domingo, 7 de março de 2010

O Poder Omisso

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Pedro Chaves

O Poder Legislativo no Brasil, nos três níveis, está, - hoje, - completamente anódino. Ou quase, porque tem odor: fede.

Ao permitir a usurpação de suas prorrogativas constitucionais de legislar, o Congresso Nacional tornou-se súcubo do Executivo e apenas homologa seus caprichos e extravagâncias chamados de forma politicamente correta, de medidas provisórias.

A maior habilidade hoje necessária aos legisladores é uma “blindagem” contra escândalos de todos os tamanhos: pequenos, médios, grandes e extra larges (XXL).

Mensaleiros, diaristas e sabe-se lá mais o que, seguem – impávidos - após revelações nunca antes vistas na história deste país.

Acreditar na auto – regeneração do Legislativo é homenagear o ser mitológico da Fênix.

O aprendiz de Paris prometeu a Prometeu a mão de sua predileta. Depois arrependeu-se e sugeriu que o noivo fosse escolhido por ele a partir de uma lista tríplice a lhe ser apresentada. Este fato aguçou os apetites de Vulcano, de Netuno e dos Titãs.

Como o aprendiz de Paris é protegido de Baco, logrou embriagar num primeiro momento grande parte dos habitantes do Olimpo. Mal sabe ele que em outras eras alguém conseguiu desagradar gregos e troianos.

Atenas, Diana e seus protegidos logo receberão a ajuda de Pégaso para alçarem voos mais altos.

Talvez não tenhamos tempo para ver a entronização de Incitatus.

Corruptissima republica plurimae leges.

Pedro R. M. Chaves Neto é Advogado. Artigo Publicado na edição de fevereiro/janeiro 2010 do jornal Inconfidência.

Um comentário:

Manoel Vigas disse...

Saudações.

... atualizando num sentido profético a bela imagem mitológica do texto, poderemos inferir que a Ícara recauchutada, deslumbrou-se com a bela imagem do Solliná$$io intocável e voou em sua direção, inebriada pela sensação de libertinagem e poder, ideologia pela qual sempre lutou.

Expondo indevidamente suas asas de cera, estas começaram a derreter rapidamente, e logo veio a cair no Lago Paranoá.

Solliná$$io sempre malandro, percebeu nesse exato momento que a conclusão de seu antigo plano de “poder ilimitado” (desenvolvido num estratégico foro em Sant Paolo) finalmente estava concluído.

Era uma linda tarde de outubro de 2014...

Ligamos a TV e o repórter da "vênus prateada" elogiou seu benemérito Soliná$$io ( como sempre fazia com nosso grande salvador ), e logo a seguir deu início ao programa “criança desesperança”...

Seu retorno apoteótico em 2014 já era mais do que esperado !!!

Os “povos guaranis” ( onde antigamente existia o povo Brasileiro) classificaram estes desdobramentos como “Ñanderu cuê. Avá cuê.”

Eu, cuja mãe nasceu analfabeta, diria “alea jacta est” grande salvador ... principalmente quando pensar em ultrapassar o rio Rubicão, ... contrariando as ordens do senado, ... rasgando a Constituição....


Atenciosamente.
Manoel Vigas