quinta-feira, 4 de março de 2010

Coletivismo x Vida e Liberdade - I

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro


Léo Guedes, comentando o texto “Cristãos contra o AI 51”, fez a gentileza de lembrar o que dizia o ilustrérrimo candidato à Presidência, em 1985: “Acho que a liberdade individual está subordinada à liberdade coletiva. (...) Ou seja, não há razão para a defesa da liberdade individual. O que você precisa é criar mecanismos para que a grande maioria da comunidade possa participar das decisões” (Folha de São Paulo, 29/12/1985)".

Uma Professora amiga diz; “acabo de ler seu texto... é impressionante, o povo está se sentindo encurralado, sem saída mesmo, eu pelo menos me sinto assim”. A percepção das pessoas está intocada, embora a consciência esteja adormecida, graças ao infame e persistente trabalho da ciência coletivista a serviço dos que perseguem a implantação da Nova Ordem Totalitária Mundial.

A ciência da mentira floresce há séculos e somente agora está sendo aos poucos revelada. Atua em todas as áreas para disseminar a contra informação e fazer com que as pessoas ajam e pensem, conduzam suas vidas e suas escolhas de modo a permitir seus movimentos estratégicos, sem censura.

Agorinha mesmo, recebí a notícia publicada pela FSP em 18/05/2007, Dia Nacional do Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes., sobre os arquivos de Freud, que estão na Biblioteca do Congresso Norte Americano. Em 1980,Jeffrey Moussaieff Masson licenciado pelo Toronto Psychoanalytic Institute era o director de projetos do Sigmund Freud Archives.

Masson descobriu pela correspondência de Freud, os “documentos sonegados ao público pelos psicanalistas, mostrando que o Complexo de Édipo é uma fraude montada com interesses corporativos graças à cumplicidade da imprensa da época”, Masson foi demitido e processado. Foi embora para a Nova Zelandia onde escreve livros sobre os sentimentos de cães e gatos.

Antes de lançar a teoria do “Complexo de Édipo”, Freud escreveu a “Teoria da Sedução” em “total desacordo com a literatura médica, que já manipulava as histórias reais de estupros como meras fantasias." O público quase nunca ouviu menção a isso: colegas pedófilos de Freud molestavam os proprios filhos. Depois de apresentar sua Teoria da Sedução numa conferência, em l896, Freud passou a ser boicotado e ficou no mato sem cachorro. Aí, para recuperar sua posição, apresentou o “Complexo de Édipo”: as criancinhas eram as responsáveis pelos crimes dos adultos! Aplausos!

A Teoria da Sedução arquivada, alertava para o efeito patológico das reminiscências da violência sexual imposta contra crianças que não as desejavam nem incentivavam. “O complexo de Édipo lança a suspeita universal de que a criança deseja o ato sexual, incentivando e participando de forma ativa (...)isto é mais do que saber falsificado... é fraude científica, propaganda enganosa, pois ludibria a sociedade e jovens acadêmicos e incentiva a impunidade.” Jacob Bettoni, in "Revolução de Paradigma na Psicologia".

Os cientistas a serviço do coletivismo fornecem seus nomes para a disseminação de inverdades e técnicas de manipulação mascaradas de ciência. Recentemente vimos como esta ciencia coletivista que despreza o individualismo e a natureza humana, manipulou o planeta em nome da ONU, com a farsa do aquecimento da terra. Mas vão muito além, há muito tempo. Trataremos disto no próximo artigo.

Confira a entrevista do Dr. Jacob Bettoni, sobre Freud e o Complexo de Édipo, ao Heródoto Barbeiro.

http://www.4shared.com/file/233656677/ab0ed98f/Dr_Jacob_Bettoni_Noergologia.html

Arlindo Montenegro é Apicultor.

2 comentários:

Anônimo disse...

Vivemos na "matrix illuminati", que é
o sistema de crenças que nos impuseram pela repetição constante, recobrindo a mentira original com camadas de mentiras correlatas.
Pior ainda é a manipulação por omissão, quando descobertas científicas importantes são encobertas.
A ciência, que deveria ser imune a essa manipulação, hoje é
controlada por vários filtros,
(revistas científicas, órgãos privados e governamentais, etc) e apenas o que interessa aos poderes dominantes é liberado para o público.
As verbas para pesquisas científicas que implicam em conflito de interesse
com oligopólios industriais desaparecem.
Importantes descobertas na medicina foram parar embaixo do tapete.
No campo energético, os engenheiros elétricos continuam usando a velha teoria eletromagnética de 1867
ensinada nas universidades.
Seguimos obtendo energia por combustão, fissão nuclear ou por ridículos monjolos
d'água, dependentes e pagando bem caro, como desejam os donos do mundo.
www.cheniere.org

Anônimo disse...

A ciencia perdeu sua objetividade , distanciando-se da observacao dos fatos, subjulgando-se e aderindo a seducao dos manipuladores sociais