domingo, 19 de julho de 2009

Vaticano aprova materialismo total?

Artigo no Alerta Total - www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Os católicos liberais do mundo inteiro estão confusos, perplexos e até irritados com Encíclica “Caritas in veritate”, do Papa Bento XIV, que defende uma autoridade política mundial. Do mesmo modo como propõem os Bilderberg, do mesmo modo como quer a ONU, querem os banqueiros que controlam a aplicação dos recursos onde seus lucros sejam eventualmente maiores.

A autoridade política mundial única será o mesmo que abrir mão da soberania territorial, abrir mão da autoridade sobre a própria moeda, distribuição de renda, prioridades de investimento. Tudo será determinado pelo governo único desta Nova Ordem Mundial proposta pelo trono inglês através de seus clubes que reúnem realezas, banqueiros e outros milionários concentradores de riqueza e tradicionais fazedores de guerras.

Chega o cara do Vaticano e diz: - olhai gente: é melhor deixar a vaca ir prô brejo. Abro mão da autoridade espiritual sobre os católicos! É urgente aceitar uma Autoridade Mundial que “deverá ser reconhecida por todos, gozar de poder efetivo para garantir a cada um a segurança, a observância da justiça, o respeito dos direitos”.

Sinal verde para a opressão descrita no Apocalipse. Sinal verde para abrir mão da consciência espiritual, abrir da liberdade e do livre arbítrio, em favor da nobreza e seus banqueiros controladores, gestores naturais desta Autoridade Mundial que o Papa propõe, ao mesmo tempo em que os caras do G8 lançam as imagens da Moeda da Nova ordem Mundial, já devidamente cunhada.

A imposição imperial dos interesses materiais está sacramentada pela autoridade espiritual dos católicos. É mesmo para sentir um nó nas tripas e uma sacudida nos neurônios. Os comunistas eclesiais de base da Teologia da Libertação devem estar eufóricos. O humanismo materialista caracterizado pela submissão total ao Estado Único, aprovado por Roma, “mãe e mestra da verdade”.

O bem comum superior, a crença e a fé fortalecedoras da consciência e do respeito humano, são valores que o Papa propõe entregar aos bandidos, lavando as mãos, que nem Pilatos para as conseqüências devastadoras, primeiramente no plano espiritual e na seqüência ampliando o caos material. Tudo como está descrito nas atas dos Bilderberg, da Comissão Trilateral, do G-8, do Diálogo Interamericano, do Foro de São Paulo e das diversas Internacionais Comunistas.

Referências colhidas no Site da Sacralidade.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Releia também o artigo de Pedro Chaves: Guerra Econômica - I

12 comentários:

Anônimo disse...

Saindo do contexto do post, venho comunicar um aviso de extrema importância. Trata-se da censura que estão tramando para nós internautas e apreciadores deste fantástico meio de comunicação.
Se quiserem podem procurar pelo vídeo no youtube que vocês irão visualizar.

A Nova Ordem Mundial Está Censurando a Internet (Internet 2)


http://www.youtube.com/watch?v=iv8tKbbi8f4&NR=1

Anônimo disse...

Saindo do contexto do post, venho comunicar um aviso de extrema importância. Trata-se da censura que estão tramando para nós internautas e apreciadores deste fantástico meio de comunicação.
Se quiserem podem procurar pelo vídeo no youtube que vocês irão visualizar.

A Nova Ordem Mundial Está Censurando a Internet (Internet 2)


http://www.youtube.com/watch?v=iv8tKbbi8f4&NR=1

Lauro Sebastião Vicente disse...

JANUS,chamado como "Líbelo infame" por ROMA na boca do seu cardeal MANNING. È a verdade viva da história dos PAPAS. Tendo sido
respeitado pela EUROPA como o mani-
festo do catolicismo liberal. Der
Papst und das Concil, "Ja por aí a
seita do pontífice-rei ficava es-
tritamente classificada na sua ín-
dole, nos seus desígnios, na sua a-
ção social; FICAVA EVIDENTEMENTE DEMONSTRADO O ROMANISMO NÃO É UMA
RELIGIÃO mas uma política, e a mais viciosa, a mais sem escrúpu-
los, a mais funestas de todas as políticas. De Rui Barbosa, em o PA-
PA E O CONCILIO. Lauro

Eraldo disse...

Caro Arlindo. Bom, a ser verdade esta postura do Papa Bento XVI, cumprem-se duas profecias: a dos "Protocolos" e a de São Malaquias, segundo a qual o atual Papa seria o penúltimo, pois com o próximo papado a Igreja Católica deixará de existir. Além, é claro, das profecias do Apocalipse.

Anônimo disse...

Respeito os adeptos da Igreja Católica, mas que essa foi fogo, foi! E agora, o Papa é Pop?

Uniblab disse...

Espera-se que os anti-católicos não sejam hipócritas a ponto de ignorar o restante da encíclica; por exemplo, o trecho sobre a necessidade de uma reforma drástica da ONU.

Quanto ao trecho em questão sobre o "governo mundial", ele é perfeitamente passível de crítica, o que aliás já está sendo feito pelos próprios católicos (vide aqui e aqui), sem a ajuda de palpiteiros que sequer leram a encíclica.

Anônimo disse...

Papa fala contra uma Nova Ordem Mundial
John-Henry Westen,
LifeSiteNews.com

Jornais, blogs, programas de rádio e de televisão estão repletos de discussões sobre o suposto convite do Papa Bento XVI para uma “Nova Ordem Mundial” ou um “Governo Mundial” [one-world government]. Estas idéias, no entanto, não estão baseadas nem na realidade nem numa leitura clara da última encíclica do Papa, Caritas in Veritate, cuja publicação ontem [07 de julho] acendeu a discussão inflamada.

O Papa, na verdade, fala diretamente contra um Governo Mundial e, como deveria ser esperado por aqueles que leram os seus escritos anteriores, convida a uma massiva reforma das Nações Unidas. A confusão parece ter surgido do parágrafo 67 da encíclica, que teve algumas citações [pull-quotes] escolhidas para apimentar [have spiced] as páginas dos jornais mundo afora, do New York Times àqueles bloggers de teorias da conspiração que vêem o Papa como o Anticristo.

Entretanto, no parágrafo 41, o Santo Padre diferencia especificamente o seu conceito de uma autoridade política mundial [a world political authority] daquele de um Governo Mundial [a one-world government]. “Nós devemos”, ele diz, “promover uma autoridade política dispersa”. Ele explica que “a economia integrada do presente não faz com que o papel dos Estados seja redundante; mas, ao invés disso, faz com que os governos precisem de uma maior colaboração mútua. Ambas, sabedoria e prudência, sugerem que não sejamos tão precipitados em declarar o fim do Estado. Em termos de solução da presente crise, o papel do Estado parece destinado a crescer, conforme ele recupere muitas de suas competências. Em algumas nações, no entanto, a construção ou reconstrução do Estado permanece um fator chave de seu desenvolvimento”.

Anônimo disse...

Mais adiante na encíclica (57), ele fala no conceito oposto de um Governo Mundial - subsidiariedade (o princípio da Doutrina Social da Igreja que estabelece que as questões devem ser resolvidas pela menor, mas baixa e menos centralizada autoridade competente) - como sendo essencial. “A fim de não produzir um perigoso poder universal de natureza tirânica, o governo da globalização deve ser marcado pela subsidiariedade”, diz o Papa.

Outra das citações chaves que foram extraídas da encíclica por causa do seu potencial chocante é esta: “em face ao inesgotável crescimento da interdependência global, há um forte sentimento da necessidade, mesmo no meio de uma recessão global, de uma reforma da Organização das Nações Unidas, e igualmente das instituições econômicas e financeiras internacionais, de modo que o o conceito de Família das Nações possa se tornar realidade [can acquire real teeth]“.

Desde muito antes do seu papado, Joseph Ratzinger lutou vigorosamente contra a visão das Nações Unidas de uma “Nova Ordem Mundial”. Já em 1997, e repetidas vezes depois disso, Ratzinger fez de tal visão seu objetivo público [took public aim at such a vision], notando que a filosofia vinda das conferências da ONU e o Millenium Summit “propunha estratégias para reduzir o número de convidados à mesa da humanidade, a fim de que a presumida felicidade que [nós] atingimos não seja afetada”.

“Na base desta Nova Ordem Mundial”, ele falou que está a ideologia do “fortalecimento das mulheres”, que equivocadamente vê “os principais obstáculos para a plenitude [das mulheres] [como sendo] a família e a maternidade”. O então cardeal avisou que “neste estado do desenvolvimento da nova imagem do novo mundo, os cristãos - não somente eles; mas, em qualquer caso, eles mais do que os outros - têm o dever de protestar”.

Anônimo disse...

Bento XVI de fato repetiu estas críticas em sua nova encíclica. Na Caritas in Veritate, o Papa condena as “práticas de controle demográfico, da parte de governos que freqüentemente promovem a contracepção e chegam até mesmo a ponto de impôr o aborto”. Ele também denuncia os corpos econômicos mundias como o FMI e o Banco Mundial (sem os nomear especificamente) por suas práticas de empréstimo que visam ao assim chamado “planejamento familiar”. “Há razões para suspeitar que a ajuda ao desenvolvimento está às vezes ligada a específicas políticas de saúde pública que de fato envolvem a imposição de fortes medidas de controle de natalidade”, diz a encíclica.

Qualquer visão de uma adequada ordenação do mundo, de economia ou cooperação política internacional, sugere o Papa, deve estar baseada em uma “ordem moral”.. Isto inclui primeiro e principalmente “o direito fundamental à vida” da concepção à sua morte natural, o reconhecimento da família baseada no casamento entre um homem e uma mulher como base da sociedade e liberdade religiosa e a cooperação entre todas as pessoas com base nos princípios da Lei Natural.

Anônimo disse...

http://www.lifesitenews.com/ldn/2009/jul/09070812.html

Anônimo disse...

SABE, O QUE EU TENHO A DIZER É:
PREPAREM-SE! A PALAVRA DE DEUS É FIEL, AQUELA PREGADA PELOS VERDADEIROS EVANGÉLICOS, PESSOAS SIMPLES MAS DE GRANDE VISÃO ESPIRITUAL , É AMIGOS O QUE DEUS FALOU TÁ FALADO. TÁ AI A NOVA ORDEM MUNDIAL...
A BÍBLIA AVISOU HEIN!
AI...AI... É ,É O COMEÇO DOS AIS.

arnaldo ribeiro ou israel disse...

C O N V O C A Ç Ã O D I V I N A

(sl.108.7) DISSE DEUS NA SUA SANTIDADE: (ex.4.22) ISRAEL É MEU FILHO, MEU PRIMOGÊNITO; (IS.49.3) POR QUEM HEI DE SER GLORIFICADO: (IS.30.12) PELO QUE ASSIM DIZ O SANTO DE ISRAEL:
Todo Cristão desperto deve ingressar no ciclo da Nova Ordem Mundial, que nasceu com a criação do Reino de Deus na terra:
(MT.25.34) VINDE, BENDITOS DE MEU PAI! ENTRAI NA POSSE DO REINO QUE VOS ESTÁ PREPARADO DESDE A FUNDAÇÃO DO MUNDO: (JB.6.27) TRABALHAI, NÃO PELA COMIDA QUE PERECE, MAS PELA QUE SUBSISTE PARA A VIDA ETERNA, A QUAL O FILHO DO HOMEM VOS DARÁ; PORQUE DEUS, O PAI, O CONFIRMOU COM O SEU SELO: (JB.6.63) O ESPÍRITO E O QUE VIVIFICA, A CARNE PARA NADA APROVEITA: (MC.8.36) QUE IMPORTA AO HOMEM GANHAR O MUNDO INTEIRO, E PERDER A SUA ALMA?
(HB.5.11) A ESSE RESPEITO TEMOS MUITAS COUSAS QUE DIZER E DIFICIL DE EXPLICAR; PORQUANTO VÓS TENDES TORNADO TARDIOS EM OUVIR: (LC.16.9) E EU VOS RECOMENDO:
Estudai e praticai os fundamentos cristãos, que temos divulgado através da internet, em particular no blog de Arnaldo Ribeiro ou Israel:
(TB.5.21) FAZEI BOA JORNADA, E DEUS SEJA CONVOSCO NO VOSSO CAMINHO, E O SEU ANJO VÁ EM VOSSA COMPANHIA: