terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Palocci é quase certo para assumir o Banco Central em março, e Meirelles sairia vice da Dilma, matando Temer

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

O maçom, médico e deputado federal Antônio Palocci Filho está a poucos passos de assumir a Presidência do Banco Central do Brasil, nos últimos 10 meses de governo do Estadista Globalitário Lula da Silva. Sendo verdadeira esta informação que vazou ontem, Henrique Meirelles vai mesmo se aventurar no mundo político, a partir do fim de março. Mais provável é que seja emplacado candidato a vice-presidente da Dilma Rousseff – como desejam José Dirceu e o próprio Palocci. Também pode se candidatar ao Senado (como preferia) ou ao governo de Goiás (hipótese menos provável e agradável a ele).

A possível opção política de Meirelles como vice da Dilma que não decola nas pesquisas – que também atende à vontade suprema do chefão – pode gerar uma das maiores crises políticas para Lula no final de mandato. Forçar a barra por Meirelles significa eliminar, sumariamente, a parceria com o futuro presidente do PMDB, o também maçom Michel Temer. Sentindo-se traído, Temer tem todas as armas para sabotar, politicamente, o atual governo e se transforma em um “problema em potencial” para o projeto continuísta do PT. Quem quer que assuma o lugar de Lula, terá de suportar a sempre incômoda maioria eleitoral do PMDB no Congresso.

A guerra nos bastidores é intensa. Michel Temer não admite outra hipótese senão ser vice da Dilma. Já deixou isto claro para o companheiro $talinácio. O presidente faz um evidente jogo duplo com o peemedebista – que tem tudo “a temer” (sem trocadilho infame). Temer sabe que teria imensas dificuldades de reeleger como deputado federal. Só entrou na eleição passada por causa de uma estranha recontagem feita pela Justiça Eleitoral, que tirou uma vaga de deputado federal do nanico PTC. Além disso, Temer tem contra ele um inimigo interno de peso no PMDB paulista – que joga contra ele: Orestes Quércia, candidato ao Senado, fechado com José Serra e os tucanos.

Se a temperatura política subir demais, na disputa entre o velho cacique Temer e Meirelles (“cristão novo no PMDB”) pode surgir uma terceira opção de emergência para vice da Dilma. Como o Alerta Total já cansou de antecipar, quem trabalha nos bastidores, para ser um “nome de consenso”, é Nelson Jobim – outro que não tem voto. No entanto, Jobim tem vários fatores a favor dele. Conta com o apoio do setor financeiro, é totalmente articulado na cúpula do Judiciário e, no momento, consegue seduzir alguns setores do meio militar – com a questionável desculpa de que “seria um freio” para a radical ex-guerrilheira Dilma Rousseff e os radicais que vão comandar sua campanha, como o futuro coordenador de programa de governo, Marco Aurélio Garcia.

Ameaça imediata

Michel Temer já acena com uma ameaça concreta aos petistas com problemas judiciais e que pretendem disputar a eleição deste ano.

Ameaça incluir na pauta de votação da próxima semana no Congresso o projeto que exige ficha limpa de políticos como pré-requisito para candidaturas.

Pelo texto original, condenados em primeira instância judicial ficariam impedidos de concorrer – o que pode atrapalhar muito petista.

Em todas

Antonio Palocci Filho está mesmo em todas.

O provável futuro presidente do Banco Central – seja logo em março ou no próximo governo, se os petistas venceram a eleição – será um dos coordenadores auxiliares da campanha presidencial de Dilma Rousseff.

O comando ficará com José Eduardo Dutra (presidente do PT) e o outro auxiliar (por imposição de Dilma) será seu amigo pessoal Fernando Pimentel (ex-prefeito de Belo Horizonte, e que deve desistir da disputa pelo governo de MG em favor do peemedebista Hélio Costa, para anular seu adversário interno Patrus Ananias).

Também serão conselheiros da campanha de Dilma os ministros Franklin Martins, Alexandre Padilha e Gilberto Carvalho.

Responda se puder, Dilma

O que leva uma pessoa considerada íntegra, austera e incorruptível a ficar calada, como se morta estivesse, quando colocada diante de acusações explícitas de corrupção na área sob seu comando?

Eis o questionamento feito pelo ex-membro do Conselho Nacional do Petróleo, João Batista Vinhosa, em mais um artigo na edição de hoje do Alerta Total.

Vinhosa cobra uma resposta de Dilma às denúncias de irregularidades no acordo feito pela Petrobrás para criar a “Gêmini”.

Leia o artigo, abaixo: Dilma, ó Dilma, onde estás que não respondes?

FHC para maçons

Enquanto o maçom Michel Temer luta para ser o vice da Dilma – combatido pelo também maçom Antônio Palocci Filho que prefere o profano Henrique Meirelles -, os maçons de São Paulo se organizam para um evento com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

A palestra “A atual conjuntura Brasileira – Uma análise Política, Social e Econômica” será dia 18 de fevereiro, às 20 horas, no Espaço de Eventos Hakka - Rua São Joaquim, 460 – Liberdade – em frente ao Palácio Maçônico do Grande Oriente de São Paulo (GOB-SP).

Os organizadores do evento são os maçons Dayvi Mizrahi (da Loja Maçônica Manoel Tarnovschi 3322, Reinaldo Aparecido Rozzatti, presidente do Instituto Acácia de Responsabilidade Social, e Benedito Marques Ballouk Filho, Grão-Mestre do Grande Oriente de São Paulo.

O maçom que quiser ir ao evento intelectual pós-carnavalesco com o Príncipe dos Sociólogos – que parece estar em ritmo de campanha eleitoral – deve confirmar de presença através o e-mail eventofhc@mt3322.org.br.

Viva o álcool

Amante do álcool do Brasil, o chefão Lula recebe hoje a primeira brasileira a fazer carrera na Fórmula Indy.

Bia Figueiredo acompanhará os pilotos brasileiros que correrão na São Paulo Indy 300.
A corrida, entre a marginal Tietê e o Sambódromo paulistano, abrirá temporada da F-Indy, dia 14 de março.

Os carros da categoria usam o etanol da cana de açúcar brasileira.

A Shell aprova

O ex-ministro Delfim Netto sugere que a solução para conter as bruscas variações no preço do álcool combustível seria transformar o etanol brasileiro em uma commodity – cotada em Bolsa de Valores.

A ideia interessa à anglo-holandesa Shell – que acaba de firmar uma mega aliança com a Cosan para a produção de etanol e distribuição de combustíveis, operação avaliada em US$ 12 bilhões.

Os holandeses da Oligarquia Financeira Transnacional, que sempre controlaram a produção de cana no Brasil (até então para o comércio de açúcar e agora para a produção de etanol), adoraram a proposta de Dilfim – um dos gurus econômicos informais do Global Statesman Lula da Silva.

Beija mão

Dilma do Chefe (como é pronunciado o nome dela por prefeitos nordestinos) ainda não é presidente, mas manda muito no setor energético.

Tanto que os executivos da Cosan estiveram com ela ontem, em Brasília.

Foram apresentar detalhes da operação com a Shell.

O Reino de Deus castiga...

Protegido por sua cidadania norte-americana, o Bispo Edir Macedo Bezerra, está furioso com o ministro Ricardo Lewandowski – que negou o pedido de suspensão da ação judicial contra sua agente financeira Alba Maria Silva da Costa e outros nove acusados por crime de lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

Os promotores promotores Roberto Porto, Everton Zanella, Luiz Henrique Cardoso Dal Poz e Fernanda Narezi Pimentel Rosa, do Ministério Público de São Paulo, denunciaram que, entre 2004 e 2005, as empresas Unimetro Empreendimentos e Cremo Empreendimentos teriam recebido R$ 71,3 milhões da Igreja Universal.

O dinheiro seria usado em benefício do grupo ligado a Macedo, desviando a finalidade das doações dos fiéis da Iurd, que tem direito de isenção fiscal por ser uma igreja.

Sinais dos céus

Lewandowski que se cuide, pois pode ser alvo de surpreendentes ataques da divina mídia controlada por Macedo.

Deus já anda castigando São Bernardo do Campo com temporais dignos de se pedir socorro à Arca de Noé.

E o dilúvio do Reino de Deus pode recair sobre moradores do nobre Swiss Park - onde Lewandowski e um poderoso chefão da República Sindicalista têm residência (uma mansão) quase prontinha...

Filme do Zé?

A socialite paulistana Maria Christina Mendes Caldeira revelou à Mônica Bérgamo ter contatos super bons nos EUA para a produção de um filme em que o personagem principal será José Dirceu de Oliveira e Silva.

A obra cinematográfica seria baseada no livro “A Tribo do Não-Dito” – escrito pela própria Maria Christina, ex-mulher do deputado Waldermar Costa neto, também enrolado, como Dirceu, no escândalo do mensalão.

Maria Christina brinca ter “um romance mental” com Dirceu, e sugere que, na telona, ele seja vivido pelo galã Rodrigo Santoro.

Filho da Araruta

$talinácio ficou triste ao ler que “Avatar” - a espetacular ficção científica 3D de James Cameron - faturou US$ 2,039 bilhões até domingo, batendo o recorde de “Titanic”.

Mas resta ao chefão o consolo de que o filme que fala dele, em termos de bilheteria, parece o famoso barco que jamais afundaria.

E se quiser melhorar o desempenho de “Lula, o Filho do Brazil”, doutor Robualdo Probo Filho e seu fiel mordomo Gordão lhe brindam com uma “Boa Ideia”:

É só trocar o termo final do título do filme, por uma expressão mais popular, ao estilo de Lula, que tudo dará certo. O Zé povinho vai pensar que é filme de sacanagem e os cinemas vão lotar”.

Investimento futuro

Sugestão de uns gaiatos na Internet para incentivar a ida ao cinema para assistir ao filme de $talinácio:

Guarde o boleto do ingresso por 30 anos”.

Motivo: no futuro você poderá pedir indenização a alguma Comissão de Reparação Histórica” - egando que sofreu tortura mental...

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 2 de Fevereiro de 2010.

2 comentários:

Anônimo disse...

Ele poderá criar o programa Minha Mansão, Meu Caseiro.

Martim Berto Fuchs (64) disse...

Não sei se Meirelles seria um bom Presidente. Teríamos que cuidar para ele não vender o Brasil para os gringos. Vendendo ainda seria melhor negócio que o FHC que doou o patrimônio público para os amigos. Tenho dito em muitos comentários que já escrevi: o governo Lula sobreviveu graças ao Meirelles. Se ele tivesse feito a asneira de entregar o Banco Central para um dos aloprados, já estaria fazendo companhia ao Zé Laya, esperando a chegada do cabeça de bagre do sargentão Chávez. Mas como Vice não apita e a Dilma é uma farsa, nascida da cabeça do Lula quando teve que demitir todos seus auxiliares, por ladrões, e provavelmente "meio alto", 51 centímetros do chão, está aí o motivo porque defendo ardorosamente o FIM dos Partidos Políticos. Não creio que mereçamos tamanha sacanagem para o Brasil. Enquanto os homens da Corte escolherem quem deve nos extorquir, NADA mudará. Só se for para pior.