sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Stalinácio defende continuidade de seu governo e Mantega adverte: quem mudar diretrizes de Lula “vai apanhar”

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

Duas mensagens coordenadas de marketagem político, dadas ontem, em horários próximos, pelo chefão Lula da Silva e por seu ministro da Fazenda, Guido Mantega, sustentam a importância do continuísmo do atual modelo político-econômico – iniciado na Era FHC. Em entrevista à Rádio Verdes Mares, na base aérea de Fortaleza, Lula pregou que o eleitor, em 2010, precisa escolher um candidato que dê continuidade ao seu governo. Em entrevista à BBC, Mantega foi mais contundente e ameaçador: “Se novo governo tentar mudar diretrizes de Lula, vai apanhar”.

Mostrando o entrosamento perfeito da marketagem petista, na mesma linha de seu ministro, Lula advertiu: “O que nós precisamos é fazer o povo compreender que você não pode arriscar a votar em alguém que não dê continuidade às coisas que estão sendo feitas neste país”. Mantega considerou "temerário" que se tente mudar as diretrizes do governo Lula após as eleições: "O destino do Brasil já está traçado, mesmo que haja mudança na administração, que não seja um candidato petista que ganhe a eleição, mas de outro partido. As principais diretrizes são conquistas do povo brasileiro. Se mudar, vai apanhar. Se alguém assumir e começar a mudar isso, não vai se aguentar no governo".

Mantega tocou especificamente em programas sociais do governo que rendem votos: “Mesmo com as eleições, o curso das políticas já está dado. Acho temerário que algum novo governante venha a mudar uma série de diretrizes que estão dando certo. Eu duvido que desative o Bolsa Família, os programas sociais. A população não vai deixar. Duvido que diminua investimentos públicos, que bancos públicos diminuam sua atuação, que a Petrobras deixe de ser a principal agente do pré-sal".

Sempre alinhado com o discurso que interessa à Oligarquia Financeira Transnacional, Mantega aproveitou para negar que o Brasil passe por um momento de "virada nacionalista" com o novo marco regulatório do pré-sal: "Acho que essa visão é equivocada. O capital estrangeiro no Brasil tem o mesmo status que o capital nacional, não há restrição. As normas do Brasil são claras e são cumpridas. Agora, no campo do petróleo, que é um campo estratégico, a coisa é diferente.(...) Não vamos misturar as coisas. O Brasil não é um país que muda, que caminhou para um nacionalismo xenófobo. Defender os interesses nacionais, todos os países defendem. Nunca vi mais bandeiras nacionais do que nos Estados Unidos."

Os recados de Lula e Mantega deixam claro que, em 2010, a oposição não terá mesmo vez com o rolo compressor do governo.

Quanto vale o show?

Ainda paira um grande mistério sobre o real preço do pacote de 36 caças Rafale que o chefão Stalinácio tomou a “decisão política” de comprar dos franceses.

O porta-voz da Dassault, Yves Robins, confirma apenas que os 294 Rafale que as Forças Armadas francesas terão até 2021 vão custar, ao todo, 28 bilhões de euros, sem contar os impostos.

Para a França, o custo total seria de 39,6 bilhões de euros.

Já para o Brasil, dependendo de como será o financiamento, tudo é possível...

Quem caça quer casa?

A comissão pela de venda de 36 caças – como os franceses - deve ser de US$ 200 milhões – no mínimo.

Resta saber quem será o sortudo que terá o direito de embolsar tal renda por intermediação no negócio.

Cabe destacar que a comissão é absolutamente legal e dentro das tradições de negócios de compra e venda.

Uma forma de pagar a comissão é transformando seu valor em imóveis – como uma mansão nos arredores de Paris ou um belo apartamento na capital francesa.

Teatro do Jobim

O ministro da Defesa, Nelson Jobim, reconheceu ontem que ainda há uma disputa acirrada para a venda de caças à Força Aérea Brasileira.

Jobim reclamou que os Estados Unidos precisam ser mais claros sobre a sua disposição de transferir tecnologia para o Brasil:

É preciso ver o que se entende por (tecnologia) necessária. Necessária deles ou nossa? Há a posição francesa no sentido de transferência irrestrita, mas isso tem que ser avaliado pela comissão (Comissão da Aeronáutica que está cuidando da concorrência), o pessoal da comissão é que vai nos dar os dados. O problema é que agora há uma disputa acirrada e há uma decisão política. O importante é que há uma decisão política do presidente da República de ampliar a sua aliança estratégica com a França. Nós temos vários entendimentos com a França, ou seja, para que essa decisão política não possa ser executada, vai depender da Dassault e também das outras porque aí você precisa ter comparativo".

Vem troco

Os EUA reagiram à decisão do presidente Lula de abrir, em caráter preferencial, negociação com a Dassault para a compra dos caças, em detrimento da americana Boeing e da sueca Saab.

Com o favoritismo declarado aos franceses, na negociações de bastidores, as três participam da disputa para a venda dos aviões à Força Aérea Brasileira.

A Boeing fará nova oferta e não abre mão de participar das negociações da venda dos caças.

Quem reclama já perdeu

A despesa com publicidade do governo federal (incluindo a Presidência e os ministérios) chegará a R$ 699,1 milhões, contra R$ 588,9 milhões autorizados em 2009.

O PSDB denuncia que o governo, ao fixar esse valor - R$ 110,2 milhões a mais que o autorizado para este ano - descumpre a lei eleitoral, que estipula limite para essas despesas em ano de eleição.

Na próxima quarta-feira, em reunião da Comissão Mista de Orçamento, o deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) vai questionar os líderes do governo sobre a suposta irregularidade e pedir a revisão desses valores, com destinação dos recursos para outras áreas.

Vem troco...

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou ontem projeto de lei complementar do senador Marcelo Crivella (PRB-RJ) que tira dos magistrados e membros do Ministério Público o direito de prisão especial.

Outros trabalhadores com curso superior já tinham perdido o benefício.

Para entrar em vigor, a proposta terá ainda de ser submetida ao plenário do Senado e passar pela Câmara dos Deputados.

Os políticos que se preparem para a fúria corporativa dos magistrados...

Hugo Chaves, caiu

Caiu feio o brigadeiro Antônio Hugo Pereira Chaves, que representava a Aeronáutica na direção da Agência Espacial Brasileira (AEB).

A exoneração dele publicada ontem no Diário Oficial da União – com chancela da Elenice Guerra – super-assessora da Dilma Rousseff.

O brigadeiro quase saiu no tapa com o presidente da binacional Alcântara Cyclone Space, o ex-ministro de Ciência e Tecnologia Roberto Amaral.

Pugilato

Amaral e o nosso brigadeiro Chaves (com s) deram socos na mesa, e a turma do deixa disto precisou contê-los não se agredirem fisicamente.

Após o incidente, Amaral teria exigido o afastamento do militar.

Como o ex-ministro é vice-presidente nacional do PSB, partido que controla o Ministério de Ciência e Tecnologia desde o início do governo Lula, e a agência espacial é vinculada à pasta, comandada pelo ministro Sergio Rezende, o Hugo Chaves da FAB daqui levou a pior.

Depoimento inútil

O chefão Lula da Silva aceitou prestar depoimento como testemunha de defesa do ex-ministro e deputado cassado José Dirceu (PT-SP), no processo do mensalão.

Mas o depoimento será feito por escrito, conforme estabelece um decreto-lei de 1941.

A resposta de Lula será encaminhada à juíza Pollyana Kelly Martins Alves, da 12ª Vara Federal de Brasília, que ouve testemunhas por delegação do relator do processo do mensalão, ministro Joaquim Barbosa, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Lula só deve escrever coisas boas sobre o amigo e companheiro Zé - com quem fala várias vezes, por telefone via satélite, todos os dias...

Sarney se redimindo?

O presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), defendeu ontem a liberação da internet durante a campanha eleitoral:

A meu ver, a internet é uma tecnologia que veio para ficar e é impossível estabelecer qualquer controle. A concepção de rede significa que não tem um centro gerador que controle toda a rede. Cada um vai agregando, agregando, a rede vai se expandindo e não temos como controlá-la. Eu acho que nem se deve estabelecer normas nesse sentido porque, na realidade, são normas que não vão ter nenhuma condição de fiscalização”.

Um dos pontos mais polêmicos da reforma eleitoral é a restrição à cobertura jornalística feita por empresas de comunicação na rede. Segundo Sarney, "não há como controlar" a internet.

Para valer nas eleições do ano que vem, a reforma - que ainda terá de passar novamente pela Câmara antes de ser sancionada - precisa ser aprovado até o dia 3 de outubro.

Escolinha Chavista

No melhor estilo nazista, autoridades fiscais argentinas inspecionaram os escritórios de um maiores grupos de mídia da América Latina: o Grupo Clarín.

Duzentos fiscais fizeram uma pequena devassa na sede principal do jornal "El Clarín", em Buenos Aires.

Paralelamente, outros 50 inspetores foram enviados a sete empresas do grupo.

A turma do Clarim é alvo de ataques da bela Cristina, presidenta da Argentina.

Desculpa esfarrapada

Um porta-voz da agência fiscal Afip alegou que as buscas destinavam-se a examinar os balanços da companhia e eram similares a inspeções realizadas em outras empresas.

O Grupo Clarín possui jornais, emissoras de rádio e televisão, assim como empresas de Internet e cabo.

As ações da empresa caíram 1,6% nesta quinta-feira na Bolsa de Valores de Buenos Aires, enquanto emissoras locais cobriam a ação fiscal.

Batida feia

O filho de Nelson Piquet confirmou ontem que foi "convidado" pela Renault a bater o carro e beneficiar o companheiro de equipe Fernando Alonso, que venceu a prova.

O caso é gerado por uma briga pessoal entre o pai de Nelsinho e o diretor da equipe Renault, Flávio Briatore, que era manager de Nelsinho.

Leia o impressionante depoimento de Piquet à Federação Internacional de Automobilismo, que reproduzimos no site Fique Alerta de hoje – www.fiquealerta.net

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 11 de Setembro de 2009.

5 comentários:

Anônimo disse...

Sarney quer liberar a internet. Enquanto isso, o Estadão continua sob censura por 42 dias.

Que vergonha!

Anônimo disse...

Serrão

Queriam ou não o que temos AGORA é o Serra, mesmo que apareça outro, não terá CONHECIMENTO das profundezas pré-palacianas.
ENTÃO QUEM QUER SE LIVRAR DO CHÁVISMO BRASILEIRO QUE BATE A PORTA, VAMOS AJUDAR O SERRA A PENSAR OU MELHOR A DESARMAR.

SE QUERES PAZ, PREPARA-TE PARA A GUERRA.
JÁ ACHAMOS OS 40 LADRÕES, AGORA SÓ FALTA ACHAR O ALI BABÁ!

Honório Salgado disse...

Serrão,

permita-me uma sugestão: como as palavras possuem poder, evite chamar o faraó de garanhuns de chefão, isto reforça a sua posição, já que você está concordando que é ele quem manda. Esta sua aceitação ANULA a sua crítica.

Anônimo disse...

Já vão tarde, malandragem...

Laguardia disse...

Mensagem da Thaís

Amigos de fé e luta! Já está na hora de pensar em um meio de darmos continuidade a tudo isso. Estamos inspirando e sendo inspirados por essa bela campanha.

Criei o http://bravagentebrasileira.ning.com/ . Na opinião de vocês isso funcionará para que continuemos unidos? Esse ning é uma espécie de rede, onde é feito cadastro e só participam os cadastrados. Ainda não editei e nem defini o layout, mas já peço a opinião de vocês. O que vocês acham? Conhecem?

Ah...lembram-se da idéia dos adesivos? Ainda está de pé? Vamos adesivar nosso país? Opinem também!

Assistiram o programa partidário do PV com a doce Marina? Babei! Ela vem com tudo...

Agora somos 72 corações brasileiros, acordando mais tantos adormecidos!

Está na hora de começarmos a agir mais concretamente, continuamos a protestar nos nossos blogs, e mails etc., mas vamos partindo para ações mais concretas.

No entanto a participação do maior número de pessoas possíveis é necessária.

Mais uma vez parabéns a Thaís belo brilhante trabalho que vem realizando em prol do Brasil

Envie suas sugestões como comentários para:

http://brasillivreedemocrata.blogspot.com ou para http://omundobythais.blogspot.com/