sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Lula jura ao Estadão que não deseja voltar em 2014 e Dirceu admite que “nunca foi embora” do poder

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alertawww.fiquealerta.net (atualizado nesta sexta)

Por Jorge Serrão

Lula fez ontem jus ao reservado apelido (Boi) que tinha quando era sindicalista e muito amigo do delegado Romeu Tuma, ainda nos tempos da dita-dura. Numa entrevista ao Estadão, o presimente quase jurou que não tem o objetivo de voltar ao poder em 2014 e justificou por que escolheu Dilma Rousseff como candidata: “Ninguém aceita ser vaca de presépio e muito menos eu iria escolher uma pessoa para ser vaca de presépio. Todo político que tentou eleger alguém manipulado quebrou a cara.”

Quem também não vai deixar o poder desde que Lula assumiu, se Dilma eventualmente vencer a eleição, é o eminência parda José Dirceu de Oliveira e Silva. Só que o ator principal do filme “a volta do que nunca deixou de ir do poder” deseja ter mais visibilidade no “seu” próximo governo. No Congresso do PT, Dirceu falou uma grande verdade sobre sua situação no PT e no poder: “Não estou voltando porque nunca fui embora, nunca parei depois que fui cassado. Vou ter uma função oficial na campanha da Dilma, mas ainda não sei o que vou fazer”.

A estrela Josef Dirceu (que é a sombra do $talinácio) advertiu que seu envolvimento no escândalo do mensalão não vai “causar impacto negativo na campanha da Dilma”. Dirceu também foi sincero ao reclamar que o escândalo ainda o persegue: “Esse fantasma ainda não está sepultado porque não fui julgado pelo Supremo Tribunal Federal. Quero ser julgado o mais rápido possível. Em tudo que fui julgado, fui absolvido. O que vocês chamam de mensalão não é corrupção. Foi financiamento de campanha e caixa dois. Não há nada contra mim, não vejo porque ser condenado”.

Sobre esses ideólogos fora do lugar, leia, abaixo, o artigo de Arlindo Montenegro: Convicções e Dúvidas

A imprensa sempre é culpada

Marco Aurélio Garcia, seguiu ontem a cartilha stalinista de criticar a mídia, ao negar que seja o autor das teses radicais do PT:

A imprensa inventa as coisas para depois desconstruir. Eu chego e digo, você é um agente do Irã. Depois, você tem que desconstruir isso”.

O aspone da presidência para assuntos internacionais é líder do Foro de São Paulo e principal redator do programa de governo da Dilma não precisava ter explicado como funciona o Bolcheviquepropagandaminister do governo $talinácio - que comanda a mídia amestrada com suas verbas oficiais.

Quem manda?

Dirceu deu mais uma prova objetiva de que manda – e muito – no partido, ao analisar uma possível candidatura do vice-presidente da República, José Alencar, ao governo de Minas:

As melancias estão se ajeitando. O Zé de Alencar, se for candidato, resolve o problema de Minas Gerais. Eu defendo (a candidatura de Alencar). Se ele quiser, os candidatos do PT vão abrir mão”.

Nem o camarada Josef Stalin conseguiria ser tão sutil na extinta União Soviética que os nazipetralhas vivificam aqui no Brasil.

Cabral na merda

As reclamações do governador Sérgio Cabral sobre um possível apoio de Dilma também a Anthony Garotinho na corrida pelo governo do Estado do Rio de Janeiro renderam críticas de Dirceu.

É muito difícil rejeitar apoio. Se nem o José Serra e nem a Marina Silva não rejeitam, por que a Dilma vai rejeitar apoio de um partido da base? O Rio vai ter dois palanques e está resolvido”.

Sérginho já deve estar se arrependendo de ter dado tanto mole para os companheiros petistas...

Vestido certo

Muita gente ironizou ontem que Dilma compareceu ao encontro petista vestindo uma blusa azul - cor identificada com os tucanos:

Sem passar recibo, a agora sempre sorridente Dilma (viva marketeiro-milagreiro João Santana) se explicou e avisou que tem um vestido preparado:

“Guardo o meu vermelho para sábado”.

Motivo da idumentária: o congresso do PT, iniciado nesta ontem, deve lançar no sábado a pré-candidatura da ministra à Presidência da República.

Errada do vestido

A celebridade estudantil Geisy Arruda, que ficou famosa pela polêmica gerada por seu curtíssimo vestidinho vermelho, deixou ontem de cumprir uma ordem judicial.

Ela não compareceu e nem justificou sua ausência à Uniban, em São Bernardo do Campo, onde faria as provas do curso de Turismo – conforme seus advogados exigiram na Justiça.

A falta – que sugere um descaso de Geisy - pode beneficiar a universidade no processo milionário de danos morais movido pela futura capa da revista Sexy.

Nesta sexta-feira pela manhã, Geisy desfilava, com um vestidinho branco, super decotado, pelos estúdios da Rede Record, em São Paulo - dando mais uma prova de que fazer coisa errada dá certo no Brasil.

Deixa como está

O advogado Nélio Machado, que tenta o milagre de defender o governador afastado e preso do Detrito Federal, repetiu ontem que seu cliente não cogita a possibilidade de renunciar ao cargo:

A palavra renúncia não consta do vocabulário de Arruda”.

Depois de uma conversa reservada, ontem de manhã, com Lula, o vice e governador interino, Paulo Octávio, também mudou de ideia sobre a renúncia.

Arruda e Octávio descobriram que, no Brasil da impunidade, o melhor negócio é deixar o tempo passar e deixar as coisas como estão, pois elas se resolvem sozinhas a favor deles.

O crime compensa

Três anos após confessar que ajudou a matar o menino Jião Hélio Fernandes, de apenas seis anos de idade, que ficou preso ao cinto de segurança do carro e foi arrastado por sete quilômetros pelas ruas da zona norte do Rio, um dos cinco acusados (menor de idade na época do bárbaro crime) ganhou proteção e assistência do governo federal e de uma ONG que defende os “direitos humanos”.

O promissor jovem será incluído no Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, criado pelo governo federal em 2003, porque recebeu ameaças de outros internos do Instituto João Luiz Alves, na ilha do Governador, onde esteve detido até duas semanas atrás.

O coitadinho agora será muito bem cuidado pela ONG Projeto Legal, e devia ser nomeado para um belo cargo, no setor de direitos humanos, do próximo governo do Foro de São Paulo.

A barbárie

O crime que chocou a opinião pública mundial ocorreu em 7 de fevereiro de 2007.

Rosa Fernandes estava em seu Corsa com os filhos Aline, 13, e João Hélio, 6, quando foi abordada por três homens armados, em um semáforo de Osvaldo Cruz, subúrbio do Rio de Janeiro.

Todos desceram do carro, mas João ficou preso pelo cinto de segurança e acabou arrastado.

Direitos humanos é isso?

Embora outros motoristas e pedestres tenham alertado o trio de bandidos sobre o menino, eles só pararam sete quilômetros depois, e abandonaram o carro, quando Joãozinho já estava morto.

Cinco acusados foram presos, entre eles o jovem que ganhou o direito de progredir para o regime semiaberto.

Mesmo confessando ter fechado a porta do carro com o cinco para fora.

Foi-se

Será sepultado hoje no Rio de Janeiro o corpo do general Ivan de Sousa Mendes, último ministro-chefe do Serviço Nacional de Informações (SNI).

O militar faleceu aos 87 anos por volta das 7h da manhã de ontem, vítima de infecção generalizada, na Casa de Saúde Santa Lúcia, em Botafogo, na Zona Sul do Rio.

O general Ivan integrou o alto escalão militar do governo José Sarney e, com status de ministro, foi o último chefe do SNI, que funcionou durante os 20 anos do regime militar.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 19 de Fevereiro de 2010.

6 comentários:

Anônimo disse...

“A morte não traz honra para ninguém...”.
Frases sobre a morte existem várias. Mas a morte, que encerra a possibilidade de cultivar no terreno que não foi devidamente adubado em vida, sempre foi tida como um castigo – “o salário do pecado é a morte”.
Então, como enfrentar a morte se há tanto para perder?

Recentemente, uma famosa apresentadora teve um problema de saúde. Li faz tempo, que esta apresentadora, que acha tudo uma gracinha, gostaria de levar parte de seus bens consigo no féretro.

O famoso e partícipe general da ditadura, que ora deixa o convívio com os seus, talvez, não estivesse preparado para fazer a grande viagem. E pergunto: quem está?

O certo, o real, é que todos um dia iremos. Uns irão com a consciência tranquila e em paz consigo e com seus semelhantes, outros…
Mas, replico o que já foi a muito tempo escrito: “quando nascestes todos riam e só você chorava. Viva de tal forma que quando morreres, só você ria enquanto os outros choram...”.

Anônimo disse...

Fui moço e já estou quase idoso, nunca vi um politico em final de mandato dizer que vai voltar. Na verdade quando eles falam que não mais voltarão é porque querem retornar ao poder.

Anônimo disse...

O Lula não "quer" voltar em 2014 talvez porque até lá o petralhismo esquerdopata já tenha transformado o brasil numa ditadura comunista e ele não seja mais neces´´ario ao pt....

Anônimo disse...

O MENSALÃO AINDA ATORMENTA LULA.

Aqui:

http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/

BRAGA disse...

Grande Serrão. Boa tasrde.
Pior que os assassinos de João Vitor, principalmente, o "dimenor" que hoje é "dimaior" são as Ongs de "direitos humanos" desses bandidos! As pessosa que constituem os tais "direitos humanos" são odientas, nefastas e pior que os bandidos que defendem.
São escrecências dos seres mais imundos do Universo.
Infelizmente, no brasil (com B minúsculo mesmo) a vítima é sempre culpada por ESTAR NO LUGAR ERRADO, NA HORA ERRADA!
Atenção "tchurma" dos direitos humanos: levem esses "anjos", pobres vítimas da sociedade trabalhadora, que é tungada por todos os lados, para as suas casas e, deixem-nos com suas filhas, irmãs,mães, etc, se é que vocês sabem o que é família! Nojentos e asquerosos.
Braga

Anônimo disse...

Aí a maior das verdades:
NUNCA FOI EMBORA DO PODER , que o resto é tolice...
Foi preciso desenhar, e ele do alto de sua autoridade perene, o fez. Pobre Brasil !!!!!


Sua leitora cativa.