terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Escolhas Urgentes

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

“Como se pode ser marxista depois da horrorosa experiência do século XX?
Como se pode ser marxista diante dos exemplos das duas Alemanhas e das duas Coréias? Como se pode ser marxista e entender em profundidade a tragédia da infeliz Cuba?” O marxismo, como discurso legitimador de governos, sempre terminou erguendo muros de execução sumária e calabouços em meio à miséria.

Em recente artigo publicado no “El Diario Exterior”, Carlos Alberto Montaner faz algumas indagações, que cabem perfeitamente para refletir sobre os brasileiros hoje, em relação ao marxista PT que ocupa nosso governo.

“Como se pode ser marxista quando está comprovado que a sangrenta utopia marxista não leva em conta a natureza humana? Como indicou humildemente Alexander Yakolev, o pai da Perestroika em seu escritório em Moscou, fracassaram os alemães, eslavos, turcos, latinos, latino-americanos, asiáticos, católicos, ortodoxos, protestantes, todos.”

Montaner segue refletindo sobre a diferença entre ser liberal democrata e marxista. Os primeiros valorizam de consciência e se sentem obrigados moralmente a respeitar os marxistas mesmo pensando que estão equivocados. Agora, os marxista, em nome da revolução justifica perseguições, prisões e até a morte dos adversários de suas idéias, porque são todos “desprezíveis inimigos do povo. É o que fazem sempre que tomam o poder”.

E aqui, já tomaram o poder. Já tomaram todas as empresas controladas pelo Estado, Faculdades, Escolas Básicas, Escolas de formação tecnológica, Sindicatos, todas as instituições! O Poder Executivo já controla o Judiciário e o Legislativo. Só falta mudar a Constituição. Já começaram o ataque organizado.

O programa não descrito nem revelado nos encontros do Foro de São Paulo espalha o vírus por toda a America Latina. O que Chávez faz na Venezuela com as Leis é repetido na Bolívia, no Equador, na Argentina e se ensaia repetir no Brasil, contra a imprensa, a propriedade, a família. Como diz Olavo de Carvalho, a qualquer instante o PT pode mobilizar a UNE, a CUT, o MST armado e treinado pelas FARC e colocar centenas de milhares de militantes nas ruas.

O Foro de São Paulo, filho do PT/Lula no enlace com a ditadura cubana, já cobra parte do fluxo de caixa das empresas, controla o preço da gasolina mais cara do planeta e outros produtos, para recolher impostos cada vez maiores. Já prega abertamente a abolição do sistema capitalista e ensaia um tipo de marxismo corporativista, dominado por sindicalistas e a mais “esperta” renca de corruptos, governantes e ex governantes, deputados, prefeitos, vereadores, senadores, até juízes, todos cobrando comissões para mover qualquer palha.

O blog - http://caranovanocongresso.blogspot.com/ divulgou a “Lista dos Senadores com Ocorrências na Justiça e nos Tribunais de Contas” e convida:“Afinal se não conseguirmos aprovar a Ficha Limpa temos “detonar” os Ficha Suja! É uma proposta e sem a mínima dúvida uma das frentes de ação que nos pode levar à reflexão e discussão sobre a democracia, em contraposição ao fascismo/nazismo/comunismo associados aos Bilderberger para ONUficar e ceder ao escravagismo da Nova Ordem Mundial

Também nos pode levar a discutir a militância petista, como a defesa do maior e mais agressivo cabide de empregos em todos os níveis da máquina governamental, desde o poder central às prefeituras, ONGs, associações e empresas de propriedade de petistas e românticos crédulos no populismo. E que nos leva a responder às indagações de Montaner: “Como se pode ser marxista?”/petista/guevarista/chavista...?

É bastante querer “chegar lá”, ao circo do consumo e do poder. É bastante querer poder tripudiar sobre os outros. É bastante aspirar à vida irresponsável, abrir mão da busca do saber, adotar os comportamentos e o desprezo à vida indicados pelo satanista Marx. É bastante ter sede de sangue como Guevara, como Mao, como Pol Pot, como Hitler...

É bastante distanciar-se da crença dos antepassados num Deus gentil e Pai presente que impõe o trabalho e o amor aos outros, como filosofia de vida saudável e diferente da vida de fanatismo, drogas e violência, que caracteriza os psicopatas contrários aos movimentos naturais da vida.

As maquininhas de votar vão ser acionadas mais uma vez, com todos os vícios, com todas as dúvidas jamais esclarecidas sobre os erros convenientes. O site Transparência Brasil, tem uma página chamada “projeto Excelências”, com informação sobre todos os parlamentares em exercício nos legislativo federal, estadual e nos municípios. É bastante negar-lhes o voto?

Ou é urgente uma mobilização de consciência, uma vontade de liberdade, uma informação consistente sobre a verdade psicopata marxista que impõe as regras do jogo da nova ordem mundial? Ou a possível saída será confiar num milagre? Em fim, os milagres são produto da fé inabalável e da ação meritória. A escolha está em confiar num homem qualquer - marxista, populista, prepotente, hedonista, irresponsável, mentiroso, corrupto – ou confiar em nós mesmos como construtores de uma pátria livre e independente. E que Deus nos guie.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

8 comentários:

Angelo disse...

Com a urna eletrônica, como se procede para anular o voto?

Arlindo Montenegro disse...

Não há como anular o voto na urna eletrônica. Existe a opção "BRANCO', que vem a ser a mesma coisa. O voto em branco não é computado na contagem final. Isto é: candidato A = 2 votos
candidato B = 1 voto
BRANCO = 97 votos
Contagem final = candidato a vencedor das eleições!
Mas com todos os segredos do TSE com o teste dos hackers, com o cuidado para não expor o sistema, o que fica é a percepção técnica da possibilidade de fraudes!

léo guede disse...

Ao Sr. Arlindo.
Há um processo em andamento - e não tenho informação suficiente para estabelecer quem estaria por detrás - onde o resultado inequívoco que se percebe é a boçalização progressiva do ser humano. Percebe-se na leitura dos acontecimentos uma queda acentuada da qualidade e dos propósitos das sociedades. Paranóia? Visão turva? Pessimismo exagerado? Saudosísmo? Qual seria a doença psicológica que se esconde em meu ser? Mas os fatos me levam a pensar dessa forma. Basta que observemos os ídolos que encantam os jovens. Há uma busca pela supercialidade, pelo vazio, pelo efêmero, pelo espetaculoso, pelo consumo rápido. Seria demais buscar no marxismo tão somente a causa ou causas desse rumo tomado pela sociedade. Um processo entrópico, degenerativo, destruidor de tradições que são universais. Pelo número de cultos supostamente cristãos se pode medir o afastamento do centro. Estamos vivendo cada vez mais na periferia e esta cada vez mais assumindo o controle sobre as nossas vidas. A terrível profecia de Ortega y Gasset que visualizou esse futuro que nos é presente. Parece que todos nós estamos contentes conosco mesmos e infelizes com o rumo das circunstâncias. Todos queremos que o mundo melhore e, curiosamente e paradoxalmente, não parece que ele esteja tomando esse caminho.

Angelo disse...

Ao Leo Guede.
Para saber quem está por detras disso é só ler os famosos "Protocolos". Simples assim.

Arlindo Montenegro disse...

Prezado Léo Guede: Acerca do seu comentário, “Há um processo em andamento - e não tenho informação suficiente para estabelecer quem estaria por detrás - onde o resultado inequívoco que se percebe é a boçalização progressiva do ser humano. Percebe-se na leitura dos acontecimentos uma queda acentuada da qualidade e dos propósitos das sociedades. Paranóia? Visão turva? Pessimismo exagerado? Saudosísmo?”
Suas dúvidas são normais. As possíveis respostas nas duas faces da moeda “concepção e missão de vida”. De um lado o que a gente valoriza humanamente, face valor muito associada à percepção e sentimento de Deus. Do outro lado, a face materialista, associada à negação de Deus.
O Marx era comprovadamente adepto de ritos satânicos, por convicção ou simplesmente para acentuar seu ateísmo. A “religião, ópio do povo” tornou-se prática persecutória nos estados socialistas. Até hoje. Sem religião, sem limites, sem responsabilidades. O estado cuida de tudo, decide tudo. E dissemina as drogas, o pão e o circo.
Tudo isto está documentado no “Livro Negro do Comunismo”, no “Arquipélago Gulag”, no “Che Guevara e os idiotas úteis que o idolatram”, em documentos diversos, romances e novelas que mergulham no inconsciente das sociedades. Prá começo de conversa, recomendo que veja o depoimento contido no vídeo do endereço abaixo: http://www.youtube.com/watch?v=95H1wqh96Ts&NR=1

léo guedes disse...

Sr.Montenegro.Um agradeciento pela atenção ao meu comentário. A restrição ao tamanho do texto nos impede de expandir argumentos para uma boa discussão.

Arlindo Montenegro disse...

Sr. Leo, a discussão é o caminho para troca de informações. Já pedí ao cabeça dura do editor deste blog para abrir um espaço de encontro entre os leitores, uma sala para encontros semanais sobre temas específicos. Vamos esperar que êle o faça, antes que controlem esta ferramenta, como na China.

léo guedes disse...

Sr. Montenegro.

Permita-me enviar-lhe um edereço que vale a pena dar uma lida, caso o Sr. já não o tenha feito.
www.espada.eti.br/futuro-1.asp
Abraço
Léo