quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

PT investe na radicalização das PMs para criar caos e se beneficiar de estado de emergência em vácuo de poder

Edição do Alerta Total – http://www.alertatotal.net
Leia mais artigos no site Fique Alertawww.fiquealerta.net
Por Jorge Serrão

Não é sincera a preocupação do governo Dilma Rousseff de que a crise nas polícias militares se estenda a seis estados. Na verdade, os estrategistas do Palácio do Planalto já têm a fórmula política para tirar proveito de uma eventual radicalização dos manifestantes que coloca em risco a segurança pública que já não existe direito no Brasil. Quando o clima institucional se agravar, para evitar que algum opositor ocupe um eventual vácuo de poder, Dilma assume sua linha de “dama de ferro” e aproveita algum “estado de emergência” (ou até de sítio) para ampliar, dentro da nossa frágil margem constitucional, os poderes despóticos da máquina capimunista.

Embora discurse contrariamente, numa suposta defesa democrática e da garantia da lei e da ordem, a máquina de distúrbios petralha usou e abusou de seus agentes sindicais para insuflar o movimento radical dos policiais militares e bombeiros – que inegavelmente necessitam de melhor remuneração e estrutura, na maioria dos 27 estados da federação. Para complementar ainda mais os planos de geração de caos social para se fortalecer no poder, a petralhada ainda usou as Forças Armadas para legitimar sua ação. Na cabeça da opinião pública, o governo alimenta ainda mais a ideia de um “Exército autoritário, para uso em intervenções de força contra a desordem”.

Além disso, a turma verde oliva cai na armadilha de fazer o papel de Polícia Militar, no lugar da força que se rebela. O esquema petralha rebaixa o papel original das Forças Armadas – de defesa da Pátria e da soberania nacional – para submeter os militares ao papel subalterno de substituir suas próprias forças auxiliares (as PMs). As legiões só entram de gaiatas nesta história por irresponsabilidade de um Núcleo desestruturador que cumpre a missão criminosa de desmoralizar, por dentro, a expressão do Poder Militar no Brasil.

O desaparelhamento e o achatamento salarial das Forças Armadas recebem um complemento perfeito para que a opinião pública as considere “inúteis, ineficientes e sem poder de reação para cuidar dos reais interesses da Nação”. Quando o processo de desmoralização militar estiver concluído, os estrategistas petralhas cuidarão de sua reengenharia, usando os jovens oficiais que já estão sendo formados com este fim. Com militares neutralizados ou cooptados politicamente, fica fácil o projeto final de ampliação e perpetuação do poder petralha.

O esquema golpista em marcha se ressente do fato de não ter condições de aparelhar ideologicamente a maior força pública militar do País, a do Estado de São Paulo, que é uma reserva moral para apoio à banda boa das Forças Armadas, em caso de vácuo institucional. Mas o Governo do Crime Organizado sabe que pode tentar desmoralizar a PM paulista, repetindo a tática terrorista dos 251 ataques a alvos policiais e rebeliões em presídios, em maio de 2006. O esquema petralha também ajuda a plantar reportagens que associam a PM e a tropa de elite Rota a supostos autoritarismos e abusos dos direitos humanos – como as recentes mentiras propagadas pelo senador petista Eduardo Suplicy sobre a desocupação do Pinheirinho, em São José dos Campos.

O movimento anti-democrático do Governo do Crime Organizado já está mais que manjado. O golpe institucional petralha já está identificado claramente. Resta aguardar se os militares ainda não contaminados pelo Núcleo de traidores da Pátria terão condições políticas e operacionais de reagir para evitar o desmonte final das Forças Armadas e, por conseguinte, da própria soberania do Brasil.

O sabiá vai cantar de galo?

A orientação editorial já foi dada pelos marketeiros do governo e regiamente cumprida pela mídia amestrada.

O General Gonçalves Dias, ex-segurança de Lula, deve ser retratado como grande combatente e herói das operações de guerra contra os PMs baianos – que estão sendo usados politicamente pelos agitadores petralhas.

Gonçalves Dias é preparado pelo PT para ser o futuro comandante do Exército, assim que for promovido a quatro estrelas.

Ontem, foi muito fofa a cena do General, comendo bolinho de aniversário, abraçado com os grevistas...

Resta aguardar se na poética terra de palmeiras verde olivas, vão deixar o sabiá do Gonçalves Dias cantar de galo...

Leia, abaixo, os artigos: Corruptos & Ideologistas, Bucha de Canhão, e Esquizofrenia geral.

A derretida do Mantega

O negócio imediato dos petistas é blindar Guido Mantega que pode até perder seu posto na reforminha ministerial.

A base governista no Senado vai derrubar os requerimentos da oposição para que o Ministro da Fazenda explique a demissão de Luiz Felipe Denucci da presidência da Casa da Moeda por suspeita de corrupção.

O presidente da Câmara, deputado Marco Maia (PT-RS), também descartou uma convocação de Mantega, no plenário, pelo mesmo motivo.

Leia, abaixo, o artigo: A omissão de Mantega: Casa da Moeda e Petrobras

Vida que segue... Ave atque Vale! Fiquem com Deus.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 8 de Fevereiro de 2011.

20 comentários:

PEC-300 disse...

Vejam como Lula e Dilma estão na origem da radicalização dos movimentos das PMs Brasil afora. Não é uma opinião, é um fato.


COM VÍDEO E TUDO

Anônimo disse...

Campanha de Dilma usou reajuste de PMs para fazer terrorismo contra Serra; agora, quer dar um beiço nos policiais


http://www.pec300.com/2010/11/temer-ouve-de-dilma-apelo-contra-pec-do.html

Alberto. disse...

O Gen Gonçalves Dias não seria a reencanação do Almirante Aragão? Há bons motivos para pensar!
Alberto.

Alberto. disse...

Alguma semelhança com a greve de 2001, é mera patifaria!Os contrários de hoje são os mesmos, a fovor, de 2001. Petistas, tenham a santa paciência!

Anônimo disse...

BAHIA - GREVE DA PM - OFICIAIS ADEREM AO MOVIMENTO.


COMUNIDADE DOS POLICIAIS E DOS BOMBEIROS DO BRASIL.


BA: Oficiais da PM acabam de aderir à greve

Carlo Germani disse...

O teu artigo,Serão,é uma prova de que ainda existe uma minoria de JORNALISTAS,como você.O artigo é inquestionável.Parabéns pela coragem de denunciar o pretenso "golpe de Estado" petista.

Anônimo disse...

O Exército apenas está na Bahia para matar, fuzilar, prender os PMs que reclamam melhoria salarial! A terrorista escolheu o mais soviético dos nossos generais! Não foi por acaso!

Procedem como tropas de ocupação, como terroristas!

Ontem, aquela foto do general gonçalves dias enviado e escolhido diretamente pela terrorista, chorando comovido com lágrimas de crocodilo, bem me enganou! Ele não só è petralha como também comissário vermelho à boa maneira soviética, e o Brasil nada significa pra ele, pois se trata de mais internacionalista.

Vai haver sangue nas ruas, agora ou daqui a poucos meses para a real instalação de um regime soviético nos moldes bolivarianos de chávez.

Guerra civil está começando! Quem mata também morre!

Anônimo disse...

EIS O PT:

SEM SENSACIONALISMO.
Sem alarde, José Eduardo Cardozo tem conversado com as emissoras de TV para que a greve da PM da Bahia não seja noticiada com espalhafato ou sensacionalismo.
Lauro Jardim. Veja on line - http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/

Anônimo disse...

EIS O PT:

SEM SENSACIONALISMO.
Sem alarde, José Eduardo Cardozo tem conversado com as emissoras de TV para que a greve da PM da Bahia não seja noticiada com espalhafato ou sensacionalismo.
Lauro Jardim. Veja on line - http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/

Anônimo disse...

O general gonçalves dias vai ser o primeiro comissario vermelho das nossas bocheviques FA tal como leon trotsky quando criou o Exército Vermelho!

Depois de ter nos ombros as 4 estrelas vermelhas, irá ser promovido a marechal bolchevique! O primeiro da nova era militar no Brasil. A ver vamos!

Ronald disse...

A PTralhada escroque e escrota vai lentamente alcançando seus intentos mas a pergunta que não quer calar é : e a sociedade civil vai mesmo continuar anestesiada usufruindo a farra do crédito (ir)real ?

E os militares sérios ? Com certeza existem muitos ainda. Também ficarão de braços cruzados ? Não quero crer, não POSSO crer.

Sds

Anônimo disse...

Curiosamente sem que ninguém dê atenção, quase todos 3.000 mlitares do exercito vermelho brasileiro superiormente comandados pelo general comissario vermelho bolchevique gonçalves dias e nomeado expressamente pela terrorista, estão cercando os PMs que lutam por justíssimas reinvidicações salarias para os chacinar, massacrar!

Porque não estão vigiando os locais onde os saques continuam? Porque não estão vigiando os locais onde houve mais assassinatos ou zonas populacionais de maior instabilidade social?

Estará esse comissario vermelho petralha general de 3 estrelas vermelhas procurando a quarta? Certamente que sim!

Anônimo disse...

Quem te viu… – O silêncio do PT diante da greve de policiais militares da Bahia já era esperado. A missão de enfrentar a opinião pública ficou a cargo do governador Jaques Wagner, a quem compete dar as devidas explicações sobre o caos que se instalou na terra de todos os santos.

O acanhamento petista, que não aconteceu por ocasião da reintegração de posse de área conhecida como Pinheirinho, em São José dos Campos (SP), se deve ao fato de que ilustres petistas patrocinaram greve da mesma PM baiana em 2001. É o caso do próprio Jaques Wagner.

Além do governador baiano, o ex-presidente Luiz Inácio da Silva patrocinou e incentivou a greve dos policiais militares da Bahia, em 2001. Na ocasião, Lula, que engrossava o estridente discurso oposicionista, acusou o então governador baiano César Borges de ter incitado a violência, saques e arrastões durante a greve da PM para, de acordo com o ex-metalúrgico, enfraquecer o movimento grevista.

Durante a Caravana da Agricultura Familiar, realizada em julho de 2001 na cidade gaúcha de Santa Maria, Lula disparou contra o Palácio de Ondina, sede do Executivo baiano. “Acho que, no caso da Bahia, o próprio governo articulou os chamados arrastões para criar pânico na sociedade. O que o governo tentou vender? A impressão que passava era a de que, se não houvesse policial na rua, todo baiano era bandido. Não é verdade. Os arrastões na Bahia me lembraram os que ocorreram no Rio em 92, quando a Benedita [da Silva, petista e atual vice-governadora do Rio] foi para o segundo turno [nas eleições para a prefeitura]. Você percebeu que, na época, terminaram as eleições e, com isso, acabaram os arrastões?”, disse o agora situacionista Lula da Silva.

Sobre o direito de greve dos servidores públicos, matéria que aguarda aprovação por parte do Congresso Nacional há mais de duas décadas, Lula defendeu a tese de que todo trabalhador tem o direito de cruzar os braços. “A PM pode fazer greve. Minha tese é que todas as categorias de trabalhadores que são consideradas atividades essenciais só podem ser proibidas de fazer greve se tiverem também salário essencial. Se considero a atividade essencial, mas pago salário mixo, esse cidadão tem direito a fazer greve. Na Suécia, até o Exército pode fazer greve fora da época de guerra”, declarou Luiz Inácio.

É sabido que a incompetência de Lula leva a discursos vazios e oportunistas, mas o ucho.info quer saber se o ex-presidente continua agarrado ao discurso de então ou mais uma vez jogará a coerência na vala do descarte. Como bem disse o próprio Lula, para alfinetar sues adversários políticos, “nunca antes na história deste país”.

Anônimo disse...

Proibam todas as greves, públicas e privadas. Permitam aos descontentes a saída com todos os direitos, para que procurem no mercado de trabalho o salário justo.

Alguém topa?

marcos disse...

Vcs vão ver a enxurrada de greves daqui pra diante. E muitas envolvendo os trabalhos para a Copa.

Anônimo disse...

Porque razão os salários de TODOS PMs do Brasil não são equiparados aos salários que os PMs em Brasilia recebem?

Nos PMs do Brasil, ums são mais iguais que os restantes? Uns são filhos e outros são afilhados? Os PMs de Brasilia são os mocinhos e os PMs do resto desta Nação são os maus? Será que proteger políticos compensa mais financeiramente do que defender o povão? E de onde vem o dinheiro que o governo terrorista gasta? Não è do povão? Então respeite quem protege o povão!

Está a decorrer um golpe de estado institucional promovido pela terrorista e pelo PT. Só não vê quem não quer ver!

Só falta este outro novo general mandar fuzilar os grevistas! Nada me admira!

Anônimo disse...

Serrão, sou I novamente e again!

Não temo pelo pior, pois tudo isso passará.

O Brasil e seus governantes criminosos estão provocando, a todo custo, a força da revolta e do reequilíbrio que eles não acredita ou sequer suspeitam, pois é isso que os derrotará: "O ciclo de ação enantiodrômica" que logo, logo vai reivindicar o reequilíbrio das coisas no Brasil.

Isso vai ocorrer, assim como o Sol nasce e se põe todos os dias, Serrão. Digo mais: É INEVITÁVEL!

O atual governo está desafiando forças das quais eles, certamente, não têm uma compreensão exata e sadia, pois os principais mentores petistas são, hoje, são veículos de adesão de forças que sabem o quanto é importante tiranizar o Brasil com um governo de esquerda. Sei bem que são poucos os mentores petistas que catalizam o poder e a ação desta "obscura sombra".

Não sabem eles que a cama que os derrotará já está armada há tempos, Serrão.

Ainda há homens públicos de fibra, também são poucos, sei bem disso. Os mesmos, também estão em pontos estratégicos e com a faca e o queijo na mão. Serão - e já estão sendo! - provados. Só não ver quem realmente tem uma cegueira existencial.

Serrão, filho!, quem é o animalzinho de Deus que dará o alarme de que a "grande onda está por vir"?

Uma coisa eu não discorde de jeito algum dentro deste tabuleiro goepolítico brasileiro: São Paulo não pode cair! Assim como Londres durante a Segunda Grande Guerra, deve ser defendida a todo custo. Ali, portanto, já há uma grande batalha entre estas duas forças no Brasil.

Ainda não respondeu! (rs, rs, rs)
hugs

Anônimo disse...

Serrão;

Tua visão sobre a questão tem coerência. Mas, também há um outro enfoque do qual eu (ainda) não li na mídia nenhuma linha sequer, que é, felizmente, possível de ocorrer e que versa sobre o finalmente "acordar" das nossas gloriosas FFAA para o achatamento inquestionável dos seus próprios soldos e completo desmonte do seu parque de armamento. Entretanto, não há dúvida que os "melancias" mais estrelados certamente já devem ter visto esta faceta do prisma, e avisado o chefão, o articulador oculto, digamos, um certo Zé, treinado em Cuba e oficialmente "cassado", é aquele que dispensa apresentações, mas sempre é "consultado" quando podem criar um fato político que possa empurrar o País mais para a cor central da melancia madura. E este fato político já começou, e irá se alastrar como rastilho de pólvora por todos os demais Estados. O Zé manda que coloquem o bode na sala, e depois o retirem, se passando como bons moços.
Não nos "atrevamos" a fazer nenhuma conjectura sobre o final de tudo, visto que o desmonte das nossas gloriosas FFAA também passa pelo afastamento daqueles oficiais mais antigos, ainda remanescentes de 64, aliado a que quem está mais ao lado da tropa são os tenentes, óbviamente oficiais mais jóvens e que não vivenciaram aqueles anos, e, por outro lado, o contingente cooptável dos "bolsa-família" é considerável.
Não se duvide que, desta vez, o Zé se superou! Parece que finalmente encontrou uma brecha nas muralhas de Jericó. Só nos resta torcer para que o bom-senso triunfe, e não se conclua com o nosso pálio pátrio manchado de púrpura, por culpa de inconsequentes. O Olho que Tudo Vê não fechará jamais, pois o G não dorme nunca, e não abandonou o Brasil. O porvir dirá.

Um fraterno abraço deste seu amigo amazônida,

Roberto Santiago

Anônimo disse...

Se o governo mandar embora todos os grevistas e abrir concurso para admissão de substitutos PELA METADE DO SALÁRIO ATUAL, a fila de candidatos vai ser imensa.

Então, quem disse que os salários atuais não são justos?

Injustiça se faz com os desempregados, que querem trabalhar, enquanto grevistas irresponsáveis poem fogo na sociedade.

Anônimo disse...

É triste ver o exército sendo usado para subjugar o seu próprio povo,em armações de políticos corruptos eleitos pela falta de instrução da população. Com certeza São Paulo é o ultimo castelo de resistência a ser derrubado para a tomada total de poder. Estamos ferrados.