sábado, 14 de agosto de 2010

O Pão nosso de cada dia roubai-nos hoje – II

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net

Por Arlindo Montenegro

Um leitor, que identificou-se como Ruy, enviou material de pesquisa valiosa, complementando a informação sobre a origem e objetivo dos procedimentos de governos do mundo inteiro em relação à alimentação e saúde humana. Tudo converge, há muito tempo, para a redução da natalidade e utilização de vacinas e doenças de laboratório para reduzir a população.

Reduzir a população é o modo fino de dizer assassinar grandes contingentes populacionais. São diversas as linhas de ação e toda elas subordinadas ao terrorismo cultural do tipo “ou vacina ou morre, vem aí uma epidemia... já é pandemia! De fato a doença não existe. A vacina é o veículo de instalação dos elementos tóxicos que vão agir a médio e longo prazo.

O outro aspecto é a utilização da propaganda, que hipnotiza as pessoas (maioria) impossibilitadas do acesso a outras fontes de informação metódica, comparativa e sistemática para o saber essencial. Tudo vem do picadeiro circense da televisão encarregada de colocar a todos em “transe cultural”. E nesta situação fica plantada a mensagem: questionar o governo é heresia! Quanto mais enfrentar e cobrar!

Examinando documentos dos Ministérios da Agricultura, Meio Ambiente, Saúde e da Associação Nacional de Vigilância Sanitária, encontramos recomendações e interpretações contraditórias, procedimentos chocantes no que se relaciona à saude dos brasileiros. São técnicos, cientistas assessores, consultores, com seus relatórios e pareceres desdizendo uns aos outros e justificando com toneladas de referências.

Um fato é que agrotóxicos, fármacos e vacinas obrigatórias, levam os mesmos princípios ativos. E alguns, comprovadamente já foram banidos por muitos países, onde pesquisadores independentes conseguiram aprovar leis em defesa da saúde. Muito do que chega às nossas mesas está carregado de metais pesados e componentes químicos nocivos e provocadores de doenças letais ou no mínimo redução das defesas da imunidade natural do organismo.

A Lambda-cialotrina Piretroide 22 está no Abacaxi, um dos frutos mais contaminados e mais consumidos. Os efeitos deste agrotóxico vão ser sentidos no tecido adiposo, fígado, rim, sangue, músculo e no cérebro. Os Piretróides presentes nos inseticidas, organoclorados e organofosforados são causadores de distúrbios neuronais e cardio vasculares, arritmias do coração.

Citou-se o abacaxi, mas o pimentão é campeão! A Anvisa mantém um “Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos” e num dos últimos comunicados informou que nas amostras analisadas, “observou-se uma grande quantidade de amostras de pepino e pimentão contaminadas com endossulfan; de cebola e cenoura contaminados com acefato; e pimentão, tomate, alface e cebola contaminados com metamidofós”.

Tudo proibido na Europa e nos EUA! Aqui apenas “começam a avaliar” e “recomendam” que sejam banidas das nossas lavouras. Repito: “começam” e “recomendam”. Até o banimento, tem chão! E tem doença comendo o coração e o fígado da gente! Dor de cabeça, dor nas pernas, disenterias, asma, problemas respiratórios, coceiras, cânceres, problemas na visão, indisposições diversas. Mas quem sabe, quem informa, quem associa tanta ziquizira à alimentação?

Dos 167 “defensivos agrícolas”, digo pesticidas, venenos vendidos junto com as sementes e utilizados nas lavouras brasileiras, apenas 13 estão na lista dos “a serem banidos”: Metamidofós, Parationa-metílica, Forate, Fosmete, Triclorfom, Endossulfam, Carbofuran, Paraquate, Glifosato (Randup) – este é brabo! Há mais de 10 anos que ouço dizer que vai ser proibido. E a Monsanto deixa? - completando os 13: Abamectina, Tiram, Lactofem, Cihexatina.

Nem a manteiga se livrou da gordura transgênica. Como fica o aproveitamento escolar? Como fica a eficácia no trabalho? Como fica o orçamento com os fármacos paliativos? Conheci um vendedor de agrotóxicos de uma multinacional. Estava tão bem treinado que dizia ser melhor comer folhas envenenadas que ficar com fome. Na roça a gente pode comer a galinha, o ovo, o porco, a banha, a couve do terreiro... e a saúde é de ferro, não, de aço!

Mas na cidade, o pinto que vem da granja é vacinado quando sai do ovo. A galinha recebe antibióticos na ração de soja e milho híbrido, cultivado com uma bela carga de agrotóxicos. A porcada e as vacas idem. Leite, carne, ovos, sementes, frutos, verduras, legumes, cada um recebe sua carga de “defensivos”. E nós, só temos como defesa umas letrinhas bem miudinhas, com nomes estranhos, pra avisar que estamos prestes a ingerir o veneno nosso de cada dia.

Continuamos amanhã, que isto parece terrorismo. Mas é a realidade dura e crua!



Arlindo Montenegro é Apicultor.

5 comentários:

jc disse...

Engracado eh que a populacao mundial SOH AUMENTA!
Pra mim isso eh bull shit.

Manoel Vigas disse...

Saudações.

Sr. Arlindo Montenegro

Peço que me perdoe pela INFORMAÇÃO que disponibilizo a seguir, que foge do importante assunto de seu artigo de hoje.

Faço por uma justa causa:

NÃO TEMOS MAIS TEMPO !!!

CONFIRA:

PESQUISA SOBRE AS INTENÇÕES DE VOTOS PARA AS ELEIÇÕES DE OUTUBRO DE 2010:

Eu estava muito frustado pois com 70 anos nunca fui pesquisado por Institutos de Pesquisa, desses que dão resultados sobre eleições.

Acredito que nenhum de vocês também nunca foram pesquisados...

Então entrei no site do TSE, para saber os métodos das pesquisas, e encontrei todas as pesquisas registradas.

Dai abri onde essas pesquisas foram feitas e descobri ...

... descobri o IMPENSÁVEL !!!

IMPENSÁVEL !!!

Nesta que baixei, foram entrevistados 2.500 pessoas, sendo:

REGIÃO NORTE/NORDESTE: 840 PESSOAS (QUANTOS ELEITORES TEM LÁ?)

ESTADO DE SÃO PAULO INTEIRO: 574 PESSOAS (QTOS ELEITORES TEM AQUI?)

MINAS: 256 PESSOAS (2o. MAIOR COLÉGIO ELEITORAL)

REGIÃO SUL: 378 PESSOAS (MENOS ELEITORES QUE MINAS)

RIO: 278 PESSOAS ????

REGIÃO CENTRAL: 182 PESSOAS

OU SEJA:

QUASE 34% DOS ENTREVISTADOS SÃO DO NORTE E NORDESTE....
BEM PROPORCIONAL NÉ ???

Agora vejam detalhes:
As cidades de GARRAFÃO DO NORTE, RIACHÃO DO JACUÍPE, BARBALHA, ITAPISSUMA, (CONHECEM???) Todas do Norte e Nordeste, foram entrevistadas 14 pessoas cada uma...Ah... tambem em GARANHUNS, 14 pessoas....

Comparem:
SANTOS, CAMPINAS, RIBEIRÃO PRETO, FLORIANOPOLIS, tambem 14 pessoas cada uma.... !!!!!,

SÓ ESSAS CIDADES TEM MAIS ELEITORES QUE TODO NORDESTE....

E mais:
NITEROI, BARUERI, OSASCO, MOGI CRUZES, S.B.CAMPO....7 (SETE) PESSOAS CADA UMA.....

Alem disso, constatamos que: BAURU e MARILIA por exemplo, não foram "escolhidas" p/ essa pesquisa.

AGORA ENTENDI PQ. A "MÃE DO PAC" ESTÁ NA FRENTE DAS PESQUISAS....

VEJAM O DETALHAMENTO DAS CIDADES:

“Roteiro para registro TRE Nacional 2506 entrev - Job 0984-3/10”

ECT., ETC., ETC.....

Atenciosamente.
Manoel Vigas

Luis Fernando M. Fucks disse...

Caro Arlindo, é necessário mais moderação com suas afirmações. Há um embuste muito sutil nessas investidas da anvisa, fruto de um lobby indireto das indústrias de defensivos. A psrtir do momento que um produto tem sua patente "vencida", ele torna-se um genérico e pode ser fabricado por outras empresas. O resultado disso é uma queda considerável no perço do produto formulado, o que tem beneficiado os produtores de todo o Brasil. É claro que no lançamento de um novo produto, as empresas cobram elevados royaties tecnoloógicos, aumentando suas margens devido ao reduzido número de corporações que estão, a cada ano, dominando os mercados. Nos produtos genéricos há concorrência.
Seguidamente esse assunto vem a tona, e parece que o defensivo agrícola mais perseguido é o glifosato. É claro que no seu banimento, as empresas com Syngenta, Monsanto, FMC, Bayer devem ter um substituto a altura, esperando a oportunidade de ser lançado ao mercado. Enquanto esse baimento não vem, a Monsanto, de forma a garantir os seus polpudos rendimentos, conseguiu aprovar uma sobretaxa sobre o sal de gifosato importado da China, em um aumento de 50%. Dos componentes da Camex, somente o Ministério da Agricultra foi contrário. Ñão é preciso dizer, mas eu saliento, a Monsanto consegui desta forma uma espécie de proteção de mercado e um verdadeiro subsídio (pago pelo produtor rural). É importante ainda salientar que nos EUA, essa mesma pretenção não colou e lá o imposto não foi aumentado, pois os americanos chegam a importar mais matéria prima do que a Monsanto lá fabrica. A própria Monsanto também importa o sal da glifosato da china, de forma a atender o imenso mercado brasileiro. E como o Brasil é uma casa "sem patrão", o pesado lobby dos PTs da Bahia, submetidos aos interesses ou trocas da Monsanto, foi decisivo, pois o Jacques Wagner deveria ter um grande interesse relacionado ao plo industria de Camaçari - BA, onde está a fábrica de sal de glifosato da Monsanto.
É um grande jodo de interesses.

Luis Fernando M. Fucks disse...

Caro Arlindo, é necessário mais moderação com suas afirmações. Há um embuste muito sutil nessas investidas da anvisa, fruto de um lobby indireto das indústrias de defensivos. A partir do momento que um produto tem sua patente "vencida", ele torna-se um genérico e pode ser fabricado por outras empresas. O resultado disso é uma queda considerável no preço do produto formulado, o que tem beneficiado os produtores de todo o Brasil. É claro que no lançamento de um novo produto, as empresas cobram elevados royaties tecnológicos, aumentando suas margens devido ao reduzido número de corporações que estão, a cada ano, dominando os mercados. Nos produtos genéricos há concorrência.
Seguidamente esse assunto vem à tona, e parece que o defensivo agrícola mais perseguido é o glifosato. É claro que no seu banimento, as empresas com Syngenta, Monsanto, FMC, Bayer devem ter um substituto a altura, esperando a oportunidade de ser lançado ao mercado. Enquanto esse banimento não vem, a Monsanto, de forma a garantir os seus polpudos rendimentos, conseguiu aprovar uma sobretaxa sobre o sal de gifosato importado da China, em um aumento de 50%. Dos componentes da Camex, somente o Ministério da Agricultra foi contrário. Ñão é preciso dizer, mas eu saliento, a Monsanto conseguiu desta forma, uma espécie de proteção de mercado e um verdadeiro subsídio (pago pelo produtor rural). É importante ainda salientar que nos EUA, essa mesma pretenção não colou e lá o imposto não foi aumentado, pois os americanos chegam a importar mais matéria prima do que a Monsanto lá fabrica. A própria Monsanto também importa o sal da glifosato da China, de forma a atender o imenso mercado brasileiro. E como o Brasil é uma casa "sem patrão", o pesado lobby dos PTs da Bahia, foi decisivo, pois o Jacques Wagner deveria ter um grande interesse relacionado ao polo industrial de Camaçari - BA, onde está a fábrica de sal de glifosato da Monsanto.
É um grande jogo de interesses.

Ebook Revenda: http://ebookrevenda.ueuo.com disse...

GANHAR DINHEIRO IMPORTANDO PRODUTOS DA CHINA


Você gostaria de comprar Produtos Direto da China ?
Comprar produtos com até 80% de Desconto ?
Aprender a vender esses produtos em sites de leilão ?
Quer aprender a Ganhar Dinheiro na internet Dia e Noite sem parar?



Comprar celulares muito barato, compre ipads, compre tudo direto da china,
dos EUA, exemplo: produtos vendidos na china por 11,00 são vendidos aqui
no Brasil por 99,00 na internet, no Mercado Livre e em outros sites de leilão
Aprenda a Importar da China, visite nosso site e começe a Ganhar Dinheiro:
http://www.onlinerenda.com.br/importar-da-china.htm






Palavras Chave:
aprenda a importar da china,
aprenda importar da china,
comercio da china,
como exportar e importar,
como importar,
como importar celulares,
como importar china,
como importar da china,
como importar da china,
download como importar da china gratis,
como importar da china para o brasil,
como importar direto da china,
como importar dos estados unidos,
como importar dos eua,
como importar eletronicos,