quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Promessa de esquema bilionário de crédito – com direito a comissão legal – decidiu compra de jato francês pela FAB

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão


Um bilionário esquema de crédito – no qual alguém, dentro da lei, sempre leva uma polpuda comissão – foi um dos grandes atrativos para o governo brasileiro decidir pela compra dos caça franceses Rafale, fabricados pela Dassault. O marido do “avião” Carla Bruni, Nicholas Sarkozy, teria prometido “condições preferenciais de crédito”. Assim teria reagido o presidente francês, depois que o chefão Stalinácio da Silva reclamou com ele, no domingo, que a FAB havia apontado o custo do caça como um ponto desfavorável na disputa com os suecos da SAAB e americanos da Boeing.

O teatro está armado para justificar o negócio. O mais importante é saber quem será o agente de crédito. O lucro da operação virá desta escolha. No domingo, Nicholas Sarkozy teria assinado uma carta, cujo conteúdo é mantido em sigilo, para oficializar a disposição francesa na negociação. Agora, se divulga a versão de que a França terá de reduzir o custo dos caças Rafale, além de renegociar os prazos de pagamento, para evitar forte concentração antes do recebimento do primeiro avião (em 2013).

A França também teria de conceder exclusividade ao Brasil nas vendas do jato na América Latina. Tudo na condicional. Como se diria popularmente lá em Campos Elísios, é o esquema dos “oeufs dans le ventre de la poule”. No fim, os galos franceses botam na gente, e PT saudações. E vive la Carla Bruni – esta sim, um avião inquestionável que não entrou no pacote bem negociado com a FAB.

Piadas à parte, na versão - absolutamente fantasiosa - de que ontem almoçou com líderes partidários na Câmara apenas para apresentar a eles a Estratégia Nacional de Defesa (END), o ministro Nelson Jobim teria comentado que, na negociação com os franceses, “está tudo em aberto". Por isso, é preciso tomar muito cuidado para que, no final, o que agora está aberto não acabe “arrombado”.

Muita conversinha

Nelson Jobim, e comandante da Aeronáutica, Juniti Saito, passaram a madrugada de domingo reunidos com os franceses em um hotel, em Brasília.

No pacote discutido pelo governo brasileiro para dar preferência ao Rafale consta, ainda a oferta francesa de transferência de tecnologia "sem precedentes", nas palavras do próprio Sarkozy, que permitirá o uso, nos novos jatos, de armas desenvolvidas no Brasil ou compradas à parte.

Ainda pelo acordo firmado, a França também negociará a compra - e a cooperação tecnológica para fabricação - de dez aviões cargueiros fabricados pela Embraer (o KC-390, ainda em projeto), em substituição aos antigos Hércules.

A Embraer contaria com essa aquisição como uma vitrine para colocar a aeronave no mercado mundial.

Mais negócio

Inicialmente, a compra prevista é de 36 aviões Rafale, a serem entregues entre 2013 e 2017.

Mas o Brasil acena com a possibilidade de homogeneizar a esquadrilha da FAB.

Isso que criaria demanda para mais 52 aviões na década seguinte, garantindo escala de produção e permitindo cortes adicionais de custos.

No final das contas, tudo vira desculpa para fechar o negócio que mais interessa aos francófilos do Foro de São Paulo.

Almoço sinistro

O almoço de Jobim com os líderes partidários na residência do Presidente da Câmara Michel Temer tinha um objetivo bem definido:

Pressionar os deputados-lideres para não reincluirem, na mini-reforma eleitoral, a auditoria independente do software nas urnas eletrônicas.

Nem a falecida Velhinha de Taubaté acreditaria na conversinha fiada de que Jobim foi lá apresentar o “plano de defesa”.

Generais na Maçonaria

A Loja Maçônica Educação e Cultura 307 promove no próximo dia 15 de setembro, a partir das 20 horas, em São Paulo, uma sessão magna branca de palestra (aberta a convidados não maçons) com o General de Exército Ítalo Fortes Avena.

O evento será no templo nobre da Grande Loja Maçônica do Estado de São Paulo, na Rua São Joaquim, 138, Liberdade.

No dia 19, pela manhã, no Círculo Italiano, a GLESP promove uma outra palestra (restrita aos maçons e alguns seletos convidados) com o General de Exército Augusto Heleno – que hoje responde pela área de Ciência & Tecnologia do Exército, mas que se notabilizou por comandar a Amazônia e pela atuação à frente das forças de paz da ONU no Haiti.

Viva, Coma Andante Fidel!

O regime cubano proibiu as atividades da única "lan house" da Ilha Perdida.

Assim, os blogueiros dissidentes ficam impedidos de acessar a internet.

Os blogs que deixam de atuar são "Paz sem fronteiras" e "Vozes cubanas"

Um desses blogueiros, o jornalista Pablo Pacheco está preso.

A blogueira Yoani Sanchez, uma das mais ativas, também foi prá geladeira.

Nada como viver numa ilha de democracia como a cubana.

Perseguição chavista

O Governo da Venezuela abriu a sexta ação penal contra a TV opositora Globovisión.

Motivo: a Globovisión cometeu a bobagem de transmitir, em rodapé do vídeo, a mensagem enviada por um telespectador, via celular, clamando por um golpe de Estado e recomendando o assassinato do presidente Hugo Chavez.

O ministro venezuelano de Obras Públicas, Diosdado Cabello, aproveitou a deixa:

As mensagens são filtradas pelas emissoras, o que sai na tela é o que a TV quer que saia, o que interessa. Ali se incita o homicídio, o golpe de Estado. Não há desculpa de nenhuma natureza”.

Quem reclama já perdeu

Caso seja considerada culpada, a Globovisión poderá perder sua concessão.

A Câmara Venezuelana da Indústria de Radiodifusão divulgou comunicado manifestando “profunda preocupação” com as ações contra “os meios de comunicação independentes”

A Comissão Nacional de Telecomunicações venezuelana prometeu fechar 29 emissoras nos próximos dias – somando-se a outras 34 que já foram retiradas do ar.

Demorou, mas caiu mesmo

O Tribunal Superior Eleitoral rejeitou ontem todos os recursos contra a decisão da Corte, de junho deste ano, que cassou o mandato do governador do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB), e de seu vice, Paulo Sidnei (PPS).

Os dois foram condenados por abuso de poder político durante a campanha eleitoral em 2006 - acusados de distribuir a possíveis eleitores recursos, brindes, prêmios, casas, óculos, cestas básicas e consultas médicas, por meio do programa social do estado Governo Mais Perto de Você, sem autorização legislativa e previsão orçamentária.

Com a queda de Miranda e seu vice, o novo governador do Tocantins será conhecido por meio de eleição indireta a ser realizada pela Assembleia Legislativa do estado, por faltar menos de dois anos de mandato.

Quem quer comprar

O advogado, consultor de empresas e blogueiro José Dirceu de Oliveira e Silva, que negocia a compra do jornal “O Povo na Rua”, do Rio de Janeiro, gostaria muito de comprar o “Jornal do Brasil”.

O Bispo Edir Macedo Bezerra, líder da Igreja Universal do Reino de Deus e proprietário da Rede Record, tem a mesma vontade.

Mas ontem o CEO da Companhia Brasileira de Multimídia, Eduardo Jácome, negou que o Jornal do Brasil esteja à venda ou que corra risco de fechamento em dezembro deste ano, conforme noticiou a coluna "Radar", da Veja.

Anatel processada

O Ministério Público Federal em São Paulo entrou com uma ação civil pública contra a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel)

O MPF solicita que o órgão publique o resultado das fiscalizações realizadas no sistema de cobrança das operadoras de telefonia fixa. Na avaliação dos procuradores, a agência reguladora teria "negligenciado" em seu dever de disponibilizar aos consumidores as informações sobre os sistemas de bilhetagem e cobrança das empresas de telefonia.

Tais sistemas mostram, por exemplo, a duração e a distância das chamadas, os planos utilizados, entre outros dados.

Empurra pra frente

A Net Serviços convocou uma assembleia de debenturistas para o dia 23 de setembro.

A intenção é alongar o prazo de vencimento de uma dívida em 18 meses – que é paga pela remuneração de CDI mais spread de 0,90%.

A renegociação refere-se à 6ª emissão feita pela companhia, novalor nominal de R$ 580 milhões, em uma operação lançada no fim de 2006.

Menos popular

A aprovação da população brasileira ao governo Lula caiu de 69,8% em maio de 2009 para 65,4% em setembro - segundo pesquisa CNT/Sensus divulgada ontem.

Já a avaliação positiva do presidente caiu de 81,5% em maio para 76,8% em setembro.

Com margem de erro é de três pontos percentuais, para mais ou menos, a pesquisa CNT/Sensus foi realizada entre os dias 31 de agosto e 4 de setembro, em 136 municípios de 24 Estados, com 2.000 pessoas.

Motivos

O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, avalia que Lula e o governo tiveram queda na sua avaliação positiva em consequência de alguns fatores:

O discurso do presidente de assumir as crises que atingem o país, aliado à crise que atingiu a Receita Federal.

Também pegou a percepção dos brasileiros em relação à ineficácia da saúde pública - especialmente após o surto de gripe suína.

O Bem Indicado

Apesar da alta rejeição aos pré-candidatos da base aliada governista, a pesquisa mostra que 52,2% dos eleitores votariam no candidato apoiado pelo presidente Luiz Stalinácio Lula da Silva.

Apenas 20,2% dos eleitores não apoiariam o candidato indicado por Lula.

E 24,6% responderam que só votariam se conhecessem o candidato do presidente.

O Bem rejeitado

O deputado Antônio Palocci (PT), cotado para disputar a Presidência caso Dilma desista da sua candidatura, apresenta o maior índice de rejeição entre os eleitores: 45,8%.

Apenas 18,4% dos eleitores responderam que votariam no petista para a Presidência da República.

O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, comentou que os pré-candidatos com índices de rejeição superiores a 40% devem se considerar fora da disputa em segundo turno para o Palácio do Planalto.

Galinheiro para a raposa

Embora impopular, Antonio Palocci deverá assumir a relatoria da comissão especial encarregada de analisar a capitalização da Petrobras, um dos projetos do marco regulatório para exploração do pré-sal encaminhados semana passada ao Congresso.

O deputado Arnaldo Jardim (PPS-SP) deverá presidir a comissão.

O projeto de lei que trata do marco regulatório do pré-sal, regras sobre o sistema de exploração e produção de petróleo e gás natural sob o regime de partilha de produção deverá ficar a cargo da tropa de choque do governo: os deputados Arlindo Chinaglia (PT-SP), na presidência, e o deputado Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), na relatoria.

Outras escolhas

Já o projeto de criação da nova estatal do setor, a Petro-Sal, deverá ter como presidente Brizola Neto (PDT-RJ), enquanto Luiz Fernando Faria (PP-MG) ficaria com a relatoria.

O líder do PSB, Rodrigo Rollemberg (PSB-DF), deverá presidir a Comissão Especial que discutirá a criação do Fundo Social, que tem por objetivo constituir poupança pública de longo prazo com base nas receitas com a exploração do pré-sal .

O deputado João Maia (PL-RN) deve ser o relator do projeto.

Novo partido socialista

O deputado federal Robson Rodovalho (DEM-DF) pediu ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) para sair do seu partido, sem perder o mandato.

Bispo Rodovalho alega que faz parte do grupo que fundou o PSR (Partido Socialista da República), que está em processo de formalização.

A criação de um novo partido permite que o parlamentar mantenha seu mandato, mas o pedido de Rodovalho será analisado pelo ministro Marcelo Ribeiro, do TSE.

Academia integralista

Será em outubro, na Sede Nacional do Movimento Integralista e Linearista Brasileiro MIL-B, em Campinas, o lançamento da Academia Integralista de Letras.

O objetivo é reunir os Imortais escritores Integralistas, Linearistas e Nacionalistas de todo Brasil.

O anúncio está nos sites www.integralismolinear.org.br e www.sene.org.br e também tornarem-se Imortais Escritores preocupados com o futuro do Brasil.

O Huck ta certo

Luciano Huck arrumou confusão com os twitteiros radicais, porque postou uma mensagem na qual escreveu a palavra Brasilian, com a letra “s” no lugar de “z”.

Furioso com as críticas que recebeu, Huck detonou, com inteira razão:

“BraZilian Day porr...nenhuma! Vou continuar escrevendo BraSilian Day! Sou braSileiro! Melhor, vou começar a escrever o Dia do Brasil. Pronto”.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Setembro de 2009.

4 comentários:

montedo.com disse...

Ficou assim: Saito, ao invés de se demitir, faz de conta que é "lombo duro", Jobim faz de conta que concorda com ele e Lula, sem fazer de conta, fará o que bem entender, ou seja, comprará os aviões franceses, num pacote que não inclui Carla Bruni.

Anônimo disse...

Mas se o Bolivariano da Silva revelou algo sobre o procedimento licitatório para um dos concorrentes, então cometeu uma falta grave, punível com expulsão, parafraseando o próprio com suas analogias ao futebol.

No caso, ele simplesmente violou o sigilo administrativo.

CARTÃO VERMELHO para o desgraçado...

Anônimo disse...

Recentemente, o bravo repórter Rubens Valente, uma das exceções da Folha (*), publicou reportagem – clique aqui para ler – que demonstra que Dantas lavava dinheiro dele mesmo em contas em paraísos fiscais.

Um brasileiro que aplicava em fundos em que residentes no Brasil não poderiam aplicar, segundo a Lei. (**)

Trata-se e uma investigação nos Estados Unidos, onde o Supremo Presidente Gilmar Dantas (***) não tem o poder de conceder dois Habeas Corpus a Dantas em 48 horas.

Uma proeza que entrará no livro Guinness.

Dantas refutou a reportagem através de uma empresa de relações públicas, como de hábito.

Clique aqui para ler sobre o Sistema Dantas de Comunicação

Hoje, na seção dos Leitores, a Folha publicou carta de Luis Roberto Demarco para refutar a resposta de Dantas.

Demarco, residente no Brasil, também apareceu com uma conta em Cayman:

Opportunity
“A obsessão de Daniel Dantas com o meu nome, como se viu mais uma vez em carta publicada neste “Painel do Leitor” na data de ontem, mereceria atenção psiquiátrica, assim como a covardia de se esconder por detrás de prepostos.
Coriolano Gatto faz parte de um grupo de assessores, jornalistas e advogados submissos que de sonram a sua profissão em troca de pagamentos feitos por uma organização dita criminosa na Justiça. Suas mentiras e insinuações, entretanto, não colam mais. Sobre o Opportunity Fund, a Suprema Corte Inglesa (”Her Majesty Privy Council’) confirmou definitivamente decisão judicial de 2002 que sentenciou Dantas e sua irmã Verônica como fraudadores de fichas bancárias por assinarem, sem procuração, documentos em nome de investidor brasileiro residente no Brasil.”
LUÍS ROBERTO DEMARCO ALMEIDA (São Paulo, SP)

O Conversa Afiada pediu a Demarco para recuperar aqueles documentos que mostram como Dantas forjou as aplicações de Demarco no Opportunity.

São os documentos que acompanham este post.

O azar de Dantas é que Demarco talvez seja o único investidor do Opportunity Fund que DECLAROU O DINHEIRO NO IMPOSTO DE RENDA e que tinha ORIGEM LEGAL.

Numa corte inglesa o juiz Kellock decidiu contra Dantas:

“Eu não tenho nenhuma dúvida em determinar que o processamento desta ação foi um grave desrespeito com esta Corte. A evidência colocada pelos autores (Dantas) em depoimentos jurados (affidavits) e depois durante o trial, em meu julgamento foram MANUFATURADOS e FALSOS em todos os seus aspectos materiais. Isso causou ao réu (Demarco) dor e despesas inimagináveis e seu estivesse em uma posição de ordenar danos punitivos contra o autor, eu não hesitaria em fazê-lo”

Ou seja, Dantas fabricava (fabricava ?) contas.

O interessante é que essas contas que ele e a irmã Verônica, a sócia da filha de Serra, fraudavam tinham o número “368”.

Existe a hipótese de Sergio Motta ter aberto uma conta em Luxemburgo para José Serra e Fernando Henrique Cardoso com o número “368”.

Motta foi o ministro “trator” de FHC que aprovou, em “regime de urgência”, a privatização dos telefones.

Quando presidente, FHC impediu a Polícia Federal de apurar se esta conta existe.

Da mesma forma que José Serra lutou freneticamente para impedir que a Justiça apurasse se ele é ladrão, uma denuncia de Flavio Bierrenbach (clique aqui para ler entrevista com o então Juiz Walter Maierovitch )

Coyote Archery BR disse...

Injustiça!
Este blog foi fechado pelo wordpress a mando da poderosa Petrobrás, visitem os restos mortais
http://petrobrasdadosefatos.wordpress.com/
Hoje foi ele amanhã seremos nós!