quarta-feira, 3 de março de 2010

Tudo como dantes na urna do Abrantes: TSE permite que candidatos com ficha suja disputem eleição

Edição do Alerta Total - www.alertatotal.net
Leia também o Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

O candidato à eleição deste ano terá de apresentar certidão criminal no momento de registro na Justiça Eleitoral, para que o eleitor saiba se ele tem ficha suja. Se houver processos, ele não será impedido de se candidatar - a menos que haja contra ele condenação judicial definitiva. Esta foi a principal decisão tomada ontem à noite pelo Tribunal Superior Eleitoral que aprovou instrução normativa sobre o assunto.

Eventuais processos listados contra o candidato deverão ser detalhados, para que se possa saber como anda a tramitação dos casos. As informações serão disponibilizadas na internet pela Justiça Eleitoral. Se o candidato não entregar esse documento, o juiz eleitoral poderá determinar prazo de 72 horas para que a falha seja corrigida. Caso o candidato não cumpra a determinação, ele poderá ser impedido de concorrer às eleições.

O TSE também aprovou uma regra que impedirá doações ocultas nas campanhas de 2010. Essa decisão deve contrariar também as empresas doadoras. Até as últimas eleições, pessoas e empresas costumavam doar aos partidos que, por sua vez, repassavam aos candidatos. Na prestação de contas, os candidatos não especificavam a origem dos recursos, mantendo o sigilo do colaborador. Neste ano, a prática estará proibida: todos os candidatos deverão informar à Justiça Eleitoral o real doador de dinheiro, dos bens ou dos serviços prestados ao longo da campanha.

Passe o cartão

O TSE também aprovou o uso de cartão de crédito para pessoas físicas contribuírem para as campanhas, pelos sites dos candidatos na internet ou pessoalmente, nos comitês financeiros.

Todas as doações serão feitas mediante identificação do doador, com nome e CPF.

Ao fim da campanha, os candidatos e partidos deverão enviar cópias desses recibos à Justiça Eleitoral como prestação de contas.

Voto da cadeia

O TSE também aprovou a possibilidade de presos provisórios (ainda não sentenciados pela justiça) votarem neste ano.

O direito é garantido pela Constituição Federal, mas negligenciado na maioria dos estados.

Serão instaladas seções eleitorais em delegacias e presídios que abriguem esse tipo de detento.

Fica como está

O TSE desistiu da proposta de mudar o número de cadeiras destinadas às unidades da federação na Câmara dos Deputados.

O ministro Arnaldo Versiani chegou a fazer cálculos de novos números de deputados, conforme a mudança no número de habitantes nos estados.

Mas o TSE desistiu da mudança, especialmente diante da confusão que isso provocaria no meio político.

Voto em trânsito

O TSE também aprovou a regra que permite o voto em trânsito para presidente da República.

No dia da votação, quem estiver fora de seu domicílio eleitoral no dia da votação, mas se estiver em uma das capitais brasileiras, poderá votar para presidente da República.

Para votar em trânsito o eleitor deverá habilitar-se em qualquer cartório eleitoral do país entre os dias 15 de julho e 15 de agosto deste ano - indicando a capital do Estado onde estará presente, de passagem ou em deslocamento, no dia da votação.

O Bem Indicado

Do jornalista e filósofo Olavo de Carvalho, em seu BlogTalkRadio de segunda-feira passada:

"O Brasil tem solução, vote no negão!"

O “negão” em questão é Mário de Oliveira Filho – pré-candidato a Presidente da República pelo nanico PT do B, que promete surpreender na campanha deste ano, com propostas que atacam a área de impostos, segurança e meio ambiente.

Mário escreveu o livro "Brasil o entulho oculto dos privilégios oligarquicos, publicado pela editora Alfa-Omega.

Barrada no baile do Aécinho

A pré-candidata do PT à Presidência da República e ministra da Casa Civil, Dilma Rousseff, que também é mineira, não foi convidada para a inauguração da Cidade Administrativa, faraônica nova sede do governo de Minas Gerais, nesta quarta-feira.

A assessoria do governador Aécio Neves (PSDB) nega que a falta de convite a Dilma seja por motivos eleitorais.

Alega-se que, apesar de ter nascido em Belo Horizonte, a ministra não tem "ligação" com Minas nem fez sua história política no estado.

Vai não, sô?

O chefão Lula recebeu convite para o evento.

Mas, segundo a assessoria da Presidência, ele não participará do evento.

Entre os 3 mil convidados, estarão lá o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso e o governador de São Paulo, José Serra – que só Deus sabe se será mesmo candidato a Presidente da República.

Também não vão

Foram convidados, mas não participarão do evento os ministros petistas Patrus Ananias, do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, e Luiz Dulci, da Secretaria-Geral da Presidência.

Eles foram os únicos ministros que receberam convites para a inauguração, junto com o titular das Comunicações, Hélio Costa, sob a alegação de que são mineiros.

Pelo menos o vice-presidente José Alencar já confirmou a presença no evento.

Fim do terror?

O chefão Luiz Inácio Lula da Silva pregou ontem o fim de qualquer tipo de "terrorismo" na disputa eleitoral deste ano:

Não acreditem e não aceitem aquela ideia imbecil que se falava neste Brasil: 'ah, se ganhar fulano vai estragar tudo, se ganhar beltrano vai estragar tudo'. Não existe mais essa hipótese. Não tem como se acabar com o que conquistamos. Não se deve fazer cenários terroristas. Eu já fui vitima desse terrorismo e todo o dia tinha que ficar explicando que não iria desestabilizar coisa alguma”.

O recado foi dado durante almoço com dirigentes da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), ao lado da ministra-chefe da Casa Civil, Dilma Rousseff, que acompanhou Lula em vários eventos em São Paulo.

Bom para os policiais

A Câmara aprovou ontem à noite, em primeiro turno, o texto principal da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um piso provisório para policiais militares, corpos de bombeiros e policiais civis - de R$ 3,5 mil para soldados e de R$ 7 mil para oficiais.

O texto estabelece que uma lei federal irá criar, em definitivo, o piso salarial nacional para essas categorias.

A proposta prevê que, quando o piso definitivo for criado em lei, a União terá que arcar com a complementação da remuneração, quando os estados não tiverem condições financeiras de fazê-lo.

Confronto marcado

Parece que a guerra ideológica só termina, aqui no Brasil, no dia de São Nunca.

Hoje, às 14h 30min, na 29ª Vara da Justiça Federal, na av. Rio Branco (ao lado do Centro da Justiça Federal) acontecerá a audiência do Tenente Coronel Lício Maciel.

Liderados pela histórica militante comunista Victória Grabois, os radicais de esquerda prometem uma manifestação contra o militar.

Eles condenam, eternamente, Maciel pelas mortes de André Grabois, João Gualberto, Divino Ferreira de Sousa e o camponês Antônio "Alfaiate".

Pro Haiti

Maitê Proença viaja para o Haiti na próxima sexta-feira

Vai filmar um documentário sobre o trabalho da ONG Expedicionário da Saúde, um grupo reúne médicos voluntários de diversas especialidades e que está instalado em Les Cayes, a 200km de Porto Príncipe.

Assim como os médicos que irá entrevistar, a bela namorada do Alexandre Colombo vai dormir em barracas e levará sua própria comida.

Certamente, o namorado lhe mandará na bagagem uns biscoitinhos da Piraquê.

Quem inventou a pulseirinha do sexo?

A Câmara de Vereadores de Navegantes, em Santa Catarina, aprovou um projeto de lei que proíbe o uso das polêmicas "pulseirinhas do sexo" nas escolas do município.

Os adereços – que custam de R$ 2 até 10 reais - colocam adolescentes em um jogo que consiste em romper a pulseira do outro e, conforme a cor, ganhar de um abraço a uma relação sexual.

Não por coincidência, a triste mania surgiu na Inglaterra e chegou ao Brasil no final de 2009.

Já pensou?

A Polícia está à procura da modelo Naomi Campbell, que teria agredido o motorista do carro em que estava em Nova York.

A bela negra britânica, de 39 anos, estava no banco de trás do carro quando agrediu o motorista, que, após ver que a passageira fugia, parou e chamou a Polícia.

Imagina se, lá em Brasília, a Polícia resolver prender ou o Ministério Público do Trabalho processar quem atira copos em copeiros que servem ao governo?

Vida que segue...

Ave atque Vale!

Fiquem com Deus.

O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.

A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.

© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 3 de Março de 2010.

7 comentários:

Anônimo disse...

Plagiando a pulseirinha do sexo, talvez fosse de bom alvitre inventar a pulseirinha dos políticos.
Funcionaria mais ou menos assim – cor vermelha para aqueles que já roubaram e continuam roubando e são conhecidos de todos, menos da polícia e do TSE.

Cor amarela para aqueles que ainda não roubaram, mas que vão roubar; bastando apenas terem a oportunidade, pois entraram na política somente para isso.

E a verde, para aqueles ainda não estão na mamata, mas após terem sido eleitos, estão estudando com muito afinco como funciona a gangue, e estão na tocaia só esperando a oportunidade surgir.

Uma outra cor, talvez a cor azul, para aqueles que nunca pensaram em roubar o povo brasileiro, e por isso, ainda não são políticos...
Como neste último caso, a pulseirinha seria muito pouco usada, é melhor nem pensar na pulseirinha azul, pois a sua utilização será muito escassa.

Anônimo disse...

Plagiando a pulseirinha do sexo, talvez fosse de bom alvitre inventar a pulseirinha dos políticos.
Funcionaria mais ou menos assim – cor vermelha - para aqueles que já roubaram e continuam roubando e são conhecidos de todos, menos da polícia e do TSE.

Cor amarela - para aqueles que ainda não roubaram, mas que vão roubar; bastando apenas terem a oportunidade, pois entraram na política somente para isso.

E a verde - para aqueles ainda não estão na mamata, mas após serem eleitos, estão estudando com muito afinco como funciona a gangue, e estão na tocaia só esperando a oportunidade surgir.

Uma outra cor, talvez a cor azul - para aqueles que nunca pensaram em roubar o povo brasileiro, e por isso mesmo, ainda não são políticos...

Como neste último caso a pulseirinha seria de pouca utilidade, é melhor nem pensar na pulseirinha azul, pois a sua utilização ainda não é bem determinada.

Fica aí a minha humilde sugestão para os nobres políticos brasileiros...

Martim Berto Fuchs (64) disse...

A questão é a seguinte: - Se eles TSE não permitirem políticos com ficha suja serem candidatos, e as pessoas que querem ser terão que obigatoriamente estarem filiados à uma dessas organizações criminosas que chamam de Partidos Políticos, não teremos ninguém como candidato. TODOS políticos atuais tem ficha suja. Não escapa ninguém. Então o TSE tem que permitir a reeleição desses caras, ou não teremos eleições.

Anônimo disse...

Eu torço para que Serra queira ser apenas o Governador de São Paulo por mais 4 anos. São Paulo agradece!Phoda-se o Brasil!!Se o resto do Brasil (com exceção do Sul) se vende por um prato de comida, por verbas de publicidade da Petrobrás, Banco do Brasil, etc, por Mensalões, etc, que se phodam elles!São Paulo nunca precisou deles! Se o Brasil é grande hoje (territorialmente), o é graças aos Bandeirantes!!São Paulo nada deve ao resto do Brasil. O Brasil é que deve a São Paulo!Se não estiverem satisfeitos, podem se separar de São Paulo e do Sul do Brasil. Nós ficaremos satisfeitíssimos!Nós e o pessoal do Sul!

Anônimo disse...

O TSE vem atuando a favor da candidatura da destemperada há muito tempo e não duvido que ocorra o mesmo que se passou nas últimas eleições no Irã. Quem viver, verá!

Airton Leitão disse...

Acho que há algo errado nesta postagem.
Não é o TSE que permite que os fichas sujas possam concorrer. É a legislação vigente. O TSE é obrigado a deixá-los concorrer. O que a Justiça Eleitoral não pode é proibi-los.
Está na hora da aprovação da lei que impede essa gente de concorrer

Anônimo disse...

A Vaca, dizem, tem mais de R$4 bilhões para torrar na campanha. É dinheiro todavida. Com esse dinheiro compram-se jornalistas, rádios, televisões, jornais, blogs de picaretas, etc...E se precisarem de mais grana, os banqueiros, que nunca ganharam tanto dinheiro quanto agora, desde 2003, providenciarão mais grana! Vcs. acham que dá prá encarar esse Exército de Vigaristas cheio de dinheiro??Fora o fato que o TSE e o STF já estão aparelhado pela corja, e as urnas são as famigeradas ELETRÔNICAS, não usadas em nenhum país sério. Dá prá encarar??