domingo, 3 de janeiro de 2010

Inimigo Público Imediato

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro


Precisamos desenvolver a capacidade de identificar e concentrar a atenção nos seus movimentos tentaculares. Informar aos desavisados, mostrar os sinais de sua presença, traduzir sua linguagem cifrada, conhecer quem são seus ajudantes diretos e indiretos. Até o número 51 ou pouco mais, podemos identificar nos salões palacianos de Brasília. Mas à medida que o poder econômico concentrado se avoluma, a presença física ou espiritual pode estar em qualquer recanto bem protegido, disfarçado, insinuante, pronto para atacar.

Quem será? Ou quem serão os membros desse clube que podemos entender como besta do apocalipse, cujos sinais parecem tão evidentes nos nossos dias? Quem serão os executivos das nostradâmicas profecias? Urge identificá-los publicando livros infantis e escolares que ensinam historia, ciências desfiguradas e catequese marxista. Somente um Presidente, Janio Quadros, ousou retirá-los das salas de aula. Os demais, desde Juscelino, sempre situaram marxistas leninistas de carteirinha na direção do Ministério da Educação.

Urge identificá-los, ensinando nas escolas, pregando no rádio, atuando nos teatros, dirigindo filmes financiados com o dinheiro público e de empresas associadas ao estado, nas novelas, na música, nos grandes espetáculos importados para globalizar a estética cultural, nos jornais nas Igrejas, enfim: dominando todos os meios que influem na formação do caráter, a opinião das pessoas, direcionando e facilitando a desonesta tarefa a mentalidade infanto juvenil, para aceitar como natural o maior embuste: o marxismo.

A Nova Ordem Mundial já mostrou que dispõe do dinheiro que quiser. Que dinheiro para os que o imprimem é nada, é gerado a partir do nada. Este nada é atribuído como “empréstimo” aos países “em desenvolvimento” e arrecadado de volta com os “juros”, estes sim valor concreto do trabalho pré determinado.

O resultado de tarefas específicas – mineração, construção civil, transportes, matérias primas – vai aumentar o patrimônio dos que “financiam”. Quando querem, mudam as regras de mercado, baixam a atribuição de valores à exportação de matérias primas e cobram mais trabalho.

Os responsáveis diretos pela educação repetem cinicamente, sem corar, que o comunismo já era e que os Estados Unidos são o inimigo imediato. Nada mais falso, e para esconder o verdadeiro inimigo. Personagens da política, da imprensa, da administração indireta, da educação e até de algumas igrejas são fanáticos de um deus volúvel e inseguro, com máscaras e comportamentos humanos, conforme o momento em que o utilizam como escudo.

O inimigo imediato está em toda parte. O perigo, o assalto, o cinismo institucional está presente nos interesses individuais dos que elaboram as leis, nos interesses corporativos dos sócios dos governantes, que dividem a nação para governar com promessas. São os mercenários apátridas, os fanáticos que circulam mascarados, vestidos em pele de cordeiros, servindo-se da propaganda como “alma do negócio” estruturado pela nova ordem mundial, como se fossem os proprietários de verdades infalíveis. Verdades como a do aquecimento global!

Um dos templos em que atuam os que mexem no caldeirão das bruxarias em forma de leis globais é a ONU, completamente dirigida por socialistas fabianos, aqueles silenciosos facilitadores de tudo quanto se elabora contra a vida, a liberdade, a independência e soberania das nações. Aqueles que tramam há dezenas de anos uma religião única, um governo único, um poder político unificado controlando o planeta.

Os políticos, “cientistas”, doutores, pesquisadores, assessores espalhados pelo mundo inteiro a serviço da ONU e suas inúmeras agências reuniram um vasto acervo, um banco de dados com informações sobre todas as diferentes culturas, religiões, economia, educação e essencialmente sobre potencialidades e reservas minerais, biodiversidade, água. Tudo para fundamentar as políticas e interesses das mega empresas, que já controlam mais de 50% dos negócios no planeta.

Mapearam e agora aceleram a implantação da nova ordem mundial que vem sendo referida há mais de um século, sempre por arautos do totalitarismo, por pessoas cujo ponto de partida mental tende para a dominação literal dos pensamentos e ações das pessoas, até mesmo o controle dos movimentos naturais do planeta. Um novo golpe atinge a todos com a implementação do Codex alimentarius. Melhor ver e ouvir no vídeo abaixo, o alerta de uma organização isenta:
http://www.youtube.com/view_play_list?p=A4D06DD6D3FB5782

A educação de uma “escola sem partido” poderá conduzir-nos ao equilíbrio de uma formação universal, mas o conselho do Ministro das Comunicações vai na contra mão: “Essa juventude tem que parar de só ficar pendurada na internet. Tem que assistir mais rádio e televisão”. A internet ainda disponibiliza alguma informação dos que formam nas hostes de cruzados na recuperação da consciência e percepção superior da evolução natural, livre, no amor de Deus.

Do rádio vem uma carga de comentários e notícias interpretadas com visão ideológica e da televisão a propaganda para aceitar a globalização, as políticas caóticas, o personalismo e a ridicularização de valores, secundada por exemplos comportamentais anárquicos e modismos exóticos, implantados com técnicas de persuasão subliminar. Tudo para formar pessoas coletivamente imbecilizadas e cada vez mais incapazes de raciocinar.

Identificar e denunciar os inimigos públicos imediatos e remotos é apenas uma das tarefas, para tentar impedir o avanço voraz dos coveiros da vida em liberdade.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

2 comentários:

Anônimo disse...

Não esquecer da maçonaria, grande maestrina dessa sinfonia dantesca.

Anônimo disse...

Respeitável Arlindo.
Entendo e adimiro o seu esforço(quase desespero) em querer "descrever a paisagem para cegos", mas, sinto muito, é tempo perdido embora seja válido e respeitável. Já era, meu caro. Não tem retorno. O comunismo (re-batisado de socialismo)é a ferramenta perfeita para o domínio tranquilo das massas. Vem sendo testado não é de hoje e os resultados têm se mostrado excelentes. A única tirania aceita pelo rebanho como se fosse um bem. A esquerda mais feroz ( e todas convergem para o mesmo ponto, em algum prazo)quando oprime, prende, tortura e mata convence a maioria de suas vítimas que é para o bem da humanidade. É o único carrasco que quando nos mata o faz "com amor". Essa tendência à submissão por grande parte da humanidade é "mamão com açúcar" para a Oligarquia Transnacional que vem preparando o dominio mais adequado dessa massa inútil. A produção de alimentos, utilidades e até serviços cada vez menos depende de braços humanos, mas quem pensa e faz acontecer é um número cada vez menor de seres viventes, porém as "bocas inúteis" continuam querendo consumir e procriar cada vez mais freneticamente. Precisam ser controlados. E serão!