão Preto. Depois que foi constatado que só havia um fornecedor que produzia, ficou evidente que a licitação era dirigida. O prefeito e coordenador da campanha de Lula, Antônio Palocci, só cancelou o edital depois que o escândalo se tornou público. O Mistério Público continua as investigações de favorecimento contra a prefeitura.
(Folha de S.Paulo, 19/05/02)
19. O ESCÂNDALO DAS CESTAS BÁSICAS DO PT DE RIBEIRÃO PRETO
Foi aberto um inquérito policial para investigar a compra de 9.000 cestas básicas no valor de R$266,6 mil em contratos emergenciais na cidade de Ribeirão Preto. Chamou a atenção da justiça o critério da escolha das empresas contratadas emergencialmente. Anteriormente as mesma empresas tinham sido consideradas inabilitadas pela própria administração petista.
(Folha de S. Paulo - 21/05/02)
20. O PT DE RIBEIRÃO PRETO SÓ CANCELA LICITAÇÃO DEPOIS DA PRESSÃO POPULAR
Uma ação popular denunciando as irregularidades da licitação na contratação de uma empreiteira para a construção de uma avenida em Ribeirão Preto só foi suspensa depois de a imprensa noticiar que havia indícios de que alguns procedimentos listados no edital estavam superdimensionados, e que havia também a tentativa de direcionar o processo para a vitória de grandes empresas.
(Folha de S.Paulo, 30/07/02)
21. TAMBÉM EM RIBEIRÃO PRETO O LIXO DO PT VIRA ESCÂNDALO
O Promotor da Cidadania Sebastião Sérgio da Silveira abriu inquérito para apurar a contratação sem licitação da empresa Leão & Leão Ltda. O prefeito Antônio Palocci contratou emergencialmente, somente 4 meses depois da eleição, a mesma empresa que financiou sua campanha para recolher o lixo de Ribeirão.
(Folha de S. Paulo - 03/04/01)
22. MAIS DE 30 INVESTIGAÇÕES DE CONTRATOS SUSPEITOS EM RIBEIRÃO PRETO
A Promotoria da Cidadania de Ribeirão Preto conduz mais de 30 investigações de contratos suspeitos na cidade. Entre as acusações constam desde irregularidades em licitações e contratações até doações ilegais.
(O Estado de S. Paulo, 05/07/02)
23. CAIXA 2 DA CPEM: O ESCÂNDALO QUE NÃO QUER PARAR
O então prefeito Celso Daniel foi condenado a devolver ao erário público de Santo André US$ 1,3 milhão. A justiça confirmou a existência de contratos irregulares com a CPEM (também condenada). A CPEM é a mesma empresa condenada a ressarcir os cofres de Santos e São José dos Campos durante administrações petistas e é também acusada de recolher caixa 2 para a campanha de Lula um ano depois, em 98.
(Jornal da Tarde, 28/05/97)
PT CONDENADO PELA JUSTIÇA
24. SANTO ANDRÉ: O ESCÂNDALO QUE NÃO ACABA
O Ministério Público investigava a existência de um esquema de corrupção na prefeitura de Santo André. João Francisco Daniel, irmão de Celso Daniel, disse que o então Secretário de Governo, Gilberto Carvalho, lhe confidenciou que teria entregado pelo menos R$1,2 milhão do esquema para o presidente do PT, José Dirceu. A justiça decretou a quebra de sigilo bancário e acusou os seis envolvidos de formação de quadrilha e extorsão. O surgimento de novos fatos fez a família de Celso Daniel pedir a reabertura do inquérito policial que investiga o seu assassinato. Paralelamente às investigações da justiça corre uma CPI comandada pelo PT na Câmara Municipal.
(O Estado de S. Paula, 05/07/02)
25. ESCÂNDALO TAMBÉM NA SEGURANÇA DO PT DE SANTO ANDRÉ
A Promotoria entrou com duas ações, por improbidade administrativa, solicitando a devolução de R$46,54 milhões ao tesouro. A prefeitura é acusada de firmar nove contratos com a Offício Serviços de Vigilância e Segurança, sem licitação. A empresa foi contratada para fornecer vigias para escolas e creches. Como justificativa, a prefeitura alegou "caráter emergencial".
(Folha de S.Paulo,28/6/02)
26. TAMBÉM EM CAMPINAS O PT FAZ CONTRATOS SEM LICITAÇÃO
Em apenas oito meses de governo a prefeita Izalene Tiene, de Campinas, que substitui Toninho do PT, assinou 19 contratos sem licitação, no valor de R$13 milhões. O argumento para a dispensa foi o mesmo da capital: emergência.
(Folha de São Paulo, 26/05/02)
27. EM GUARULHOS O PT TAMBÉM CONTRATA SEM LICITAÇÃO.
O Ministério Público Estadual abriu inquérito para investigar irregularidades em contrato da prefeitura. A promotoria apura a contratação sem licitação de empresa sediada em Aparecida de Goiânia (GO) para executar serviço de transporte escolar da rede municipal de Guarulhos (SP). A concorrência pública foi dispensada sob o argumento de "caráter emergencial".
(OESP, 14/7/02)
28. EM GUARULHOS DOADOR DE CAMPANHA DO PT GANHA CONTRATO SEM LICITAÇÃO
A prefeitura contratou sem licitação a empreiteira J.L. Engenharia Ltda - doadora de campanha do prefeito Elói Pietá - para a construção de um centro de educação infantil. O processo licitatório foi deixado de lado sob o argumento de que o Tribunal de Contas do Estado "interrompeu o curso da concorrência e novo certame licitatório necessariamente demoraria alguns meses".
(O Estado de S.Paulo, 21/07/02)
29. ESCÂNDALO DA MERENDA DO PT DE ARARAQUARA/SP
Em Araraquara, a gestão de Edinho Silva é alvo de inquérito aberto pelo Ministério Público para apurar suspeitas de fraude em licitação para compra de merenda. A prefeitura é acusada de favorecer empresas da região do ABC, no que o caso se assemelha ao episódio do extrato de tomate com ervilhas de Ribeirão Preto, cuja licitação foi cancelada pela justiça.
(Folha de S. Paulo - 26/05/02)
30. O PT FAZ OBRAS SEM LICITAÇÃO EM SÃO CARLOS/SP
Constatadas irregularidades em dois contratos sem licitação em serviços de asfaltamento. A gestão de Newton Lima, de São Carlos, também é acusada de gastos irregulares com escolas de samba. Uma CEI (Comissão Especial de Inquérito) na Câmara Municipal investiga as denúncias.
(Folha de S.Paulo, 26/05/02)
31. A JUSTIÇA CONDENA O PT E A CPEM EM SANTOS/SP
Depois de constatadas irregularidades nos contratos entre a Prefeitura de Santos, na gestão de Telma de Souza, e a CPEM, a justiça condenou a ex-prefeita e a empresa a devolverem US$15 milhões aos cofres públicos.
(Jornal da Tarde, 27/5/97)
PT CONDENADO PELA JUSTIÇA
32. EM SÃO JOSÉ DOS CAMPOS/SP A CPEM TAMBÉM FOI CONDENADA PELOS NEGÓCIOS QUE FEZ COM O PT
A justiça condenou a CPEM a devolver US$10,5 milhões aos cofres de São José dos Campos. O integrante do partido que denunciou a corrupção foi expulso do PT.
(Jornal da Tarde, março de 1995)
33. ESCÂNDALO DO CAIXA 2 DO PT EM BLUMENAU/SC
Denunciado pelo Ministério Público Estadual, o prefeito de Blumenau, Décio Nery de Lima, é acusado de criar um caixa dois por meio da Fundação Hospitalar da cidade, com o objetivo de fazer pagamentos irregulares a assessores petistas. Pelo menos R$383,3 mil teriam sido gastos com esse esquema. A justiça acatou a denúncia da promotoria, que propôs ação civil pública.
(Folha de S.Paulo, 26/05/02)
34. O ESCÂNDALO DO ISS DO PT DE PONTA GROSSA/PR
Uma CPI está investigando o desconto de cheques de secretários municipais feitos diretamente no caixa do tesouro, além de irregularidades na cobrança do Imposto Sobre Serviços (ISS). O caso está sendo investigado também pela Promotoria de Defesa do Patrimônio.
(Jornal da Manhã, 29/08/02)
35. O JOGO DO BICHO DO PT GAÚCHO
As denúncias começaram no decorrer da CPI da segurança pública, no ano passado. Diógenes de Oliveira, amigo do governador Olívio Dutra, é acusado de coletar dinheiro de bicheiros para compra do prédio que serviria de sede ao PT estadual. Em troca, teria prometido que a polícia faria vista grossa à jogatina. Todo esquema passaria pelo Clube de Seguros da Cidadania, entidade criada para arrecadar fundos eleitorais para o PT.
(Época, 24/06/02)
36. O PT CORROMPE TESTEMUNHA NO RIO GRANDE DO SUL
Ângela Fachini assumiu que mentiu a mando do PT quando depôs na CPI da segurança pública no RS. Na época ela teria confirmado uma doação de R$3.000 para ajudar na compra de um prédio que se tornaria a sede do PT em Porto Alegre. Ela disse que mentiu a pedido de Diógenes de Oliveira, o amigo do governador Olívio Dutra que é acusado de relações com bicheiros e caixa dois. Ângela revelou também ter recebido 15% do capital da empresa de Diógenes pelo favor prestado. Ela resolveu "falar a verdade" agora por se sentir ameaçada por Diógenes. Ângela está sob proteção do Serviço de Proteção à Testemunha.
(FSP, 14/6/02)
37. A TABELA DE PROPINA DE ZECA DO PT
O prefeito de Campo Grande/MS, André Puccinelli (PMDB), acusou Zeca do PT de manter uma espécie de "tabela da propina" para pagar deputados, vereadores e líderes comunitários que o apóiam.
(Folha de S. Paulo 28/05/02)
38. O PT DO MATO GROSSO DO SUL DESVIA DINHEIRO DO FAT
Foi comprovado o desvio de R$140 mil do Fundo de Amparo ao Trabalhador. Segundo o Ministério Público, o dinheiro foi gasto em campanha para eleger vereadores do PT e favorecer parentes da ex-coordenadora de Imprensa do governo, Sandra Recalde".
(O Estado de S. Paulo, 04/11/01)
39. INACREDITÁVEL. O PT DO MS LOTEOU CARGOS E REGISTROU TUDO EM CARTÓRIO
Em 98, durante a campanha ao Governo do Estado, Vander Loubet, sobrinho do governador Zeca do PT, firmou um pacto registrado em cartório com um grupo de empresários, em que, em troca de apoio, ele garantia a distribuição de 53 cargos no governo. Além de Loubet, estão sendo investigados o próprio governador e o atual Secretário de Governo, Marcos Alex, que também assinou o documento.
(Folha de S.Paulo, 05/08/02)
40. MP INVESTIGA DENÚNCIA DE UM ELO DE ZECA DO PT COM O CRIME ORGANIZADO
Relatório do Ministério Público de Mato Grosso do Sul sugere ligação do governador do Estado, José Orcírio dos Santos, o Zeca do PT e integrantes do núcleo de poder no Estado com membros de uma quadrilha de policiais especializada em roubo e receptação de veículos.
(Folha de S. Paulo, 01/09/02)
41. O ESCÂNDALO DOS RADARES DO PT EM BELÉM
O Ministério Público do Pará concluiu que havia indícios de irregularidades no contrato promovido entre a CTBel e a empresa Fotossensores Tecnologia Ltda. A Companhia de Transportes de Belém (CTBel) arrecadou, em valores líquidos, cerca de R$19 milhões apenas com radares e fotossensores. O escândalo ficou conhecido como a "indústria de multas".
(O Globo, 16/07/02)
42. O ESCÂNDALO DO LIXO DO PT EM BELÉM
Assim como em São Paulo e Araraquara, foi aberta uma CPI na Câmara Municipal para investigar as irregularidades do sistema de coleta de lixo da prefeitura de Belém. Uma empresa sem sede em Belém (Emparsanco), ganhou a concorrência em que a presidente da comissão de licitação era a irmã do prefeito petista Edmílson Rodriguez. Em apenas um ano o preço da coleta de lixo saltou de R$55 milhões para R$108 milhões.
(Folha de S. Paulo, 01/07/02)
43. O ESCÂNDALO DO CAIXA DOIS DO PT DE BRASÍLIA
Em Brasília, integrantes do PT andam às voltas com denúncias de recorrer a esquemas mal explicados para fazer caixa dois. São acusados de desviar dinheiro da Associação de Assistência dos Servidores da Fundação Educacional (Asefe) para financiar campanhas do partido. Os petistas que denunciaram o esquema foram expulsos do PT. Um dos alvos da denúncia é Cristovam Buarque, ex-governador do Distrito Federal.
(Época, 24/07/02)
44. O ESCÂNDALO DAS CONTRATAÇÕES SEM LICITAÇÃO DO PT DE RECIFE
Os jornais locais noticiaram que nos dez primeiros meses de administração, o prefeito João Paulo realizou mais de 50 operações entre contratos e aquisições de equipamento sem licitação. A alegação é a mesma utilizada em outras administrações petistas: emergência.
45. INCRÍVEL. O ENGODO DO LAFEPE DO PT DE RECIFE
No horário eleitoral gratuito, Lula elogiou o Lafepe de Recife, mas o candidato do PT ao governo de Pernambuco, quando Secretário de Saúde de Recife, rompeu o contrato com o Lafepe e passou a comprar de laboratórios privados.
46. O LIXO DO PT DE RECIFE TAMBÉM VIRA ESCÂNDALO
A Justiça contestou o contrato de recolhimento de lixo da prefeitura de Recife. Ele previa que uma única empresa poderia ter o monopólio de 80% do trabalho, sobrando 20% para todas as restantes. As evidências de que a licitação estava dirigida para as grandes empresas ganharem fez com que o contrato fosse cancelado e gerou uma CPI da Câmara dos Vereadores.
(Diário de Pernambuco, 19/08/01)
47. O PT SUPERFATURA OBRAS NO ACRE
O governo Jorge Viana é acusado de superfaturamento nas obras da BR-317, que têm recursos federais gerenciados pelo Estado.
(Folha de S. Paulo 26/05/02)
48. O ESCÂNDALO DO PT DE BETIM (MG)
Acusados de prevaricação, estelionato e outros crimes, a ex-prefeita petista de Betim, Maria do Carmo Lara Perpétuo, o seu ex-secretário da Fazenda Milton Tavarez Campos e mais cinco funcionários da administração do PT. Segundo o inquérito policial eles fraudaram uma licitação para favorecer uma empresa interessada em obras de saneamento básico do município.
(O Globo, 31/05/97)
49. PT DE SÃO PAULO TAMBÉM APROVOU RECURSOS PARA A OBRA DE LALAU
Mesmo sabendo que a obra do TRT-SP tinha irregularidades, apontadas em relatório do TCU à Comissão Mista do Orçamento, deputados da bancada paulista do PT, apresentaram junto de outros partidos, emenda ao orçamento propondo mais recursos para as obras. Entre os signatários estavam estrelas do PT, como José Genoíno, Marta Suplicy, Hélio Bicudo e Telma de Souza. O próprio Lula condenou os parlamentares "não sei como eles assinaram. Mas acho que qualquer pessoa que assina um documento tem que ler antes".
(O Globo, 15/07/00)
50. O PT VOTOU CONTRA A CASSAÇÃO DO SENADOR LUIZ ESTEVÃO
O Jornal do Brasil publicou a polêmica lista com os votos que cassaram o mandato do senador Luiz Estevão. Entre os votos contra a cassação estão os das senadoras Emília Fernandes (PT-RS), e Heloisa Helena (PT-AL).
(Jornal do Brasil, 31/05/01)
51. JUSTIÇA ELEITORAL REJEITA AS CONTAS DO PT DO RIO GRANDE DO SUL
A Justiça rejeitou as contas do PT gaúcho. O motivo foi a doação em dinheiro feita pela empresa Cores, contratada pelo Departamento de Limpeza Urbana para fazer a coleta de lixo em Porto Alegre. O juiz alegou que a firma, como concessionária da prefeitura, fica impedida e não poderia, segundo a legislação eleitoral, fazer doações para o PT.
(O Globo, 14/12/00)
PT CONDENADO PELA JUSTIÇA ELEITORAL
52. CAMPANHA DO PT EM BETIM TEVE CAIXA DOIS
O jornalista Clóvis Fonseca Limongi, o Closé, denunciou que a campanha do PT à Prefeitura de Betim (MG) em 2000 teve "caixa 2" e gastou bem mais do que declarou à Justiça Eleitoral. Segundo Closé, a campanha petista utilizou mais de R$500 mil somente com os custos das gráficas Nívea, São Francisco e Fumarc, e com o arrendamento do jornal "Carapintada", do próprio Closé. A candidata do PT à Prefeitura de Betim naquela eleição, Maria do Carmo Lara, declarou à Justiça Eleitoral gastos totais de R$404 mil.
(O Tempo Betim, 05/09/02)
53. INACREDITÁVEL. O PT DO PARÁ ANISTIA MULTAS EM TROCA DE VOTOS
A presidente da Companhia de transportes do Município de Belém (CTBel), Cristina Baddini, propôs ao Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários do Pará a anistia de multas dos motoristas profissionais. Em troca a categoria deveria fazer campanha ostensiva à reeleição do prefeito Edmílson Rodrigues, do PT. A reunião sigilosa entre Cristina Baddini e os representantes do Sindicato foi toda gravada pelo jornal O Liberal.
(O Liberal, 19/10/00)

Nepotismo, Empreguismo e
Legislação em Causa Própria 1. AS EMENDAS DO PT: O ESCÂNDALO DO VICE DE LULA
O senador José Paulo Bisol, que na CPI do orçamento cobrava moralidade, é flagrado legislando em causa própria. A revista Veja denuncia que o então candidato a vice de Lula em 94 tinha apresentado quatro emendas ao orçamento que beneficiavam diretamente sua fazenda em Buritis (MG). Empréstimos privilegiados, nepotismo e recebimento de aposentadorias vitalícias, foram outras constatações que ajudaram a derrubar a sua candidatura.
(Veja, 20/07/94)
CULPA RECONHECIDA PELO PT
2. O ESCÂNDALO DO FUNCIONÁRIO FANTASMA PETISTA
Cândido Vacarezza, Secretário-Geral do PT, é flagrado no início de 1997 como funcionário fantasma da Câmara Municipal de São Paulo. Para piorar, estava na folha de pagamento do PPB de Paulo Maluf. Vacarezza chegou a ficar lotado no gabinete do malufista Brasil Vitta, que alfinetou: "Qual é o problema de a gente ajudar os colegas?"
(Veja, 08/01/97)
3. UM PETISTA NO ESCÂNDALO DA VIOLAÇÃO DO PAINEL DO SENADO
O senador petista José Eduardo Dutra é acusado de participar da violação do painel eletrônico do Senado em cumplicidade com ACM e José Roberto Arruda. Segundo a revista IstoÉ, no dia seguinte à cassação de Luis Estevão, Dutra, chamado por ACM, então presidente do Congresso, foi ao gabinete do colega, recebeu e leu a lista de votação.
(IstoÉ, 13/06/01)
4. A FAMÍLIA PETISTA UNIDA
A imprensa chamou o caso de "A grande família petista". Descobriu-se que em três dos principais órgãos da Secretaria de Transportes (CET, DSV e CMTC), o nepotismo prevalecia:
a mulher do presidente da CMTC foi contratada como diretora da CET;
já a esposa do diretor do DSV virou superintendente do CET e, finalmente
a vice-presidente da CMTC era casada com o presidente da CET.

5. A FAMÍLIA PETISTA UNIDA 2
Em 1989, logo após a posse, a prefeita Luiza Erundina contratou o seu sobrinho para trabalhar em seu gabinete como chefe do cerimonial. Embora ele não possuísse formação específica ou experiência para desempenhar a função, Erundina afirmou que o critério utilizado foi "competência". A prefeita à época chegou a ser censurada publicamente pelo próprio presidente do partido, Luis Ignácio Lula da Silva.
CULPA RECONHECIDA PELO PT
6. COM O PT A MÁQUINA DE SP INCHOU
Com Erundina na prefeitura de SP o quadro de pessoal da Prefeitura inchou em quase 30%, ela contratou 35.044 novos funcionários. Os jornais da época registraram que o trem da alegria percorreu tanto a administração direta quanto as empresas do município.
7. O ESCÂNDALO DO TREM DA ALEGRIA DE MARTA
A prefeita Marta Suplicy criou 788 cargos de confiança na administração. Realizadas sem concurso, as contratações vão onerar o cofre municipal em R$ 1,159 milhão por mês, R$ 13,9 milhões por ano, de acordo com a própria assessoria da prefeita. O projeto, que ficou conhecido como "trem da alegria", foi aprovado a toque de caixa pelos vereadores governistas.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
8. O ESCÂNDALO DA PUBLICIDADE DE MARTA DO PT
Neste ano já foram gastos em publicidade 160% do previsto, ou seja 60% a mais do estabelecido pelo orçamento inicial. Até dezembro serão gastos mais de R$ 35 milhões em publicidade, destes, mais de R$2,5 milhões saíram dos programas sociais como o Começar de Novo, Renda Mínima e Bolsa-Trabalho. No ano passado a Prefeitura retirou verba dos programas sociais para investir em propaganda.
(O Estado de S.Paulo- 17/05/02)
9. A CAIXINHA DO LÍDER DE MARTA DO PT
O Ministério Público denunciou e a justiça bloqueou os bens do vereador Arselino Tatto, líder de Marta Suplicy na Câmara, e de três parentes dele. O parlamentar é acusado de exigir devolução de parte do salário de funcionários que trabalham em seu gabinete.
(Folha de S. Paulo - 24/05/02)
10. NEPOTISMO DO PT NO RS
Nove dos 35 prefeitos eleitos pelo PT no Rio Grande do Sul já contrataram algum parente na administração pública. A medida contraria a resolução do partido que não recomenda o nepotismo.
(O Estado de S. Paulo , 26/01/01)
11. O PDV DO PT É UM BOM NEGÓCIO NO RIO GRANDE DO SUL
O governo do Rio Grande do Sul determinou que os 12.102 ex-servidores estaduais demitidos dentro do PDV (Programa de Demissão Voluntária) em 1997 podem voltar à administração pública. Eles não precisarão devolver os benefícios conquistados com a saída voluntária. Somados, esses ex-servidores receberam um total de R$105,2 milhões em indenizações.
(Folha de S. Paulo, 28/03/01)
12. ZECA DO PT NOMEIA OITO PARENTES NUMA TACADA SÓ
Em 1999, ao assumir o poder em Mato Grosso do Sul, o governador José Orcírio Miranda dos Santos, o Zeca do PT, nomeou oito parentes para cargos de confiança. Dois anos antes, deputado estadual da oposição, ele propusera uma emenda à Constituição Estadual proibindo o emprego de parentes em cargo público.
(Época, 22/01/01)
13. NEPOTISMO DO PT CARIOCA
Em 1992, a Câmara Municipal do Rio de Janeiro descobriu que vários funcionários tinham usado diplomas falsos de 1º e 2º graus para conseguir promoções. Entre eles estavam um filho e uma enteada da então deputada federal Benedita da Silva. Contratados sem concurso ambos foram depois efetivados num "trem da alegria".
(Folha de S. Paulo, 08/04/01)
14. NEPOTISMO DO PT PERNAMBUCANO
Ainda na primeira semana de trabalho, o prefeito de Recife, João Paulo, nomeou a mulher, Luzia Jeanne de Oliveira e Silva, para o cargo de assessora técnica especial do gabinete da Secretaria Municipal da Saúde. A nomeação, retroativa a 1º de janeiro, foi feita por meio de portaria. Pelo cargo, Luzia, que é servidora federal ligada ao Ministério da Saúde com salário de R$1.600, receberia mais R$944,80.
(Época, 22/01/01)
15. NEPOTISMO DO PT PERNAMBUCANO 2
Caetés é um local carregado de simbolismo para o PT. Lá nasceu Luiz Inácio Lula da Silva, o principal líder do partido. Agora, o município virou palco de uma prática constrangedora para dirigentes que sempre a combateram: o emprego de parentes pelos prefeitos petistas. Sampaio empregou a filha e o filho, mas se defende: "Aqui não existe nepotismo, só empreguei quem é competente".
(Época, 22/01/01)
16. O ESCÂNDALO DO TREM DA ALEGRIA DO PT EM XAPURI, NO ACRE
A Câmara Municipal de Xapuri, terra de Chico Mendes, aprovou a abertura do pedido de cassação do prefeito Júlio Barbosa do PT. O pedido foi provocado pelo aumento de 272%, concedido pelo prefeito a 28 secretários e auxiliares do seu gabinete, sem autorização da Câmara. Além disso, o prefeito é acusado de demitir 139 servidores de baixos salários para criar 45 cargos de confiança, aumentando a folha de pagamento em R$20 mil.
(O Globo, 29/07/97)

PT Presenteia Dinheiro Público 1. O ESCÂNDALO DO PT NOS TRANSPORTES
O Tribunal de Contas do Município condena a administração Erundina (89/92). Ela teve que suspender 18 contratos no valor de US$ 36 milhões firmados com a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). Os jornais da época noticiaram que, além da falta de licitação, o TCM alegou que algumas das prestadoras pertenciam a ex-funcionários do CET.
PT CONDENADO PELO TRIBUNAL DE CONTAS
2. O ESCÂNDALO DO PT NA FORMÚLA 1
O Tribunal de Contas do Mmunicípio considerou irregular o contrato firmado entre a Prefeitura de São Paulo e a Shell. Segundo os jornais da época, sem realizar licitação, a administração Erundina fechou um acordo com a Shell no qual se comprometia a reformar o Autódromo de Interlagos, arcando com os custos de cinco milhões. Em troca, a multinacional poderia instalar postos em 20 terrenos da prefeitura, pagando 5% do lucro bruto à administração.
PT CONDENADO PELO TRIBUNAL DE CONTAS
3. COM O PT O ORÇAMENTO ESTOURA E AS CONTAS SÃO REJEITADAS
O Tribunal de Contas do Município acusou a então prefeita Luiza Erundina de usar dinheiro público para financiar interesses políticos, estourando o limite de crédito permitido. O TCM acabou então rejeitando a prestação de contas do PT. Na verdade o Tribunal rejeitou a prestação de contas de Erundina em três oportunidades.
(O Estado de S. Paulo, 22/03/96)
PT CONDENADO PELO TRIBUNAL DE CONTAS
4. COM O PT MERENDA DAS CRIANÇAS FOI PARA OS MARMANJOS DA CUT
Uma investigação policial constata distribuição de parte da merenda escolar para participantes de um congresso da CUT. Aos jornais da época o Secretário de Abastecimento de São Paulo tentou justificar a atitude da administração Erundina, alegando que só haviam sido distribuídos excedentes de estoque - e que o fato não prejudicava emm nada os alunos.
5. O PT ORGANIZA VIAGEM DO MST
O governo Erundina (89/92) gastou NCz$40 mil do contribuinte paulista no aluguel de três ônibus para levar representantes do MST a uma passeata em Brasília. O então presidente da Cia. Municipal de Processamento de Dados Edison Cardoni foi quem organizou a caravana.
6. O PT DO MATO GROSSO DO SUL USA GRÁFICA PÚBLICA EM BENEFÍCIO PRÓPRIO
O Ministério Público investigou o uso irregular da gráfica do Estado para a elaboração gratuita de jornais, panfletos, adesivos de campanhas publicitárias e divulgação do PT e de entidades simpáticas ao partido
(O Estado de S. Paulo, 18/10/01)
7. A FARRA DA VERBA SECRETA DO PT DO MATO GROSSO DO SUL
Zeca do PT gasta em média R$200 mil mensais em viagens e despesas de sua residência, utilizando "verba secreta" para evitar licitações e comprovantes. Num só mês, R$14.793,00 foram gastos em três jantares, um deles oferecido ao deputado José Dirceu; R$132.708 foram gastos em "deslocamentos" e R$52.499 em "cerimonial".
(Jornal de Brasília, 14/08/02)
8. PT DE RECIFE USA CARROS OFICIAIS EM EVENTOS DO PARTIDO
No lançamento da candidatura do atual Secretário de Saúde de Recife, Humberto Costa, ao governo do Estado de Pernambuco, foi constatado uso indevido da máquina pública. Três Kombis com a logomarca da prefeitura e a inscrição " uso exclusivo em serviço", foram utilizadas para transportar parte o pessoal que estava presente.
(Folha de Pernambuco, 06/04/02)
9. PT DE SANTO ANDRÉ CONTRATA VEREADORA DO PT DE SÃO PAULO SEM LICITAÇÃO
A vereadora Aldaíza Esposati, líder do PT na Câmara de S. Paulo, foi contratada sem licitação, pela prefeitura de Santo André. O valor do contrato, válido por seis meses, é de R$25.098,00, em parcelas de R$5.019,99. Aldaíza foi contratada para "assessoria em uma metodologia para potenciar (sic) a participação popular em projetos de inclusão social".
(O Estado de S. Paulo, 12/11/99)
10. DEPUTADOS DO PT VÃO A REUNIÃO DO PARTIDO: CONTRIBUINTE DE BRASÍLIA PAGA
Contribuintes do DF bancaram a participação dos deputados distritais Wasny de Roure e Chico Floresta no encontro nacional do PT, realizado em Belo Horizonte. A Mesa Diretora da Câmara Legislativa aprovou a solicitação dos deputados e forneceu as passagens aéreas, cinco diárias de hotel e a alimentação durante o encontro. Para Wasny este tipo de subsídio é comum no Legislativo.
(Correio Braziliense. 25/11/99)
11. A JUSTIÇA CONDENA PROPAGANDA IRREGULAR DO PT NO RIO GRANDE DO SUL
A juíza da primeira Vara da Fazenda Pública do Rio Grande do Sul condenou o governador Olívio Dutra, os secretários da Administração e Comunicação Social e o Presidente da Companhia Rio Grandense de Artes Gráficas a ressarcirem o Tesouro estadual como responsáveis por despesas indevidas feitas com a publicação de notícias do Executivo no Diário Oficial.
(Jornal do Brasil, 24/02/02)
PT CONDENADO PELA JUSTIÇA
12. A INCRÍVEL HISTÓRIA DO DEPUTADO "INVÁLIDO" DO PT DE PERNAMBUCO
Eleito deputado pelo PT de Pernambuco em 1994, Vicente André, sofreu um enfarte em 1995, cinco anos depois, no final do seu mandato em 1999, pediu e obteve da Câmara aposentadoria por invalidez, alegando que um "acidente de trabalho" o vitimara. Passou então a receber os vencimentos de parlamentar da ativa R$8 mil, sendo que na condição de inválido estava isento do Imposto de Renda. Apesar da invalidez Vicente André voltou a clinicar como cardiologista, e ainda encontrou forças para concorrer a prefeito de sua cidade. Perdeu o pleito, mas devido a tamanha disposição foi premiado pelo prefeito petista João Paulo com um cargo de confiança que vai lhe render mais R$3,5 mil mensais.
(O Globo, 12/02/01)

Aumentos e O Custo da Máquina do PT 1. COM O PT O TRANSPORTE DE SÃO PAULO AUMENTOU 33 VEZES
A imprensa do período registrou que durante a administração de Erundina a passagem de ônibus sofreu 33 aumentos. Reajustes foram quase o dobro da inflação da época.
2. COM O PT OS IMPOSTOS SUBIRAM ACIMA DA INFLAÇÃO
Os jornais noticiaram que quando Erundina foi prefeita de São Paulo o IPTU foi às alturas. Só um dos aumentos foi de 164% acima da inflação.
3. COM O PT AS OBRAS PARARAM E SÃO PAULO TEVE DE PAGAR MULTAS
A administração Erundina teve de pagar dezenas de multas por rescisão de contratos firmados por Jânio Quadros. A prefeita assumiu prometendo dar continuidade às obras começadas por Jânio, como os túneis sob o rio Pinheiros . Quem pagou pelo descumprimento da promessa acabou sendo o contribuinte paulista, conforme registraram os jornais da época.
4. COM ERUNDINA O PT FOI ALVO DE UMA CPI PARA INVESTIGAR GASTOS EM PUBLICIDADE
Depois que o Tribunal de Contas do Município considerou irregulares os contratos publicitários da gestão Erundina, a Prefeitura foi alvo de uma CPI que investigou os contratos firmados na época, conforme registrou a imprensa.
5. OS IMPOSTOS AUMENTARAM EM SÃO PAULO DE MARTA DO PT
A indústria e o comércio tiveram o aumento de IPTU de 75% a 80 % na administração de Marta Suplicy. Além das alíquotas progressivas, o valor do metro quadrado das construções e terrenos também teve aumento.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
6. COM O PT TRANSPORTE DE SÃO PAULO É O MAIS CARO ENTRE NOVE CAPITAIS
Levantamento realizado em nove capitais e no Distrito Federal mostra que a tarifa de ônibus em São Paulo é a mais cara. A tarifa em São Paulo, que era de R$1,15, com o PT foi para R$1,40, um aumento de 21,74%.
(Folha de S. Paulo, 04/09/01)
7. COM O PT O TRANSPORTE AUMENTA NO PARÁ
Na primeira gestão do PT em Belém do Pará o transporte público aumentou 40%, muito acima da inflação do mesmo período.

Incompetência Administrativa 1. COM O PT O LIXO TOMOU CONTA DE SÃO PAULO
São Paulo ficou mais suja durante a administração Erundina, foi o que comprovou uma pesquisa da Folha de São Paulo. Comparando a gestão Erundina com o governo anterior de Jânio Quadros, a Folha constatou que a varrição de ruas de Jânio recolhia aproximadamente um milhão de toneladas de lixo por ano. Já Erundina recolhia somente 300 mil toneladas, mais de três vezes menos.
(Folha de S. Paulo, 11/11/92)
2. COM O PT A DÍVIDA MUNICIPAL DE S. PAULO CRESCEU 14,6% SOMENTE NO 1o SEMESTRE
A dívida do município de São Paulo cresceu 14,6% no primeiro semestre deste ano. O total chegou a R$19,9 bilhões em 30 de junho de 2001 - R$2,5 bilhões a mais do que no final de dezembro do ano passado.
(Folha de S. Paulo, 16/08/01)
3. INCRÍVEL. COM MARTA DO PT 300 MIL CRIANÇAS SEM ESCOLA
O déficit atual de vagas no município de São Paulo na administração de Marta Suplicy na faixa de 0 a 6 anos é de 300 mil. Na campanha eleitoral ela prometeu eliminar o déficit da educação.
(Jornal da Tarde, 05/05/02)
4. INCRÍVEL. COM MARTA DO PT PROFESSORES SEM AUMENTO
Os professores querem uma reposição salarial de 62%, Marta Suplicy concedeu um pequeno reajuste de 5%, o único da gestão Marta, concedido em 2001.
(Jornal da Tarde, 05/05/02)
5. INCRÍVEL. MARTA DO PT BOICOTA A BOLSA ESCOLA
A cidade de São Paulo perdeu R$8 milhões em recursos do programa Bolsa-Escola, do governo federal (R$2 milhões por mês). Isso porque a prefeitura ainda não tinha enviado até agosto do ano passado ao MEC a documentação cadastral das 79 mil famílias que têm direito ao benefício.
(Folha de S. Paulo, 04/09/01)
6. INCRÍVEL. O PT INVESTE MENOS EM EDUCAÇÃO
O PT não investe o mínimo exigido em educação se a conta deixar de lado os gastos com funcionários aposentados ou pensionistas, com merenda e com programas sociais. Excluídas essas três despesas foi destinada no ano passado 22,6% da receita, -2,4 pontos a menos do que os 25% exigiddos pela Constituição Federal ou 8,4 pontos a menos do que os 31% previstos na recém-alterada (pelo PT) Lei Orgânica do Município.
(Folha de S. Paulo, 05/06/02)
7. INCRÍVEL. O PT ADMITE DESVIO DE DINHEIRO DA SAÚDE PARA PROPAGANDA
Somente depois de flagrado pela investigação do Ministério Público e das denúncias da imprensa, o PT assumiu a culpa e cancelou o desvio de recursos da Secretaria da Saúde para propaganda. A transferência, reconhecida pela própria Prefeitura como ilegal, seria utilizada para pagar campanhas publicitárias do governo. O Secretário Municipal das Finanças, João Sayad, afirmou que houve um "erro formal" e a operação não poderia ter sido realizada.
(O Estado de S. Paulo 21/05/02)
8. DEPOIS DO PT AUMENTA A INSATISFAÇÃO COM O SISTEMA DE ÔNIBUS EM SP
A insatisfação com o serviço de ônibus na cidade de São Paulo subiu de 36% para 41%, atingindo seu índice mais alto em quatro anos. A constatação é de pesquisa Datafolha.
(Folha de S. Paulo, 04/09/01)
9. COM O PT JÁ NÃO SE CONTROLA MAIS A FREQUÊNCIA DOS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS
A prefeitura de São Paulo aboliu o controle da frequência dos 125 mil funcionários municipais pelo sistema eletrônico. A Prefeitura vai substituir os pontos eletrônicos por fichas manuais, nas quais o próprio servidor marca a hora de entrada e saída. Segundo os vereadores, a medida facilita as fraudes, especialmente num ano eleitoral.
(O Estado de S. Paulo, 22/05/02)
10. COM O PT O CRIME CRESCE NO RS
O PT estranhamente não divulga estatísticas sobre crimes no RS. O secretário de segurança José Paulo Bisol, reclamou da "proclividade" do ser humano para o crime. Ou seja, a inclinação para o mal. Estatísticas extra-oficiais das Polícias Civil e Militar informam que num único ano a proclividade dos bandidos para assaltar bancos elevou-se em 12% e para o furto de veículos aumentou 15%.
(Veja, 08/08/01)
11. FEBEM DO PT NO RIO GRANDE DO SUL É UM INFERNO
Superlotação e maus tratos, foi o que constataram os integrantes da 4ª Caravana Nacional dos Direitos Humanos na Febem de Porto Alegre. O Instituto Carlos Santos, com capacidade para 30 internos provisórios, abrigava 143, todos enjaulados em celas sem sanitários, água e luz.
(Jornal do Brasil, 15/03/01)
12. COM O PT BELÉM VIROU O PARAÍSO DOS CAMELÔS
A imprensa paraense denuncia que, com o PT, o comércio ambulante prolifera livremente na capital Belém. Milhares de camelôs ocupam o centro histórico de Belém fechando as ruas e atrapalhando o tráfego. Os assaltos são cada vez mais freqüentes e a insegurança afasta os consumidores.
(O Paraense, 23/12/01)

Incoerências de Ação e MENTIRAS 1. O ESCÂNDALO DA EDUCAÇÃO DE MARTA DO PT
Por causa do não cumprimento do gasto mínimo em educação o PT moveu uma CPI contra Pitta. No governo de Marta Suplicy, o partido criou um projeto que reduz os gastos diretos em educação. Na votação do projeto, o vereador do PT Carlos Giannazi se recusou a compactuar com tal contradição. Como punição foi expulso do partido, que depois temendo repercussões eleitorais negativas, comutou a expulsão por uma suspensão.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
2. O ESCÂNDALO DA MERENDA DE MARTA DO PT
Uma investigação da Ouvidoria do Município concluiu que a quantidade da merenda escolar servida por prato é insuficiente. As irregularidades descobertas foram constatadas em mais de 70% das escolas investigadas. Porém nos comerciais veiculados por Marta Suplicy dizem que a merenda melhorou, e muito. (Jornal da Tarde, 17/05/02)
3. O ESCÂNDALO DO LOTEAMENTO DE CARGOS DE MARTA DO PT
A prefeita Marta Suplicy admitiu a barganha política e o loteamento de cargos no executivo. Segundo ela, quem não concorda com a prática deve deixar suas funções: "O administrador que não for a favor da política de alianças tem que sair do governo"; "Ninguém pode governar esta cidade sozinho", justificou. "Antes das eleições estávamos aliados com o PCdoB e PSB". Agora os novos aliados de Marta a quem ela cede sub-prefeituras e regionais são malufistas e quercistas.
(Jornal da Tarde, 17/05/02)
4. MARTA DO PT NOMEIA SUSPEITO DE IRREGULARIDADE
Rui Corrêa, nomeado por Marta Suplicy Conselheiro Substituto do TCM, foi citado por receber aposentadoria irregular no relatório da CPI do Tribunal de Contas do Município pelo próprio PT.
(Folha de S. Paulo - 20/10/01)
5. A MENTIRA DE MARTA DO PT SOBRE AS CRECHES
A prefeita Marta Suplicy afirmou que sua administração está "entregando uma creche por semana". Em março deste ano a Folha de S.Paulo levantou os números de creches entregues por Marta e concluiu que não é verdade. Pelas contas da Folha, Marta entrega uma creche a cada três semanas e meia, e não a cada semana como anunciou.
(Folha de S. Paulo - 18/04/02)
6. A FARSA DO ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DO PT GAÚCHO
A imprensa gaúcha acusa o PT de utilizar o orçamento participativo em benefício próprio. Por ser organizado e ter braços políticos nas pequenas entidades de classe e comunidades de bairro, o PT impõe os seus interesses políticos nas questões cruciais, e ainda faz passar à população a imagem de que sob sua administração as decisões são tomadas de modo mais democrático.
(Editorial, Folha de S.Paulo, 23/08/02)
7. PT DE SP ALTERA LEI "NA CALADA DA NOITE" PARA BENEFICIAR EMPRESÁRIOS
O Ministério Público de São Paulo determina que qualquer mudança de zoneamento urbano deve passar por duas audiências públicas prévias. Este procedimento foi ignorado pelo PT ao incorporar, poucas horas antes da votação final do Plano Diretor da cidade, emendas que derrubaram restrições à construção de prédios em áreas estritamente residenciais. Com isso, beneficiaram donos de terrenos que viram a cotação de mercado de seus imóveis aumentar em até 500% do dia para a noite. Curiosamente, os petistas que apresentaram as emendas "na calada da noite" se recusam a revelar quem são os autores das mesmas.
(OESP, 04/09/02)
8. PT DE SÃO PAULO DÁ CALOTE DE IPTU E ALUGUEL
O PT não pagava desde 1992 o IPTU do prédio que abrigou a sede de seu diretório municipal até janeiro de 1997, em São Paulo. Em 1992, a prefeitura que deixou de receber era administrada por Luiza Erundina. Além da dívida fiscal, o PT deixou de pagar 4 meses de aluguel da sede. Depois de fazer acordo com o proprietário do imóvel o PT pagou, mas o cheque foi devolvido por falta de fundos. O dono diz que os petistas, quando deixaram o prédio levaram até pias e vasos sanitários.
(O Estado de S.Paulo, 28/08/97)
9. PT DO RS PAGA MENOS QUE UM SALÁRIO MÍNIMO PARA OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS
Apesar da bancada do PT no Congresso Nacional defender um salário mínimo de U$100 (R$180) há servidores do governo gaúcho recebendo apenas R$121,00.
(Jornal do Brasil, 22/02/00)
10. O PT BOICOTA (SABOTA) O BOLSA-ESCOLA POR MOTIVOS ELEITOREIROS
Seguindo a cartilha do quanto pior melhor, apenas 24,2% das prefeituras administradas pelo PT se habilitaram a receber o dinheiro do Programa Bolsa-Escola do governo federal. "Existe uma má-vontade do PT com o programa federal. O partido não quer aderir porque tem medo de ela dar certo e influenciar as eleições do ano que vem" - acusa Floriano Pesaro, secretário nacional do Bolsa-Escola. Entre as prefeituras petistas que não se cadastraram estão a de Xapuri, Vitória da Conquista, Goiânia, Governador Valadares, Caetés, Ponta Grossa, Blumenau, Campinas, São Paulo, Brasília, Campinas e outras.
(Correio Braziliense, 23/08/01)
11. PT DEFENDE DEPUTADO EMBRIAGADO QUE ATROPELOU MOTOCICLISTA E SE ESCONDEU ATRÁS DA IMUNIDADE PARLAMENTAR
"Visivelmente embriagado", segundo o boletim de ocorrência registrado na polícia civil de Erechim, o deputado Waldomiro Fiorovanti (PT-RS) atropelou o motociclista Osmar Kruger e sua mulher. O casal ficou ferido e Kruger chegou a ter a perna quebrada. O policial rodoviário federal Glademir Leandro diz que tentou levar Fiorovanti ao hospital para que fosse submetido a exame de teor alcoólico, mas o deputado se recusou a isso, além de ofender os policial, dizendo que tinha imunidade parlamentar. Para justificar a atitude do companheiro, o PT divulgou a seguinte nota: " (Fiorovante) exerceu o direito garantido a todo cidadão de não se submeter ao teste de teor alcoólico. Se houve desentendimento com os policiais, isso se deveu ao fato de ter sido a primeira vez que se envolveu em acidente de trânsito dessa dimensão."
(O Globo, 28/08/01)
12. O ESCÂNDALO DO CAIXA 2 DO PT DE SERGIPE
O Ministério Público de Sergipe determina a abertura de inquérito policial para apurar o desvio de mais de R$1 milhão de indenizações pagas pela Petrobrás a antigos funcionários da Petromisa, para repor perdas salariais do Plano Bresser. O dinheiro foi desviado pelo dirigente petista Marinaldo Alves, assessor do líder do PT no Senado, José Eduardo Dutra. Responsável pela administração do montante das indenizações, depositadas na conta do Sindicatos dos Mineiros de Sergipe, Marinalvo desviava de cada um dos beneficiados uma pequena parcela para sua conta pessoal. Denunciado, Marinalvo reconheceu por escrito o desfalque e fez um acordo, entregando bens para o pagamento de parte da dívida, boa parte comprada com o dinheiro desviado, como um trio elétrico que cedeu para a campanha de Marcelo Deda à prefeitura de Aracajú. Até o fim de outubro do ano passado, Marinalvo continuava integrado a direção do PT.
(O Globo, 08/11/01)
13. A PREFEITURA DO PT DE BELÉM ENTREGA OBRA DE FACHADA
A imprensa local denunciou que o palacete Bolonha, jóia da arquitetura paraense, ganhou uma demão de tinta, à noite tem uma iluminação especial e por fora ficou muito bonito. Mas por dentro está em ruínas.
(O Paraense, 11/11/01)
14. EM BELÉM O PT PROMETEU CONSTRUIR 4 MIL CASAS POPULARES, MAS NÃO ENTREGOU NENHUMA
Durante a campanha à prefeitura em 1996 o então candidato Edmílson Rodrigues, do PT, prometeu construir quatro mil casas populares, no horário eleitoral gratuito. Passados quatro anos da sua administração nem uma só casa popular tinha sido entregue.
15. O ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DO PT NO PARÁ É UMA FARSA
As decisões tomadas no Orçamento Participativo só influenciaram 4% do total das obras realizadas pela prefeitura no seu primeiro mandato em Belém. Em depoimento na Câmara Municipal, o ex-Secretário de Obras da Prefeitura diz que abandonou o cargo ao perceber que as irmãs do prefeito, que ocupam os influentes cargos de Presidente da Comissão de Licitações da Prefeitura e Secretaria do Planejamento, tinham total domínio sobre o destino da verba arrecadada pela prefeitura, e que o orçamento participativo era um engodo para fazer a população ter a falsa sensação de participação no processo de tomada de decisões.
16. INACREDITAVEL. O PT DO RS EXPULSA A FORD E DEIXA DE GERAR 90 MIL EMPREGOS
Um folheto da campanha de Olívio Dutra afirmava: "Com Olívio governador as obras da Ford continuarão em Guaíba. O projeto de implantação não sofrerá nenhuma alteração, gerando o mesmo número de empregos, com o mesmo cronograma de obras". O PT não cumpriu a palavra. Olívio Dutra rompeu o contrato com a Ford e junto dela fugiram do Rio Grande do Sul outras 32 empresas fornecedoras da montadora. As estimativas afirmam que os investimentos criariam 4.000 empregos diretos na Ford, 15.000 empregos na cadeia produtiva e mais 90.000 empregos decorrentes do "efeito-renda" (ou seja, do dinheiro que circularia na economia local).

O PT Democrático - Doutrinário 1. O PT QUE CENSURA
O PT gaúcho cerceia a liberdade de imprensa e condena o direito de opinião, desde que ela não seja favorável a ele. Incapaz de absorver críticas, logo apelidadas de crime de calúnia ou difamação, o partido já moveu numerosos processos contra jornalistas e intelectuais que denunciaram suas práticas irregulares ou simplesmente ousaram discordar dos seus métodos administrativos.
(Editorial, Folha de S.Paulo, 23/08/02)
2. O PT GAÚCHO AJUDA O MST
A polícia gaúcha faz vista grossa ao MST na invasão de fazendas produtivas e de alta tecnologia, sem nenhum respeito ao direito à propriedade. Perdida a esperança de o governo fazer respeitar a lei, os ruralistas intentam organizar-se para defender suas propriedades, o que pode gerar desfecho extremamente perigoso.
(Editorial, Folha de S. Paulo, 23/08/02)
3. A ESTRANHA ESCOLA DO PT GAÚCHO
A imprensa denunciou esta prática do PT gaúcho. Em várias oportunidades o ensino dos alunos sofreu influências ideológicas de esquerda. Seja nas cartilhas distribuídas nos colégios, ou mesmo na alteração do conteúdo de livros didáticos.
(Editorial, Folha de S. Paulo, 23/08/02)
4. O PT DO MS MONTOU UMA REDE DE ARAPONGAS
O governo de Zeca do PT montou uma rede de arapongas. Segundo documento da Secretaria de Segurança Pública, com carimbo "Reservado", são R$233 mil mensais pagos em "caráter secreto" a delatores sediados em pelo menos 20 cidades.
(Jornal de Brasília, 16/08/02)
5. PT TEM PRECONCEITO CONTRA PESSOAS BAIXAS, GORDAS E HOMOSSEXUAIS, NO MS.
Um edital do governo de Mato Grosso do Sul para o preenchimento de 350 vagas de agentes penitenciários excluía candidatos baixos, obesos, sem dentes, albinos ou com "desvio sexual". Publicado na última sexta-feira, o edital foi considerado "inconstitucional e discriminatório" por entidades ligadas aos direitos e defesa do cidadão.
(Folha de S. Paulo, 20/02/01)
6. NO PARÁ PREFEITO DO PT INCITA A POPULAÇÃO A INVADIR A SSP DO ESTADO
O prefeito Edmílson Rodrigues, o deputado João Batista Araújo, o Babá, e a deputada estadual Araceli Lemos, todos do PT, foram indiciados pela polícia por insuflar o quebra-quebra da Secretaria de Segurança Pública, com a ajuda do PST, da CUT. O discurso feito pelo prefeito Edmílson Rodrigues, do alto de um carro de som, foi a senha para que a militância do PT, do MST, da CUT, do PSTU, invadisse o prédio da Secretaria de Segurança Pública do Estado e num ato de barbárie, agredisse funcionários públicos, apedrejasse o prédio, batesse em jornalista e levasse o pânico ao centro da cidade, num arrastão de insensatez.
(O Liberal, 20/04/00)
7. PT DE FRANCA FAZ PROPAGANDA DO PARTIDO NAS ESCOLAS MUNICIPAIS
A Prefeitura de Franca (SP), administrada pelo petista Gilmar Dominici, publicou apostila destinada ao ensino médio que enaltece Lula e os programas do partido nas eleições presidenciais de 1994. A apostila é usada, segundo a Secretaria da Educação, pelos 8 mil alunos do Centro de Ensino Supletivo Municipal e destinado a adultos. A apostila afirma, por exemplo, que Fernando Henrique, nas eleições de 94, teve apoio de empresários multinacionais e da Rede Globo. "Todos com medo de que Lula chegasse à Presidência" - diz um trecho do livro. Para Dominici e a secretária da Educação, Mariana Coelho Rosa, o livro faz justiça à história de Lula. "Faz justiça porque são fatos que realmente aconteceram" - diz Mariana.
(Folha de São Paulo, 11/04/00)
8. ASSUSTADOR. NO RS GOVERNADOR APROVA ATOS DE VANDALISMO E A POLÍCIA DO PT ASSISTE A TUDO DE BRAÇOS CRUZADOS
Um caso de vandalismo chocou Porto Alegre na festa dos 500 Anos, no dia 22 de abril de 2000: a destruição de um relógio do "Brasil 500 Anos", instalado pela Rede Globo, por pessoas que carregavam bandeiras do PT, com a conivência da Brigada Militar e a aprovação do governador Olívio Dutra, que disse; "Eu vi as imagens e tenho o respeito às manifestações de todos os que querem dizer da sua inconformidade com a situação do Brasil". Em nota oficial, o governador diz: "O que aconteceu em Porto Alegre foi um reflexo da indignação observada em todo o país". Havia, entre os vândalos, funcionários da Secretaria de Justiça e Segurança, como Sônia Aparecida Araújo Moreira, que deu um esporro público num major da BM: "Mas de quem é o comando de vocês aqui? Então o senhor se retira agora, não tem que cuidar de relógio merda nenhuma."
(Zero Hora, 22.04.01)
9. INACREDITÁVEL. O PT DO RS RECEBE AS FARCS DE BRAÇOS ABERTOS
Durante mais de uma hora, a portas fechadas, o governador Olívio Dutra recebeu o colombiano Hernán Ramirez, integrante das FARCs. As FARCs sequestram e assassinam políticos e jornalistas na Colômbia e mantém parceria com o tráfico internacional de cocaína.

Anônimo disse...

Caro Serrão, dê uma olhada no Olavão dizendo umas verdades...

Geração sanguessuga
Olavo de Carvalho

Diário do Comércio, 13 de fevereiro de 2009

http://www.olavodecarvalho.org/semana/090213dc.html

Quando François-Noël Babeuf (1760-1797) fundou a primeira organização comunista de massas, ele fixou algumas regras para identificar os militantes capacitados e distingui-los dos oportunistas e aproveitadores. Essas regras foram absorvidas depois pela Primeira Internacional de Karl Marx e se tornaram parte integrante da tradição comunista. São até hoje um dos fatores essenciais que dão força e consistência ao movimento revolucionário. Filippo Buonarrotti, no livro que consagrou à epopéia babeufista, resume algumas delas:
* Devoção aos princípios da organização e disposição de sacrificar a eles o interesse pessoal e os prazeres.
* Coragem, desprezo pelo perigo e pelas dificuldades.
* Paciência e perseverança.
* Respeito pela hierarquia.
* Inviolável respeito à palavra dada, à promessa e aos votos.
* Nenhum desejo de brilhar, de dar impressão ou de se impor.
São normas de senso comum, sem as quais nenhuma organização pode prosperar, nenhum movimento político pode crescer, nenhum grupo humano pode avançar um passo sem tropeçar em dificuldades invencíveis e assistir, impotente, à vitória do inimigo perseverante, devotado, disciplinado e organizado.
Se o PT chegou aonde chegou, não foi pelos ardis maquiavélicos dos ladrões que o lideram. Foi graças ao esforço devotado de milhares de militantes anônimos que durante décadas ofereceram generosamente ao partido seu dinheiro e suas horas de trabalho, enfrentando toda sorte de riscos e dificuldades sem outra esperança senão a de que o socialismo petista pudesse dar a todos os brasileiros uma vida melhor.
Se querem saber por que a direita no Brasil é tão fraca, tão vacilante, tão incapaz de erguer a cabeça e enfrentar o adversário com algum sucesso, perguntem a si próprios quantos liberais e conservadores, no seu círculo de conhecidos, têm alguma daquelas virtudes mínimas requeridas de um militante comunista. Quantos aceitam sacrificar mesmo um pouco de suas ambições capitalistas do presente para assegurar que a democracia capitalista continue existindo no futuro? Quantos não tremem de pavor ante a mera possibilidade de ser, não digo assassinados, não digo surrados, não digo perseguidos, mas simplesmente xingados ou desprezados pelos esquerdistas? Quantos não evitam a companhia de seus correligionários mais corajosos, só para não ser rotulados de extremistas junto com eles, mesmo sabendo que o rótulo é injusto? Quantos entendem a diferença entre defender a liberdade de mercado e beneficiar-se dela deixando a outros menos beneficiados, ou não beneficiados de maneira alguma, o encargo de defendê-la?
Minha experiência, nesse sentido, foi bem decepcionante. Durante muitos anos fui praticamente o único, na grande mídia, a defender os valores que a esquerda odeia – pelo menos o único a defendê-los com alguma eficiência, erguendo a discussão para um plano de exigência intelectual e de franqueza verbal em que meus adversários sentiam falta de ar e preferiam abandonar a luta. Rompi a marteladas o manto de chumbo com que a ideologia dominante esmagava, ora sob insultos atemorizantes, ora sob afetações de desprezo olímpico, toda veleidade de oposição. Contra tudo e contra todos, abri um espaço. Quem veio ocupá-lo? Um exército de militantes, de combatentes, de homens valentes dispostos a honrar o exemplo do antecessor? Sim, vieram alguns com esse espírito, e muito me orgulho deles. Mas em geral o que vi foi uma horda de oportunistas esfomeados, que na atmosfera mais respirável que se abria não viam um horizonte de luta, mas um mercado, uma promessa de lucros fáceis, uma oportunidade de subir na vida sem fazer força. As palavras conservadorismo, liberalismo, democracia, não atingiam os seus corações como um chamamento ao dever: afagavam seus ouvidos como um sussurro sedutor, rebrilhavam em seus olhos como cifrões esculpidos em ouro. Eles entravam, pois, em campo, decididos não a continuar o que eu havia começado, mas a explorá-lo em proveito próprio, vendendo logo a primeira colheita em vez de replantar as sementes. Para isso, evidentemente, tinham de transmutar o fruto do meu trabalho em um produto menos ácido, mais palatável, próprio a ser consumido como divertimento intelectual em vez servir de combustível e munição. Não vinham lutar ao meu lado, mas tentar ocupar o meu lugar o mais rápido possível, chutando para um canto o pioneiro incômodo e substituindo ao seu discurso exigente e implacável o estilo castrado e acomodatício dos oportunistas e dos sedutores.
________________________________________
Comente este artigo no fórum:
http://www.seminariodefilosofia.org/forum/15

Anônimo disse...

Caro Serrão, dê uma olhada no Olavão dizendo umas verdades...

Geração sanguessuga
Olavo de Carvalho

Diário do Comércio, 13 de fevereiro de 2009

http://www.olavodecarvalho.org/semana/090213dc.html

Quando François-Noël Babeuf (1760-1797) fundou a primeira organização comunista de massas, ele fixou algumas regras para identificar os militantes capacitados e distingui-los dos oportunistas e aproveitadores. Essas regras foram absorvidas depois pela Primeira Internacional de Karl Marx e se tornaram parte integrante da tradição comunista. São até hoje um dos fatores essenciais que dão força e consistência ao movimento revolucionário. Filippo Buonarrotti, no livro que consagrou à epopéia babeufista, resume algumas delas:
* Devoção aos princípios da organização e disposição de sacrificar a eles o interesse pessoal e os prazeres.
* Coragem, desprezo pelo perigo e pelas dificuldades.
* Paciência e perseverança.
* Respeito pela hierarquia.
* Inviolável respeito à palavra dada, à promessa e aos votos.
* Nenhum desejo de brilhar, de dar impressão ou de se impor.
São normas de senso comum, sem as quais nenhuma organização pode prosperar, nenhum movimento político pode crescer, nenhum grupo humano pode avançar um passo sem tropeçar em dificuldades invencíveis e assistir, impotente, à vitória do inimigo perseverante, devotado, disciplinado e organizado.
Se o PT chegou aonde chegou, não foi pelos ardis maquiavélicos dos ladrões que o lideram. Foi graças ao esforço devotado de milhares de militantes anônimos que durante décadas ofereceram generosamente ao partido seu dinheiro e suas horas de trabalho, enfrentando toda sorte de riscos e dificuldades sem outra esperança senão a de que o socialismo petista pudesse dar a todos os brasileiros uma vida melhor.
Se querem saber por que a direita no Brasil é tão fraca, tão vacilante, tão incapaz de erguer a cabeça e enfrentar o adversário com algum sucesso, perguntem a si próprios quantos liberais e conservadores, no seu círculo de conhecidos, têm alguma daquelas virtudes mínimas requeridas de um militante comunista. Quantos aceitam sacrificar mesmo um pouco de suas ambições capitalistas do presente para assegurar que a democracia capitalista continue existindo no futuro? Quantos não tremem de pavor ante a mera possibilidade de ser, não digo assassinados, não digo surrados, não digo perseguidos, mas simplesmente xingados ou desprezados pelos esquerdistas? Quantos não evitam a companhia de seus correligionários mais corajosos, só para não ser rotulados de extremistas junto com eles, mesmo sabendo que o rótulo é injusto? Quantos entendem a diferença entre defender a liberdade de mercado e beneficiar-se dela deixando a outros menos beneficiados, ou não beneficiados de maneira alguma, o encargo de defendê-la?
Minha experiência, nesse sentido, foi bem decepcionante. Durante muitos anos fui praticamente o único, na grande mídia, a defender os valores que a esquerda odeia – pelo menos o único a defendê-los com alguma eficiência, erguendo a discussão para um plano de exigência intelectual e de franqueza verbal em que meus adversários sentiam falta de ar e preferiam abandonar a luta. Rompi a marteladas o manto de chumbo com que a ideologia dominante esmagava, ora sob insultos atemorizantes, ora sob afetações de desprezo olímpico, toda veleidade de oposição. Contra tudo e contra todos, abri um espaço. Quem veio ocupá-lo? Um exército de militantes, de combatentes, de homens valentes dispostos a honrar o exemplo do antecessor? Sim, vieram alguns com esse espírito, e muito me orgulho deles. Mas em geral o que vi foi uma horda de oportunistas esfomeados, que na atmosfera mais respirável que se abria não viam um horizonte de luta, mas um mercado, uma promessa de lucros fáceis, uma oportunidade de subir na vida sem fazer força. As palavras conservadorismo, liberalismo, democracia, não atingiam os seus corações como um chamamento ao dever: afagavam seus ouvidos como um sussurro sedutor, rebrilhavam em seus olhos como cifrões esculpidos em ouro. Eles entravam, pois, em campo, decididos não a continuar o que eu havia começado, mas a explorá-lo em proveito próprio, vendendo logo a primeira colheita em vez de replantar as sementes. Para isso, evidentemente, tinham de transmutar o fruto do meu trabalho em um produto menos ácido, mais palatável, próprio a ser consumido como divertimento intelectual em vez servir de combustível e munição. Não vinham lutar ao meu lado, mas tentar ocupar o meu lugar o mais rápido possível, chutando para um canto o pioneiro incômodo e substituindo ao seu discurso exigente e implacável o estilo castrado e acomodatício dos oportunistas e dos sedutores.
________________________________________
Comente este artigo no fórum:
http://www.seminariodefilosofia.org/forum/15