sexta-feira, 11 de junho de 2010

Mentira tem perna curta

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Uma das razões do fracasso do estado soviético reside na aplicação dos mecanismos marxistas à economia: o estado proprietário e empregador único, sem concorrente, impedindo a criatividade individual e a inovação que impulsiona a economia capitalista e vitaliza a pesquisa, desenvolvendo a inteligência e a disseminação de informações tecnológicas.

Com a hegemonia das mega empresa dos Bilderberg sobre a economia mundial, com a exploração da mão de obra escrava em países asiáticos governados por comunistas, o modelo de estado gigantesco e dono de todos os meios de produção, ganha uma nova versão. Uma forma sofisticada que propala o "tudo pelo social" coletivista, escondendo os resultados dolorosos da experiência soviética. É o capimunismo em ação!

Isto se configura numa campanha coordenada que cobre todo o planeta. Fomenta-se o conformismo, a videotização que aterroriza e limita os movimentos, orientando uma forma de liberalismo de pensamento único (totalitário portanto), voltado para o hedonismo, corrupção, clientelismo e privilégios de grupos que desconhecem as leis. Rotulam isto de democracia!

Em sua página oficial (http://www.bilderbergmeetings.org/) está a agenda da última reunião dos mega-empresários e controladores da economia mundial, na Espanha: Reforma Financeira, Segurança, Tecnologia Cibernética, Energia, Paquistão, Afeganistão, Problema Alimentar do Mundo, Aquecimento Global, Rede de Contatos Sociais, Ciência Médica e finalmente Relações EUA/Europa.

Daniel Estulin, que diz ter informantes dentro do grupo, é o jornalista que nos colocou diante deste muro, que parece intransponível, um governo mundial de fato, invencível, terrorista, com poder de vida ou morte, emprego ou desemprego... com poder para comprar o poder para induzir (comprar) a eleição de qualquer governante, até mesmo nos EUA.

Os mega empresários perseguem as oportunidades de maiores lucros investem onde seja: mineração, construção, hotelaria, armamento e segurança, educação, comércio, indústria, medicina, energia, bolsas, bancos, lavagem de dinheiro e pesadamente no "Network". Forjam os dogmas e freios que anulam toda a vontade, toda a força interior que mobiliza a gente. Força e vontade que continuam presentes, para livrar-nos de qualquer perigo iminente.

Eles sabem que é impossível controlar esta característica humana para ultrapassar os próprios limites e mais ainda os limites impostos. A busca da satisfação e do bem estar, pode ser temporariamente desviada para as drogas, matanças, "aquecimento global", putaria, bandalheira exponencial. Mas a teimosia e a resistência essencial esta registrada na história da humanidade. Há sempre uma saída para o labirinto.

Temos uma fonte interna, uma conexão com Deus, que os donos do mundo tentam substituir por um programa de vigilância global. Vivemos num transe de ilusões consumistas e num instante nos livramos das tralhas inúteis e acumuladas no espaço vital físico e espiritual. Tudo tem seu tempo e movimento natural. Ghandi e Mandela são bons exemplos, tanto quanto Lula e Chavez representam o contrário, insistindo em manter-nos na senda do obscurantismo.

O "Echelon", já apareceu em reportagens da Veja, da Época, da Isto É e de vários jornais. Foi apresentado como um olho do big brother, um aparelho com poderes divinos para controlar nossos pensamentos e informar aos poderosos anglo americanos e seus parceiros do mundo rico, como agir em seus proprios interesses, influência e lucros comerciais.

A Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA), em associação com a Inglaterra, Canadá, Australia e a Nova Zelandia, pode monitorar quase todas as transmissões de televisão, rádio, comunicações telefônicas, internet e até babas eletrônicas. O sistema utiliza uma rede mundial de computadores que selecionam palavras-chave indicativas de risco de natureza comercial ou política.

É a espionagem sofisticada que alimenta os Bilderberg com informações econômicas privilegiadas. O Parlamento Europeu, informou em 1998. que o "Echelon" é capaz de ouvir conversas telefônicas feitas em qualquer lugar do mundo. E isto acontece há 20 anos!
Assim as mega empresas têm atualizado seus bancos de dados sobre governos, tendências políticas e individuos, para elaborar seu planejamento de produtos e vendas. E nada mais transparente que os bilhões de acessos à internet. E então espalham ofertas, spams nas caixas postais de todos os usuários!

Por isto também é que em toda parte, no Brasil como nos e EUA, fala-se em controlar, censurar, limitar as opiniões jornalisticas que informam urbi et orbi sobre as pretensões de poder das mega empresa e daqueles políticos que controlam os estados mais ricos e poderosos.
Já estão retirando vídeos do youtube, já estão perseguindo blogueiros que furam a espiral do silêncio, imposta pelo CFR às informações vitais para a manutenção das liberdades democráticas. Jornais, revistas, televisão, rádio, relatam a mesma seleção de notícias, todos os dias, no mundo inteiro.

O "11 de setembro" foi o pretexto brutal de uma conspiração que a internet já expôs, para que se propagasse pelo mundo a nova ameaça à segurança: o terrorismo, cuja autoria Bin Laden (sócio comercial da família Bush numa empresa de investimentos internacional) nunca admitiu. Mas a redução de liberdades públicas democráticas, é interesse sim dos que propugnam a nova ordem mundial, interesse de comunistas e capitalistas situados no topo da pirâmide. Exceções, existem! E mentira a tem perna curta.

Arlindo Montenegro é Apicultor.

Um comentário:

Anônimo disse...

Aqui vai um resumo sobre o encontro do Grupo Bilderberg em Sitges, Espanha:

http://www.inacreditavel.com.br/novo/mostrar_artigo.asp?id=724