sexta-feira, 12 de fevereiro de 2010

Lula teme que prisão de Arruda e provável intervenção no governo do Detrito Federal atrapalhem seu governo

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alertawww.fiquealerta.net (atualizado nesta sexta)

Por Jorge Serrão

Pouco importa se o motivo parece “justo e perfeito”, mas a inédita prisão preventiva do governador José Roberto Arruda, um grande amigo pessoal do chefão Lula da Silva, confirmou que o Brasil vive um “período de exceção”. Lula não ficou preocupado apenas porque um tsunami atingiu o mar de lama do Detrito Federal. Ele sabe que a ação contra Arruda, “vinda de fora”, pretende atingi-lo indiretamente, no curto prazo. Além disso, o risco de intervenção no desgoverno do DF afeta Lula – que também fica impedido de governar normalmente enquanto durar a excepcionalidade.

O espanto de Lula foi porque toda a operação, na Procuradoria Geral da República e no Superior Tribunal de Justiça aconteceu fora do controle da sua máquina nazipetralha – que agora corre o risco também ser vítima de “surpresa” semelhante. No suposto regime democrático pós-Constituição de 1988, foi a primeira vez que um governador é afastado e preso no exercício do mandato. Lula já tem medo que a “moda pegue”. E se pegar pode sobrar para ele e seus aliados mais chegados.

Eis o motivo pela qual Lula avaliou que a prisão do governador não será boa para o País nem para a política brasileira. Ontem, assim que soube da ordem do STJ para prender Arruda – que acabou se apresentando espontaneamente à Polícia Federal -, Lula recomendou todo cuidado para não expor seu amigo. A ordem expressa foi dada ao novo ministro da Justiça, Luiz Paulo Barreto, e ao diretor da Polícia Federal, Luiz Fernando Correa.

Agora, o temor maior e imediato de Lula é com a possibilidade de o Supremo Tribunal Federal permitir a intervenção no governo do DF. Considerado fora do controle do governo Lula, o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, foi ao Supremo Tribunal Federal pedindo a decretação de intervenção federal no governo Arruda. O pedido só deve ser julgado no plenário do STF depois do carnaval. Se for aprovado, o STF requisitará a Lula para indicar um interventor para o Distrito Federal.

Arruda passou a noite na cadeia. A defesa dele protocolou ontem no Supremo Tribunal Federal um pedido de habeas corpus que será apreciado hoje pelo ministro Marco Aurélio de Mello. Os advogados de Arruda reclamam que o governador está sendo submetido a um "constrangimento ilegal" porque a decisão do Superior Tribunal de Justiça de mandar prendê-lo foi "açodada" e baseada "em uma investigação inconclusa". Envolvido no escândalo de um suposto esquema de pagamentos de propinas a políticos, Arruda foi preso sob acusação de tentar subornar uma testemunha do escândalo do “Mensalão do DEM”.

Estranha preocupação?

A senadora Marina Silva (PV-AC), pré-candidata à sucessão presidencial, criticou a postura de Lula diante do episódio.

Me disseram que nosso presidente Lula disse que era preocupante a prisão do governador Arruda. Eu digo que preocupante é a impunidade. Diziam por aí que só faltava aparecer os filmes em 3D, tão gritantes eram as provas contra o Arruda. A sociedade brasileira espera que haja punição rigorosa para os políticos que se envolvem com corrupção, desvios e abusos do poder, o que é raro”.

Lula sabe que tem dedo de fora nessa operação contra Arruda, e por isso está preocupadíssimo.

Por falar em pressão...

Até o começo da noite de ontem, Lula não tinha assinado a exoneração do General Maynard de Santa Rosa do cargo de chefe da Diretoria Geral de Pessoal do Exército.

Nos bastidores do Forte Apache (sede do EB), a expectativa ontem era que a crise Arruda acabasse superando o episódio Santa Rosa, que protestou contra a criação da “Comissão da Verdade”, classificando-a de “Comissão da Calúnia”.

Mas a tendência é que $talinácio, a pedido de seu ministro Jobim, mande mesmo Santa Rosa para a “geladeira”, até o ingresso dele na reserva do EB, por 12 anos no generalato, em 31 de março próximo.

O problema para Lula é o descontentamento geral dos militares com a punição a Santa Rosa – o que desgasta também o Comandante do Exército, General Enzo Peri, que teria sido favorável à degola do companheiro de Alto Comando.

Resta aguardar para ver qual será o resultado da guerra de forças entre as classes armadas e as alarmadas...

Leia, abaixo, o artigo: Haverá choro e ranger de dentes

Por que intervir no DF

A Procuradoria Geral da República pediu ao STF a intervenção federal no Distrito Federal porque a maioria da linha sucessória do DF foi citada no escândalo de propinas.

O vice-governador Paulo Octávio, que assumiu o cargo, também tem uma coleção de acusações contra si.

A descrição do procurador-geral Roberto Gurgel foi uma terrível constatação de como funciona o Governo do Crime Organizado:

"Nós temos no Executivo uma verdadeira organização criminosa encastelada no governo da capital da República e com indícios fortíssimos de um esquema criminoso de apropriação e desvio de recursos públicos. No Legislativo, temos uma Câmara Distrital em que grande parte dos parlamentares está envolvida neste mesmo esquema", acrescentou, ponderando que em seu pedido de intervenção não fez nenhuma menção contra o Judiciário local".

Perigo

Gurgel alertou para os riscos de Arruda ser liberado.

Segundo o chefe do Ministério Público, o governador tenta impedir as investigações:

"Se ele for posto em liberdade continuando no governo, nós continuaremos tendo a máquina do governo do Distrito Federal a serviço dessa organização criminosa."
Pirão desandou

Como Paulo Octávio é o presidente do diretório regional do Democratas no DF, o partido entrou em crise.

Tanto que determinou que todos os seus filiados deixem os cargos que ocupam no governo do Distrito Federal.

Otávio tem hoje uma tensa reunião com assessores e deputados distritais para minimizar o caos que parece inevitável.

A confusão

No início da tarde de ontem, para surpresa geral em Brasília, o ministro Fernando Gonçalves, relator do inquérito da Operação Caixa de Pandora no STJ, aceitou o pedido do MP e decretou a prisão do governador Arruda.

Mas para reforçar a decisão, submeteu seu despacho à Corte Especial do STJ.

O plenário do STJ entendeu que a Câmara do Distrito Federal não precisava autorizar a prisão preventiva do governador.

O Motivo

A ordem de prisão foi decretada com base no artigo 312 do Código de Processo Penal que estabelece que:

"A prisão preventiva poderá ser decretada como garantia da ordem pública, da ordem econômica, por conveniência da instrução criminal, ou para assegurar a aplicação da lei penal, quando houver prova da existência do crime e indício suficiente de autoria".

Semana passada, num flagrante montado com a Polícia Federal, Antonio Bento, conselheiro fiscal do metrô e homem de confiança de Arruda, foi preso após entregar R$ 200 mil a Edson Sombra supostamente para que o jornalista desqualificasse a denúncia do esquema de corrupção.

O placar

Por 12 votos a 2, mandou afastar e prender Arruda que, depressa, pediu licença e se apresentou à PF.

Votaram a favor os ministros Fernando Gonçalves, Félix Fischer, Eliana Calmon, Nancy Andrighi, Laurita Vaz, Luiz Fux, João Noronha, Massami Uyeda, Luis Felipe Salomão, Napoleão Nunes, Jorge Mussi, Castro Meira.

Foram contra o pedido de prisão os ministros Nilson Naves e Teori Zavascki.

Outros presos

Além de Arruda, o STJ também decretou a prisão preventiva do suplente de deputado distrital Geraldo Naves, do ex-secretário de Comunicação do governador Wellington Moraes, do ex-secretário e sobrinho de Arruda Rodrigo Arantes Carvalho e Haroaldo Brasil Carvalho, ex-diretor da Companhia Energética de Brasília (CEB).

A Corte ainda pediu a prisão de Antonio Bento, funcionário público aposentado flagrado pela Polícia Federal quando entregava uma sacola com cerca de R 200 mil ao jornalista Edson Sombra, testemunha do caso.

O defensor

Nélio Machado, advogado de Arruda, reclamou que a defesa do governador ainda não pôde apresentar seus argumentos sobre o caso:

"Essa prisão abafa as garantias da Constituição e é, na minha ótica, abusiva, ilegal e, sobretudo, desnecessária".

Na visão de Machado, "jamais se viu perseguição como a que vem atingindo há mais de dois meses o governador do Distrito Federal".

Teatrinho petista

Sem ligar para o medo do titular do Palácio do Planalto, o deputado distrital, Cabo Patrício (PT), comemorou que a prisão de Arruda significará o andamento das investigações sobre o mensalão do DEM.

Segundo o parlamentar, as investigações estão paradas porque Arruda tem se articulado para impedí-las. Estão parados na Casa três pedidos de impeachment do governador:

O Judiciário tem feito o seu papel. A Câmara Legislativa não. Espero que os parlamentares se sensibilizem e façam o impeachment do governador”.

Cartinha do Arruda

No documento em que pediu licença do cargo, antes de se apresentar à PF, Arruda reclamou que é vítima de uma "campanha difamatória" que atinge "níveis jamais vistos na vida pública brasileira":

"Com muita fé em Deus, vou manter o equilíbrio e a serenidade para contribuir não apenas com a total elucidação dos fatos presentes mas também com uma mudança na legislação eleitoral e político brasileira, que dá aos vândalos os métodos próprios de sucessivas eleições e aos ingênuos as penas máximas da visão que impera, onde o importante não é seguir a lei, mas saber ludibriá-la".

Arruda justificou seu pedido de licença e pede para darem seguimento aos projetos:

"Pedi licença do cargo que exerço para que, com o vice-governador Paulo Octávio, vocês possam dar seguimento a todas as obras e a todos os projetos que vínhamos executando".

Ou seja, as obras, que financiam todo o esquema dele e dos deputados distritais, não podem parar...

Misterinho de Meirelles

Lula tem mais problemas políticos para administrar que a intervenção contra Arruda.

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, comunicou a Lula e ao prefeito de Goiânia, Iris Rezende, que não será candidato ao governo de Goiás.

Meirelles ponderou com ambos que pode contribuir melhor ao país "no plano federal".

Tendência

Com a decisão, Meirelles deixa em aberto não só a alternativa de manter-se na Presidência do Banco Central até o final do governo Lula como, também, a opção de candidatar-se à vice-presidência na chapa da ministra Dilma Roussef – como é o sonho dourado de Lula.

Mas a tendência, apesar de tanto mistério, é que ele venha mesmo candidato ao Senado por Goiás.

Lula quer Antonio Palocci Filho comandando o BC do B a partir de 31 de março...

Haja coração

O ex-presidente americano Bill Clinton, 63 anos, foi submetido ontem a uma cirurgia de emergência para colocar dois stents em uma das artérias coronárias.

Clinton foi levado às pressas ao Columbia Presbyterian Hospital, em Nova York, após reclamar a seu cardiologista de dores no peito.

A secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que estava em Washington, só soube da cirurgia do marido após o fim de uma reunião com o presidente Barack Obama.

Sorte de Clinton que não é presidente do Brasil e nem mora perto do Detrito Federal, e tudo indica que seu problema se resolve com a prótese de metal colocada no interior de artérias coronarianas obstruídas por placas de gordura, para normalizar o fluxo sanguíneo.

Nada a declarar para sempre

Conseguiu morrer e ser enterrado sem ninguém saber aquele que ficou conhecido na história do Brasil como o ministro que “nada tinha a declarar”.

O ex-ministro da Justiça do governo Geisel, Armando Falcão, de 90 anos, morreu no final da noite de quarta de broncopneumonia, em sua casa no Rio de Janeiro.

A família só divulgou a notícia da morte após o enterro, que ocorreu ontem à tarde, no cemitério São João Batista, em Botafogo.

A fama eterna

Falcão ficou famoso pelo seu bordão, sempre que era perguntado sobre algum tema espinhoso: "Nada a declarar".

No entanto, em 1989, deu o título de "Tudo a declarar" a seu livro de memórias.

Mas ficou mesmo conhecido por causa da Lei Falcão", que limitava drasticamente o acesso dos candidatos ao rádio e à televisão, com o fim de evitar a vitória oposicionista nas eleições municipais de 1976.

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 12 de Fevereiro de 2010.

4 comentários:

Anônimo disse...

O procurador-geral Roberto Gurgel descreveu o banditismo instalado no executivo do governo do Distrito Federal. Falta olhar mais acima, para o executivo do Governo Federal e agir. Como manda a Lei.

Anônimo disse...

Adurra

O bloco já está na rua
Querendo pode entrar
Stop – Não entre. Se você não pactua
Com a ladroeira que aí está...

De tudo se rouba no país
A quadrilha se estabeleceu
Ontem o STJ assim quis
E o Arruda na cadeia amanheceu

O Arruda é apenas mais um mão grande
Que do DF já se apoderou
Sua quadrilha no planalto se expande
Até a Bandeira do Brasil, o Arruda afanou

Assim, com a cara lavada
Até filminho a quadrilha criou
Tem petralha, tem Demo e toda a bancada
Nunca na história deste país, tanto se roubou...

Anônimo disse...

A proximidade publicamente sabida entre Lula e Arruda deve esconder fatos que poderão balançar a República; nada acontece por acaso; a reação Presidencial deve ter suas razões escusas....

Anônimo disse...

“Que cara de porco tem este homem! É gordo e de pernas curtas. Recordo aquela vez quando abraçou nosso bravo ex-presidente George W. Bush. Cínico, em suas costas vi as asas do abutre. Em seu olhar gelado e hipócrita, em seu passo, só vi baixezas escondidas.Sua mente é anã, tapando com véus as ditaduras às quais tem apoiado sempre. Em sua presidência teve que aceitar a mesa econômica que lhe serviu outro presidente: o liberalismo do capital. Digam-me, vocês brasileiros, se este senhor tivesse trabalhado com políticas monopolistas no Brasil, o que aconteceria? Primeiro, não conseguiria, segundo, essa nação, a estas alturas, necessitaria três muletas para sobreviver. Essa é a derrota política de Lula. No mais, as mesquinhas sombras das suas obras têm bloqueado a transparência da democracia na América Latina. Apoiando, degeneradamente, a ditadura de Cuba, confabulando-se com Chávez para introduzir o totalitarismo em Honduras, violando protocolos internacionais de maquiavélicas formas. Se esperava Zelaya na ONU, enquanto ele e Chávez conspiravam para trair a Constituição e o território de Honduras. Essa é uma das baixezas maiores de Inácio Lula da Silva. No caminho de Long Branch em Nova Jersey existe uma granja onde existem muitos porcos. Tem um que quando olho, um porco marrom com pintas brancas, acho completamente parecido com ele. Se verão as repercussões no futuro, da pirataria de uma lei confusa que rouba patentes e direitos e viola o espaço das entidades. Os Estados Unidos deverão tomar ações profundas. O ódio deste homem à nossa maneira de viver, aos destinos de nossa democracia, não tem precedente.Quando ele criticou os desamandos de Chávez, sua falta de respeito ao Tribunal Supremo, suas confabulações com narcoterroristas e guerrilheiros sequestradores? Quando Lula se levantou com atitude moral para defender os destinos da América Latina? Este é um Senhor Nada que passará à história como um vilão a mais. Este inimigo da verdadeira democracia do homem, para mim, não representará nada no futuro. Ele pertence ao caminho destas porcarias que são Daniel Ortega, Evo Morales, Rafael Correa, o néscio venezuelano Chavez, e o abutre contaminante de Cuba, Fidel Castro Ruiz. Estas são as apóstemas cheias de vilania e maldade que têm sobrevivido com o mandamento da mentira em nosso hemisfério, junto com a conspiradora OEA e o silêncio discreto do réptil de duas cabeças, o chileno Miguel Insulza. Foi desta porcaria que a Europa se enamorou, como um semi-deus. Certa vez, nesta mesma Europa, na França, foi exposto um retrato enorme de outro Messias maligno, Fidel Castro, com um Rolex em seu pulso. Hoje ele é uma múmia esquecida, depreciada e castigada pela maioria dos europeus por seus crimes, seus complôs com terroristas, por suas promessas descumpridas, pela sua falta de palavra ante às organizações internacionais, por sempre querer cumprir com a mentira de Lênin. Para este apóstolo da mentira que tem desrespeitado as liberdades civis, políticas e os direitos humanos, onde está a crítica de Inácio Lula da Silva? Deste, Lula é amigo. E a cada dia se aproxima mais dos traidores prostíbulos destes tempos em nossa Humanidade. Hoje, cerceio Lula destruindo sua hipocrita.”

Luciano Fernando Delakaye, do El Nuevo Herald.