domingo, 28 de março de 2010

Pensando como Rita Cadillac?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Jorge Serrão

Carlos Lacerda acusava adversários de “raciocinarem com o intestino”, quando faziam ou pronunciavam alguma escatologia. Pois Lacerda acaba de ser superado pela eterna chacrete Rita Cadillac. No documentário que Toni Venturi produziu sobre a “Lady do Povo”, com lançamento marcado para o próximo dia 9 de abril, Rita confirmou como ela pensa:

“A Rita Lee diz que sou uma bunda que pensa. E sou mesmo. Tenho, na verdade, um cérebro dividido em duas partes: uma na cabeça e a outra na bunda”. O Velho Guerreiro, onde quer que esteja, deve sentir o maior orgulho das palavras de sua velha musa. O curioso é que a sinceridade de Cadillac se aplica ao modo de pensar da maioria dos políticos brasileiros na atualidade. Parecem merdas pensantes.

$talinácio é um exemplo radical disso. Fala, faz e pensa merda. Seu desrespeito público à Justiça Eleitoral e suas eternas críticas à imprensa que não o elogia são apenas alguns defeitos genéticos deste “Filhote da Ditadura” – como bem definiu Leonel Brizola. $talinácio agora caiu numa armadilha ideológica e sua face autoritária pode vir à tona por completo. A blogueira cubana Yoani Sanchez pediu a Lula que interceda junto aos irmãos Castro para que a deixem visitar o Brasil. Se Lula nada fizer pela editora do blog Generación Y, seu lado totalitário fica mais evidente ainda.

Por falar em armadilha política, uma informação de primeira: o corinthiano carioca Fernando Henrique Cardoso vem candidato ao Senado por São Paulo. Na verdade, o ex-Presidente queria o lugar de Lula, mas preferiu não correr o risco de um duplo desgaste: uma briga interna contra seu inimigo José Serra e uma eventual derrota para a candidata do seu amigo-corinthiano Lula. Teremos uma defesa das drogas em campanha. Literalmente e sem trocadilho.

O anúncio da candidatura de FHC ao Senado será dia 10 de abril, no Centro de Eventos Brasil 21, em Brasília. No mesmo dia, José Serra confirma, finalmente, que será candidato a Presidente pelo PSDB. A guerra, agora, é para definir quem será seu vice. Serra preferia uma chapa puro-sangue com Aécio – o que é praticamente improvável. Não quer aliança com o DEM. Mas os demos insistem em emplacar a senadora Kátia Abreu ou o senador Antônio Carlos Magalhães Júnior. Francisco Dornelles, do PP, corre por fora.

$talinácio espera convencer o banqueiro Henrique Meirelles a compor a de seus sonhos para o milagre eleitoral da inexpressiva Dilma Rousseff. Lula não aceita Michel Temer. Mas pode ser obrigado a engoli-lo. Para piorar, Meirelles anda arredio e fazendo docinho. Sonhava mesmo é ser candidato a Presidente. Como o Procurador-Geral da República, Robert Gurgel, o livrou do inquérito sobre remessa ilegal de dinheiro ao exterior, Meirelles pode abrir mão da imunidade parlamentar que a eleição ao Senado lhe garantiria.

O enigma se desfaz esta semana. A decisão sobre seu futuro depende da Oligarquia Financeira Transnacional. O poder real mundial, que decide as eleições por aqui antecipadamente, anda tirando onda com a cara do $talinácio. JPMorgan e UBS, dois grandes bancos globalitários, advertiram que: há bolhas em formação no Brasil; a economia do País corre o risco de "superaquecer"; e o real está "supervalorizado". Ao que parece, o tal modelo econômico estável do Meirelles não anda tão confiável quanto a propaganda oficial tenta vender.

Enquanto a inconsistência do modelo dependente se evidencia, surge alguma novidade na sucessão presidencial. Um candidato dos partidos pequenos (PT do B) conseguiu 1% na pesquisa Datafolha. O nome dele é Mário Oliveira. Fruto do discurso com propostas para a redução de impostos, segurança pública e ação das Forças Armadas. Três temas que os demais adversários terão problemas para atacar durante os debates sucessórios. É bom ficar de olho no que o Mário tem a dizer.

Mas a grande novidade política é que devemos ter, no Brasil, o Dia Nacional do Sexo. A data deve ser comemorada em 14 de janeiro. Isso se for aprovado o projeto de lei do deputado federal Mão Branca (PV-BA). O argumento do parlamentar é que precisamos de um dia de reflexão para se discutir as várias maneiras de fazer sexo: segura, responsável e prazerosa.

Do jeito que a coisa na vai, na política e na economia, daqui a pouco daremos razão completa ao modus pensante da velha musa Cadillac, em um País com tanto bundão no poder.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 28 de Março de 2010.

6 comentários:

Anônimo disse...

Engraçado o que acontece no Brasil e com o povo brasileiro. Além de termos o complexo do cachorro vira-lata e faminto, temos também o complexo do bundão.
Não que uma bela bunda seja algo desprezível. Nada disso. Mas é que diante das coisas que acontecem no nosso dia a dia, temos ainda, esta imagem divididas em bandas com um regaço no meio a nos atormentar e a nos tirar o sono e o sossego.

Basta alguém fazer algum sucesso para que o nosso complexo de bundão nos ataque e nos desestabilize.

Se o vizinho compra um carro novo. O carro e o vizinho são bundões.
Se a gostosa da vizinha muda o seu penteado. A vizinha continua a ser bela e gostosa vizinha. Agora, o marido dela é um tremendo de um bundão.
Se o namorado da filha da gostosa aparece com um carrão e com aquele ar de jovialidade e poder na nossa vizinhança. Isto surge e soa como um afronto, e só vem confirmar que: o namorado, o vizinho e a filha da vizinha são uns bundões...
E por aí vai a “eterna” lista de situações de bundas e bundões que povoam as nossas vidas.

Mas, opa! espere aí. Será que pensando assim, e sendo tão amargo com os outros e até consigo próprio, não nos tornamos também uns bundões?

Sei não... como já dizia o velho guerreiro – quem não se comunica se estrumbica. E eu acrescento: às vezes se comunicar e ser rancoroso com tudo e com todos é ser também um bundão.

Ronald disse...

Sr. Serrão,
Gostaria de parabeniza-lo pelo excelente trabalho realizado aqui no Alerta Total.
Desde que conheci o Vosso blog, nunca mais deixei de visita-lo diariamente vez que em tempos de ratosfera petralha, somente uma mão é suficiente para contar os blogs que se apresentam de maneira tão imparcial e verdadeira.
Sendo assim, é de nosso conhecimento que tanto o PSDB quanto o PT são originários da esquerda mas o primeiro, ao menos, respeita, ou tenta, o Estado de Direito, o direito de propriedade e a liberdade de imprensa.
Sou leitor assíduo e divulgo o Vosso trabalho aos poucos amigos que não pensam como uma bunda.
Continue firme, precisamos de pessoas como V.Sa. divulgando uma verdade cruel que o Brasil insiste em jogar para debaixo do tapete diariamente.
Atenciosamente

okara disse...

Cinco cirurgiões discutiam sobre quais são os melhores pacientes em uma mesa de operação.

O primeiro disse :
“Gosto mais de operar contadores, porque quando os abrimos tudo está em ordem numérica.”

O segundo responde:
"Sim, mas os eletricistas são melhores porque todos os órgãos estão codificados por cores, não tem como errar."

O terceiro emenda:
"Não, os melhores são os bibliotecarios. Dentro deles está tudo em ordem alfabética."


O quarto disse:
"Nada ha de melhor como os mecanicos, eles ja trazem as peças de reposição que irão necessitar."

Mas o último disse:

Lamento, mas não concordo com nenhum de vocês.

PORQUE OS MELHORES PARA OPERAR SÃO OS POLÍTICOS : ÊLES NÃO TÊM CORAÇÃO, NÃO TÊM ESTÔMAGO, NÃO TEM CULHÕES E PERIFÉRICOS.
E ALÉM DISSO VOCÊ PODE TROCAR O CÉREBRO PELO CÚ QUE NINGUÉM VAI NOTAR A DIFERENÇA"


Minha homenagem a essa escória.....

Anônimo disse...

A Rita Lee é uma bundona que canta.

Martim Berto Fuchs (64) disse...

Se os nossos políticos tiverem cérebro, estão os dois, direito(a) e esquerdo(a), na bunda. Na cabeça eles tem uma caixa registradora para contabilizar o roubo do nosso dinheiro.

Anônimo disse...

Eu acho que não deveriamos apelidar certos trastes de "BUNDÃO" Pois um verdadeiro BUNDÃO merece respeito, eu pelo menos admiro e gosto muito.