domingo, 20 de março de 2011

A Novela do Golpe Militante

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

A ficção nem sempre imita bem a realidade. E quando a distorce, ainda ajuda a perpetuar inverdades sobre a História. O SBT vai estrear no dia 5 de abril, às 10h 30min, a novela “Amor e Revolução”. Pelo trailer divulgado até agora, tudo indica que a obra será mais uma eficiente peça de propaganda ideológica na crescente campanha de desmoralização das Forças Armadas no Brasil pós-1964.

O Alto Comando do Exército já está muito preocupado com os efeitos deste verdadeiro “golpe” psicossocial. Produto de consumo popular, a novela coincide com a intenção do governo de instituir a tal Comissão da Verdade - que visa a investigar exclusivamente os crimes (mortes, torturas, desaparecimentos, perseguições) atribuídos aos militares na repressão à luta armada que sonhava implantar o comunisno no Brasil, nas décadas de 60-70.

O Alerta Total já cansou de alertar aos membros do Exército, Marinha e Aeronáutica. Desde a década de 70, existe uma evidente intenção de desmoralizar as Forças Armadas no Brasil. O objetivo psicossocial é criar uma antipatia tão grande com as Legiões. Para que se chegue à “natural conclusão” de que o Brasil não precisa tanto de Forças Armadas.

Os inimigos das Legiões fazem o serviço para a Oligarquia Financeira Transnacional. O pequeno grupo que controla os negócios globalitários deseja manter o Brasil como uma simples plataforma subdesenvolvida para exploração de recursos naturais, financeiros e humanos. Eles querem desmoralizar o Exército, Marinha e Aeronáutica porque sabem muito bem que a destinação institucional das Forças Armadas é a Defesa Incondicional da Pátria. Com uma defesa débil, a Pátria fica na mão dos parias que nos exploram – porque deixamos.

O Exército suportará o “golpe” de anti-propaganda da novela? A tendência é de desgaste da imagem institucional. No imaginário popular, os militares voltam a ser relacionados com abuso de autoridade, ditadura, violência, e fanatismo ideológico. Enfim, os militares novamente serão ligados ao desrespeito aos direitos humanos, à liberdade e à democracia.

Tecnicamente, as Legiões serão vítimas da chamada Guerra Assimétrica ou de Quinta Geração. Trata-se da tentativa de origem externa, por quaisquer meios e agentes internos ou externos, para afetar a soberania de um País, minando os cenários político, econômico, tecnológico, psicossocial, ambiental e militar. Neste teatro de operações assimétrico, tudo parece muito difuso. Não é fácil perceber o verdadeiro inimigo.

O trailer da novela não deixa dúvidas. Ela será flagrantemente maniqueísta. A obra tem o foco de tratar os militares como assassinos, torturadores e ditadores, enquanto aqueles que lutaram para implantar o comunismo no Brasil seriam heróis revolucionários numa luta mortal contra uma ditadura, em nome da liberdade e da Justiça Social. Quem não vivenciou a história real – ou nem estudou diferentes versões dela – vai ser seduzido, facilmente, pelo enredo da novela.

O SBT propagandeia sua “trama ficcional” como a primeira na televisão brasileira a se passar inteiramente na época da Ditadura Militar, entre as décadas de 60 e 70. Antes de ir o ar, a novela já é um sucesso comercial. A Procter & Gamble já adquiriu uma das quatro cotas publicitárias, no valor de R$ 8,9 milhões/mês. As outras devem ser fechadas até a estreia pelo diretor comercial do SBT, Henrique Casciato.

“Amor e Revolução” foi escrita por Tiago Santiago - escritor premiado, romancista, dramaturgo, sociólogo, roteirista de novelas e diversos programas de sucesso na TV. A novela terá direção de Reynaldo Boury - um dos mais consagrados diretores da história da Rede Globo. Pela qualidade das cenas e interpretações exibidas até agora no trailer oficial do SBT, a novela tem tudo para ser um estrondoso sucesso. A novela tem blog oficial: http://amorerevolucao.webnode.com

Os atores fizeram um intenso laboratório de criação no início deste ano, no estúdio 7 do Complexo do SBT, na Anhanguera. Fotografias, vídeos, armas e aparelhos eletrodomésticos faziam parte da decoração que relembrava os anos 60 no Brasil. Neste cenário, eles interagiram com pessoas que viveram aquele período histórico – claro, compatíveis com a visão ideológica pró-esquerda que a novela deseja retratar.

Em seu elenco, atores de indiscutível qualidade. Graziela Schmitt, Claudio Lins, Cláudio Cavalcanti, Isadora Ribeiro, Lúcia Veríssimo, Patrícia de Sabrit, Luciana Vendramini e Licurgo Spínola formam o núcleo de “heróis revolucionários” que lutarão pela liberdade contra os “Gorilas Ditadores”. Só falta a novela terminar com uma das heroínas se elegendo Presidenta da República. Por que não?!

A defesa da Comunicação das Legiões será complicada. Os produtores tomaram até o cuidado com o figurino da novela. As fardas dos truculentos e repressores “ditadores” não é a tradicional verde-oliva. Talvez a intenção seja denotar a “ficção”. Mas a confusão entre urutu e urubu será facilitada pelo enredo maniqueísta do romance anti-ditadura da tevê de Sílvio Santos.

Assista ao trailer oficial da novela e tire suas conclusões.



E fica registrada, novamente, a pergunta que não quer calar: As Legiões suportarão mais um “golpe” em sua imagem institucional? Na definição doutrinária, General é o líder combatente que conhece e enfrenta, permanentemente, o inimigo real.

Se os nossos comandantes militares não tomarem cuidado, e cumprirem direitinho sua missão institucional de neutralizar o inimigo verdadeiro, acabarão estrelando o “Recruta Zero” – filme em 3D futuramente destinado ao treinamento da Guarda Nacional ou do Exército de Libertação Nacional.

A operação, no entanto, exige prudência. Os revanchistas esperam que algum militar perca a linha, e vire General Expiatório. Não vale a pena cair na armadilha deles. Mais que nunca, o momento histórico exige inteligência e compromisso com a Democracia que precisa ser, efetivamente, implantada no Brasil.

Os brasileiros não podem cair neste golpe militante da novela.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 20 de Março de 2011.

6 comentários:

Ronald disse...

Bom dia Jorge,
Domingo de artigos preciosos no Alerta.
Quero avisar que repassei todos os artigos publicados nesta data para minha lista de contatos, todos com a devida citação e origem dos mesmos.
31 de março se aproxima e devemos comemorar intensamente a Revolução que expulsou a vermelhada vagabunda do nosso país até o fim da década de 70.
Melhor mesmo só se todos os terroristas tivessem sido aniquilados e seus corpos jogados no mar ou enterrados em cova rasa no meio da selva.

Sds

Anônimo disse...

OLÁ AMIGOS,
INFELISMENTE ESTOU ME RECUPERADO DE UM ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL QUE MI TIROU DE CIRCULAÇAO POR VARIOS DIAS, POREM NAO FOI AGORA QUE ELES OS COMUNAS FACARAM LIVRE DE MIM, VOLTANDO AO ASSUNTO MOVELA REVOLUCIONARIA QUE ESSE CIDADAO CHAMADO ABRAVANEL VAI LANÇAR NA SUA TV AGORA COMUNISTA É UMA PORCARIA ELE A NOVELA E A TV, ESTOU DE VOLTA, AINDA NAO FOI DESTA VEZ.

VIDALVO DE OLIVEIRA

Martim Berto Fuchs disse...

Interessante. O mascate Silvio Santos é salvo financeiramente com dinheiro público depois do seu fabuloso golpe do Baú e agora para compensar a ajuda, logo ele, se volta contra os militares.
Deve ser o preço que ele está pagando por não ter ido parar na cadeia pelo golpe que aplicou nos otários.

sicário disse...

JOrge...

Gostei muito da matéria, mas de Silvio Santos não se pode esperar muita coisa. Ele é santos somente no nome.Se voltarmos as anos 80 veremos SS recebendo autorização do presidente Figueiredo para ter sua tão sonhada TV e sua gratidão foi transmitir, aos domingos, o programa "a semana do presidente". Se voltarmos ao ano passado veremos o canal de televisão do SS, aquele mesmo concedido pelos militares, ser salvo por dinheiro público quando o camelô televisivo viu suas empresas a beira da falência.
Seria este o motivo para SS dobrar-se a ponto de mostrar o derriere ou o SBT pertence a outras pessoas?
Não é de hoje que livros, seriados, filmes são produzidos enaltecendo criminosos que se esconderam atrás de bandeiras políticas para esconder suas verdadeiras intenções e subverter a verdade.
Acredito que ainda é tempo de reagir, assim acredito pela quantidade de votos que Dilma não recebeu. Para não continuar no silêncio, os militares devem se valer de vozes que ainda os defende antes que estas sejam caladas por "falta de decoro" ou outro motivo qualquer; Jair Bolsonaro é uma destas vozes que não se entrega, não se rebaixa e ainda discute nos termos dos quadrilheiros.

Anônimo disse...

Boa Tarde Jorge

Concordo plenamente com seu comentario, mas não se esqueça que a novela Araguaia tambem coloca estes "pobrezinhos" como ídolos

Anônimo disse...

Jovem, então estudante secundarista, acompanhei com profunda reverência a Marcha da Família com Deus pela Liberdade (SP, 19/03/1964) e vibrei intensamente com o contra-golpe de 31/03/1964, em benefício das liberdades democráticas no Brasil, anulando "parcialmente" as investidas da foice e do martelo. Na sequência, os endiabrados comunistas, a serviço da URSS e do seu quintal (Cuba), se lançaram em aventuras da guerra assimétrica, destacando-se a guerrilha do Araguaia... Foram exemplarmente batidos, mas não desistiram de suas malévolas investidas. Mudaram seus métodos, segundo a cartilha de Gramsci e com isto corromperam a história através da desinformação plantada sistematicamente na mente dos jovens brasileiros: livros, jornais, revistas, filmes, novelas e bancos escolares tornaram-se "armas" mortais nas mãos desses terroristas determinados a modificar e ocultar a verdade das gerações jovens, sem que houvesse uma ação coordenada dos cidadãos de bem, os quais conheciam os fatos e as distorções desses crápulas, para desmascará-los. Hoje, num triste cenário, vemos o nosso querido Brasil sucumbindo ante as práticas revanchistas, "vitoriosos" que têm sido no minado terreno político brasileiro, os outrora terroristas e guerrilheiros, inclusive com a maldita humilhação a que são submetidas as FAs, verdadeiras guardiães da Democracia Brasileira, ante a figura patética de um Genoíno e asseclas...

J. Barbosa - Engenheiro, Professor Universitário