quinta-feira, 3 de março de 2011

Quatro brasileiros brilharão na reunião anual do BID que mandará mais grana para obras no País

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net/


Leia mais artigos no site Fique Alerta – www.fiquealerta.net

Por Jorge Serrão

Os brasileiros Gesner Oliveira Filho, presidente, SABESP, José Sergio Gabrielli de Azevedo, presidente e diretor executivo, Petrobrás, Henrique Meirelles, ex-presidente do Banco Central do Brasil, e Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro estarão entre os ministros da área econômica e presidentes de bancos centrais de 48 países convocados para a Reunião anual do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O encontro acontece de 25 a 28 de março, em Calgary, Canadá.

O BID é a maior fonte de recursos multilaterais para o desenvolvimento da América Latina. O pequeno detalhe é que pegar dinheiro emprestado lá significa aumentar nossa dívida externa, que parece eterna. Acontece que fala mais alta a pressão política das empreiteiras, interessadas em grandes obras, junto com as grandes empresas "estatais" de economia mista. O Brasil tem o vício de só fazer obras (geralmente superfaturadas) com recursos alheios, já que é a sociedade daqui que paga a conta no final.

A reunião do BID abordará os desafios econômicos enfrentados pela América Latina e o Caribe e as operações futuras do Banco na região. Oficialmente, os participantes também discutirão os desafios para o desenvolvimento da América Latina e do Caribe em áreas chave como investimentos do setor privado, mudança climática, energia renovável, desenvolvimento urbano e integração regional, entre outras. Extraoficialmente, a reunião do BID tratará de grandes negócios para os próximos anos em todo o continente que interessam ao poder globalitário.

A lista de participantes estrangeiros – membros da cúpula de controladores da Oligarquia Financeira Transnacional - indica que eles não vão ao encontro apenas para discutir como reduzir a pobreza e a desigualdade e promover o crescimento sustentável. Também estarão nos seminários do BID: Orlando Ayala, VP sênior, Presidente, Mercados Emergentes e Conselheiro Chefe para a gerência operacional, Microsoft Corporation, Hansuk Kim, vice-presidente Executivo Sênior e Chefe da UN Global Business, Korea Telecom (KT) da Coréia, Rick E. Waugh, presidente e diretor executivo, Scotiabank, Enrique M.Pescarmona, presidente e diretor executivo, IMPSA, Avinash Vashistha, presidente e diretor executivo, Tholons, Juan José Suárez Coppel, diretor executivo e diretor-geral, Petróleos Mexicanos, Javier G. Gutiérrez, presidente e diretor executivo, Ecopetrol, Mark Carney, diretor, Bank of Canadá, Jean Lemierre, assessor sênior do presidente, BNP Paribas, Aaron Regent, presidente e diretor executivo, Barrick Gold Corporation, Charly Alberti, cantor argentino, atuante em mudança climática, Naheed Nenshi, prefeito de Calgary, Enrique Peñalosa, ex-prefeito de Bogotá, Matteo Renzi, prefeito de Florença, Itália, e Hiroshi Komiyama, presidente, Mitsubishi Research Institute.

Leia, abaixo, o artigo de Arlindo Montenegro: As Utopias

País das Maravilhas

Os ortodoxos do Banco Central do Brasil elevaram novamente a taxa básica de juros (Selic), que passou de 11,25% para 11,75% ao ano.

Os 11 do BC do B estão preocupados com a persistência inflacionária e com a crise norte-africana que eleva o preço do petróleo, afetando toda a economia globalitária.

Os juros subindo são a pequena herança maldita de Extalinácio para Dilma...

X do problema

O presidente da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil, Antonio Neto, criticou que, além significar o atrofiamento da capacidade de investimento produtivo do País e do crescimento econômico, a decisão do Copom demonstra que o governo não está nem um pouco interessado em cortar gastos desnecessários, pois o aumento dos juros representa mais dinheiro desperdiçado com a especulação.

O presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Braga de Andrade, reclamou que o aumento dos juros é "inadequado e desconsidera a tendência atual de evolução dos preços e da atividade econômica".

O presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos (Abimaq), Luiz Aubert Neto, classificou a medida de um "crime contra o Brasil" e alertou para o risco de pressões sobre o câmbio, com piora do déficit comercial de setores da indústria de transformação.

Ricardo Patah, presidente da UGT (União Geral dos Trabalhadores), alfinetou que está na hora de os responsáveis pela política econômica apresentarem saídas mais criativas que aliem o controle da inflação e o desenvolvimento econômico.

Prêmio de consolação

Mesmo brigado com Serginho Cabral, Henrique Meirelles voltou atrás e resolveu ser Autoridade Pública Olímpica.

Meirelles não gostou do esvaziamento do órgão que tocará ações da Olimpíada de 2016, mas vai aceitar o negócio assim mesmo.

Meirelles será sabatinado no Senado para ser formalmente levado ao cargo.

Sem educação

Leticia Bechara, coordenadora de Vestibular da Trevisan Escola de Negócios, ficou alarmada com o resultado da pesquisa da Unesco sobre educação:

Entre os resultados apresentados pela pesquisa realizada pela Unesco (o Brasil manteve a mesma posição do ano passado: 88º lugar de 127 países analisados), melhorar a qualidade do ensino brasileiro é um dos maiores desafios. Como conciliar as diferenças regionais e culturais de um país com dimensões continentais que, acima de tudo, ainda tem uma alta concentração de renda. O reflexo disso se mostra na perversidade do ensino superior, que coloca nas instituições públicas alunos, em sua maioria, oriundos das escolas privadas. Melhorar a qualidade do ensino fundamental e médio poderá reverter esse quadro no ensino superior, mas, no caso do Brasil, a luta é contra o tempo. Precisamos de alternativas para agora e não mais para o futuro”.

Leticia Bechara lembrou que, no caso do Brasil, a luta é contra o tempo”.

Costeando o alambrado

A ex-pedetista Dilma Rousseff já está em rota prática de vingança contra seu ex-partido, por causa da rebeldia na votação do salário mínimo.

O ministro Luiz Sérgio (Relações Institucionais) e o líder do governo na Câmara, Cândido Vaccarezza (PT-SP), fizeram questão de revelar ontem que partiu da presidente Dilma Rousseff a decisão de deixar o PDT de fora do primeiro encontro entre ela e os líderes de partidos da base do governo.

Se pudesse, Dilma até teria exonerado Carlos Lupi, presidente licenciado do PDT, do Ministério do Trabalho...

Mensalão forever

O deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) foi eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara.

Teve 54 votos favoráveis e apenas 2 brancos, o que indica quase unanimidade ao seu nome.

É com toda esta banca que um dos mais famosos parlamentares acusados de envolvimento no escândalo do mensalão vai comandar a mais importante comissão da Câmara.

Condomínios, cuidado!

Ao contratar funcionários em condomínios, é bom deixar tudo o mais claro possível em contrato de trabalho.

"A não ser que a lei exija habilitação específica para o exercício, outras atividades, além daquelas mais comuns à função, poderão ser exercidas pelo empregado, desde que negociadas e atribuídas no momento da admissão".

O recado é da assessora jurídica do Secovi-SP (Sindicato da Habitação), Rita de Cássia Guimarães Bracale, que, no próximo dia 15 de março, a partir das 9h 30min, profere a palestra Despesas com Pessoal – o Maior Custo Mensal dos Condomínios, Aprenda a Reduzi-la! na sede regional do Secovi-SP em Campinas (rua Dr. Guilherme da Silva, 413 – Cambuí).

Clubes na espera

João Roberto, Roberto Irineu e José Roberto Marinho se reúnem nesta sexta-feira para decidir quanto a Rede Globo se propõe a pagar a cada clube para transmitir seus jogos no campeonato brasileiro dos próximos dois anos.

O departamento jurídico da Globo argumenta que a Lei Pelé determina que os clubes são donos de seus direitos de arena e que não são obrigados à negociação em bloco, como deseja o Clube dos 13, em sua proposta de licitação.

Além dos quatro grandes cariocas (Botafogo, Flamengo, Fluminense e Vasco), Corinthians, Santos, Palmeiras, Grêmio, Cruzeiro, Goiás, Vitória e Coritiba já anunciaram que tendem a negociar com a Globo, em particular.

Record morde e assopra

A emissora do Bispo Edir Macedo se declara plenamente satisfeita com as novas regras de negociação estabelecidas pelo Clube dos 13.

Mas a Record aceitaria negociar caso os times de futebol realmente optem por um modelo de comercialização de direitos individualmente.

A emissora reforçou que está disposta a brigar pelos direitos desde que as negociações “sejam feitas seguindo padrões de transparência e regras claras”.

A Record pensa até em concorrer na disputa de transmissão por pay-per-view, usando a Record News para passar os jogos.

Nextel com problemas


A Agência Nacional de Telecomunicações já está de olho.

A Nextel enfrenta problemas de transmissão em seus rádios no Rio de Janeiro, principalmente na região da Tijuca.

A Anatel investiga se o problema é meramente técnico ou se a quantidade de aparelhos em operação ultrapassa o necessário para a qualidade do sistema.
Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 3 de Março de 2011.

2 comentários:

Paulo Figueiredo disse...

Serrão,
Um assunto que não vejo em discussão na mídia. Está na Comissão de Assuntos Econômicos do Senado a proposta de autorização para o governo brasileiro contratar operação de crédito externo com o Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento (Bird), no valor de até US$ 200 milhões, destinada a financiar o Projeto Consolidação do Programa BOLSA FAMÍLIA e Apoio ao Compromisso Nacional pelo Desenvolvimento Social.

A decisão está adiada porque o Senador Demóstenes Torres (DEM-GO) pediu vistas do processo.

Não dá para entender, porque um programa que vai custar 14 bilhões de reais em 2011, precisa de empréstimo externo de 200 milhões de dólares.

Há algo de muito esquisito nisso.

José disse...

A Fundação Getulio Vargas, fundação chapa branca deste e do antertior governo disparou que o PIB cresceu 7,5%. Absurdo! Exportações de manufaturados, estão quase a zero. As únicas exportações se ficam pela extração de recursos naturais existentes em suas terras, como madeira, água, recursos minerais ou outros recursos naturais, incluindo, muitas vezes, frangos, gado e pesca, enfim, royalties! Juros estratofericos. Inflação disparou, mas como sempre, quando se trata de números, este ou o governo anterior manipulam os números a seu bel prazer tal como as urnas electrônicas 100% manipulaveis e nada democratas. Qualquer político eleito, só o foi por meio de fraude! Não? Então permitam a recontagem de votos! Também não? Então os políticos eleitos o foram pela fraude! Simples!

Mas continuando com o canto da sereia sobre o crescimento do PIB em absurdos 7,5%. Mantega veio logo dar uma conferência de imprensa, enaltecendo os asbsurdos 7,5% do PIB. Quer enganar quem? Os otários como ele?

Palhaçada total este desgoverno!