segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

As aparências enganam

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro


Com a boca cheia de “demoniocracia”, os governantes de turno perseguem passar uma rasteira na nação, banindo as liberdades democráticas. Os que conheceram o socialismo e o Kremlin por dentro, alertam um mundo de moucos: o comunismo não acabou! A KGB montou e executa a estratégia do engano com ajuda dos "companheiros" internacionalistas do mundo inteiro.

Enquanto os auxiliares diretos do Sr Lula, obedientes às diretrizes do Foro de São Paulo, levam para a assinatura do “cara” um decreto banindo os símbolos religiosos da vida nacional, além de outras sandices para sacramentar as leis de uma ditadura socialista, como quer o PT ignorando a Constituição, lá do outro lado do mundo, um pequeno país que livrou-se do comunismo, um povo que sofreu a ditadura do proletariado, faz o contrário.

Na Lituânia, que libertou-se da URSS em 1990, as manifestações religiosas, até então proibidas, emergiram com todo o vigor. Primeiro foi a cidade de Vilnius e mais recentemente a cidade de Salcinninkai, onde o legislativo, por unanimidade proclamou a entronização de Jesus Cristo, declarando-o solenemente como “soberano e protetor". É a reação de uma cultura mais que milenar!

O prefeito Zdzislv Palevic, declarou na ocasião: “Durante esta difícil crise que atinge o mundo inteiro, Jesus é importante para o fortalecimento espiritual das pessoas, tanto quanto para a vida política e cultural.” Já ouvi dizer, em outras eras que o Brasil era o maior país católico do mundo! Mas esta cultura que nos aproximava como irmãos de todas as cores, foi viciada, corrompida, sistematicamente substituída pelo medo, que reforça o hedonismo e a libertinagem, drogas e violência, a incerteza e desprezo aos objetivos futuros.

Numa das fatias mais ricas do planeta, mais de 500 anos de história, cultura e trabalho, foram escamoteados pouco mais de 20 anos. Foram substituídos por tênis, drogas, barulhos que apelidam de música, desrespeito à vida e aos semelhantes, maiores ou menores.Há sessenta anos ouço promessas de educação, liberdade, trabalho, casa e comida, segurança, soberania.

Em poucos momentos parecíamos estar no caminho certo. Nos últmos 20 anos acabaram com a pouca segurança, destroçaram com a educação e inverteram criminosamente a estabilidade familiar e a emoção dos relacionamentos interpessoais. Luta de classes e preconceitos alimentam as mentes infantis e juvenis, isolando as pessoas da convivência e do carinho familiar. É cada um na sua!

Estamos no limiar do inferno, tal como Dante o descreveu. Tal como o conheceram nas “repúblicas” subjugadas pelos comunistas soviéticos. O estudo de um alto funcionário da KGB, revela “as políticas de longo alcance” elaboradas por Lênin, aplicadas daí por diante por todos os que o substituíram: Stalin, Kruchiov, Brezhnev e atualmente por Putin e sua KGB, que estão mandando na Venezuela e na Bolívia...

“Os comunistas deveriam continuaram perseguindo seu objetivo de vitória mundial, forjando a sua própria unidade e coordenando suas próprias políticas em segredo, ao mesmo tempo em que enfraqueciam a unidade e resistência do mundo não-comunista, projetando uma imagem enganosa de sua própria evolução, "falta de unidade e fraqueza". Esta foi de fato a essência oculta da política de longo alcance adotada...” até os dias atuais.

“Em 1959, o chefe da contra-inteligência soviética, General Gribanov, emitiu uma instrução ao seu estado-maior, para executar operações especiais, junto aos embaixadores ocidentais em Moscou. Instruiu-os para passar por altos funcionários de departamentos governamentais soviéticos, a fim de estabelecer contatos pessoais e exercer influência política sobre todos os embaixadores, visando com maior cuidado os de países em desenvolvimento”.

“Em 1960, a KGB emitiu uma diretiva secreta aos agentes dos serviços de inteligência no exterior para influenciar universidades, escolas, sindicatos e especialmente políticos e estudiosos. Deveriam atuar sobre os nacionalismos, relações interpartidárias, internacionalismo, revisionismo, lutas pelo poder, sucessão na liderança, expurgos, para desinformar sobre os aspectos da política para com o Ocidente. Caso elementos anticomunistas fossem considerados obstáculo ao êxito da implementação da política do bloco, o assassinato não estava descartado”.

A escalada dos contatos entre partidos comunistas do mundo, ocorridos no período que vai de 1958 a 1980, não tem paralelo. Tudo a portas fechadas. Desprovidos de notícias autênticas e hipnotizados pelas “revelações” sobre a desunião comunista, (derivadas de fontes comunistas), os analistas ocidentais subestimaram ou a ignoraram a vasta massa de evidências da contínua e sistemática coordenação das ações do movimento, até os dias atuais, do modo como fizeram com o Foro de São Paulo, criado por Castro e Lula da Silva.

Essa coordenação internacional refuta a idéia corrente da falta de unidade. O comunismo internacional é um movimento que reforçou seu ímpeto, direção e senso ideológico de propósito. Continua controlado, organizado e disciplinado. Agora mais que nunca, com as bençãos da ONU e investimentos dos Rotschild e seus pares socialistas fabianos.

Só mesmo aqueles intelectuais dedicados à causa, encantados com o pacifismo de Gramsci e Palmiro Togliati, encantados com Al Gore, recusam admitir que o Brasil e os países da iberoamérica estão ameaçados e já começam a sentir os resultados do que a expansão comunista oferece como ameaça à liberdade humana.

Feizmente, a pequena Honduras e as eleições do Chile nos mostram outras verdades, nos abrem esperanças reais.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

3 comentários:

Mario disse...

Que credibilidade tem SEQUESTRADORES, TORTURADORES e ASSASSINOS que se auto-nomeiam guardiões máximos do direitos humanos? Não estou falando de SEQUESTRADORES, TORTURADORES e ASSASSINOS de 30/40 anos atrás... estou falando de 2002, portanto, depois da promulgação da (malfadada) Lei da Anistia.

Em 2002 Celso Daniel foi SEQUESTRADO, TORTURADO BARBARAMENTE e ASSASSINADO porque estava prestes a "abrir os arquivos" da corrupção PETRALHA em Sto André/SP. PIOR!!! SETE testemunhas inocentes que poderiam revelar algo sobre o SEQUESTRO, a TORTURA e o ASSASSINATO de Celso Daniel foram, simplesmente "justiçados".

Marc disse...

Na Russia, 80 anos de repressão à religião, assassinato de padres e destuição de igrejas deram em que?
A Ortodoxia ressurgiu com um vigor inimaginável e é uma das religiões cristãs que mais tem crescido nos últimos tempos.

Anônimo disse...

O neto de Stalin está processando um revista e uma emissora de radio, porque "difamaram" o vozinho dele. Ameaçou processar as autoridades da Ucrania, se levassem adiante o julgamento acusando o ditador de genocídio. E sabem o que disse: "Genocidio não era crime naquele tempo... melhor que vão se ocupar de Hitler".
Bonitinho, não é? As autoridades ucranianas declararam o genocídio. As autoridades russas e academicos que cuidam da história dizem que foram somente os "proprietários de terra de todas as republicas que formavam a URSS", não era somente contra os ucranianos. Era uma politica de Estado, não foi crime deixar morrer de fome impedindo o acesso às propria colheitas... que foram exportadass para a Europa!
Direitos Humanos! Legal!