quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

General ironiza que mudança semântica no decreto que impõe a criação da comissão da Verdade é um mero “K-Y”

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão


O chefão-em-comando das Forças Armadas, Luiz Inácio Lula da Silva, baixou ontem um novo decreto, que cria um grupo de trabalho com o objetivo de elaborar um anteprojeto de lei para instituição da Comissão da Verdade, que "examinará a violação dos direitos humanos" durante a ditadura militar. Ao contrário do que propaga hoje a mídia amestrada, na prática, Lula manteve o tema que desagradava a área militar do governo: a tal “Comissão de Verdade”.

Outro ponto que irritou os militares continua no PNDH3. Lula não retirou do texto o item que cria uma legislação nacional proibindo que ruas, praças, monumentos e estádios tenham nomes de pessoas que praticaram crimes na ditadura. Por isso, a crise militar agora é de expectativa. Na visão de um General, que pede para não ser identificado, “Lula já tinha enfiado a cabecinha; agora usou o K-Y”. A referência do militar é ao um gel lubrificante feito à base de água, fabricado pela Johnson & Johnson, usado para “apimentar relações sexuais”.

O primeiro decreto de Lula estabelecia a investigação de violações de direitos humanos praticadas no contexto da "repressão política". Os redatores de Lula substituíram a expressão "repressão política" por "violações de direitos humanos". Ao contrário do que o Ministério da Defesa divulga, tal “mudança semântica” não tem efeito prático.

O novo texto determina que a Comissão da Verdade vai: "Examinar a violação dos direitos humanos praticados no período fixado no artigo 8 do Ato das Disposições Transitórias da Constituição, a fim de efetivar o direito à memória e à verdade histórica e promover a reconciliação nacional". O artigo 8 das Disposições Transitórias a que se refere o novo decreto é justamente o que trata da anistia concedida a quem praticou atos ilegais durante o regime militar (1964-1985).

Além de continuar desagradando os militares, $talinácio foi oportunista como sempre. Manteve a caneta contra as Legiões, no momento em que a preocupação dos comandos militares é o apocalipse no Haiti – onde 14 militares brasileiros morreram, junto com a médica Zilda Arns, de 75 anos, fundadora da Pastoral da Criança da Igreja Católica. Aliás, $talinácio tinha viagem agendada ao Haiti na segunda quinzena de fevereiro.

Demissão ironizada

$talinácio garantiu ontem que não chegou a sua mesa nenhum pedido de demissão de comandante das Forças Armadas ou de ministros.

A única coisa que chegou na minha mão foram divergências entre dois ministros, que foram resolvidas hoje”.

A versão de Lula só confirma o jogo de cena de Nelson Jobim e Paulo Vannuchi.

Leia abaixo os artigos: Mutreta e dissimulação e Sobre o cidadão Boilesen

Tudo como dantes

O decreto sobre o 3º Plano Nacional de Direitos Humanos cria um grupo de trabalho para elaborar, até abril deste ano, um anteprojeto de lei que cria a Comissão Nacional da Verdade.

Depois que o grupo de trabalho elaborar o anteprojeto de lei, o governo terá que enviá-lo para o Congresso - que precisa aprovar o texto para que a Comissão da Verdade seja efetivamente criada.

O grupo vai ser integrado por representantes da Casa Civil e Ministérios da Justiça, Defesa, Secretaria de Direitos Humanos e um representante da sociedade civil.

Nova inquisição

A comissão terá como tarefas apurar violações dos direitos humanos, dentro do previsto pela Lei de Anistia, assim como promover a "reconstrução da história" nos casos de desrespeito aos direitos humanos.

A comissão deve apresentar "recomendações para promover a efetiva reconciliação nacional e prevenir no sentido da não repetição de violações de direitos humanos".

Fica mantida na proposta da Comissão da Verdade a "promoção dos meios e recursos necessários para a localização e identificação de corpos e restos mortais de desaparecidos políticos".

Pelo decreto, a comissão terá que divulgar os seus procedimentos de investigação para garantir o "esclarecimento circunstanciado de torturas, mortes e desaparecimentos".

Bolsa ditadura

Por unanimidade, a Comissão de Anistia do Ministério da Justiça reconheceu ontem Luiz Carlos Prestes Ribeiro Filho como anistiado político.

Luiz Carlos é filho do principal líder comunista brasileiro do século 20, Luiz Carlos Prestes.
Por causa da repressão política durante a ditadura, ele e sua família acompanharam o pai durante o exílio na então União Soviética, entre 1970 e 1979.

Ele tem direito à indenização de R$ 100 mil (valor máximo) e os diplomas de graduação e mestrado que Luiz Carlos obteve na União Soviética na área de cinema e TV.

Perda

Nota à imprensa enviada por Fernando Henrique Cardoso, sociólogo e ex-presidente da República (1995-2002), sobre a trágica morte de Zilda Arns:

O Brasil deve muito à Dra. Zilda Arns. Foi ela que mostrou como é possível, com a ajuda do trabalho voluntário, enfrentar os problemas sociais e reduzir o sofrimento dos mais pobres. Conseguimos baixar as taxas de mortalidade infantil, não apenas pela ação dos governos, mas pelo devotamento da Dra. Zilda e da Pastoral da Criança. Ao dar meus mais sinceros abraços de condolências à família, especialmente a Dom Paulo, reitero o que foi dito por nosso Cardeal: Dra. Zilda Arns morreu abraçada à causa à qual dedicou sua vida. Que o exemplo sirva e estimule a todos que desejam um Brasil melhor.”

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 14 de Janeiro de 2010.

6 comentários:

Anônimo disse...

O KY gel, não é para apimentar, é sim para facilitar a penetração anal (meter tudo). Tá explicado.

Anônimo disse...

Da vergonha de ver como tem instituições que sempre aparecem numa hora como esse de tragédia como a do Haiti, não enviam um só centavo de seus cofres e nem mandam um só voluntário para ejudar efetivamente as vítimas dessa catastrófe, e se elegem logo arrecadadoras de dinheiro para as vítimas. É pura hipocrisia mostrando a cara como sempre.

Anônimo disse...

Será que brasileiros que recebem as BOLSAS ESMOLAS da vida não percebem que é assim que são colocadas num curral eleitoral onde o nome da bolsa passa a ser BOLSA CABRESTO. Esses brasileiros, coitados, nem imaginam quanto é o limite da BOLSA QUADRILA E da BOLSA ANISTIA, e se sentem felizes com as migalhas que recebem.

Anônimo disse...

SENSACIONAL KIT “ESPANTA PETRALHA” À VENDA!!

Trata-se de uma caixa portátil feita em nogueira e contém:

· Cruz
· Bíblia
· Pistola com balas de prata
· Óleos bentos
· Água benta
· Velas
· Alho
· Terríveis estacas de metal e madeira, incrustados com uma cruz,para infligir dor adicional no aloprado.
· Carteira de Trabalho
· Dicionário

filoxera disse...

Tem razão, Jorge Serrão, nada mudou, para todos estão felizes pensando que ele alterou tudo e fez a vontade aos militares.

A mídia chapa branca, respeitaveis blogueiros, estão fazendo papel de idiotas uteis e lulla está usando em todos eles esse KY gel para facilitar a penetração mais rápida e mais profunda!

Mas esses blogueiros estarão fazendo mesmo o papel de idiotas úteis?

BRAGA disse...

É Serrão. Brasileiro, de um modo geral, é um grande babaca. Pactua com essa patifaria que é eleição eletrônica, que nunca dá recibo do ato (de votar, é claro).
Brasileiro "joga recuado", o que possibilita que "ataque" desses nazicomunas vagabundos, que gostam muito do "bufunfo", tão se "achando".
Só que há um ponto que o desgoverno substima: BRASILEIRO É APEGADO A SUA PROPRIEDADE. VÃO MEXER NUM VESPEIRO. CUIDADO LULA, PODE HAVER UM CONTRA-ATAQUE E, GOOOOL DO POVO QUE PODE!