segunda-feira, 4 de maio de 2009

Busca de corpos da Guerrilha do Araguaia, cortes de verbas e indicação de comunista para Defesa acuam militares?

Edição de Segunda-feira do Alerta Total http://alertatotal.blogspot.com

Adicione o blog e podcast a seus favoritos.

Por Jorge Serrão


Obedecendo à estratégia globalitária programada pelo Diálogo Interamericano de desmoralizar, desmobilizar e desvalorizar as Forças Armadas Brasileiras, para impedir que cumpram o papel de defesa da soberania nacional, o desgoverno revanchista aplica mais um golpe moral e ideológico nos militares. O Ministério da Defesa ordenou que o comandante do Exército, General Enzo Perri, designe, em 10 dias, quem fará parte de um grupo de trabalho para buscar corpos de desaparecidos da Guerrilha do Araguaia.

O Comandante do EB só vai cumprir a determinação se quiser. O Ministério da Defesa, por princípio constitucional, não tem competência para dizer o que o EB fará ou não neste caso. Só quem poderia dar tal ordem é o Presidente da República. Veja a doutrina correta, relendo: Constituição mostra que Ministério da Defesa não pode exercer qualquer autoridade sobre as Forças Armadas, em nossa edição de 30 de abril. Como o chefão em comando Lula da Silva não gosta de se meter em assuntos militares polêmicos, delega, indevida e inconstitucionalmente, a seu subordinado Nelson Jobim uma missão que é indelegável do ponto de vista da carta de 88.

O atual esquema de depreciação do Exército emprega, como agentes conscientes e intermediários, os membros do PC do B – partido cujos guerrilheiros foram derrotados pelas tropas do EB, nos anos 70. A próxima manobra para deixar os militares descontentes e acuados será a nomeação do deputado federal comunista Aldo Rebello para titular do Ministério da Defesa, em substituição ao Genérico Nelson Jobim, que migraria para a Justiça. Para pavimentar seu caminho, Aldo hoje já é visto até com simpatia por alguns membros da cúpula das Forças Armadas como um “defensor dos Militares” na polêmica questão da Raposa do Sol e da defesa da Amazônia.

A presente missão ordenada para o Exército no Araguaia será localizar, recolher e identificar os corpos de guerrilheiros, militares e agricultores mortos durante os combates entre opositores do regime militar - mobilizados pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB) - e tropas do Exército, no início da década de 70. Não se sabe o número exato dos que morreram durante os conflitos. Na versão do PC do B, pelo menos 58 militantes desapareceram e seus corpos nunca foram localizados. Seus familiares cobram indenização da Comissão de Anistia.

Na missão quase impossível de buscar corpos na selva, o EB terá de vasculhar localidades próximas ao Rio Araguaia, na divisa entre os atuais estados do Pará, Maranhão e Tocantins (então, ainda parte do estado de Goiás). Os trabalhos de busca deverão durar um ano, mas o prazo pode ser ampliado. Os militares terão sua atuação acompanhada por observadores independentes - convidados pelo próprio EB.

Não será surpresa se a Comissão do Exército for obrigada a intimar, para depoimentos oficiais, todos os militares que participaram da Guerrilha do Araguaia. Será mais uma provocação ideológica aos militares. A intenção do Ministério da Defesa é tornar públicas as informações sobre a guerrilha que continuam sob sigilo. O ministério tira proveito de uma decisão do Superior Tribunal de Justiça em setembro de 2007. O STJ considerou que é obrigação da União localizar e resgatar os corpos ainda não encontrados da guerrilha.

Já prejudicado por um corte de 40% no orçamento, com a ordem para procurar os mortos do Araguaia, o EB fica mais uma vez acuado diante das pressões dos seus “inimigos internos” que agem em nome dos grandes interesses globais contra a soberania do Brasil. A sorte é que Aldo Rebello está chegando, para alegria de poucos oficiais “melancias”.

Pretensa motivação

A criação do grupo de trabalho para a “Procura do Araguaia” foi publicada no Diário Oficial da União da última quinta-feira.

O Ministério da Defesa justifica a iniciativa criticando "a limitação dos resultados alcançados nas expedições já realizadas".

O ministério, comandado por Nelson Jobim, reconhece a necessidade de novos trabalhos de campo, com os meios logísticos e necessários.

Metas cobradas

O grupo terá representantes do Exército, dos governos do Pará e do Distrito Federal, além de outros órgãos e entidades a serem indicados pelo Comando do Exército.

O EB terá de apresentar um plano de trabalho com procedimentos e metas a serem adotadas.

Além de apresentar relatórios trimestrais, ao fim de um ano o grupo, deverá elaborar um relatório final sobre os resultados das buscas.

Mais desmoralização

O soldado do Exército Tiago Santos da Silva, de 20 anos, lotado no 23º Batalhão Logístico Pára-quedista, foi preso pela PM quando tentava fugir com um Fox roubado na noite de domingo, no Rio de Janeiro.

É apenas mais um caso de infiltração estratégica de bandidos, promovida pelo tráfico, nas Forças Armadas.

O EB, que não consegue se defender dos cortes de verbas impostos pelo Ministério da Defesa e pela equipe econômica, também tem dificuldades para filtrar os recrutas que seleciona para seus quadros.

Batalha de marketing perdida

O Rio de Janeiro já perdeu a batalha para ter o direito de realizar as Olimpíadas de 2016.

A representante do Comitê Olímpico Internacional que veio fiscalizar o programa da cidade para os jogos concluiu que as obras de infra-estrutura necessárias, além de muito caras em relação a de outras cidades candidatas, tem um prazo de execução duvidoso.

A turma do COI não se iludiu com o teatrinho armado no feriadão, porque já tinha informações reais e nada positivas, passadas por observadores que vieram antes.

Negócios na Defesa

Os empresários no desgoverno brasileiro já articulam para que os 12 países sul-americanos invistam até US$ 500 bilhões em um núcleo militar integrado de defesa.

No Brasil, a Orbisat fechou a venda de cinco radares de vigilância aérea e terrestre a baixa altura para o Exército Brasileiro e um para o Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam).

O valor do negócio não foi divulgado, mas cada equipamento, desenvolvido no Brasil, custa de US$ 2 milhões a US$ 3 milhões.

Nova Guerra do Paraguai

O Valor Econômico informa que governo do Paraguai rejeitou a proposta brasileira para um acordo nas negociações sobre o preço da energia da hidrelétrica de Itaipu.

Os paraguaios já montaram as principais linhas de argumentação para um eventual pedido de arbitragem em corte internacional.

A base da contestação está na suposta "ilegitimidade" da dívida assumida na década de 70 para construir a hidrelétrica.

O Grande Padre (pai, em espanhol) Fernando Lugo e seus auxiliares diretos, que chegam quinta-feira ao Brasil, apontam irregularidades em pelo menos US$ 4,19 bilhões da dívida (em valores de 1996, sem atualização).

Deu no NYT

O New York Times de hoje informa que a venda de carros blindados continua crescendo no Brasil, apesar da recessão.

O jornal norte-americano classifica São Paulo como a cidade com maior fabricação e venda de veículos blindados para uso civil no mundo.

A Associação Brasileira de Blindagem informa que mais de 7 mil carros foram blindados no Brasil no ano passado, em comparação com 1.782 1há dez anos.

Pena que não exista blindagem, à venda, contra o desgoverno entreguista, senão também faria o maior sucesso...

Só festa...

Com toda sorte do mundo, o Flamengo conquistou seu quinto tri-Campeonato.

O Mengão faturou o 31º título Carioca da História, e agora detém a a hegemonia incontestável no futebol carioca, com mais campeonatos que o rival Fluminense, que tem 30 conquistas.

Vitória sobre o Botafogo nos pênaltis é redundância de felicidade...

E o técnico Cuca quebrou o tabu de não vencer nada importante.

E o Ronaldo, fenômeno desprezado pela incompetência de gestão do Flamengo, deu a volta por cima no título invicto conquistado pelo Corinthians no Paulistão 2009.

Os deuses do futebol devem saber o que fazem...

Vida que segue...

Ave atque vale!

Fiquem com Deus!

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 04 de Maio de 2009.

4 comentários:

Esperança disse...

Presidente do Irã cancela viagem ao Brasil, diz agência
http://noticias.terra.com.br/brasil/interna/0,,OI3743495-EI7896,00-Presidente+do+Ira+cancela+viagem+ao+Brasil.html
Redação Terra / Com informações da agência Ansa. / 04.05.09

O presidente do Irã, Mahmoud Ahmadinejad, cancelou uma viagem que faria à América Latina, inclusive ao Brasil. A informação é da agência de notícias islâmicas Irna, que diz que Ahmadinejad deixará Teerã, capital do Irã, rumo a Damasco na terça-feira.

O presidente iraniano visitaria Brasil, Venezuela e Equador, diz a Irna, que não citou o motivo do cancelamento da visita. Segundo a agência, o iraniano vai a Damasco discutir "assuntos de interesse mútuo" e o "desenvolvimento regional" com o dirigente sírio Bashar al-Assad.

Procurados pelo Terra, o gabinete da Presidência da República, o Ministério das Relações Exteriores e a embaixada iraniana afirmaram desconhecer a informação. Segundo a embaixada, os diplomatas continuavam, no início da tarde, os preparativos para a visita do presidente.

A chegada do mandatário ao Brasil, primeira escala de sua viagem pela América Latina, estava prevista para esta quarta-feira. No País, segundo havia informado o chanceler Manouchehr Mottaki, o Irã buscaria aprofundar a estrutura para uma relação baseada no respeito mútuo de interesses.

Ahmadinejad viajaria acompanhado de uma delegação composta por 110 pessoas e seu principal objetivo na Venezuela e Equador seria verificar acordos de cooperação nas áreas energética e econômica firmados com os governos locais.

Nesta manhã, o porta-voz do Ministério das Relações Exteriores do Irã, Hassan Qashqavi, havia confirmado a viagem, explicando que o governo buscava "relações ativas com os países da América Latina nos setores de cultura, economia e política".

A visita do presidente iraniano ao Brasil também havia gerado tensões, já que Ahmadinejad negou a existência do holocausto durante a na Conferência sobre Racismo da Organização das Nações Unidas (ONU) no último dia 20.

Na ocasião, o governo brasileiro criticou em nota oficial o discurso do mandatário, mas não retirou o convite da visita ao País, fato que fez com que Israel convocasse para consultas o embaixador do Brasil em Teerã, Pedro Motta.

O ministro das Relações Exteriores do Brasil, Celso Amorin, respondeu dizendo que o País desejava iniciar com o Irã "um diálogo franco, sem reservas e com liberdade para exprimir as suas divergências".

Ontem, manifestantes protestaram no Rio de Janeiro e em São Paulo contra a visita.

saitica disse...

Muito legal o Alerta Total, pena que muita gente não se tocou para as jogadas do capital estrangeiro e o Lula abre os braços para o Tio San.
Parabéns para este blogueiro.
Visite: www.saitica.blogspot.com

SOS - DIREITOS HUMANOS disse...

SITIO CALDEIRÃO, ARAGUAIA DO CEARÁ:

No Estado do Ceará houve também um "Araguaia", foi o MASSACRE cometido em 1936 pelo Exército e Polícia Militar, no SÍTIO DA SANTA CRUZ DO DESERTO ou SÍTIO CALDEIRÃO, que foi bombardeado e depois, em terra, 1000 CAMPONESES CATÓLICOS foram mortos e enterrados em COVA COLETIVA.

Como foi um crime contra a humanidade, a SOS - DIREITOS HUMANOS pediu judicialmente em 2008 que a União e o Estado do Ceará digam onde está a cova para as vítimas sejam enterradas com diginidade e os familiares indenizados.

Cordialmente,

Dr. OTONIEL AJALA DOURADO
(85) 8613.1197
Presidente da SOS - DIREITOS HUMANOS
www.sosdireitoshumanos.org.br

Anônimo disse...

Nos Olhos dos Outros... !!
Vasculhando a Internet vi que há uma ONG norte-americana que pressiona para que a investigação da Guerrilha do Araguaia, seja profundamente investigada. Muito bem!!!!
Acho muito mais urgente do que a Araguaia, pois, é mais recente que os organismos internacionais que tem força moral investiquem com rigor o massacre do povo inocente do Iraque e o assassinato covarde e vil, por enforcamento do Saddan, por motivos de armas de destruição em massa que nunca existiram. Que covardia imunda!!OVelhoPatriota O Plano brasil Luiz