quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Tropa de Fome: Exército paralisa unidades uma vez por semana, até o fim do ano, por falta de verbas para comida

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alertahttp://www.fiquealerta.net/ (Atualizado nesta quinta-feira)

Por Jorge Serrão

Se o chefão-em-comando Stalinácio da Silva resolvesse ontem fazer uma visita de surpresa a uma unidade do Exército, daria com a cara no portão. O Cabo da Faxina – com sua vassoura armada em punho - lhe informaria que, por falta de verbas, principalmente para alimentação da tropa, o Exército resolveu paralisar as unidades uma vez por semana, até o fim do ano. O regime funcional de “meia-boca” só vai parar se o EB receber verba suplementar do Ministério da Defesa.

Além de mais esta folga, o Exército continua com o sistema de meio-expediente na segunda e na sexta-feira. Daqui a pouco, o governo do Foro de São Paulo sugere – e alguém aceita – a terceirização do EB por uma espécie de “Redwater”. Quem sabe um Exército vermelho, focado na “libertação nacional”, seja a solução? Certamente, sua tropa não viverá permanentemente “no vermelho” - como o nosso EB verde oliva.

Oficiais contrariados com a vergonhosa medida de interromper o trabalho por falta de verba reclamam, apenas nos bastidores, que Comandante do EB, General Enzo Martins Peri, teria o dever de expor, publicamente, tal problema, a fim de conseguir mais verbas de custeio, em caráter emergencial. O silêncio obsequioso das legiões sobre assunto tão grave incomoda. Talvez a turma da “reserva” ou da “reforma” proteste com mais veemência – o que nem vem acontecendo.

Enquanto o Exército passa fome, por falta de recursos, no último dia 20 de agosto, o General Enzo foi agraciado com o Colar “O Patriarca da Independência”. A honraria oferecida pela Sociedade Amigos do CPOR/SP (SOAMI) bem que poderia ser trocado por um prato de comida. Teria maior poder simbólico para a tropa.

O ministro da Defesa, Genérico Nelson Jobim, vai deixar o cargo em breve, com mais este desgaste público. Enquanto falta dinheiro para o “rancho”, sobra pirotecnia na mídia para alardear a Estratégia Nacional de Defesa (END) e as promessas de equipamentos modernos que serão adquiridos para a “Tropa de Fome”.

A doutrina é clara. Cabe às Forças Armadas catalizar e garantir o Núcleo Monolítico de Poder brasileiro, para assegurar a soberania nacional e sua integridade territorial. Cortes de orçamento, de prestígio e de autonomia são armas dos inimigos reais do Brasil para neutralizar nosso Poder Nacional.

Até quando a sociedade brasileira será conivente com um Exército submetido a vexames e revanchismos baratos?

Grana para equipamentos

Agora o presidente francês Nicolas Sarkozy pode vir tranqüilo para assistir à parada militar de 7 de setembro, em Brasília, e depois assinar o acordo que interessa à Odebrecht na área de submarinos.

O plenário do Senado aprovou ontem o Projeto de Resolução do Senado (PRS) 54/09, que autoriza a contratação de um empréstimo externo pelo Brasil no valor total de 4,32 bilhões de euros.

Os recursos, fornecidos por um consórcio de bancos, destinam-se ao programa de Desenvolvimento de Submarinos (Prosub) da Marinha.

O Prosub prevê a construção em série de quatro submarinos convencionais no Brasil, com aquisição de tecnologia de projeto e de construção dessas embarcações; o projeto e a construção de um estaleiro dedicado à construção de submarinos nucleares e convencionais; o projeto e a construção de uma base de apoio de submarinos convencionais e nucleares; e o projeto e a construção de um submarino nuclear.

Aprovaram voando

O plenário do Senado também aprovou (voando) o PRS 55/09 que autoriza a contratação de outro empréstimo externo de 1,76 bilhão de euros.

A grana será para aquisição de 50 helicópteros de médio porte para emprego das três Forças.

As aeronaves serão fornecidas pelo consórcio Helibras e Eurocopter, entre 2010 e 2016.
Ao Comando da Aeronáutica caberão 18 unidades, e aos Comandos do Exército e da Marinha, 16 unidades cada.

Sobre Forças Armadas, leia o artigo de Valmir Fonseca: “Sem Novidades no front”

Camarada Protógenes

Desfeito o mistério do destino político do delegado federal Protógenes Queiroz.

Ele decidiu não entrar mais para o PSol ou PDT.

Vai assinar a ficha de filiação ao PC do B, e deve concorrer a uma vaga de deputado federal por São Paulo.

Segurança pra quem precisa

Orion Alencastro, do Observatório de Inteligência do site Brasil Acima de Tudo, denuncia que, “em soberbo bairro do município de Mairiporã, aflora uma bela mansão em construção, sob privilegiada segurança que reveza 10 policiais, 24 horas por dia, para que o seu proprietário Antonio Ferreira Pinto, o Secretário da Segurança Pública de SP, não seja roubado nos materiais e adornos da sua obra”.

O articulista ironiza que, na mesma cidade, o CONSEG, delegado de polícia Dr.Pereira, e o comandante da 2ª. Cia de Polícia Militar Capitão Bisterso, se desdobram no combate à criminalidade e reclamam mais policiais e viaturas.

Orion Alencastro também critica uma recente viagem feita por Antonio Ferreira Pinto:

Enquanto o povo paulista aguarda o efetivo cumprimento das missões delegadas ao Secretário da Segurança Publica, ora experimentando plano de inovações administrativas e operacionais, repercute o fato de que, às expensas da FIESP, o titular, Dr. Antonio Ferreira Pinto e família, acompanhado de diretor da casa da indústria, há pouco tempo, cumpriram um giro turístico pela Europa, abandonando o posto intempestivamente. O tour nada teve de interesse informativo para a segurança pública, foi um invulgar e exótico privilégio, patrocínio amoral para o rico Governo de São Paulo”.

Vai ou não vai?

O chefão Stalinácio negou ontem o uso do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para a compra de novas ações da Petrobras, como chegou a ser cogitado.

Lula garante que o FGTS não deve ser usado, "nem mesmo", para que acionistas minoritários adquiram novas ações para o aporte de cerca de R$ 50 bilhões que a União fará na Petrobrás.

Pelo menos Lula teria feito tal promessa em entrevista à TV5, rede pública francesa.

Inconstitucional

A proposta do governo para o marco regulatório do pré-sal é inconstitucional e deve parar na justiça, ou "na prorrogação".

A opinião é de Luiz Antônio Lemos, sócio do TozziniFreire Advogados, um dos mais renomados especialista em legislação do setor.

O advogado prevê que os investimentos podem parar, atrasando a produção do pré-sal, porque o governo errou ao não enviar uma proposta de emenda constitucional ao Congresso:
“Partidos políticos, governadores, entidades sindicais como a Confederação Nacional da Indústria (CNI), poderiam ajuizar uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin) no STF (Supremo Tribunal Federal). E, com isso, se cria um insegurança jurídica muito grande, o mercado pararia, atrasaria investimentos”.

Ainda sobre o assunto, leia o artigo de Antônio Carlos Porto Araújo: Dilema dos royalties do Pré-sal

Sócia dos ingleses

A Petrobrás descobriu petróleo, em reservatórios do Terciário Inferior, em águas profundas na região central do Golfo do México, nos Estados Unidos, pelo consórcio do qual participa a sua subsidiária Petrobras America, situada em Houston, Texas.

A descoberta ocorreu no poço Tiber-1, situado a cerca de 400 quilômetros a sudeste de Houston, em profundidade de água de 1.260 metros, localizado no quadrante Keathley Canyon, Bloco KC 102.

A Petrobras America detém 20% dos interesses no prospecto Tiber, tendo como parceiros a BP, operadora com 62% de participação, e a ConocoPhilips, com 18%.

Memória fraquíssima

O imortal José Sarney – que sobrevive a qualquer ataque político - respira aliviado.

Graças ao pré-sal, seu nome praticamente sumiu do noticiário.

Só o Estadão – que continua censurado judicialmente – reclama do poderoso homem que preside o Senado.

Novo Imortal

Apesar de não ter livros conhecidos, o senador e ex-presidente Fernando Collor de Mello (PTB-AL) foi eleito ontem membro da Academia Alagoana de Letras (AAL).

A eleição dele também ocorreu com base nos artigos publicados em jornais.

Collor passa a ocupar a cadeira 20, deixada pelo médico Ib Gatto Falcão, morto no ano passado.

Obrando

Collor informou à Academia ter publicado os seguintes livros:

"Reforma política e sistema de governo", "O desafio de Maceió", "Maceió: 20 anos em 3", "Manual dos municípios", "Brasil: um projeto de reconstrução nacional" e "Relato da História".

O último é o discurso de Collor na posse no Senado, impresso pela gráfica do Senado e distribuído pelo correio.

Vida política

Fernando Collor foi eleito presidente da República em 1989 e renunciou em 1992 cargo na tentativa de evitar um processo de impeachment em decorrência de acusações de corrupção.

Embora tenha renunciado, o processo prosseguiu e Collor teve seus direitos cassados por oito anos.

Só foi eleito novamente para cargo público em 2006, como senador por Alagoas.

Andréa caiu

Como é desunida esta classe dos aliados de José Serra...

Andrea Matarazzo (PSDB) deixou o poderoso cargo de Secretário de Subprefeituras da Prefeitura de São Paulo, e o atual secretário-adjunto de Subprefeituras, Ronaldo Camargo, assume.

Nos bastidores, falam de desentendimentos pessoais com o prefeito Gilberto Kassab (DEM), mas, na nota “oficial” da prefeitura, os dois seriam só amor:

Se hoje a cidade de São Paulo é melhor que no passado, essa evolução se deve também ao secretário Andrea Matarazzo. Amigos de longa data, o prefeito Kassab e o secretário se tornaram ainda mais próximos e sintonizados, ao longo desses quase cinco anos em que participaram da administração municipal”.

Mudança necessária

O Senado deve recuar da decisão de modificar as regras para a veiculação de notícias e informações referentes a campanhas eleitorais, na internet, no período da disputa.

Os relatores do parecer da reforma eleitoral, Eduardo Azeredo (PSDB-MG) e Marco Maciel (DEM-PE), prometem mudar o texto aprovado ontem pelas comissões de Constituição e Justiça e Ciência e Tecnologia que restringe a atuação dos sites de notícias no período eleitoral.

Como o Senado decidiu adiar para a semana que vem a votação do parecer no plenário da Casa, os parlamentares vão tentar construir um texto de consenso entre os senadores.

Trem ruim, sô...

Circula na internet uma carta do engenheiro Antônio Carlos de Castro, de Campinas, com advetências sobre a megalomania do projeto do trem bala – que tem grandes chances de não sair o papel:

"O trem bala custará cerca de R$ 70 milhões/km, contra cerca de R$ 2 milhões/km do trem convencional, ou seja, daria para construir cerca de 17.000 km deste contra 510 km do trem bala. Se combinarmos a implantação do trem convencional com a revitalização da malha existente, a extensão seria maior”.

O engenheiro lembra que a malha ferroviária mundial tem mais de 1 milhão de km de trens convencionais contra pouco mais de 8.000 km dos trens de alta velocidade, que está concentrada em nove países de alta renda per capita.

Não temos tecnologia para fabricar as composições do trem bala, mas, com um pouco de investimento, fabricaremos as convencionais e reciclaremos a mão de obra da operação, movimentando toda a indústria brasileira".

Viva o calote

Por 35 votos a favor, 11 contrários e uma abstenção, a Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara dos Deputados, em Brasília, aprovou ontem a admissibilidade da emenda constitucional que flexibiliza as regras para o pagamento de precatórios por estados e municípios.
Pelas novas regras, os débitos poderão ser parcelados em 15 anos e os pagamentos feitos por leilão ou ordenação a partir do menor valor.

Será vinculado um percentual das receitas dos entes federativos para o pagamento das dívidas e a correção dos precatórios se dará pela poupança (hoje o reajuste é de 6% ao ano mais IPCA).

As novidades são a manutenção do critério de pagamento por ordem cronológica e a correção pela poupança apenas para precatórios futuros.

Bom ficar de olho

A cidade de Nova Viçosa, no extremo sul da Bahia, será palco para o lançamento de um manifesto proposto pelo artista e ativista Frans Krajcberg, que pretende fazer um chamado global com o Grito: Seminário Brasil Salva a Amazônia.

O evento conta com a adesão de nomes como os atores e ativistas Christiane Torloni e Vitor Fasano, que estarão no seminário emprestando sua voz ao “grito”.

Também terá a presença do governador da Bahia, o petista Jacques Wagner.

Morte pela barriga

A luta da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para tirar do mercado brasileiro 14 princípios ativos presentes em mais de 200 agrotóxicos pode ganhar um novo aliado: a Assembléia Legislativa de São Paulo.

O deputado estadual Simão Pedro (PT) protocolou ontem um projeto de lei que determina a retirada desses 14 produtos em todo o estado de São Paulo a partir de 1º de janeiro.

A maioria dos princípios ativos – abamectina, acefato, carbofurano, cihexatina, edossulfam, forato, fosmete, glifosato, lactofem, metamidofós, paraquate, parationa metílica, tiram e triclorfom já é proibida nos Estados Unidos, Japão, Canadá e alguns países da Comunidade Européia.

Boa notícia para nós, querido Lula...

No momento em que comemora 50 anos, a Companhia Müller de Bebidas, líder mundial no segmento de cachaça, lança um novo produto: a Reserva 51.

Guilherme Müller Filho, popularmente conhecido como “Seu Ézio” e fundador da empresa, é o responsável por mais este produto maravilhoso.

A bebida, envelhecida em barris de carvalho, é dedicada a um público mais seleto e com paladar mais exigente.

Classificada como Cachaça Extra Premium, a produção da Reserva 51 tem tiragem limitada e é feita sob rigoroso controle de processos em todas as etapas: preparo do solo, corte da cana de açúcar, moagem, fermentação, envelhecimento e engarrafamento.

Aos fabricantes da fina bebida, sugiro mandar uma garrafinha para o anexo do Palácio do Planalto e outra aqui para a redação do Alerta Total, e todo mundo achará sua caridade uma boa ideia.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Inteligente (analítico e provocador de novos valores humanos) com análise estratégica, conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 3 de Setembro de 2009.

5 comentários:

Esperança disse...

Método de educação cubana chegará ao Brasil

http://www.cubadebate.cu/noticias/2009/05/26/llegara-a-brasil-metodo-cubano-de-alfabetizacion/

Anônimo disse...

O modelo que vigora hoje no Brasil de forças armadas é do MST.

Estes sim estão tendo comida todo dia, bem como terra, casa, etc.

Esperança disse...

Lula quer no STF quem foi seu advogado pessoal e que também foi reprovado por duas vezes em concurso para juíz de 1a. instância.

http://brasilacimadetudo.lpchat.com/index.php?option=com_content&task=view&id=7412&Itemid=1

montedo.com disse...

Nenhuma novidade. A coisa já vem assim faz (muito) tempo. Que o digam os mecânicos obrigados a "canibalizar" viaturas indisponíveis para colocar outras a funcionar.
Ou os sargentos obrigados a escrever cartazes com "vale uma viatura blindada de transporte de pessoal" para colocar no lugar de um URUTU inexistente, nos aprontos operacionais.
Ou os comandantes, verdadeiros mágicos praticando o "milagre da multiplicação das verbas", para que suas unidades funcionem.
E assim caminha o Exército: aos chefes, as polpudas sinecuras; à tropa, uma banana verde oliva; ao povo, o discurso fácil; ao País, uma segurança falsa.

Re disse...

Off Topic

Blog do Planalto é clonado; governo diz que não vai interferir!

O "blog do Planalto", que entrou no ar na segunda-feira com problemas técnicos, foi clonado.
O autor da cópia, que não foi identificado pela reportagem, admite que todo o conteúdo é o mesmo do original.
A principal diferença é que no clone o internauta pode fazer comentários, o que não é possível no oficial.

Fonte: Folha

Confira aqui:

http://planalto.blog.br/