quinta-feira, 21 de abril de 2011

A Ordem do Mérito Melancia

Artigo no Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

É altíssimo o custo de se sobreviver em um País ignorante – subjugado por ideias fora do lugar e conceitos propositalmente equivocados, deslocados da realidade e da verdade. É caríssimo o preço histórico pago por uma sociedade que não tem condições de controlar o poder abusivo do Estado, porque tal Estado foi “inventado” por outro Estado com espírito explorador, colonialista, e não pela resultante das forças sociais.

Eis dois motivos que ajudam o Brasil a ser o perfeito quintal do mundo globalitário. A cada dia nos tornamos uma nação sem sentido nacional. O palco perfeito para o teatrinho globalista é um terreno rico e fértil para as diversas formas de exploração. Estamos nos consolidando como uma colônia comandada por agentes convenientes do esquema que serve à Oligarquia Financeira Transnacional. Tudo com o beneplácito de uma sociedade cada vez mais imbecilizada.

Somos facilmente midiotizados por uma imprensa repleta de sujeitos com dificuldade pensante. Tanto que acreditamos até na lenda da Ararinha Azul. Até a recente dramaturgia cinematográfica nos brindou com um engraçado desenho animado que cria mais um rótulo para os brazileiros. Somos o espaço para a grande copulação universal. Não é à toa o sucesso do “Rio”. Por ironia, um filme para criança sobre turismo sexual. A ararinha vem pra cá para formar um casal...

Amanhã é dia do achamento oficial do Brasil. A data que os portugueses escolheram para revelar ao mundo que a terra daqui era deles. Foi! Mas nunca deixou de ser colônia. O imaginário inventou até um herói nacional, o Tiradentes na terra dos desdentados, para simbolizar uma luta pela liberdade que nossa ignorância patriótica ajuda a desprezar. O espírito do tal inconfidente, que brigou contra a usura e os impostos da Metrópole, deve morrer de rir de um País enforcado pelos juros mais altos do mundo.

Quem não tem motivo para gargalhada são os patriotas. Ou aqueles que acreditam que tal sentimento existe e resiste por aqui. O discurso do Comandante do Exército, na comemoração do 363º aniversário da 1ª Batalha dos Guararapes, foi o sepultamento do patriotismo que parecia ainda existir no Exército – a força que deveria ser a guardiã de tal sentimento consciente de amor à Pátria. O General Enzo Peri fez a mais deprimente defesa do globalitarismo na Ordem do Dia feita para agradar a Presidente e Chefona-em-Comando das FFAA, Dilma Rousseff.

Foi patético ler e ouvir o General Peri pregar que é preciso que o Exército deixe para trás o sonho de ser uma grande potência. Vários oficiais da ativa e da reserva, que ainda têm um mínimo de consciência patriótica, sentiram nojo de escutar que temos de “de cruzar a ponte que nos separou do futuro, deixando para trás, de forma definitiva e irreversível, o sonho de ser potência emergente para linhar-se entre os principais atores globais, credor de respeito internacional, possuidor de voz ativa em foros mundiais e detentor de responsabilidades que ultrapassam nossas fronteiras”.

O leitor de codinome Sicário, aqui no espaço de comentários do Alerta Total, fuzilou o discurso do General: “O salto para o futuro, a transformação não só do Exército mas das três forças armadas começou quando ´homens´ como Peri, se enamoraram de uma Ceci, passearam no carro de combate Guarani e resolveram se dobrar e fazer a vontade de um grupelho golpista. Esse aí é a caricatura do general que o Casseta e Planeta retratou no filme ´A taça do mundo é nossa´ ou então aquele que foi cantado pela Legião Urbana na música "Faroeste Caboclo"....fica atrás de uma mesa com o $@¨* na mão! É isso aí generalzinho... Viva a globalização Bolivariana. Daqui a pouco vai bater continência para o Chavez, Fidel, etc...”.

Nem um oficial soviético falaria tal bobagem impunemente. O papo furado do General Peri indica a malvadeza em longa gestação contra o Exército – que vai sofrer uma reengenharia estrutural e ideológica para se adequar ao futuro previsto pelos inimigos do Brasil. Com forças armadas débeis, ou com oficiais alinhados com o pensamento único globalitário, perdemos a dimensão de que os militares existem para garantir a segurança nacional e a defesa da pátria. Com as Legiões neutralizadas, o Poder Real Globalitário faz o que quiser com o Brasil – quase Brazil.

O General Peri é um sério candidato a ganhar a Medalha da Ordem do Mérito Melancia – distinção para o oficial que parece verde-oliva por fora, mas que, por dentro do sistema, adere ao esquema vermelho anti-Brasil. Tomara que ninguém mais se habilite a receber esta desomenagem. Se isto acontecer, estaremos irremediavelmente perdidos como Nação, e entregues, mais ainda, ao esquema globalitário que já nos comanda há séculos.

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 21 de Abril de 2011.

11 comentários:

Anônimo disse...

"...se isto acontecer"... ilustre Serrão? Isto já é! Agora é admitir que somos uma sub raça a serviço da Onu e dos controladores da economia globalitária e PT, saudações.
É admitir que somos campeões da luxúria, da incapacidade de pensar e agir em liberdade, da incapacidade de construir uma nação independente, da incapacidade de formular a nossa própria identidade.
Vamos entregar as armas...aplaudir a marcha gay, coletar créditos carbono, entregar o nióbio, o petróleo, baixar as calças e as calcinhas... tudo é festa!
Na infância cansei de ouvir:"Faz que te ajudarei". Fizemos o quê?

Anônimo disse...

TAÇA, É DA FOSSA DO MUNDO.

O brasiu acabou

é terra de bandoleiros

fuck all of you

Anônimo disse...

Saudações.

FORÇAS ARMADAS:

As Forças Armadas são Instituições nacionais constituídas pela sociedade brasileira para defender a Pátria como nação independente e soberana, garantir a integridade territorial e a paz interna, bem como lhe assegurar a convivência pacífica e o respeito no cenário internacional.

VIOLÊNCIA NO BRASIL:

HUMAN RIGHTS WATCH CONDENA “crise de segurança pública no BRASIL” QUE RESULTA EM 50 MIL HOMICÍDIOS POR ANO.

MAS, ......?

No HAITI --- Jobim quer Exército em obras no Haiti
O Ministério da Defesa aguarda a posse do presidente eleito do Haiti, o cantor Michel Martelly, agendada para 14 de maio, para definir os rumos das Forças Armadas brasileiras ............. para a estabilização do País.
.......o ministro Nelson Jobim defendeu a manutenção da atuação militar brasileira com a ampliação do seu foco. Além de cuidar das questões estritamente militares, como garantir a ordem e segurança públicas, o Exército deveria assumir obras de reconstrução da infraestrutura do País, para propiciar o desenvolvimento da atividade econômica local........NO HAITI.
............. projeto de construção de uma pequena hidrelétrica próxima à capital, Porto Príncipe, além de obras como estradas......

Na ÁFRICA
Na política temos o exemplo do EXÉRCITO BRASILEIRO que sempre vai a muitos países da ÁFRICA para ajudar a manter a paz no continente, perturbada por conflitos políticos.
Um exemplo disso foi a ida do EXÉRCITO BRASILEIRO para a Guiné-Bissau............... para ajudar no sistema da reforma militar naquele país.
Segundo Jobim, o Brasil vai enviar a Bissau ........ um grupo de engenheiros para preparar o local onde funcionará a missão militar brasileira.
“É preciso mudar a estrutura de guerrilha que há ainda na cabeça dos militares guineenses”, afirmou Jobim, durante uma conferência de imprensa ...... com os correspondentes estrangeiros em Brasília.

NOTA DIDÁTICA:

HIPOCRISIA !!!

No Dicionário do Aurélio, a palavra HIPOCRISIA refere-se a:

IMPOSTURA, FINGIMENTO, SIMULAÇÃO, FALSIDADE.

Atenciosamente.

Manoel Vigas

Anônimo disse...

As mais altas condecorações militares brasileiras atribuidas à terrorista em chefe das FA, sem terem recebido nada em troca, foi o desaparecimento das nossas FA. Quanto recebeu peri? E os outros? Militares que traem, só lhes resta o pelotão de fuzilamento. Em todo lado isso è prática normal

Quanto a jobim, ingerência interna nos assuntos de outras nações, è prática corrente, decorrente e recorrente de um psicopata com o ego de um anormal, sem conhecer limites tal como lulla o fazia.

Gente sem vergonha ou não fossem bolivarianos internacionalistas.

sicário disse...

JOrge...

Há 219 anos, Tiradentes era trucidado por defender a independência do Brasil.
O caquético Peri, em seu discurso jogou no lixo a memória daqueles que lutaram por liberdade. Ele desrespeitou os inconfidentes, os mortos de Guararapes, na intentona de 35, Monte Cassino e vale do pó, no Araguaia e nas ruas do Rio e de São Paulo ao ressaltar que o exército deve saltar para o futuro.
Como filho de militar e oficial R2lembro a milicada que ordens absurdas não se obedece.
Deixem Peri saltar sozinho para ao futuro que ELE quer.

MuLa SeM CaBeÇa disse...

Que Beleza!! Que beleza!! Agora ferrou de vez!! Diz ai Serrão, onde estão este militares da ativa e da reserva contrários a mais uma abertura de perna do EB ao poder estrangeiro?? Eles não vão se rebelar não?? Vão esperar os poucos, poucos mesmo, civis serem assassinados para ai fazerem algo?? Bando de frouxos, bando de c@#!#!! Não tem honra, não tem pátria, não tem dever e não tem disciplina... bando de vendidos lixentos... agora, só no resta a esperança mesmo...

Observatório Teológico disse...

ARRRRGGGHHHHHH!!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

E a palhaçada, o ridiculo, a imbecilidade, a estupidez contra o Brasil, continua. Quanto pagou este governo à revista TIME para que michelle bachelet escrevesse um patético e putativo artigo sobre a terrorista que eleita através de urnas eletrônicas 100% manipuláveis e que não permitem recontagem de votos (DITADURA), está quebrando o Brasil com elevadas taxas de juros, elevação do real a níveis loucos que impedem a exportação de manufaturados.

A Oligarquia Financeira Transnacional e a terrorista ONU batem palmas ao psicopata ego de dilma.

"Dilma entra para lista das 100 pessoas mais influentes da "Time"

http://www.destak.pt/artigo/93394-dilma-entra-para-lista-das-100-pessoas-mais-influentes-da-time

Anônimo disse...

O candidato da esquerda à presidência do Peru, militar golpista, admirador do ditador hugo chavez, assiduo frequentador de todas reuniões do Foro de São Paulo, afinal è o candidato do PT, que lhe dá incondicional apoio logistico econômico e politico. E os brasileiros a pagarem.

Está sendo assessorado por dois conhecidos petralhas esquerdopatas: luis favre y valdemir garreta.

http://www.elpais.com/articulo/internacional/Brasil/actua/potencia/regional/elpepuint/20110413elpepiint_9/Tes

Anônimo disse...

Serrão;

Este seu velho amigo amazônida, nas suas "andanças" pela Internet, encontrou o texto, abaixo - assinado por "Grupo Guararapes" -, que, parece, se encaixa no contexto do seu artigo. Segue em postagens sucessivas:


14 de Abril de 2011
VAMOS PROIBIR
O governo está proibindo solenidades em quartéis e realiza solenidade militar para distribuir medalhas. As medalhas que foram usadas com honra por Castello, Médici, João Figueiredo, Geisel, Caxias e tantos outros que construíram o Brasil, agora se encontram no peito de nossa presidente.

Esperamos que S.Ex. saiba honrá-las, e que amanhã não tenha proibido solenidades em quartéis por ter não ter cumprido com o seu dever. Os presidentes militares defenderam a democracia contra o comunismo, lutaram contra corruptos, assaltantes, assassinos, sequestradores, terroristas e venceram. As solenidades militares estão sendo, agora, proibidas pelos derrotados. Estão se vingando e só pensam numa ditadura da tão, no momento, badalada esquerda.

O Grupo Guararapes lembra à nossa presidente que ao colocar as medalhas no peito não pode esquecer que a democracia está funcionando pela metade, pois o governo passado foi o maior exemplo de corrupção já visto no país, e grandes corruptos pontificam no seu governo. Lembra também a grande verdade, (seria bom que a Excelentíssima lesse - a revolução das massas de José Ortega Y Gasset e “a história é a realidade do homem". E saiba a presidente, goste ou não goste, que o Brasil é o Brasil de hoje por uma razão muito simples: foram os governos militares (que alcunham de ditadura militar) que construíram a grande infra-estrutura que permitiu o grande salto para frente e derrotou os bandidos da época, hoje retornados.

Nossa presidente é presidente dos brasileiros e que não seja uma brasileira enquadrada... (CONTINUA NAS OUTRAS POSTAGENS por falta de espaço)

Anônimo disse...

(FINAL de “VAMOS PROIBIR”)

...por Gasset na grande verdade da história: "ser da esquerda, assim como ser da direita, é uma das infinitas maneiras que o homem pode escolher para ser um imbecil|". O Grupo Guararapes, agora que Vossa Excelência tem as medalhas, usadas pelos grandes chefes militares, colocadas no peito, espera que S.Ex. se coloque acima da canalha que ainda pensa em idéias ultrapassadas dos séculos XIX e XX. S.Ex. deve saber mais do que qualquer brasileiro que as bandeiras vermelhas de Hitler e de Stalin por muito tempo andaram juntas (diga a Prússia Oriental e a pobre Polônia sabe o que é sofrimento). Só no Brasil ainda temos a foice e o martelo propagado, num processo de atraso não mais existente no mundo.

Já que S. Ex. gosta de proibir, seria bom que impedisse a entrada em palácio de todos aqueles que estão enquadrados pelo procurador geral da república (os quarenta quadrilheiros) e assim confirmados agora com o término do inquérito do mensalão pela polícia federal. Não cai bem para S. Ex. receber consumados desonestos em seu gabinete com as medalhas no peito usadas por homens honrados como Castello Branco, que só dignificaram os cargos que exercerem.

Na folha de São Paulo, de 5 de abril de 2011, vem a manchete: “Inquérito no STF sobre propina envolve Temer. Não recomenda um vice- presidente ser acusado de um crime tão grave. Algo deveria ser feito. O nome do dr. Temer em escândalo abala as medalhas que foram colocadas no seu peito.

Excelentíssima senhora presidente, não tenha medo nem receio dos militares. São homens honrados e não sabem mentir. Até aceitam ser comandados por falsário com assessor guerrilheiro que sabe esconder dinheiro na cueca ou mandar fazê-lo. O que mais dói é conviver com ladrão da coisa pública. Não foram as forças armadas que mataram Getúlio e sim seus falsos amigos que roubavam. S.Ex. poderia ler Chatô e a autobiografia de Samuel Wainer para saber o perigo que corre em viver e conviver com corruptos, corruptores e bandidos. Olhe a África! Olhe a América Latina! Defenda os Francenildos e combata os ladrões!

Autor: Grupo Guararapes
Enviado por: Torres de Mello

*****************

Serrão, se você preferir, pode editar, juntando as duas postagens, e, se não puder publicar, pelo menos leia.

Receba um fraterno abraço do seu amigo
amazônida.
Roberto Santiago