sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Lula sofrerá pressão política da indústria bélica dos EUA para descartar acerto para compra de caças franceses

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

A guerra comercial sobre o fornecedor dos caças para a Força Aérea Brasileira será um possível tema extra-pauta da reunião dos presidentes Barack Obama, Nicolas Sarkozy e Lula da Silva sobre o plano de recuperação do Haiti devastado. Já circula a informação, na área militar e aeronáutica, sobre uma quase certa “retaliação tecnológica” dos EUA ao Brasil, caso Lula escolha – como já manifestou publicamente – comprar os aviões Rafale, da francesa Dassault.

O risco militar para a FAB e econômico para a Embraer é que a indústria aeronáutica norte-americana deixe de fornecer os componentes do avião de combate Super Tucano. Motor, Hélice, Caixa Redutora, Chapas de alumínio aeronáutico e vários dispositivos Aviônicos do Super Tucano são fabricados exclusivamente pelos EUA. Sem eles, segundo especialistas em aviação, o Super Tucano não passará de um “Super Planador”.

Os EUA não admitem que Lula compre o caça francês. Caso o escolhido não seja o F-18, da Boeing, os norte-americanos até preferem que o Brasil fique com o sueco Gripen – uma aeronave ainda em projeto a ser desenvolvido. Os EUA forneceriam as principais peças do avião projetado pela Saab. Lula receberá fortes pressões dos norte-americanos se fechar com os franceses. Resta saber se $talinácio vai agüentar o tranco.

E como tinha um acordo prévio com os franceses, Lula agora, literalmente, está na maior "merde" (apenas para usar uma palavra que ele mesmo consagrou recentemente, em seus discursos eleitoreiros). A lógica é simples e tradicional. Quem contraria grandes interesses internacionais paga caro politicamente.

Papo furado

Ontem, Lula avisou que a decisão sobre a compra dos caças para equipar a Força Aérea Brasileira (FAB) não seguirá exclusivamente critérios comerciais.

Para Lula, a compra dos caças (franceses) é uma questão de soberania nacional e de defesa do território brasileiro, especialmente da Amazônia e do litoral "com pré-sal lá dentro":

Essa questão do caça não é uma questão comercial comum. Não é um acordo eminentemente econômico: eu vou comprar um porque é mais barato. Não. Nós estamos tentando mostrar para a sociedade brasileira que estamos discutindo a soberania do nosso país, inclusive a soberania tecnológica. Obviamente, entra a questão do custo”.

Fala o que pode

Lula avisou que, assim que o ministro da Defesa, Nelson Jobim, lhe entregar o relatório final sobre a compra caças, decidirá sobre a convocação do Conselho de Defesa Nacional para discutir o tema:

O único que ficou em silêncio até agora fui eu. E fiquei em silêncio porque tenho o poder de decidir e, quem tem o poder de decidir tem mais responsabilidade: não fala o que quer, fala o que pode”.

Lula não descarta inclusive abrir o debate ao Congresso Nacional – onde o deputado Michel Temer (que deseja ser vice da Dilma) já ameaça embolar uma discussão sobre o tema, para barganhar com o Palácio do Planalto.

Obrigado, Amigo Sarkozy?

A ajuda internacional oferecida ao Haiti já chegou a pelo menos US$ 350 milhões para um pasís pobre que, em 2008, teve um orçamento de US$ 967 milhões.

Só o Brasil está doando US$ 15 milhões para colaborar na ajuda humanitária.

Mas quem tem o maior interesse em ganhar dinheiro fazendo as obras de recuperação do Haiti é a empreiteira baiana OAS.

Tando que já circula a informação de que tem baiano se articulando com o presidente francês, Nicolas Sarkozy, que deseja liderar o esquema internacional de obras para reconstrução da atrasada colônia francesa.

Propaganda anti-crise militar

Os aspones de $talinácio insistem em propagar a versão de que está resolvida a crise com os militares sobre o AI-51 (apelido jocoso do autoritário e golpista Plano Nacional de Direitos Humanos, terceira versão).

A turma do Palhaço do Planalto tenta vender a versão de que a criação da Comissão da Verdade interessa apenas para que as famílias dos desaparecidos durante a dita-dura militar possam "enterrar os seus mortos e conhecer a história".

Na verdade, eles querem encobrir o fato objetivo de que o movimento revolucionário em ação – por erro ou precipitação – queimou uma parte de suas “reservas” para o habitual e sistêmico ataque aos militares – único segmento possivelmente reativo a um golpe institucional nazipetralha.

Tira da mídia

Agora, o governo Lula só pensa em ganhar tempo e esfriar o debate sobre o AI-51.

A tática principal é tirar a crise do noticiário, e para isso o governo conta com sua mídia amestrada por grandes volumes de publicidade oficial ou de empresas estatais (de economia mista, na verdade).

Gilberto Carvalho, chefe de gabinete de Lula, já está escalado para monitorar, de pertinho, o grupo de acompanhamento que vai analisar o programa.

A intenção é filtrar as propostas, fazer a mediação e, em alguns casos, até mesmo propor alterações em temas que gerem polêmicas ou desgastes políticos ao governo.

Tudo como dantes

$talinácio pretende resistir às pressões e não fará mais mudanças no decreto do Programa Nacional dos Direitos Humanos.

A ordem agora é minimizar a reação da Igreja, por causa do aborto e casamento homossexual.

Mesma tática vale para alguns veículos de comunicação, que entendem ser o texto do AI-51 favorável à censura e ao controle do conteúdo.

Também deve ser ignorada e minimizada a crítica do setor agrícola, que repudia o item relativo à desocupação de terras invadidas.

Papo do $talinácio

As entidades representativas dos meios de comunicação – como a Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão e a Associação Nacional de Jornais - insistem que há sim tentativa de restringir a liberdade de imprensa.

O Palácio do Planalto vendeu a versão e o Estadão comprou sobre um recado de Lula sobre a restrição da liberdade de imprensa e do controle da mídia no AI-51:

"Não brinco com esse assunto. Para mim, não existe democracia sem liberdade de imprensa. O decreto não propõe controle sobre nenhuma mídia. Se propõe que sejam apurados os abusos contra os direitos humanos, caberá aos órgãos responsáveis verificar o que está ocorrendo, como é hoje."

Tática do Serra

"Candidato a presidente não é chefe da oposição".

O presidenciável tucano José Serra quer delegar ao PSDB a tarefa de criticar o governo Lula.

Ele pretende seguir a doutrina de que o exercício da oposição é tarefa partidária, e a dele, no momento atual, é governar o Estado.

O candidato quer se guardar para o que considera o confronto real, com a candidata Dilma Rousseff, mais adiante.

Serra só oficializará a candidatura presidencial em março, mas já avisa que o foco da campanha do PSDB não será o atual governo.

Mario na área

Nem Dilma, nem Serra, nem Marina.

Ontem à noite foi divulgada, em cadeia nacional de rádio e televisão, a pré-candidatura presidencial de Mario Oliveira.

Ele pretende vir pelo nanico Partido Trabalhista do Brasil (PTdoB).

Quem é

Mário é engenheiro, advogado, professor universitário, ex-presidente de empresa multinacional, autor do livro “Brasil: O Entulho Oculto dos Privilégios Oligárquicos”, onde já expôs parte do seu programa de governo.

Já foi capa da Revista Veja e personagem do filme "Preto e Branco" de Carlos Nader.

O PT do B anuncia que os recursos para a campanha virão de um grupo de cerca de 2 milhões de apoiadores já identificados, base para a captação licita de recursos.

Com cada apoiador contribuindo com R$ 20,00 por bimestre, partido pretende totalizar R$ 40 milhões, suficientes para financiar a campanha.

Pleito quente

Hoje acontece uma eleição quente para a Caixa Beneficente da Polícia Militar do Rio de Janeiro, que tem 30 mil associados, a maioria pensionistas e inativos.

O atual presidente, Jorge de Souza Lobão, tenta impugnar a oposicionista “chapa da virada”, liderada pelo capitão Joaquim Arantes da Ponte.

A assembléia será na Associação Brasileira de Imprensa, e o clima promete esquentar.

Antes que acabe...

Visite o Cristo Redentor, antes que sumam com ele”.

Eis a ideia de slogan perfeito para o turismo brasileiro, caso seja mesmo aprovado o item do AI-51 que restringe símbolos religiosos em repartições ou locais públicos.

O preconceito dos formuladores do AI-51 foi tão grande e burro com relação aos símbolos que irritou até o chefão $talinácio.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 15 de Janeiro de 2010.

11 comentários:

Anônimo disse...

lulla por deci$ão politica!

Então vejamo$ o que a ba$starda França fez com a Argentina. Um pouco de Historia e o que nos espera em um pr´´oximo futuro.

"Inicio lembrando que em 1982 durante a guerra das Malvinas a Força Aérea Argentina utilizava aviões Super Étendard e mísseis EXOCET, ambos de fabricação francesa – os aviões pela DASSAULT e os mísseis em associação daquela empresa com a MBDA.

Logo que a esquadra inglesa chegou na área de operações ocorreram duas missões da Força Aérea Argentina, e foram disparados pelos ‘hermanos’ dois mísseis EXOCET. Saldo: dois navios da esquadra inglesa afundados.

Imediatamente, a Inglaterra – apoiada pelo seu grande amigo e sempre alidado EUA – começou a pressionar a França para passar para os ingleses o código-fonte daqueles mísseis (essencial a orientação dos mesmos) e os franceses (também amigos e aliados da Inglaterra) atenderam o pedido.

Desde então, nenhum míssel EXOCET acertou navio inglês.

Ao mesmo tempo, a França que estava devendo a entrega aos portenhos de vários aviões Super Étendard – já comprados – passou a atrasar a entrega dos mesmos até suspender em definitivo.

Portanto, até que ponto alguém pode confiar sua soberania unicamente aos franceses. Pelo que consta já estamos ‘presos’ aos franceses na questão de submarinos – convencional e nuclear – de helicópteros e agora aviões.

É muita dependência a um só país e não pode ser olvidado aquele velho e sempre oportuno provérbio que desaconselha colocar todos os ovos no mesmo cesto."

(...)

http://blogdaunr.blogspot.com/2010/01/e-comico-lula-falando-em-soberania.html

Anônimo disse...

Não vai adiantar, já que está comprando equipamentos é para as FARC combater os inimigos deles, esses comunistas cubanos.

Anônimo disse...

não creio em retaliações dos EUA em relação ao Super Tucano.... eles não fizeram isso com outros, porque farão com o Brasil? Isso seria uma vergonhosa vingancinha. E é chantagem, se eles fazem essa ameaça. Acho que é boato... Enfim, mais um motivo para Lula seguir em frente e escolher mesmo o Rafale frances, pois não podemos aceitar chantagem, ameaças, sja de quem for. Além disso, o Rafale se mostrou superior ao F-18 em recente exercício militar, onde ganhou a maioria dos combates simulados contra F-18 e também o europeu Eurifighter Typhon.

CBPMERJ disse...

No dia 15 de janeiro de 2010 na ABI - Associação Brasileira de Imprensa foi feita a eleição para eleger a nova diretoria da Caixa Beneficinte da PMERJ(CBPMERJ).e mesmo com muita relutância do EX-Presidente JORGE DE SOUZA LOBÃO em fazer uma eleição democrática que usou de todos os meios para impedi-lá, ela ocorreu de forma ordeira elegal, saindo vencedora a CHAPA DA VIRADA encabeçada pelo CAP PM ARANTES(JOAQUIM ARANTES DA PONTE) com mais de 56% dos votos válidos.Mas o Ex-presidente LOBÃO como sempre contrário à democrácia, reluta em deixar o cargo,não passando a Presidência a quem de direito e usando de todos os meios para tal! Porém existe processos nas varas da capital/RJ e que com certeza o farão cumprir o previsto no Estatuto seu Art. 28 e Art. 86 do Regimento Interno da CBPMERJ, assim como a Constituição Federal e Códigos Civis!

Anônimo disse...

Esse eleição que se referem só foi anulada pois houveram várias fraudes por culpa da chapa "vencedora" se apossando do material eleitoreiro e um outro candidato que votou três x em diferentes locais ,houve tbm roubo de material eleitoreiro por parte da chapa dos cadeirantes e diversas outras inrregularidades como um dois diretores da chapa da virada não é associado pelo tempo determinado no Regimento interno.Desejo como associado que o Sr Lobão vire o Jogo pois o que falta realmente é o Estado pagar os repasses atrasados que tudo voltára ao seu lugar.

Anônimo disse...

Senhor proprietário do blog exiba meu manifesto a respeito da eleição da Caixa Beneficente pois desejamos democracia sempre !
obrigado

Rogério Sant´Ana - O Jornalista disse...

Conselho decide eleger o novo
presidente da Caixa Beneficente
Pedro Chavarry, associado há 37 anos foi escolhido para comandar a instituição no triênio 2010-2013

Pedro Chavarry Duarte é o novo Presidente da Caixa Beneficente da Policia Militar e cumprirá mandato no triênio 2010-2013. Associado da Caixa Beneficente há 37 anos , Chavarry foi aclamado pelo Conselho Deliberativo da Instituição em reunião realizada no dia 1° de fevereiro.
Depois da violação da Assembléia Geral de eleição, convocada para 15 de Janeiro, quando todo material utilizado para coleta de votos foi indevidamente retirado da ABI, antes da finalização dos trabalhos por pessoas descredenciadas, todo processo eleitoral realizado foi invalidado e a diretoria resolveu instituir uma sindicância afim de apurar responsabilidades e propor medidas que garantissem a normalidade institucional da Caixa Beneficente.
Diante dos acontecimentos que se sucederam ao dia 15 de janeiro, com a tentativa de um concorrente se passar por presidente da Instituição e tentar praticar atos administrativos, como por exemplo movimentar contas bancárias , através do envio ao banco de uma documentação fraudulenta registrada em um cartório de títulos e documentos, além das batalhas jurídicas em diversas varas judiciais com comunicação mentirosa sobre o resultado da eleição, a Comissão sindicante resolveu propor ao conselho a suspensão dos principais envolvidos no episódio do desaparecimento do material utilizado na votação do dia 15 de janeiro e em todos os atos subseqüentes e realizar imediatamente a eleição de uma nova diretoria de acordo com o previsto no artigo 25 inciso IV do Estatuto Social de 2007 .
A reunião do Conselho realizada no dia 1º de fevereiro aprovou o relatório da comissão sindicante e elegeu o novo presidente , o vice e o presidente do Conselho Deli-brativo . Segundo o presidente do conselho Nielsen Vilela, os membros avaliaram que a instituição não poderia continuar envolvida em batalhas judiciais e policiais e que a decisão teve por objetivo a garantia da normalidade institucional da Caixa Beneficente. Vilela disse que a escolha de Chavarry contempla o interesse dos associados “ Chavarry é associado há 37 anos, participa ativamente da instituição , é respeitado por todas as correntes de opinião e será capaz de liderar com a habilidade e competência a Caixa Beneficente’ disse.
Finalizando o mandato, e com a certeza do dever cumprido, o presidente da Caixa Beneficente Jorge Lobão enalteceu a decisão do Conselho. Segundo Lobão os rumos da instituição devem ser definidos pelos associados através de suas instâncias de re-presentação e que o Conselho fez prevalecer o Estatuto da Caixa Beneficente “ As diretrizes da Caixa Beneficentes estão determinadas em seu estatuto.Lutamos por isso durante anos até que a CBPM fosse reconhecida como entidade privada. Durante meu mandato trabalhei pelo engrandecimento da instituição e pela valorização do associado. Desejo ao novo presidente muito trabalho e sorte em sua trajetória.” Disse Lobão .

Mais detalhes www.cbpmerj.com.br

Anônimo disse...

EM RELAÇÃO A CAIXA BENEFICENTE DA POLICIA MILITAR, TEM FEITO UM TRABALHO DE FACHADA , SOU EX FUNCIONÁRIA DA CASA, POR SABER DEMAIS FUI DEMITIDA NO FINAL DO ANO QTE HJ MARÇO2011, NÃO RECEBI MINHA RECISÃO , O QUE É UM ABSURDO E DESRESPEITO O SENHOR ROGERIO SANTANA COLOCOU MAIS DE 9 INTEGRANTES DE SUA FAMILIA, TORNANDO AM INSTITUIÇÃO UM CABIDE DE EMPREGO E NÃO HÁ SERIEDADE E POR FINAL O SENHOR JORGE LOBÃO(EX PRESIDENTE LADRÃO) FOI COLOCADO COMO DIRETOR DE ETICA O QUE É UMA GRANDE PIADA!

Anônimo disse...

anonimo

QUEM MANTEVE O PRESIDENTE ATUAL E DIRETORIA SOUBE E NÃO ENTENDI FOI TAL DE BALDUINO QUE RECEBE SALARIO MINIMO

SE ELE SE CANDIDATAR NA PROXIMA MEU VOTO DE ASSOCIADO SERA DELE APOIO COM..,VARIOS ASSOCIADOS

Anônimo disse...

CONHECI FUNCIONARIO BALDUINO ELE QUE MERECIA POSIÇÃO MELHOR

Anônimo disse...

me disseram que o tal balduino manteve fiel ao p atual e tomou volta