segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Lula fecha questão para a compra de 36 caças Rafale bem mais caros, e não teme retaliação dos EUA

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão


O chefão-em-comando Lula da Silva pode oficializar a qualquer momento (que lhe for mais conveniente) a sua decisão já tomada de comprar 36 caças franceses Rafale, gradualmente, para a renovação da frota da Força Aérea Brasileira. Lula prefere apostar nos benefícios de uma estratégia maior de defesa, no valor de bilhões de dólares, com a França. Além do avião, a indústria bélica francesa montará helicópteros e submarinos no Brasil.

A resolução final de $talinácio vazou nas atentas antenas parabólicas do Detrito Federal. A decisão final teria sido baseada em um “relatório” que lhe seria entregue pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, antes de partir para uma reunião da indústria bélica em Jerusalém, Israel. Respaldado por Jobim, Lula deixa claro a vários interlocutores que não teme retaliações políticas dos Estados Unidos, por optar pela parceria com a França.

Pelo acordo, os aviões começam a ser construídos a partir de 2013. Das 36 aeronaves que deverão ser vendidas na primeira etapa do projeto FX-2, as seis primeiras serão produzidas na França, quase que de forma integral com peças francesas. A partir da sétima unidade, os franceses prometem que a linha de montagem seria transferida ao Brasil. Aqui os Rafale seriam produzidos sob licença pela Embraer.

A Dassault têm 0,9% das ações da empresa brasileira. Os franceses acenam com benefícios e novos componentes técnicos para o projeto da Embraer de construir um avião de carga, o KC-390. No caso dos Rafale, tecnologias sensíveis, como os sistemas de comando de voo digitais (DFCS), softwares, sistemas de autoproteção por infravermelho, seriam repassadas. Parceiros da Dassault - a Thales e a Snecma – também repassariam ao Brasil os módulos das antenas ativas do sistema do Eletronic Scanning Radar e a cadeia de manutenção dos motores.

Assim que Lula confirmar o meganegócio, será a primeira venda internacional do Rafale. A venda ao Brasil é considerada fundamental para reerguer a Dassault Aviation – bastante afetada pela crise (da marolinha). A empresa é controlada pela EADS – que tem 46,32 por cento das ações, enquanto a holding familiar Marcel Dassault detém 50,55 por cento.

Até a lucrativa parceria com $talinácio, a Dassault não tinha conseguido vender seus caças fora da França. Perdeu para os americanos na Holanda em 2001, na Coreia do Sul em 2002, em Cingapura em 2005, e até no Marrocos (ex-colônia francesa) em 2007. A grande dúvida entre especialistas aeronáuticos é se o Rafale não é desnecessariamente potente e caro para as necessidades do Brasil.

Também não existe clareza sobre o preço de cada Rafale. Pode variar entre 64 milhões de euros e 70 milhões de euros, sem contar o custo do desenvolvimento do avião. Outras estimativas indicam um preço de 138 milhões de euros por aparelho. Comparado a aviões rivais, como o de fabricação sueca Gripen NG, da Saab, considerado cerca de 30 a 50 mais caro. O F-18, da Boeing, também seria mais barato que o Rafale.

O primeiro Rafale alçou vôo em 1996 e hoje ele está disponível em três versões. A Aeronáutica francesa começou a usar os Rafale em 2006, com atraso de 10 anos depois da concepção do protótipo. Até 2021, as Forças Armadas francesas terão 294 caças Rafale (234 da Aeronáutica e 60 da Marinha). O custo do programa Rafale, na França, era estimado em 39,6 bilhões de euros (valores de janeiro de 2008).

As empreiteiras agradecem

Nelson Jobim deixa de ser “General Genérico” para se transformar em Promotor de Obras.

Ele defendeu ontem, em Israel, uma mudança no mandato da Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti (Minustah), chefiada pelo Brasil.

Segundo Jobim, a Minustah deveria deixar de ser apenas uma missão de manutenção da segurança para assumir um papel também na reconstrução do país, devastado pelo terremoto do dia 12.

As obras interessam a grandes grupos de empreiteiros brasileiros, como a Odebrecht e a OAS.

CFR contra Dilma

Dilma está PT da vida com a entrevista dada à Folha de S.Paulo pelo chefe do Departamento de Política da Universidade de Nova York.

Especialista em previsões, usando a teoria dos jogos, o norte-americano Bruce Bueno de Mesquita – cujo sobrenome vem de um antepassado judeu português – antecipa que Dilma Rousseff não será eleita Presidenta do Brasil.

Membro do Council on Foreign Relations (CFR) – um dos mais prestigiados clubes de poder em favor do Globalitarismo, Bruce adverte que o ponto fraco de Dilma é o “populismo nacionalista”:

Dilma Rousseff não é a vencedora mais provável. Não sei quem será, mas sua posição em alguma questões políticas tendem a marginalizá-la e complicar sua candidatura”.

Dilma precisa de quantos Rafale?

Enquanto Jobim briga nos bastidores para se credenciar como o candidato a vice ideal para Dilma, sob a pretensa alegação de que neutralizaria uma eventual insatisfação militar contra a ex-terrorista, o candidatura da favorita de Lula não consegue decolar.

Pelo menos nas pesquisas reservadas encomendadas pelo alto comando de marketing da campanha – chefiado pelo baiano João Santana.

O assunto é tratado como “proibido de ser falado em público” pelos petralhas – que não cansam de falar do problema em suas comunicações pessoais – facilmente captadas em Brasília.

Me dá um dinheiro aí

Já tem pelo menos quatro petistas oficialmente escalados para captar (ainda mais) dinheiro para a campanha da Dilma:

João Vaccari neto, ex-presidente do Sindicato dos Bancários de SP e que será o futuro tesoureiro do PT.

Sérgio Rosa, que deixa a presidência do Previ em maio, e vai usar seu prestígio no comando do fundo de pensão dos funcionários do BB para captar para Dilma.

O mesmo fará o presidente da Petros (fundo de pensão dos empregados da Petrobrás), Wagner Pinheiro, que passará o pires junto a grandes empresários.

Mesmo papel a ser exercido, junto a ONGs, sindicatos e movimentos sociais pelo secretário nacional da CUT, Jacy Afonso.

Vale a pena conferir

Trata-se de uma reportagem do programa da Rede Globo "Bom Dia DF", mostrando como atuam os militares e os políticos brasileiros

Preste bastante atenção às palavras finais do jornalista Alexandre Garcia.

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1194812-7823-MILITARES+MOSTRAM+O+QUE+E+REPRESENTAR+O+POVO+BRASILEIRO,00.html

Confira também

Link com resumo e também vídeo da audiência na CPI da Dívida Pública.

Paulo Souto divulga números sobre o Brasil, e fala sobre empresas de energia elétrica que faturam mais que os bancos no País.
http://www.jubileubrasil.org.br/somos-credores/cpi-da-divida-publica/boletim-no-14-cpi-da-divida-publica/

Veja outro vídeo sobre a CPI – devidamente boicotada pela mídia amestrada.

http://www2.camara.gov.br/comissoes/temporarias53/cpi/cpidivi/sendto_formSinais?codSessao=00015957

Acesse também o áudio da comissão:

http://imagem.camara.gov.br/internet/audio/Resultado.asp?txtCodigo=00015957

Justiça ideológica?

No site http://www.averdadesufocada.com/index.php?option=com_content&task=view&id=2797&Itemid=34, a explicação para a extradição, concedida pelo nosso STA ao governo argentino, do coronel reformado uruguaio Manuel Juan Cordero Piacentini – acusado de participar da Operação Condor:

O major Cordero na década de 70, jovem também, lutou contra a guerrilha vermelha, quando havia enorme disputa entre o mesmo mundo capitalista e comunista que motivou Battisti a cometer os quatro assassinatos. Só que, como Cordero não estava do lado dos companheiros que hoje estão no poder, os crimes atribuidos a ele não são políticos, são crimes comuns, sem direito às benesses que favorecem os "resistentes". Um peso e duas medidas, justiça ideologicamente comprometida”.

O STF pegou bem mais leve com o terrorista italiano Cesare Battisti - ex-militante do movimento extremista de esquerda Proletários Armados pelo Comunismo (PAC), preso em Brasília desde março de 2007, e condenado pela justiça italiana à prisão perpétua, por quatro homicídios ocorridos entre 1977 e 1979.

Leia o artigo: Visão e fé de um leigo

Viva o Gramscismo

Sociedade, Estado e Política na América Latina; Relações Internacionais e Integração Regional; Comunicação, Poder e Mídias Digitais; Tecnologia e Engenharia das Energias Renováveis; Gestão Integrada de Recursos Hídricos; Interculturalidade e Integração.

São alguns cursos oferecidos pela Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) – que funcionará provisoriamente em espaço cedido pela usina hidrelétrica de Itaipu em Foz do Iguaçu, cuja cidade fica no estado do Paraná e faz fronteira com Argentina e Paraguai.

Fundando a Unila, $talinácio bateu um recorde nacional com a criação de treze universidades federais, o que ultrapassa a cifra anterior alcançada por Juscelino Kubitschek de dez instituições.

Mais uma prova de como o pessoal do Foro de São Paulo valoriza a formação de “intelectuais orgânicos”, de nível superior, como pregava o italiano Antonio Gramsci – cuja cartilha revolucionária é bem seguida por aqui.

Menos impostos

Pesquisas do Instituto Análise mostram que 67% das pessoas com renda familiar de até R$ 465 dizem preferir um presidente que reduza os impostos dos alimentos para que se compre comida mais barata a um que aumente o Bolsa-Família - opção de 32% dos entrevistados.

"As pessoas sabem que poderiam consumir mais, mas não conseguem por causa dos impostos".

Leia, abaixo, o artigo do cientista político Alberto Carlos Almeida, do Instituto Análise: A redução de imposto na agenda eleitoral

Impostura ou roubo?

A Honda lança no México o novo City - sedan brasileiro, produzido na fábrica da Honda localizada em Sumaré (SP), que chega ao mercado mexicano custando o equivalente a cerca de R$ 25.800.

Lá fora, o carro feito aqui é entregue com freios à disco nas quatro rodas com ABS e EBD, airbag duplo, ar condicionado além dos vidros, travas e retrovisores elétricos.

No Brasil, o City LX com câmbio manual (versão de entrada) que não conta com freios ABS, custa, para nós, otários, R$ 56.210.

O mistério insondável: como é possível um carro fabricado no Brasil ser vendido, com lucro, por menos da metade do preço em outro país?

Outra roubalheira

O presidente da Google Brasil, Alexandre Hohagen, solta os cachorros nos preços altíssimos cobrados pela operadoras de telefonia para os pacotes de dados no Brasil.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Hohagen lembrou que, na Índia, a teles vendem planos de acesso ilimitado à Internet para celulares por apenas US$ 5 mensais.

Aqui, o mesmo pacote sai, em média, por até US$ 150 mensais.
Hohagen cobra das teles preços mais acessíveis para trazer ao Brasil o recém-lançado smartphone da Google, o Nexus One.

Prendam a Polícia

A Folha de ontem revelou que 800 dos 3.313 delegados da Polícia de São Paulo são investigados pela Corregedoria de Polícia.

Quem comanda a caça aos curruptos é a delegada maria Inês Trefiglio Valente – corregedora diretamente subordinada diretamente ao secretário de segurança Antônio Ferreira Pinto.

Se 24% dos delegados são suspeitos de extorsão, henriquecimento ilícito, violência prevaricação ou mau uso do dinheiro público, não seria o caso de mandar prender a Polícia?

Gol da TAP

Em um belo exemplo de marketing receptivo – que devia ser copiado sempre -, a TAP Portugal e a Infraero homenagearam de forma diferente a cidade do Rio de Janeiro e o Aeroporto Internacional Antônio Carlos Jobim, no dia 20 de janeiro.

A empresa portuguesa foi recupera pelo brasileiro Fernando Pinto – curiosamente o mesmo que foi demitido da presidência da Varig.

Confira o vídeo:
http://www.youtube.com/watch?v=oqMrZ83T4FI

Pica Pau a perigo

O passarinho mais famoso e sacana da televisão teme ficar sem seu emprego no horário nobre da Record.

A rede do Bispo Macedo prepara, ainda no primeiro semestre, um novo horário de novelas e uma trama inédita, que iria ao ar às 19 horas, botando o Pica Pau para escanteio.

Outro que corre o mesmo risco do malvado passarinho é o veterano apresentador Celso Freitas, já que são grandes as chances de o Jornal da Record manter, na bancada, a dupla feminina Adriana Araújo e Ana Paula Padrão.

Msmo contra a vontade da última, que preferia reinar sozinha na apresentação do telejornal que vem registrando baixíssimos índices de audiência no Ibope.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 25 de Janeiro de 2010.

Um comentário:

LeoPontes disse...

Afinal sobre aquela informação veiculada por aqui sobre os 126 caças Rafales encomenmdados e/ou oferecidos a India pelos mesmos valores dos nossos 36,alguem poderia nos informar porque tanto da diferença? Sereria só Corrupção? Pouca vergonha na cara, mal caratismo com os dinheiros dos contribuintes, arrogancia no trato das coisas públicas, ordem transnacional?