quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Governo quer impedir uso do FGTS para a compra de ações pré-sal da Petrobras, e mercado questiona negócio

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alertawww.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

Está em xeque o processo de capitalização da Petrobras (via emissão de novas ações da empresa) e o uso destes recursos na aquisição de direitos de exploração de petróleo. Existem riscos – principalmente para os pequenos acionistas - no chamado modelo de “transação com parte relacionada”, quando um acionista controlador (a União) aliena um ativo de sua propriedade para uma empresa que controla e comanda as decisões.

Mauro Rodrigues da Cunha - presidente do Conselho de Administração do IBGC (Instituto Brasileiro de Governança Corporativa) – adverte que o negócio terá impactos não só sobre a Petrobras, mas também sobre todo o mercado de capitais brasileiro. O especialista adverte que as Diretrizes de Governança da Petrobrás, aprovadas pelo seu conselho e disponível em seu site, determina expressamente a consulta aos acionistas não controladores em situações assim.

Mauro da Cunha chama atenção para um perigo: “Ao estruturar a operação em duas fases – um aumento de capital seguido de uma compra das concessões – o governo indica que os demais acionistas da Petrobras não terão voz. O risco aumentou quando a empresa indicou publicamente em teleconferência que ambas as operações poderão ocorrer no mesmo dia. Independentemente da roupagem jurídica, fica difícil afastar a aplicabilidade da proteção legal. A mera tentativa de fazê-lo joga um véu de opacidade sobre a transação”.

Leia, mais abaixo, o artigo: Bailando nas bordas do poço

Perda programada

Assim que a Petrobras emitir novas ações para financiar o esquema do Pré-sal, os 312 mil trabalhadores que aplicaram seus recursos do FGTS em papéis da companhia terão a sua participação na empresa reduzida.

Até agora, o pessoal se deu bem, já que a rentabilidade das ações da Petrobras foi de 800% - bem acima dos 59,75% rendidos pelo FGTS.

A briga, agora, é para que os trabalhadores possam comprar as novas ações também usando recursos do FGTS.

Mas o governo só quer permitir que os trabalhadores tenham prioridade na compra das novas ações se usarem o dinheiro do próprio bolso...

Filme queimado?

O bolcheviquepropagandaminister que se cuide e fique esperto.

No Senado, já começa um movimento para tentar impedir que a Petrobrás colabore na exibição do grande épico cinematográfico “Lula, o Filho do Brasil”.

A intenção é não permitir que o filme sobre Lula seja também propagandeado via projeto “Cinema BR em Movimento” – que exibe filmes em pontos remotos do Brasil onde não há sala de exibição.

Filme disputado

O Globo informa que as centrais sindicais querem exibir em primeira mão a seus filiados o filme "Lula, o Filho do Brasil", cinebiografia do gênio da raça Luiz Inácio Lula da Silva.

O secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, se reuniu na semana passada com o produtor do filme, o cineasta Luiz Carlos Barreto, e acertou a exibição, na primeira quinzena de outubro, marcando a inauguração do novo auditório do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo.

Barreto também esteve na Central Única dos Trabalhadorres, na última quinta-feira, para que a CUT também promova o filme.

Reunião quente

Hoje acontece a primeira reunião de acionistas da Oi com a presença de todos os sócios: La Fonte, Andrade Gutierrez, BNDES e os fundos Fundação Atlântico, Previ, Funcef e Petros.

Desde janeiro, quando ocorreu a fusão OI-Brasil Telecom, não houve uma conversa entre todos os acionistas para discutir os rumos da empresa.

O principal ponto de discussão deve ser que a Oi ainda enfrenta restrições de créditos significativas no exterior e está recorrendo ao mercado interno para conseguir equacionar suas necessidades financeiras.

A Oi tem uma dívida próxima dos R$ 25 bilhões e o valor tende a aumentar.

Campanha salarial

O líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), sugeriu ontem uma equiparação salarial entre os Poderes:

Não tem sentido um juiz ganhar mais do que o presidente (da República), um senador, um deputado, um ministro. Deveríamos ter coragem de fazer com que os tetos fossem equiparados”.

A demanda quase sindical de Jucá ocorreu depois que o Senado aprovou o reajuste do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal, que tem efeito cascata para os demais poderes.

A regra é clara

O salário do ministro do Supremo é, segundo a Constituição, o teto no serviço público federal.

Nenhum servidor pode receber mais do que um ministro da Corte.

Para elevar seus salários, deputados e senadores também precisariam aprovar um projeto.

E o reajuste precisa ser sancionado pelo presidente da República.

O outro é sempre o culpado

Aspones de Lula e do Itamaraty trabalham com a informação de que a infraestrutura e a logística para o retorno clandestino de Manuel Zelaya a Honduras tiveram a participação do presidente venezuelano, Hugo Chávez.

Na visão dos brasileiros do Foro de São Paulo, o líder venezuelano teria até mesmo aconselhado Zelaya a procurar a embaixada brasileira.

Chávez considerou que a embaixada brasileira era o local mais seguro para Zelaya.

O bom enganador

Hugo Chávez admitiu ontem que "sabia de tudo" sobre a volta do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, ao país.

Durante um encontro com sindicalistas em Nova York, nos Estados Unidos, Chávez revelou ter ajudado a "despistar" as autoridades sobre o paradeiro de Zelaya, enquanto o hondurenho realizava a viagem de retorno a Honduras.

O Chapolim Colorado da Venezuela comprovou que é mesmo um grande enganador.

Enganou o gato

Chávez confirmou ter telefonado para o hondurenho em um telefone que estaria grampeado:

"Eu liguei, como sei que estão nos gravando por satélite, e disse: Zelaya, nos vemos em Nova York".

Zelaya tinha anunciado que participaria da 64ª Assembleia Geral das Nações Unidas para confundir seus opositores sobre seu paradeiro.

Zé ilegal

A presença do presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, na embaixada brasileira em Tegucigalpa, é ilegal.

O advogado Durval de Noronha Goyos, especialista em direito internacional adverte que Zelaya fere normas internacionais, ao usar a embaixada para incitar a população a lutar contra o governo interino.

Árbitro de comissões internacionais, como a de Arbitragem Comercial da China, o advogado adverte que o Itamaraty também fere o direito internacional, pois somente poderia abrigar Zelaya na embaixada, caso concedesse asilo político a ele.

Por tudo isso, foi ridículo, ontem, Stalinácio usar a abertura da reunião das Nações Unidas para fazer um discurso, nervosinho, pedindo a saída imediata dos “golpistas” de Honduras.

Chavez na mira

Começou a reação do “establishment” norteamericano contra Hugo Chávez.
Robert Mortgenthau, Juiz geral de Manhattan, 90 anos de idade, escolheu o Brookings Institution de Washington, um influente think-tank ligado ao Partido Democrata, para fazer três denúncias:

As relações da Venezuela com o Irã e do desenvolvimento de armas nucleares entre os dois países, com o objetivo de ameaçar os EUA, como aconteceu com Cuba em 1962 durante a Crise dos Mísseis (soviéticos).

O sistema bancário venezuelano foi convertido em lavanderia de narcodólares e porta de escape para as transações financeiras do Irã que pode assim burlar as restrições impostas por Washington.

A estreita ligação de Hugo Chávez com o Hezbolá e o Hamás, as mais temíveis organizações terroristas islâmicas e com as FARC colombianas.

Leia o artigo de Carlos Montaner: A Norieguização de Hugo Chávez

Invasão programada?

O Caveleiro do Templo (www.cavaleirodotemplo.com) revela a existência de um vídeo de um norte-americano chamado Aaron Russo, que fez um documentário sobre Imposto de Renda nos EEUU (America: From Freedom to Fascism).

Russo informa que teve uma conversa com Nicholas Rockfeller e lhe foi revelado que a Venezuela será invadida pelos americanos.

Link do filme América: From Freedom to Fascism citado acima: http://www.youtube.com/view_play_list?p=C29BA762454FC22F

Link do vídeo onde Aaron fala sobre o assunto: http://www.youtube.com/watch?v=YnQbZ8JXPZg

Ameaça imediata

Nossos profissionais de mídia precisam informar os brasileiros sobre o perigo real imediato a que todos estamos expostos e indefesos com os aventureiros do Foro de São Paulo:

O poder na mão de insensatos! Este é um perigo real que se configura entre nós viventes nas Américas. E a ilustre mente que aciona a chave do perigo, obediente às diretrizes do Foro de São Paulo e do governo norte-americano é o presidente que dizem ter 80% de aprovação. Os ventiladores dos palácios de Brasília – Planalto e Itamaraty já estão espalhando o fedor”.

A advertência é de Arlindo Montenegro, no artigo: Perigo Real Imediato

Foro de São Paulo em ação

No site do PT: Trecho de artigo de Valter Pomar
(...) “Entre as medidas adotadas no XV Encontro [México-agosto/2009], citamos:

4. Acompanhar os processos eleitorais de 2009 e 2010: não perder nenhum governo para a direita e ampliar os espaços da esquerda;

5. Acompanhar especialmente a situação do México, Colombia e Perú; (...)

7. Articular a ação do Foro de São Paulo com a luta dos imigrantes latino-americanos nos Estados Unidos;”

Valter Pomar, secretário de relações internacionais do PT

http://www.pt.org.br/portalpt/index.php?option=com_content&task=view&id=80954&Itemid=201

Dia de FHC

O pensador francês Robert Castel e Fernando Henrique Cardoso participam hoje, às 16 horas, do debate “O Estado Providência”, encerrando as Conferências do Ano da França no Brasil

Será no IFHC Instituto Fernando Henrique Cardoso (R. Formosa, 367 • 6º andar • Centro • São Paulo)

O evento é promovido pelo Universo do Conhecimento (Al. Ministro da Rocha Azevedo, 419), Fórum de Educação e Cultura Contemporânea, em parceria com a Université de Tous les Savoirs da Universidade de Paris 5 – Sorbonne.

Para saber mais sobre o Universo do Conhecimento, acesse o site www.universodoconhecimento.com.br

Novidades no front

Militares que se definem como “Democráticos”, organizados nacionalmente no Movimento Capitanismo, conseguiram ajudar a viúva do Capitão Carlos Lamarca, Maria Pavan, a continuar a receber a pensão "post mortem" do marido.

O pagamento à viúva de Lamarca estava interrompido, por problemas burocráticos.

Os capitanistas afirmam que essa iniciativa de ajudar Pavan foi baseada na proteção a toda e qualquer pensionista das FFAA, independentemente de qualquer conotação política-ideológica.

Manifesto Capitanista

Em manifesto enviado ao Alerta Total, os líderes do Capitanismo informam que o movimento “luta para que o País tenham FFAA/Forças Auxiliares fortes e bem equipadas, com salário digno de carreira de Estado, a fim de defender os interesses nacionais e permitir a defesa e a segurança do nosso Brasil”.

Para a organização e expansão dos seus objetivos, o Movimento pretende lançar um candidato a deputado federal por Estado em 2010.

O Movimento Capitanismo deixa até um endereço eletrônico para contato: capitanismo@gmail.com

Ação política

O manifesto explica que o movimento capitanista está trabalhando arduamente para a aprovação, pelo nível político, de várias demandas:

a) Promoção dos Sargentos do Quadro Especial (QE);

b) Plano de aquisição da casa própria, através de financiamento específico para esse fim, para os militares;

c) Promoção dos taifeiros das FFAA, em paridade, no âmbito do MD;

d) Plano de carreira dos praças do MB/EB/FAB;

e) Demandas específicas para os ex-Combatentes do Brasil e seus dependentes;

f) Política de reposição salarial para os militares, substanciado em uma carreira de Estado;
g) Paridade entre servidores civis ativos e inativos, no âmbito do MD;

h) Mudança dos regulamentos disciplinares militares, para enfim não conflitarem com os artigos 5o e 6o da Constituição Federal;

i) Pagamento de salário proporcional ao trabalho aos Atiradores dos Tiros-de-Guerra, que atualmente não recebem um centavo sequer, durante o seu serviço militar obrigatório;

j) Maior participação das mulheres nos níveis de comando, bem como o seu ingresso na AMAN e na Escola Naval;

k) Unificação da atividade de Operações Psicológicas no âmbito das três forças, sob o comando direto do MD;

l) Regras detalhadas, claras e específicas para as Entidades Consignatárias em folha de pagamento;

m) Manutenção da política de pagamento de pelo menos 01 salário mínimo para os recrutas (objetivo já conseguido pelo movimento capitanista);

n) Reorganização dos Comandos Militares de Área, com a substancial diminuição do número de oficiais-generais das três FFAA, possibilitando redução de custos indiretos (já consta na Estratégia Nacional de Defesa);

o) Recolocação de ex-militares no Mercado de Trabalho;

p) Criação de mais colégios militares no País e formulação de convênios, centralizado pelo MD, com instituições civis, a fim de obterem desconto;

q) Alocação de recursos para os Fundos de Saúde (FUSEX-FUSAMA-FUSAER) e também para as diversas Associações, Clubes e Entidades dos Militares e servidores civis;

Soldado que não berra não mama...

O Alto Comando do Exército foi bem sucedido na política de reclamar por falta de verbas, diminuindo o horário de trabalho nos quartéis – o que chegou a deixar o chefão Lula na bronca com o comandante Enzo Peri.

Agora, o Ministério do Planejamento promete liberar para o Exército R$ 300 milhões de um total de R$ 580 milhões que estavam contingenciados no orçamento deste ano.

É hora da sociedade brasileira perguntar por que, todo ano, o Exército não tem direito a usar os recursos previstos no orçamento da União, enquanto sobram verbas para outras áreas até menos importantes que a Defesa Nacional.

Comemora...

A deliciosa cerveja irlandesa Guiness comemora hoje 250 anos de existência.

Já que haverá festas em bares de todo o planeta, fica a sugestão para o chefão Lula também dar uma bicada na cervejinha escura.

Afinal, quem tem um recorde de aprovação como ele merece tomar todas por conta.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo analítico, independente e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 24 de Setembro de 2009.

5 comentários:

Anônimo disse...

O Eisenstein Tupiniquim

A Revolução Russa teve o seu gênio cineasta cujas obras tinham uma estética estabelecida pela Revolução Proletária como a mais adequada para educar e conquistar as massas. Esse gênio foi Sergei Eisenstein.

Da mesma maneira, surge agora no Brasil Revolucionário Bolivariano o nosso Eisenstein. O Eisenstein Tupiniquim : Fábio Barreto. Nosso Eisenstein filmou a vida sofrida (snif..snif..) do “noço” Grande Guia, Luiz Inaçu, coisa que o Eisenstein original não conseguiu fazer com o bigodudo safado da sua época, o Stalin.

As maiores obras do Eisenstein legitimo foram “Encouraçado Potemkim” e “Alexandre Nevski”. Aqui, quem sabe, o Eisenstein paraguaio fará os mesmo filmes, com os títulos “O Esculachado do Botequim” e “Alechandre Neris”.

Eisenstein era financiado pelo Estado Soviético. Aqui no Brasil, o “noço” Eisenstein, é claro, não recebe um tostão do Estado Brasileiro.....

Depois de filmar a vida sofrida (snif..snif..) de “noço” amado Guia, a próxima obra de arte do nosso Eisenstein relatará a trajetória desses bravos, destemidos e patriotas brasileiros que pegaram em armas contra a Ditadura Militar e hoje estão no Poder, obrando (epa!!) em prol dos fracos e oprimidos. Nome do filme? “Por um punhado de dólares” ( na realidade, um punhadão...).

Fitzcarraldo Silva

Mario disse...

Serrão,

O vagabundo cachaceiro e o megalonanico Celso Amorim sabiam que Zé Laia iria à embaixada brasileira. Foi tudo combinado previamente. É o próprio Zé Laia desmentindo os vagabundos brasileiros. Ouça a entrevista:

http://jovempan.uol.com.br/noticias/noticia/falei+com+lula+e+amorim+para+escolher+o+brasil-173929,,0

Mario disse...

E, aqui, a análise didática de um jurista, mostrando que não houve golpe em Honduras:

http://www.conjur.com.br/2009-set-22/apoio-zelaya-despreza-processo-constitucional-hondurenho-deposicao

Anônimo disse...

Quem comprar petrosal vai sifu.
É fria.
Só não vê quem não quer.
Pura propaganda para 2010.
Vai dar um imenso prejuízo para o pais e não vai sair petróleo a preço competitivoCoisa de maluco..
..

Anônimo disse...

Serrão:

O link do "cavaleiro do templo" está errado, o correto é: http:cavaleirodotemplo.blogspot.com