domingo, 6 de março de 2011

Aborto, casamento homossexual e a CPMF

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net


Por Thomas Korontai

Muitos temas foram abordados durante a última campanha presidencial, tendo a questão do aborto e casamento homossexual criado um ponto de tensão em expressiva parcela de eleitores, sendo considerado o fato que teria causado o segundo turno. Estes temas já estão voltando ao centro das atenções. Dentro das estratégias de priorização das notícias que alimentam e orientam a imprensa brasileira, estes servirão, como sempre, de bode expiatório ou outro tipo de técnica na arte da propaganda governamental, para desviar a atenção da Sociedade para algo que também seja muito sério, mas mais sério ainda para os interesses do Planalto.

Apesar de conhecidas, as técnicas sempre funcionam. Questões que por vezes estão consolidadas na Sociedade se tornam polêmicas exatamente por ações planejadas por grupos específicos e por vezes governantes. E o risco de se ver uma medida contrária aos interesses da população ser aprovada no Congresso, com base no “sistema representativo” está se tornando cada vez maior. Basta ver o que vai acontecer com a CPMF, ou seja lá sob qual nome o imposto sobre as movimentações financeiras vai ter. Sua volta é tida como certa.

A população concordaria com a volta da CPMF? Experimentem fazer um plebiscito. O “Não” passaria dos 90%. Mas assim mesmo, o famigerado imposto vai voltar. Você já imaginou se questões polêmicas como a do aborto, eutanásia, casamento de pessoas do mesmo sexo, pena de morte, etc., fossem tratadas da mesma forma? E de um “consenso” entre lideranças com apoio massivo da mídia paga com muita propaganda governamental? Temos exemplos recentes, como a campanha pelo desarmamento que apontava vitória do “sim” com expressiva folga, e a questão das cotas. Tudo imposto sobre a Sociedade, algumas vezes em doses homeopáticas, em outras em doses únicas. Isso pode ocorrer com qualquer coisa, da CPMF ao aborto.

Quer mais um sinal do risco da “aprovação” praticamente chavista? O recente caso do novo valor do salário mínimo, pois a presidente que ocupa o Planalto conseguiu fazer aprovar na Câmara, um artigo incluso no respectivo projeto, que lhe dá plenos poderes para fixar novos valores por decreto. É provável que passe no Senado, pois o Congresso atual é todo da “base aliada”...

Existem muitas formas de se fazer o que quiser na caixa de pandora de governos centrais que acumulam mais e mais poderes. E os riscos de termos que engolir medidas, decretos, leis e até emendas constitucionais dos ocupantes dos Três Poderes, absolutamente alinhados, graças a dependência do Poder Executivo é cada vez maior. Ok, podem existir passeatas inspiradas no Egito e demais países do Oriente Médio e Ásia, e os ocupantes do Planalto voltarem atrás, mas não por muito tempo, sempre vão avançar mais e mais sobre a Sociedade. Ninguém tem o direito de impor, de empurrar goela abaixo, suas convicções só porque é governante. Mas ditadores, proto-ditadores e governantes com muito poder centralizado como é o caso brasileiro fazem isso.

A única forma de se defender disso está na autonomia aos povos de cada estado federado poder deliberar e decidir sobre temas que influenciam sua vida, principalmente quanto aos aspectos que mexem com o íntimo de cada indivíduo. O direito de autonomia estadual para deliberações e referendos ou plebiscitos é a melhor manifestação da democracia, praticando-se justiça social, justiça política e justiça moral.

Thomas Korontai é fundador e líder do Movimento Federalista – www.movimentofederalista.org.br Artigo originalmente publicado no portalcafebrasil.com.br

4 comentários:

Anônimo disse...

A federação já foi engolida Brasilia, com suas imposições coletivistas. A iniciativa de ações para que a nação tome consciência e possa reagir organizadamente à violência do poder central é mínima, frágil, quase nula. É urgente um esfôrço hercúleo para a unir a inteligência nacional, priorizar linhas de ação e agir, mobilizar, exigir o que é direito e justo para a nação que está sendo fatiada e vendida.

Anônimo disse...

A federação já foi engolida Brasilia, com suas imposições coletivistas. A iniciativa de ações para que a nação tome consciência e possa reagir organizadamente à violência do poder central é mínima, frágil, quase nula. É urgente um esfôrço hercúleo para a unir a inteligência nacional, priorizar linhas de ação e agir, mobilizar, exigir o que é direito e justo para a nação que está sendo fatiada e vendida.

Anônimo disse...

AMIGOS, CONFRADES, DESAPRENDEMOS, EMBURRECEMOS, PERDEMOS A NOÇÃO DOS DIREITOS,E O ENTENDIMENTO DO QUE É NAÇÃO, ORGANIZADA, UMA JUSTIÇA SÉRIA, FIRME. SOMOS UM POVO VENDIDO NO BALCÃO BRASILIENSE, SEM SEQUER OBTEREM NOSSO CONSENTIMENTO. JÁ O TEM NO VOTO DE CABRESTO, QUE OS AUTORIZA TUDO.CPF'S, BOLSAS TAIS E TAIS,PAC'S,CAIXA ECONOMICA SÓCIA DO SILVIO SANTOS, ROMBO DE 4 BI, E AINDA EMBOLSOU 450 MILHÕES, PETROBRÁS E SUA CAIXA DE PANDORA. FACTÓIDES DE SUPOSTOS EMPRESÁRIOS DE GRANDE PORTE, FICHAS SUJAS DEPENDENDO DE UM VOTO (IMAGINEM!!!!)O MALUF SERÁ PRESO, NA INGLATERRA, FRANÇA, SUISSA. SOMENTE NO BRASIL, ESTÁ SOLTO POR DIREITO DE RECURSO. E VAI POR AÍ....

Anônimo disse...

A TODOS OS CIDADÃOS DE BEM DO BRASIL, EM ESPECIAL OS PAULISTANOS, VEJAM O LINK DO BLOG MOVIMENTO ORDEM E VIGÍLIA CONTRA A CORRUPÇÃO O Q O MOVIMENTO RESILIÊNCIA CIDADÃ ESTA PROGRAMANDO PARA O DIA 12/03/2011 - AV PAULISTA DEMISSÃO DE TODA A CLASSE POLÍTICA "http://movimentoordemvigilia.blogspot.com/"