quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Antes de assumir Presidência, Lula insuflava publicamente greves de policiais militares e bombeiros

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

Agora, os petralhas dissimulam e insuflam, com seus sindicalistas infiltrados, as greves de Policiais e Bombeiros Militares. Em outros tempos, antes de ocuparem a Presidência da República ou Governos de Estado onde os policiais são induzidos à rebeldia e à quebra de hierarquia, os petistas tinham outro discurso: a fala cínica da oposição fácil e irresponsável. Uma pesquisa feita pela professora Mara Montezuma Assaff rememora algumas bobagens ditas no passado pelos líderes Luiz Inácio Lula da Silva e Jaques Wagner.

Em 26 de Julho de 2002, a Agência Folha informava: O líder petista Luiz Inácio Lula da Silva acusou hoje, em Santa Maria (RS), o governo da Bahia de ter provocado a violência, saques e arrastões durante a greve da Polícia Militar para que os grevistas encerrassem o movimento:

“Acho que, no caso da Bahia, o próprio governo articulou os chamados arrastões para criar pânico na sociedade. Veja, o que o governo tentou vender? A impressão que passava era de que, se não houvesse policial na rua, todo o baiano era bandido....”A Polícia Militar pode fazer greve. Minha tese é de que todas as categorias de trabalhadores que são consideradas atividades essenciais só podem ser proibidas de fazer greve se tiverem também salário essencial. Se considero a atividade essencial, mas pago salário micho, esse cidadão tem direito a fazer greve.

O então deputado Jaques Wagner (PT-BA), conforme registra o Diário do Congresso Nacional, Seção I, do ano de 1992, no passado também fazia demagogia com as greves dos militares: [...] Por isso, registro minha solidariedade aos 110 oficias e policiais militares já punidos e reitero veementemente meu apelo ao Comando da Polícia Militar para que, em vez de simplesmente seguir as ordens do Governador do Estado da Bahia, sempre impermeável às reivindicações do funcionalismo do nosso Estado, tente sensibilizar o Executivo do nosso Estado no sentido de que sejam atendidas as reivindicações das esposas dos militares que, na verdade, estão indo às ruas porque não têm como comprar alimentos para a família.

Atualmente, a petralhada tira proveito do movimento dos Policiais e Bombeiros Militares como mais um episódio dentro da tática de desmoralizar as Forças Armadas e Auxiliares para a implantação do socialismo sindical capimunista no Brasil. O discurso oficial contra as greves é puro ilusionismo. Os petralhas armam seu golpe. Mas só vão cair os que forem muito otários.

Deu bolo...

Os jornais noticiam que, um dia depois de comemorar seu aniversário com PMs grevistas durante o cerco à Assembleia Legislativa da Bahia, o general Gonçalves Dias, comandante da Sexta Região Militar, foi afastado do comando da operação para reprimir a greve.

O comandante militar do Nordeste, general Odilson Sampaio Benzi, viajou a Salvador e se encarregou pessoalmente da operação contra os grevistas.

No Exército, ontem se comentava que a atitude demagógica de Gonçalves Dias (ex-segurança pessoal do presidente Extalinácio) o aproximava muito do Almirante Aragão – aquele que abraçava os marinheiros amotinados nos idos de 1964...

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 9 de Fevereiro de 2011.

4 comentários:

vidalvo de Oliveira disse...

OLÁ AMIGOS,
esta grave da policia baiana é mais um estratégia revolucionaria é mais um processo político para desmoralizar as forças armadas brasileira porque tudo e qualquer conflito que acontecer o governo e seus lacaios vão resposabilizar o Exercito brasileiro para que depois os chefes comunistas que estão na moita pedir indenização ao estado por tortura, antes essa gente que hoje querem esmagar militares inocentes eram a favor de qualquer tipo de grave até se uma grave fosse feita nos sanitarios dos gordos comunistas.

Vidalvo de oliveira

MAURO disse...

Em 2001, Lula se armou do mais covarde oportunismo eleitoreiro para insuflar a greve da PM baiana, declarando que os policiais militares tinham mesmo é que cruzar os braços por receberem uma mixaria de salário. Insatisfeito com a patifaria, insinuou que o então governador César Borges estava interessado em mostrar para o restante do Brasil que todo baiano era bandido. Em respeito ao seu estado de saúde, abstenho-me de afirmar que, desfilando a mesma covardia de 2001o ex-presidente se mantém convenientemente distante do evento.
Por mais que Lula e Jaques Wagner se esforcem, obviamente, jamais conseguirão me persuadir de que todo baiano é bandido. Mas a leviandade de um e a irresponsabilidade do outro, com certeza, me induzem a pelo menos considerar a hipótese de que todo petista é mau caráter!

Anônimo disse...

Ainda não consegui entender o que uma mais que justíssima reivindicação salarial pedida pelos PMs da Bahia e que obrigatoriamente deveria ter sido extendida a TODOS PMs do Brasil para que seus salarios, regalias econômicas e sociais fossem equiparadas aos PM de Brasilia, teve a ver com uma ocupação estupida, sem consistência lógica, do edificio onde está a Assembleia Legislativa?

Porquê? Greve è greve e ocupação è ocupação! Aqui e em todo lugar! Logo, leva-me a acreditar que a petralhada bastarda como sempre, resolveu se infiltrar no movimento grevista, contaminá-la e levála a executar atos irracionais afim de esvaziar seus altruistas propositos reivindicativos.

Quanto ao grande G que lá fora tem obra louvável para com a evolução e melhoria política da Humanidade, aqui, neste triste país, ela nem está preocupada com nossa sorte. Apenas olha para seu umbigo e acompanha a baderna com os politicos! Quando ao bode, coitado, ele foi devorado pelo tal putativo zé, agente secreto de Cuba e pelos seus seguidores melancias. Tudo o resto è lirismo!

Povo que não conheçe sua História, está condenada a repeti-la! Nem o grande G, nem os tenentes a conhecem!

Pierluigi disse...

Ha, ha, ha... só dando risada!
Cada mente fértil, língua ferina, espírito de porco!