sábado, 28 de agosto de 2010

Gritos presos na garganta

Artigo no Alerta Total – www.alertotal.net

Por Arlindo Montenegro

Na edição do Diário do Comércio, 26 Ago 10, foi publicada a declaração do Sr. Lula,
admitindo "que gostaria de ficar mais alguns anos no poder." No ato, assinava projeto ampliando a jurisdição das FFAA e a criação do Estado Maior Conjunto, para comprar a consciência de mais alguns militares. Foi então que disse: "junto com essa lei, poderia ter mandado uma “emendinha” para mais alguns anos de mandato". E mais: se pudesse voltar atrás, compraria para suas viagens um avião maior, ou dois.

Isto lembra Erick Voeglin numa de suas conclusões: "Todos os homens são iguais como homens, independente do fato de terem experimentado ou não sua essência humana na claridade da consciência". Atingir a essência espiritual, a "claridade de consciência", a responsabilidade e missão de agir na presença do transcendente é um exercício inadmissível para revolucionários.

É uma prática que exige disciplina e ética, respeito aos outros e obediência às leis universais. Não figura na consciência dos debochados. Num site português, um comentarista descreve nosso macunaíma, que "depois de eleito, ficou milionário, como ficaram seus amiguinhos e familiares gênios, empresários, fazendeiros, bilionários da noite para o dia! Tornou-se defensor (intransigente) daqueles que , antes, tanto criticava, e com eles, passou a comer caviar e beber champanhe importado, a ponto de urinar nas calças!”

É o mesmo que debocha das Forças Armadas, agora designadas para prender bandidos nas fronteiras, enquanto ele com "uma emendinha" poderia ficar mais um tempo no poder, que agora ilimitado o leva a escarnecer dos que pagam a conta dos cartões de crédito secretos, do avião que poderia ser maior... que poderiam ser dois.

Lemos do comentarista português, cuja informação é superior à que fornecem à população brasileira, a percepção de que somos obrigados "a conviver e confiar em gente hipócrita, mentirosa, oportunista e mesquinha, que manipula, compra, forja e distorce todos os tipos de pesquisas para se idolatrarem, pouco, ou nada se importando com a Pátria, ou, com seu semelhante!"

Lembra os impostos (sem contrapartida) em Educação e Segurança e ressalta os "Desvios de verbas, que debilitam e desacreditam a educação (pública), enquanto os políticos tiram vantagens desta situação": montam escolas, "induzindo os que têm melhor poder aquisitivo a procurar escolas particulares! Desta maneira, a maioria da população sem poder aquisitivo, continuara mal formada, e mal informada como sempre foi! Bom esquema não é mesmo?"

Cita ainda os "salários principescos, mordomias e as varias aposentadorias, e ainda superfaturam, desde as construções dos presídios, até os custos dos presos, que estão embolados em pequenos cubículos, custando para o governo, ou seja, para o povo que paga imposto, em torno de quatro mil e quinhentos reais, mensais!Será que eles não sabem que, uma faculdade em período integral não custa tanto? E será que, eles acham que a cadeia é mais instrutiva que uma faculdade?"

"Será que, eles não sabem que no Brasil muitos pais de famílias, trabalham de sol, a sol, a troco de “quinhentos e poucos reais”, que é o salário mínimo, e são obrigados a se manter e sustentar sua família com este valor tão irrisório? Ai esta a conveniência em manter as cadeias superlotadas com as vitimas marginalizadas, deste sistema injusto, criado por uma corja corrupta e oportunista que só visa obter lucros!

"E na área de saúde, desviam verbas, deixando o povo em desespero em filas do INSS, aproveitam para fazer sociedades em hospitais e planos de saúde particulares, que lhes proporciona mais renda, pois com a saúde abandonada, estão induzindo o cidadão com melhor poder aquisitivo, a pagar plano da saúde particular!

Do "IPVA e muitos outros impostos, para construir e melhorar as estradas superfaturadas: os políticos as privatizam e as vendem a preço de banana, favorecendo seus amiguinhos, ou seus familiares; e este povo simplório e desinformado, é obrigado a pagar absurdos, para rodar nas mesmas estradas, que foram construídas com seus impostos!"

"E as verbas que deveriam ser usadas para incentivo a cultura estão sendo usadas na publicação de livros e filmes para promover e jogar confetes naqueles que se julgam semideuses! Enquanto a verdadeira educação e cultura permanece sucateada e abandonada por falta de verbas!"

Depois de prestar concurso público "o cidadão que tiver uma restrição seja no CERASA ou SPC não poderá assumir o cargo, que é seu por direito; enquanto políticos corruptos, com varias restrições e até processos criminais se candidatam a cargos públicos e recebem verbas... que são impostos deste mesmo cidadão barrado para assumir um cargo que é seu, por não ter conseguido pagar suas dívidas."

"Será que impedindo o cidadão que tem restrição, de trabalhar e ganhar seu sustento honestamente, estão facilitando para que ele honre seus compromissos? Isso é Justiça?” O cidadão diz muito mais. Diz sobre candidatos e eleições. Diz do grito preso na garganta de uma população carente de informação e comunicação. O mais está no endereço do site “sol.sapo”, abaixo.

Agradecimentos ao leitor “José”, que remeteu a matéria.

Referências:
ERICK VOEGLIN, A consciência do Fundamento
Comentário de “janciron” em Economia/Conjuntura, no site:
http://sol.sapo.pt/PaginaInicial/Economia/Interior.aspx?content_id=182365&tab=community

Arlindo Montenegro é Apicultor.

7 comentários:

Anônimo disse...

O mal já está entranhado no coração do Brasil


http://www.youtube.com/watch?v=_W0l5tWr4RY

Anônimo disse...

Lula e Foro de Sao Paulo

http://www.youtube.com/watch?v=_W0l5tWr4RY

Anônimo disse...

Arlindo, gostaria de parabenizar as suas reflexões disponibilizadas neste site. Pois, as mesmas nos proporciona aprofundar nosso conhecimento e entender fatos que vemos acontecer ao longo dos dias, semanas ou anos as vezes não vislumbramos o porque destes fatos. E também nos demonstra o tamanho do desafio que o Nosso Brasil tem pela frente. Que Deus abençoe a todos nós e nos ilumine para que consigamos superar as dificuldades. Abs.

Anônimo disse...

Dizem que "o peixe morre pela boca". Esse aí é peixão que adora mesmo é banqueiros e vice-versa, mas todo mundo pensa que ele gosta é do povão.

Se alguém viu aquele vídeo com o Cabral, o Coroner Lua quer mais distância do povo que o Figueiredo disse que queria.

O primeiro prefere pinga e coelhinho assado. Já o segundo: cavalos.

janciron disse...

Pode ser que eu tenha postado este texto em um site português, porem sou brasileiro, e postei este este mesmo texto em vários espaços!
Num site português, um comentarista descreve nosso macunaíma, que "depois de eleito, ficou milionário, como ficaram seus amiguinhos e familiares gênios, empresários, fazendeiros, bilionários da noite para o dia! Tornou-se defensor (intransigente) daqueles que , antes, tanto criticava, e com eles, passou a comer caviar e beber champanhe importado, a ponto de urinar nas calças> Esta foto esta postada no blog Protógenes contra a corrupção!

Janciron disse...

Um abraço a todos e este texto pertence a nós todos e a todas as vitimas deste sistema imundo e enganoso,responsavel pelo aumento da violência e criminalidade e injustiça social!

Autor independente Janciron

Leiam "O Massacre da Máfia no Amazonas"!

janciron disse...
Este comentário foi removido pelo autor.