segunda-feira, 3 de maio de 2010

Lula já se desespera!

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Cesar Maia

1. Lula deveria se acalmar e manter a dignidade do cargo neste processo eleitoral. A dificuldade de transformar sua popularidade pessoal em voto para outra pessoa pode ser avaliada, nesta conjuntura, com o que aconteceu no Chile com o candidato da presidente Bachelet e está acontecendo com o candidato de Uribe, ambos tão ou mais populares que Lula em seus países.

2. Lula usou a rede nacional de TV para saudar o dia do trabalho de forma ultrajante. Poderia ter usado no próprio dia, mas usou dois dias antes para tentar conseguir mais audiência. Nela, explicitamente, fez um discurso eleitoral de continuidade, onde o nome de sua candidata estava presente, oculto pelo verbo.

3. No dia 1 de maio, foi ao comício-sorteio de apartamentos, carros e eletro-eletrônicos domésticos da Força Sindical. Reuniu 450 mil interessados nos sorteios, como todos os anos e talvez uns 10 mil nos discursos. Ali, tratou as pessoas como massa manipulável, ordenando que votem na sua candidata: "Vocês sabem o que eu quero". No comício da CUT chorou, denotando descontrole.

4. No Chile, as pesquisas pré-eleitorais mostraram que o eleitor chileno reagiria, não votando no candidato de Bachelet, se ela se excedesse no apoio. Lula pode estar, com esse comportamento autoritário-juvenil, prejudicando sua candidata. Mas por que faz isso?

5. Lula, a cada pesquisa que recebe, a cada aparição pública de sua candidata, a cada entrevista, a cada áudio-flagrante, vídeo-flagrante, foto-flagrante, se desespera e antecipa seu pessimismo, atropelando o bom senso. Agora, diz que quando a TV entrar, em 15 de agosto, é que a campanha vai valer. Ou seja, jogou a toalha em relação à pré-campanha em que apostou tanto.

6. Paul Larzarsfeld - fundador, na Universidade de Columbia-NY, de todo esse sistema de pesquisas de opinião pública-eleitoral, ainda no final dos anos 20 - repetiu por décadas sobre a importância da pré-campanha. Ele dizia que "eleição é como a fotografia" (do tempo dele). "Se tira a foto e se impregna a imagem no celulóide. Depois se vai à câmara escura e se revela a foto. A pré-campanha é impregnar a foto. A campanha é revelar a imagem impregnada."

7. Sem pré-campanha não há campanha. A eleição passa a ser uma loteria. A pré-campanha da candidata de Lula vem impregnando imagens negativas sobre sua capacidade de governar. Quando forem revelar essas imagens aparecerão na cabeça do eleitor em 3D.

Cesar Maia foi Prefeito da Cidade do Rio de Janeiro. Publicado no Ex-blog desta segunda-feira, 3 de maio de 2010.

5 comentários:

Airton Leitão disse...

Depois que escrevi sobre o mesmo tema, me vi na necessidade de também transcrever este artigo de César Maia.

Anônimo disse...

Dilma diz que Nordestinos migravam para o Brasil.


A pré-candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, cometeu um “escorregão” em entrevista gravada que concedeu à sua própria assessoria e que foi ao ar na noite do último domingo, 2. Ao falar do filme "Vidas Secas" (1963), de Nelson Pereira dos Santos, a pré-candidata à Presidência disse que a história retrata "todo o problema da miséria, da pobreza, da saída das pessoas do Nordeste pro Brasil".

Anônimo disse...

Bem visto. Mas ele colocou dilma pra perder e ele sabe as merdhas que está fazendo e que isso vai explodir na mão do próximo presidente e Serra, bobinho, vai cair nessa igual pato...pobre Brasil

Anderson Faria disse...

É muita inocência achar que popularidade ou carisma (se há, não sei, apenas conjecturo) podem ser transferidas para um outro indivíduo e garantir-lhe alguma sobrevida nos rumos presidenciais desejados pelos PTralhas de plantão. Mais fácil fazer um boneco de pau falar.

Anônimo disse...

Bachelet passou a ter o prestígio de uma habitante do Chile , mulher comum , do povo . A imprensa nem lhe dá assunto . Rainha posta , rainha morta.