quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Crise hipertensiva e infecção respiratória, geradas por estresse político, cancelam viagem de Lula a Davos

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão


Luiz Inácio Lula da Silva conheceu, ontem à noite, seu maior adversário nos planos futuros de continuísmo: a saúde sedentária. Uma crise hipertensiva, provocada por estresse, combinada com um princípio de infecção respiratória, obrigará Lula a ficar de repouso absoluto, na base de antibióticos, até domingo, em seu apartamento de São Bernardo do Campo (SP). O presidente Henrique Meirelles – contato para vice da Dilma – teve de viajar às pressas para Davos, na Suíça, representando Lula no recebimento do inédito prêmio de Estadista Global, dado pelo Fórum Econômico Mundial.

Lula teve pelo menos dois fatores que agravaram seu estresse nos últimos dias. Recebeu o resultado de pesquisas reservadas indicando que sua candidata Dilma Rousseff não decola conforme o esperado. Lula também passa tensão com o difícil processo de escolha do candidato a vice, entre os peemedebistas, com uma desgastante queda de braço com o deputado Michel Temer. Ontem, em Recife, onde passou mal e teve de ser internado às pressas, antes da quase viagem à Suíça, Lula teve mais aporrinhações na outra frente de batalha com a cúpula do PSB para forçar Ciro Gomes a não concorrer à Presidência.

A pressão presidencial chegou a 18 por 12, logo depois de um jantar com o governador Eduardo Campos (presidente do PSB), no Palácio do Campo das Princesas. Na Base Aérea do Recife, enquanto o Air Force 51 se preparava para decolar rumo à Suíça, Lula se sentiu mal. Aumentou a dor no peito que vinha sentindo durante todo o dia. Lula teve de ser internado, às pressas, no Hospital Real Português, em Recife, onde passou a madrugada. Foi medicado com diuréticos e a pressão normalizada por volta das 2h30. Lula acabou liberado de manhã cedo para repouso em casa. Como ele não queria mesmo viajar a Davos, seu desejo inicial foi atendido.

Lula passou a quarta-feira indisposto, mostrando sinais de cansaço e queixando-se de dores na garganta e no peito. O médico da Presidência, Cleber Ferreira garantiu que "o estado geral do presidente é bom". Lula foi submetido a uma bateria de exames de eletrocardiograma, raio-x do tórax e exame de sangue. O médico minimizou que o que ocorreu com Lula “é uma crise esporádica”. Segundo Ferreira, o presidente tem uma boa saúde. Mas terá de se cuidar... O Bolcheviquepropagandaminister Franklin Martins avisou que toda agenda do chefão foi cancelada.

Substituto eventual?

Henrique Meirelles foi designado para representar Lula na entrega do prêmio de “Estadista Global”, na festinha dos 40 anos do Fórum Econômico Mundial.

Lula não queria mesmo viajar, e só resolveu encarar a geladeira dos Alpes porque a Oligarquia Financeira Transnacional (que manda nele) lhe deu um prêmio inédito.

Se tivesse viajado, a diferença brusca de temperatura entre o calor infernal de Recife e o frio glacial de Davos poderia ter causado um estrago fatal na “boa saúde” presidencial.

Previsões sombrias do “Dr. Apocalipse”

No Fórum Econômico Mundial, o economista Nouriel Roubini - que em 2006 previu a crise financeira mundial – fez um alerta ao Brasil.

O próximo presidente terá que fazer as reformas estruturais, que Lula não fez, se quiser levar o país mais longe:

O tamanho do governo e da burocracia é muito grande. Há excessiva distorção em taxação e vocês precisam de investimentos em infraestrutura numa combinação de investimentos privados e públicos. Dou crédito à Lula por ter conseguido macroestabilidade. Estou otimista em relação ao Brasil. Mas se quiser aumentar o potencial de crescimento, será preciso reformar a microeconomia. Vamos ver quem será o próximo presidente e se ele ou ela vai estar comprometido em acelerar reformas”.

Novos recados

Kenneth Rogoff, da Universidade de Harvard, concordou com o Dr Apocalipse e também deu seu pitaco:

Todo mundo no Brasil sabe que isso é verdade: obteve-se estabilidade e o próximo item na agenda é melhorar as perspectivas de crescimento. Mas é claro que precisa de reformas estruturais em vários níveis. O governo é muito grande, a legislação trabalhista é muito rígida. Há grande protecionismo comercial e muitas áreas onde o Brasil pode ser mais forte. Mas vocês conseguiram uma tremenda estabilidade com o governo Lula. O desafio para o próximo (presidente) é não engessar a economia”.

Papo do Cão

Fazendo a demagogia pré-viagem, em Pernambuco, Lula comentou ontem que poderia "falar grosso" para o mundo, devido à situação econômica do País.

Repetindo uma mentira econômica, Lula comparou o país do passado a um "cachorro magro com o rabo entre as pernas", que se curvava ao Fundo Monetário Internacional, mas hoje é credor da instituição:

O FMI chegava ao Brasil humilhando o governo brasileiro, dando palpite. Agora quem fala grosso sou eu. Se antes era o Brasil que devia ao FMI e ficava como cachorro magro com rabo entre as pernas, agora quem me deve é o FMI”.

Pequenos erros

O ministro da Secretaria Especial dos Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, admitiu ontem que houve erros na formulação do AI-51 – como ficou mais conhecida a terceira versão do Plano Nacional de Direitos Humanos.

Vanucchi avisou que o governo deve voltar atrás em mais um ponto: a defesa da descriminalização do aborto.

Segundo ele, a redação do trecho deve mudar, para retirar pontos de vista que correspondem à opinião do movimento feminista, e não do presidente Lula.

Tirando Lula e Dilma da reta

Vanucchi aproveitou para tirar a responsabilidade do presidente Lula e de sua chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, sobre a redação do PNDH:

A maneira como o aborto está colocada deve ser reformulada. Ela responde a um ponto de vista das mulheres. Essa é uma bandeira feminista. E o governo, o próprio presidente da República não a tem. Então, eu tenho que me responsabilizar e dizer que faltou a mim... Eu sou o responsável, não é ele, não é a ministra Dilma (Rousseff), sou eu”.

A questão do aborto no programa de direitos humanos foi alvo de críticas da Igreja Católica que chegou a espalhar panfletos chamando Lula de “novo Herodes”.

Reclamações

Vannuchi reclamou que chegou a ser chamado de terrorista e avaliou que o programa foi contaminado pelo ano eleitoral.

Alegando que foi alvo de um linchamento, Vanucchi sugeriu que há um surto de ataque conservador no país.

Na visão dele, “existe até quem gostaria de reeditar o Doi-Codi, órgão de repressão da ditadura militar brasileira”:

Não é uma revanche. Ninguém aqui quer colocar ninguém na masmorra, para que morra lá. Ao contrário: o que se quer é jogar luzes sobre o passado, para que ele não aconteça nunca mais”.

Salvem o Filme

Desde sua estreia, em 1º de janeiro, o longa-metragem "Lula, o filho do Brasil", de Fábio Barreto, atraiu cerca de 800 mil pessoas ao cinema.

O número ficou bem abaixo das altas expectativas dos produtores que chegaram a falar em 20 milhões de espectadores.

Para tentar reverter a situação, o produtor Luiz Carlos Barreto explica que vai criar uma espécie de caravana que vai percorrer as cidades brasileiras sem salas de cinema exibindo "Lula".

Malvadeza do Cabralzinho

O jornalista Luiz Augusto Erthal, direto de Niterói, denuncia uma previsível maldade do governador Sérgio Cabral Filho contra a Academia Fluminense de Letras:

“A Biblioteca Estadual Ministro Geraldo Montedônio Bezerra de Menezes, que integra o belo conjunto arquitetônico e histórico da Praça da República, no Centro de Niterói, está, finalmente, sendo reformada. Quando, porém, ao final da obra, previsto inicialmente para março, os primeiros tapumes que hoje a cercam forem retirados, um autêntico presente de grego pode estar sendo desembrulhado, não só para a antiga capital, mas para toda a sociedade fluminense: o despejo da Academia Fluminense de Letras, sediada na parte central do segundo andar do prédio desde a sua construção, em 1934”.

Leia mais em www.youpode.com.br/blog/todapalavra

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Janeiro de 2010.

3 comentários:

Anônimo disse...

Lula trabalha e muito. Tirou o Brasil de eterno coajuvante nas decisões externas para protagonista de soluções mundiais: ninguém resolve nada sem a presença do Brasil. Inclusive Lula é tido como referência mundial em vários quesitos (economia, direitos humanos, governabilidade, cemocracia, etc).
O tal instituto de pesquisa Vox Populi está com um resultado há mais de dez dias na gaveta. Sabe por quê? O candidato do teu blog, da mídia e dos parasitas e ladrões perde terreno. Por isso que a pesquisa não é divulgada.
Deixa de escrever besteiras.
Com o advento da internet, o pensamento único da elite branca e parasitária do Brasil, na voz da grande imprensa, deixou de existir. Mas eu gosto de vir aqui as bobagens que você escreve. Eu até me divirto com tanta mentira contada por você.
Marcos Simões

Vladimir disse...

Marco Simões,
Você nasceu burro assim mesmo ou fez curso no sindicato?

Anônimo disse...

O burro até que é inteligente, mas você... um teleguiado a serviço dos parasitas do Brasil. Você deve ter estudado em Havard, universidade das mentes brilhantes e mãos ligeiras.
Continue com as besteiras. É hilário.
Marcos Simões