domingo, 5 de agosto de 2012

É Fumaça de Gol... Contra quem?

Artigo no Alerta Total – www.alertatotal.net
Por Jorge Serrão

A turma que estuda marketing e presta atenção nas marketagens conhece bem aquele papo da expressão chinesa wei-ji. A palavrinha significa, ao mesmo tempo, crise e oportunidade. Em politica, na prática, o famoso vocáculo do velho I Ching significa: quando tem crise é que algo muda de algum modo. Ou, na tradução livre de meu oráculo caboclo: “Vai dar merda”...

A petralhada vive seu momento de wei-ji. O julgamento do mensalão, que pareceria uma impunidade cuidadosamente programada, já dá sinais de que pode render dissabores inesperados para os principais membros da “organização criminosa”. O chefão máximo dos petistas, coitado, luta pela sobrevivência, para se livrar totalmente de um câncer (que seus médicos juram ter obtido o milagre da cura). E, agora, a Presidente Dilma Rousseff se vê diante da maior encruzilhada econômica em sua gestão: o preju na Petrobrás.

Dilma está na maior m... Véspera de eleição, não fica bem reajustar os preços dos combustíveis – fator apontado, junto com a alta do dólar, como o vilão para o primeiro prejuízo, em 13 anos (número cabalístico petralha), da maior empresa da América Latina. O último prejuízo da estatal de economia mista foi no primeiro trimestre de 1999, quando houve a maxidesvalorização do real. Na ocasião, a estatal registrou perda de R$ 1,539 bilhão. Agora, o preju foi de R$ 1,346 bilhão. Mas, mesmo com as perdas, a Petrobrás acumula lucro líquido de R$ 7,868 bilhões no primeiro semestre. Por que, então, tanto problema?

A turbulência na Petrobrás tem várias implicações delicadas. Primeiro, a terrível guerra dentro do petralhismo travada entre Dilma e o ex-presidente da empresa, José Sérgio Gabrielli, que sempre foi protegido do Lula. Quando Dilma emplacou sua amiga Maria das Graças Foster no comando da empresa, para a dura missão de sanear onde havia sérios problemas, acirrou a antipatia interna que uma parte da cúpula petralha tem com ela a séculos, desde quando veio do PDT de Brizola para o PT do Josef Dirceu.

Dilma sabe que a Petrobras é seu calcanhar de Aquiles. Os interesses ali envolvidos são imensos. Quem controla a empresa, na verdade, não é o governo brasileiro – que apenas aproveita suas verbas para politicagens. Quem manda ali, realmente, a Oligarquia Financeira Transnacional que comanda o setor global de petróleo, gás e energia. O objetivo dos controladores se resume em três palavrinhas: lucro, lucro e mais lucro. O poder eles já tem há séculos.

Tal oligarquia globalitária, quando tem seus interesses feridos, contrariados ou prejudicados, é quem faz funcionar o princípio do wei-ji. Ou seja, tira-se do poder quem lhes atrapalha. O processo é simples. Troca-se seis por meia dúzia. Tudo parece que muda, para ficar a mesma coisa. Um fantoche é trocado por outro marionete para que o sistema de poder real mundial não se altere.

Por isso, a crise na petrobrás, uma reviravolta no mensalão, novidades no caso Cachoeira e outras surpresas que podem surgir a qualquer momento, devidamente plantadas na mídia amestrada, são capazes de abrir caminho para mudanças políticas que sejam convenientes para os verdadeiros donos do poder. Os controladores são os donos da bola do jogo.

Como diria o sábio e saudoso locutor esportivo Waldir Amaral (indivíduo competente...), estamos em ritmo de “fumaça de gol”. Pena que seja, novamente, um forte sinal de gol contra o legítimo interesse nacional do Brasil. Que a Oligarquia globalitária arma mais um golpe um golpe, a petralhada aloprada nem precisa ter dúvida. E, neste jogo sujo, tudo indica que os militares nem serão convocados para bater uma bolinha... A nova modalidade já foi testada e aprovada no Paraguai...

Eis a conjuntura em que pode ser criado, de repente, um rápido vácuo de poder – que será ocupado por quem for mais ágil e bem preparado tática e estrategicamente para a missão. “É fumaça de gol”... Mas o jogo do poder real é para “indivíduos competentes”... Vamos esperar para saber na horta de quem vai chover...

Pena que a maioria esmagadora dos brasileiros só possa assistir a este jogo como torcedores ignorantes e bestificados de uma realidade que não conseguem mudar para melhor! Em tempos olímpicos, contentemo-nos com a Medalha de Ouro. Dos tolos, é claro...

Jorge Serrão é Jornalista, Radialista, Publicitário e Professor. Editor-chefe do blog e podcast Alerta Total: www.alertatotal.net. Especialista em Política, Economia, Administração Pública e Assuntos Estratégicos.


O Alerta Total tem a missão de praticar um Jornalismo Independente, analítico e provocador de novos valores humanos, pela análise política e estratégica, com conhecimento criativo, informação fidedigna e verdade objetiva.


A transcrição ou copia dos textos publicados neste blog é livre. Em nome da ética democrática, solicitamos que a origem e a data original da publicação sejam identificadas. Nada custa um aviso sobre a livre publicação, para nosso simples conhecimento.


© Jorge Serrão. Edição do Blog Alerta Total de 5 de Agosto de 2012.

2 comentários:

Anônimo disse...

O Brasil está se transformando na Bolívia da AL, rapidamente. Na Olimpíada, a vaca já foi pro brejo. Agora é esperar que o boi a acompanhe, e torcer, muito, muito, para que seja em breve.

Carlo Germani disse...

Caro Jorge Serrão,

No questionamento e na denúncia da
ação oculta da Oligarquia Financeira Mundial,o seu blog,é uma exceção.Apenas coloco um adendo:o "coringa" do poder globalista financeiro,tem nome:o maçom (*) Michel Temer.

(*)Maçom "adormecido" para a maçonaria barsileira,mas não,para a Europeia (inglesa) e dos EUA.